conecte-se conosco


Camisa 10

Ex-jogador do Corinthians é preso por furto a caixa eletrônico

Publicado

Policiais encontraram quase R$ 8,5 mil com o ex-meia Piá, após ação em duas agências bancárias de Cordeirópolis, no interior de São Paulo; delegado diz que ex-jogador já era monitorado

O ex-meia Piá, com passagens por Ponte Preta, Corinthians e Santos, está novamente envolvido em um caso de polícia. Ele, que atualmente trabalha como técnico de futebol, foi preso em flagrante neste sábado em Cordeirópolis, no interior de São Paulo, por furto de envelopes de depósitos em caixas eletrônicos.

Segundo o delegado William Marchi, de Cordeirópolis e da DIG de Limeira, Piá já vinha sendo monitorado e estava acompanhado de outra pessoa. Os dois – ambos de 46 anos – foram detidos quando deixavam a segunda agência bancária da cidade e levados para a delegacia local. Os policiais encontraram com eles R$ 141 em dinheiro e um cheque no valor de R$ 8.300,00.

Piá, ex-Ponte e Corinthians, é preso em Cordeirópolis  — Foto: Guarda Municipal de Cordeirópolis

Depois de prestarem depoimentos, Piá e o companheiro foram transferidos para Limeira, onde passarão a noite em uma unidade prisional. Uma audiência de custódia está marcada para o início da tarde de domingo para avaliar os próximos passos do caso.

É a quarta vez que Piá é preso pelo mesmo tipo de crime. As outras aconteceram entre 2014 e 2015.Na última, ele chegou a ficar oito meses na cadeia. Piá também já tinha passagens por porte de drogas e armas, além de falta de pagamento de pensão.

Segundo a Guarda Municipal, Piá passou a ser monitorado há alguns dias a partir de informações de que ele estava agindo em cidades da região. O levantamento encontrou o veículo que ele utilizou em outras ações e colocou a placa no sistema de alerta de Cordeirópolis, que acusou quando ele entrou na cidade na manhã deste sábado.

Em ação conjunta, viaturas da Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil encontraram o veículo estacionado próximo à área central. Os policiais aguardaram a saída da agência e fizeram a abordagem. Também foram apreendidos equipamentos para “pescar” envelopes, cheques, dinheiro.

Material apreendido no carro dirigido por Piá  — Foto: Guarda Municipal de Cordeirópolis

De acordo com o Boletim de Ocorrência, registrado como furto qualificado, Piá estava de motorista e ficou no carro enquanto o companheiro realizava a ação. O documento ainda diz que os dois confessaram a “prática delitiva”.

Histórico

A primeira vez que Piá teve o nome envolvido em caso policial foi em julho de 1999, quando ele, então atleta da Ponte Preta, foi indiciado como coautor do assassinato de um mecânico, em uma lanchonete de Limeira. A acusação era que Piá foi o responsável por dar a ordem para um primo pegar o revólver em seu carro e atirar na vítima. Ele foi absolvido.

Piá parou de jogar em 2011, pelo Aparecidense-GO. O auge da carreira foi entre 1999 e 2003, quando fez parte dos times da Ponte que atingiram as semifinais do Paulistão e também da Copa do Brasil, além das quartas do Brasileirão.

Já as passagens por Corinthians e Santos foram bem mais discretas. Pelo Timão, atuou apenas sete jogos durante o Brasileirão de 2004 antes de ser liberado pelo clube.

No Peixe, foi comprado ainda no início da carreira, em 1996, mas nunca se firmou e acabou repassado a outros times até ser comprado pela Macaca, em 2000. Durante o período no Santos, aliás, Piá conta que o Rei Pelé foi até o seu apartamento para cobrá-lo pelo comportamento pouco profissional fora de campo.

Além de Macaca, Corinthians e Santos, ele defendeu, entre outros clubes, Portuguesa, Santa Cruz, Coritiba, Inter de Limeira, Bragantino, São Raimundo, Rio Preto e Independente de Limeira, entre outros. Foram 26 clubes ao todo durante a carreira. Como treinador, dirigiu Independente, Novoperário, Batatais e Paraíba do Sul-RJ mais recentemente.

Leia mais:  Neymar não renova contrato e pode sair do Paris Saint-Germain
publicidade

Camisa 10

Presidente do Real Noroeste encontra com o desportista Enivaldo dos Anjos para falar de futebol

Publicado

O presidente do Real Noroeste de Águia Branca, Flaris Olímpio da Rocha, o Flaris, esteve conversando na manhã de segunda feira (10), com o desportista Enivaldo dos Anjos (PSD), e atual prefeito de Barra de São Francisco, onde o assunto era sobre futebol.

De acordo com Flaris, o desportista Enivaldo dos Anjos, gostaria que o Real Noroeste fizesse jogos do Campeonato Capixaba da série A, no Estádio Municipal Joaquim Alves de Souza, em Barra de São Francisco.

Flaris não descartou realizar jogos em Barra de São Francisco, mas para que isso ocorra, o Real Noroeste teria que ter o aval da Federação Capixaba.

Em agosto haverá a disputa da Copa Espirito Santo, e, provavelmente poderá ocorrer jogos do Real Noroeste em Barra de São Francisco. O desportista Enivaldo dos Anjos, quer ver em ação o Santos Futebol Clube, o Terror do Norte, na disputará da Copa Norte.

Leia mais:  Por que brasileiros estão vendendo a tocha olímpica
Continue lendo

Camisa 10

Governo confirma vacinação de 1,8 mil atletas a partir desta quarta

Publicado

Saúde e COB aceitaram doações da Pfizer/BioNTech e da Sinovac para imunizar delegação. População também será beneficiada

O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (11) a vacinação da delegação brasileira que estará nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Tóquio 2020. Não apenas os atletas serão imunizados contra a covid-19, mas também os dirigentes, membros das comissões técnicas, árbitros e jornalistas credenciados para as competição que acontece a partir de 23 de julho, na capital japonesa.

Ao todo, segundo o COB (Comitê Olímpico do Brasil) e o governo federal, serão 1.814 pessoas incluídas no PNI (Plano Nacional de Imunização) já a partir desta quarta (12), em Fortaleza, Rio de Janeiro e São Paulo. Em Brasília e em Porto Alegre, a vacinação acontecerá a partir da próxima segunda (17). Belo Horizonte também terá a vacinação, mas a data ainda não está definida.

“Nós vamos vacinar os atletas olímpicos brasileiros e as comissões técnicas para garantir que eles possam desempenhar muito bem as suas capacidades nos Jogos Olímpicos para que possam trazer muitas medalhas e ornamentar ainda mais o glorioso esporte brasileiro”, disse o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Tóquio 2020 vai de 23 de julho a 8 de agostoOs integrantes do governo federal presentes na entrevista coletiva, em Brasília, explicaram que as vacinas serão cedidas pelo COI (Comitê Olímpico Internacional), em cooperação com os laboratórios Pfizer/BioNTech e Sinovac. Por isso, para evitar uma nova escala de prioridades, as doses não deram descontadas das obtidas pelo país para imunizar a população geral.

Além disso, ficou acordado que para cada dose cedida para a delegação brasileira que vai aos Jogos Olímpicos, o COI vai doar outras duas vacinas para o SUS (Sistema Único de Saúde) – Ao todo, são 4.050 doses de Pfizer e 8 mil de Sinovac. Até o momento, quase 36 milhões de brasileiros (17%) receberam pelo menos a primeira dose da vacina; e cerca de 18 milhões (8,5%) de pessoas já receberam a segunda dose.

A um ano das Olimpíadas, falta de locais para treinar prejudica atletas |  Agência Brasil

“É a missão mais desafiadora que o COB já passou ao longo de sua história”, disse o vice-presidente do COB, Marco Antônio La Porta Júnior. “Dentro do Comitê Olímpico, passamos a mensagem de que gostaríamos de um benefício para os atletas e para a população. A palavra aqui não é outra a não ser ‘obrigado’.”

Atletas já vacinados

O programa do governo brasileiro e pelo COB é semelhante aos adotados também por outros comitês olímpicos nacionais. Estados Unidos, China, Grã-Bretanha, Alemanha e Austrália, algumas das maiores delegações nos Jogos, começaram a vacinar seus atletas. Segundo La Porta, 16 delegações nacionais já iniciaram seus programas de vacinação.

Atletas brasileiros, por treinarem e residirem no exterior, também já foram vacinados. O nadador Bruno Fratus, por exemplo, foi vacinado, na Flórida, nos Estados Unidos. Fratus treina e mora por lá e até quebrou o que estava chamando de “retiro de redes sociais” para divulgar uma foto da vacinação. Cotada para Tóquio 2020, a jogadora de futebol Marta é outra atleta que foi imunizada fora do Brasil. Ela atua pelo Orlando Pride, também nos EUA.

Leia mais:  Brasileirão: R$ 27 milhões de prejuízo com portões fechados; veja a renda líquida negativa de cada clube
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana