conecte-se conosco


Política e Governo

Evento apresenta potencialidades de investimento no Espírito Santo para empresários paulistas

Publicado

Em um auditório lotado, com cerca de 200 empresários e os principais players da indústria, inovação e do mercado de fundos de investimento de São Paulo, o Governo do Espírito Santo apresentou as principais potencialidades de investimento no Estado para prospecção e atração de empresas para o território capixaba, além da geração de novos negócios.

A ação fez parte do fórum empresarial Buy ES, que aconteceu nesta quarta-feira (08), na capital paulista. O evento foi promovido pelo Governo do Estado, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), e pela Apex Partners. 

O governador do Estado, Renato Casagrande, destacou que as discussões realizadas durante o fórum dão oportunidade de apresentar o Espírito Santo aos empresários interessados em desenvolver parcerias de negócio. “Falar bem da gente mesmo pode parecer arrogante, mas o Espírito Santo ficou muito tempo acanhado pelos vizinhos. É muito bom que a gente possa divulgar o que conquistamos nos últimos anos. Não somos uma ilha e por isso dependemos do que acontece e o que acontecerá no Brasil. Temos que trabalhar muito para termos um País que encontre seu rumo e possa dar estabilidade à população”, disse.

Casagrande reforçou que o objetivo é de que o Espirito Santo seja uma referência na prestação de serviço público em todas as áreas. “Trabalhamos com cinco premissas e estas se relacionam com o setor produtivo: competitividade, justiça, inovação, desenvolvimento regional e sustentabilidade. Somos um Estado com boa gestão fiscal e recursos tanto para fazer investimentos quanto para atrair empreendimentos. Criamos o Fundo Soberano que serve uma parte como uma poupança intergeracional e outra para atração de empresas. Isso mostra que é possível sim ter uma visão a longo prazo na administração pública. Com continuidade dessas boas políticas, o Espírito Santo pode ir muito mais além”, pontuou.

O evento levou empresários capixabas de sucesso e representantes de segmentos produtivos, como a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e a Confederação Nacional da Indústria (CNI), para apresentar aos investidores paulistas o ambiente de negócios favorável capixaba, destacando as potencialidades locais, os atrativos fiscais, o polo de tecnologia e demais ecossistemas e cadeias produtivas de destaque, além de informações estratégicas que diferenciam o Espírito Santo, como os setores de infraestrutura e logística.

Leia mais:  Rede Inova Café desenvolve pesquisas para maior qualidade e produção no Estado

“O Bandes tem atuado de forma a alinhar a proposta de retomada de investimentos na economia, por meio dos programas de fomento e crédito produtivo. Os novos investimentos passam por uma série de ações para ampliar a capacidade de atração de novos negócios, a melhoria do ambiente para facilitar a vida dos investidores, entre outras ações importantes”, pontuou o diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira.

Além do meio empresarial paulista, participaram do evento representantes do mercado de private equityventure capital e seed capital e de universidades locais, interessados em gerar novas oportunidades de negócios e parcerias estratégicas para o desenvolvimento capixaba.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Ricardo Pessanha, salientou que iniciativas adotadas pelo Governo do Estado, com foco na sustentabilidade, segurança fiscal, educação, inovação e na competitividade, tornaram o ambiente socioeconômico do Espírito Santo atrativo a investimentos de diversos segmentos.

“O Governo do Estado tem se empenhado em adotar políticas públicas eficientes, trabalhar e garantir um ambiente próspero para negócios e que seja capaz de gerar emprego e renda para os capixabas. A cada anúncio empresarial que se concretiza no Espírito Santo, percebemos o quanto estamos avançando e nosso desejo é ir além. Um evento desse porte, que reúne grupos empresariais importantes, é uma experiência valiosa e, certamente, vai resultar em novas parcerias e projetos para o Estado”, disse Pessanha.

Um dos temas abordados nas mesas temáticas foi o Fundo de Investimento em Participações (FIP) Funses 1, fundo na modalidade venture capital multiestratégia, lançado recentemente pelo Governo do Espírito Santo, por meio do Bandes. O fundo é o maior da categoria no País e, com aporte inicial de R$ 250 milhões, vai permitir buscar a atração de novos negócios, gerando emprego e renda para a população do Estado, a partir do investimento de receitas provenientes da indústria do petróleo e do gás natural.

Leia mais:  Governador Casagrande anuncia R$ 70 milhões em investimentos na Serra

“A disponibilidade de mecanismos inovadores de investimento em empresas de base tecnológica e startups, como no caso do Funses 1, permite o crescimento de um ambiente de negócios promissor no Espírito Santo. A participação do Bandes em todo o processo de confecção do novo Fundo e nas discussões com os demais atores do ecossistema de inovação potencializa o Estado, em um futuro próximo, consolidando a vanguarda de formas de investimento que se enquadram nos conceitos de private equityventure capital e seed capital, e gerando novas oportunidades de negócios”, frisou o diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira.

Como estratégia da formação de carteira, o Fundo vai contar com um portfólio diversificado, investindo em setores estratégicos, com foco em inovação no ambiente produtivo e/ou social. Vale lembrar que o Fundo vai atuar em todos os estágios de fundraising, na jornada da empresa com investimentos de R$ 300 mil até R$ 30 milhões. É importante destacar que haverá a possibilidade de follow-ons nas empresas que melhor performarem, desde a aceleração até a Série A.

O secretário de Estado da Fazenda, Marcelo Altoé, também participou do evento. Ele considerou o evento muito proveitoso para abordar os diferenciais competitivos do Espírito Santo. “Mostramos aos participantes que o nosso Estado tem muito mais do que apenas bons indicativos econômicos. Não é ‘só’ Nota A em gestão fiscal, assim como não é ‘só’ recorde em arrecadação e ‘só’ com a menor dívida da história. É tudo isso resultando em mais investimentos e melhorias para a população e para quem deseja investir no Estado”, acrescentou.

Quais são os setores-alvo das investidas pelo Fundo

O Fundo de Investimento em Participações (FIP) Funses 1 tem uma tese multiestratégia e investirá, preferencialmente, nos setores de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC); Nanotecnologia; Varejo e Comércio Eletrônico; Economia Criativa, Serviços Financeiros; Economia Digital; Educação; Saúde e Ciências da Vida; Energias Renováveis; Químico e Materiais; Meio Ambiente; Agronegócio; Metalmecânico; Transporte; Logística; Rochas Ornamentais; Economia do Turismo e Lazer; Madeira e Moveis; e Confecção Têxtil e Calçados.

publicidade

Política e Governo

Empresa de papel e celulose anuncia intenção de realizar novos investimentos no Estado

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, participou, nesta quinta-feira (30), de uma reunião por videoconferência com o presidente da Suzano, Walter Schalka, que anunciou a intenção da empresa em construir uma fábrica de papel tissue e conversão no município de Aracruz. O projeto, ainda sujeito à aprovação por parte do Conselho de Administração da companhia, prevê que a unidade terá capacidade para produzir 60 mil toneladas anuais de tissue, produto a ser convertido em papel higiênico e papel toalha.

Atualmente, a Suzano possui uma unidade fabril em Aracruz e outra, em Cachoeiro de Itapemirim. A nova unidade fabril, terceira da empresa, no Espírito Santo, terá investimento inicialmente estimado em cerca de R$ 600 milhões. O projeto deverá levar dois anos até ser concluído. Durante o período das obras, a previsão é de que sejam gerados 300 postos de trabalho. Após o início da produção, cerca de 200 colaboradores e colaboradoras, entre diretos e indiretos, trabalharão na unidade.

Em sua fala, Casagrande destacou a política do Governo do Estado para atração de novos investimentos. “Já estive presente nos investimentos anteriores da Suzano, que é uma empresa que consideramos como estratégica para o Espírito Santo. Temos uma política de uso de crédito de exportação que permite que a empresa faça negociações no mercado, desde que a atividade seja ampliada, gerando emprego e aumento da arrecadação. É muito importante para nós que os empreendedores tenham confiança em vir e permanecer no Espírito Santo. Nossa tarefa é gerar oportunidades aos capixabas”, disse.

Leia mais:  Governo do ES cria aplicativo para comunicação entre professores e alunos

“Recebemos o anúncio da empresa com satisfação, já que este será o terceiro investimento no Espírito Santo da empresa, que é uma das maiores empresas de celulose do mercado. Este resultado demonstra que o Estado é atrativo e competitivo em função de uma gestão comprometida com o crescimento da economia capixaba. A ampliação de projetos e novos investimentos têm reflexos diretos na geração de oportunidades para os capixabas e na melhoria da qualidade de vida da população”, comentou o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Ricardo Pessanha.

De acordo com o presidente da Suzano, a intenção de construção de uma nova fábrica reforça o compromisso da empresa com o desenvolvimento do Espírito Santo. “No final de 2019, anunciamos investimento de quase R$ 1 bilhão no Estado, incluindo a construção de uma fábrica em Cachoeiro de Itapemirim. A unidade entrou em operação no início de 2021 e agora, menos de um ano e meio depois, anunciamos o plano de viabilizar mais um importante investimento no Espírito Santo”, afirmou Walter Schalka.

Leia mais:  Evair de Melo solicita medicamentos para hospitais capixabas

O projeto em Aracruz está sujeito à verificação de condições precedentes e ainda será submetido à análise do Conselho de Administração da Suzano e das autoridades locais competentes.

Continue lendo

Política e Governo

Estado autoriza construção do Centro de Excelência de Esportes para Pessoas com Deficiência

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, autorizou, nesta quinta-feira (30), o início das obras de construção do Centro de Excelência de Esportes para Pessoas com Deficiência. Com investimento de mais de R$ 6 milhões, o equipamento será construído na sede da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport), no bairro Bento Ferreira, em Vitória. O Centro vai atender a mais de 500 pessoas com deficiência por mês.

Durante a solenidade de assinatura da Ordem de Serviço, também foram lançados os editais dos programas Bolsa Atleta e Compete Esportivo, realizadas entregas de materiais esportivos do programa Campeões do Futuro, além das entregas dos certificados para captação de recursos financeiros pela Lei de Incentivo ao Esporte Capixaba (LIEC).

“Quero cumprimentar cada atleta e cada paratleta aqui presente. Esses investimentos que estamos fazendo são para vocês, que levam o nome do Espírito Santo para todo o Brasil e para o mundo. Sempre que vocês sobem ao pódio, a bandeira do Espírito Santo sobe junto e nada paga isso. Estamos iniciando a construção desse Centro, que será o segundo no País. Além disso, temos um conjunto forte de investimento no esporte. O Espírito Santo investe mais nessa área do que um estado do tamanho de São Paulo, que é o maior do Brasil”, afirmou o governador.

Casagrande lembrou que o Governo do Estado trabalha forte em favor da inclusão, citando a criação da Gerência de Políticas para a Pessoa com Deficiência (GEPPED), no âmbito da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), além da Central de Intermediação em Libras (CIL-ES), um serviço de tradução simultânea de forma a viabilizar a comunicação entre pessoas surdas e ouvintes, por meio de dispositivo digital.

O Centro de Excelência de Esportes para Pessoas com Deficiência terá uma área de 1.500 metros quadrados, sendo totalmente adaptado para as práticas esportivas, atendendo, assim, as seguintes modalidades: basquete em cadeira de rodas, bocha, goalball, rugby em cadeira de rodas e voleibol sentado. Além disso, a instalação terá duas salas multiuso, vestiários, arquibancada geral com capacidade para quase 200 pessoas, além de assentos para cadeirantes. Este será o segundo espaço deste tipo a ser construído no Brasil. Até o momento, apenas São Paulo tem uma estrutura semelhante.

Leia mais:  Governo do Estado investe quase R$ 100 milhões em obras nas escolas

“É um momento único para o paradesporto no Espírito Santo. A construção desse Centro é algo pensado e sonhado por muita gente, para beneficiar milhares de pessoas com deficiência aqui no Estado. Além disso, entregamos outros investimentos e lançamos os editais de dois importantes programas da Sesport”, frisou o secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu.

Estiveram presentes ainda a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo; além de atletas, paratletas e dirigentes esportivos.

Editais Bolsa Atleta e Compete Esportivo

A Sesport também lançou o novo edital do Bolsa Atleta e do Compete Esportivo, programas que já beneficiam financeiramente atletas capixabas de todo o Estado, que atuam em diversas modalidades. Os editais serão publicados nesta sexta-feira (1°), abrindo o prazo de inscrição para os dois programas. Com um investimento de R$ 4,7 milhões neste ano, as novas edições vão contemplar mais de 500 atletas e paratletas capixabas.

O edital deste ano do Bolsa Atleta continuará sendo dividido em quatro categorias e o benefício mensal repassado aos contemplados acontecerá da seguinte forma: R$ 500 (categoria estudantil), R$ 1,5 mil (categoria nacional), R$ 2 mil (categoria internacional) e R$ 4 mil (categoria olímpico). A previsão da Sesport é ofertar 170 bolsas, recorde da história do programa, sendo 19 a mais que no último edital, um investimento avaliado em R$ 2,7 milhões.

Para o Compete Esportivo, a previsão é que sejam emitidas mais de 600 passagens para destinos nacionais e internacionais, totalizando um investimento de quase R$ 2 milhões. Além disso, também foram entregues materiais esportivos do programa Campeões de Futuro para os municípios de Iúna, Linhares e Piúma. Ao todo, mais de duas mil crianças serão beneficiadas nessas três cidades, em núcleos de futebol, futebol de campo, futsal, ginástica rítmica, judô, entre outros.

Leia mais:  Governador sanciona lei que amplia o leque de oportunidades para agroindústrias do Espírito Santo

“Os atletas são referências, tanto os de alto rendimento quanto os amadores, além daqueles de fim de semana. Quem pratica esporte gosta de mostrar e incentivar os demais. Para nós, alimentar o esporte é tornar os capixabas cada vez mais protagonistas no Brasil. Somos uma referência na gestão do esporte com o Compete e o Bolsa Atleta e queremos ser cada vez mais em resultados”, afirmou o governador.

Certificados LIEC

Por fim, também foram entregues no evento os primeiros 15 certificados para empresas e instituições esportivas, autorizando cada uma delas a captar recursos para seus projetos já analisados da Lei de Incentivo ao Esporte Capixaba (LIEC).

Sancionada em abril do ano passado pelo governador Renato Casagrande, a lei será importante para promover atletas, clubes, federações, associações e competições esportivas, de forma geral, em todo o Estado, por meio de recursos captados pelos interessados com empresas instaladas no Espírito Santo que recolhem o Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS).

Com essa nova fonte de captação de recurso, a previsão é de que os benefícios para o esporte sejam inúmeros como: fomento ao esporte, de forma geral, aumento na quantidade de projetos esportivos; ampliação de eventos esportivos no Estado, abrangendo também os municípios do interior; apoio a atletas, equipes e clubes em torneios e competições; palestras e convenções ligadas ao esporte.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana