conecte-se conosco


Camisa 10

Ex-Ponte Preta, Índio cita ‘ameaças’ após acerto com o rival Guarani

Publicado

Ainda assim, o jogador de 28 anos se mostrou feliz pela escolha e fez questão de valorizar a conquista que todo torcedor bugrino

O volante Bruno Rodrigues, conhecido como Índio, tomou uma decisão polêmica no futebol. Ele deixou a Ponte Preta após o término da Série B do Campeonato Brasileiro e acertou com o rival Guarani. A medida não foi muito bem aceita por alguns em Campinas (SP) e ele viu as consequências nas redes sociais.

“Sou adepto às redes sociais, mas em virtude da rivalidade eu desativei os comentários. Claro que eu queria receber o carinho da torcida do Guarani e já vi que muitas pessoas começaram a me seguir, a me acompanhar. Mas tem o lado ruim também. O pessoal da Ponte Preta ficou um pouco chateado e tem algumas pessoas que são mais maldosas e ameaçam, falam palavras que não são legais. Então eu preferi bloquear as redes sociais para não ver coisas desnecessárias”, revelou.

Ainda assim, o jogador de 28 anos se mostrou feliz pela escolha e fez questão de valorizar a conquista que todo torcedor do Guarani se orgulha de ter o título do Brasileirão de 1978.

“Escolhi o Guarani pelo peso da camisa. É o único campeão brasileiro do interior, então a tradição, o peso que tem fazer um bom campeonato aqui, isso com certeza fez a diferença na hora da escolha. E o desafio também, acredito ser o momento de encarar um desafio desse tamanho, isso me motivou”, disse Índio.

O Guarani, até aqui, fechou com oito reforços: o goleiro Rafael Martins, o lateral-direito Éder Sciola, os zagueiros Airton e Thalles, os volantes Índio e Rodrigo Andrade, o meia Tony e o atacante Júlio César.

“No meu último clube joguei de primeiro e segundo volante. Minha preferência é jogar como segundo volante, chegando no ataque. Gosto de ter a bola e fazer o time jogar, mas hoje o jogador precisa se adaptar o mais rápido possível ao esquema do treinador”, finalizou.

O Guarani está no Grupo D do Campeonato Paulista ao lado de Mirassol, Santos e São Caetano. A estreia será em 1.º de março contra o Ituano, em Campinas.

Leia mais:  Governo do Estado realiza entrega de kits esportivos para contemplados pelo Bolsa Atleta
publicidade

Camisa 10

Flamengo ultrapassa Palmeiras e é o líder do ranking dos clubes da CBF

Publicado

Tabela foi divulgada pela entidade que dirige o futebol nacional, nesta segunda-feira, antes da definição da Copa do Brasil, da qual o alviverde é um dos finalistas

A conquista recente do título brasileiro colocou o Flamengo na liderança do ranking de clubes da CBF, ultrapassando o Palmeiras. A tabela foi divulgada pela entidade que dirige o futebol nacional, nesta segunda-feira, antes da definição da Copa do Brasil.

O time da Gávea soma 16.768 pontos, enquanto o alviverde paulista, campeão da Copa Libertadores, acumula 16.110. O Grêmio, adversário do Palmeiras na final da Copa do Brasil, é o terceiro colocado, com 15.180.

Vice-campeão brasileiro, o Internacional pulou do nono para o quarto lugar (13.310 pontos), seguido pelo Athletico-PR, que tem 12.968. Já o Cruzeiro, que atuou o ano de 2020 na Série B do Brasileiro e não conseguiu o acesso, caiu do quarto para o décimo posto, com 11.768 pontos.

Outros três times paulistas estão entre os dez primeiros. Finalista da Libertadores, o Santos é o sexto colocado (12.776 pontos), à frente do Corinthians, que tem 12.032. O oitavo colocado é o São Paulo (11.870), seguido pelo Atlético-MG, com 11.789 pontos.

O ranking de clubes da CBF, além de posicionar os times com melhor campanha na temporada, também serve para classificar times menores nas várias competições nacionais.

Uma nova versão será divulgada na semana que vem, após a definição da Copa do Brasil, com o segundo jogo entre Palmeiras e Grêmio, no Allianz Parque, domingo.

Leia mais:  Açúcar zero e nada de álcool, Tom Brady busca 7° título na NFL aos 43
Continue lendo

Camisa 10

Brasileirão: R$ 27 milhões de prejuízo com portões fechados; veja a renda líquida negativa de cada clube

Publicado

20) Sport – prejuízo de R$ 144,40 em 19 partidas em casa. O clube pernambucano não divulga o borderô completo, somente os valores do seguro-torcedor.

18) Atlético-GO – prejuízo de R$ 796.613,80 em 18 partidas em casa.

17) Athletico-PR – prejuízo de R$ 858.465,61 em 18 partidas em casa.

17) Athletico-PR - prejuízo de R$ 858.465,61 em 18 partidas em casa.

16) Red Bull Bragantino – prejuízo de R$ 960.923,66 em 18 partidas em casa.

15) Coritiba – prejuízo de R$ 1.111.454,86 em 19 partidas em casa.

14) Internacional – prejuízo de R$ 1.138.320,86 em 18 partidas em casa.

12) Corinthians – prejuízo de R$ 1.150.352,26 em 19 partidas em casa.

7) Bahia - prejuízo de R$ 1.227.866,67 em 18 partidas em casa.

11) Santos – prejuízo de R$ 1.165.632,23 em 19 partidas em casa.

10) Fortaleza – prejuízo de R$ 1.168.619,23 em 19 partidas em casa.

7) Bahia – prejuízo de R$ 1.227.866,67 em 18 partidas em casa.

5) Palmeiras – prejuízo de R$ 1.588.166,49.

4) Botafogo – prejuízo de R$ 1.804.113,33 em 19 partidas em casa, sendo que o borderô de uma delas (contra o São Paulo) ainda não foi divulgado.

2) Flamengo - prejuízo de R$ 3.234.340,85 em 19 partidas em casa, sendo que os borderôs de duas delas (contra Corinthians e Internacional) ainda não foram divulgados.

2) Flamengo – prejuízo de R$ 3.234.340,85 em 19 partidas em casa, sendo que os borderôs de duas delas (contra Corinthians e Internacional) ainda não foram divulgados.

1) Fluminense – prejuízo de R$ 3.355.612,27 em 18 partidas em casa.

Leia mais:  Morre aos 69 anos o jornalista esportivo Fernando Vannucci
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana