conecte-se conosco


Brasil

FAB terá sistema de rotas para que aviões evitem mau tempo

Publicado

Projeto vai começar a operar para aeronaves que decolam de Congonhas no início de 2020 e vai permitir voos mais seguros e confortáveis

A FAB (Força Aérea brasileira) vai testar um sistema inédito durante o período de alta temporada de voos neste verão, em que controladores de tráfego aéreo, com a ajuda de meteorologistas e sistemas de última geração vão oferecer rotas alternativas para que aviões possam voar sem passar por áreas de mau tempo.

Segundo militares do SRPV-SP (Serviço Regional de Proteção ao Voo de São Paulo), a medida deve oferecer aos passageiros voos mais confortáveis, com menos probabilidades de turbulência, e maior segurança.

Com esta iniciativa, as aeronaves já serão informadas com precisão de áreas de mau tempo antes mesmo da decolagem e já receberão instruções de rotas alternativas, planejadas em conjunto por meteorologistas e controladores de voo da FAB. 

Além disso, o órgão destaca que o sistema deve reduzir a carga de trabalho dos pilotos, com menos necessidade de intervenções para pedir para as torres de controle mudanças de rota.

Atualmente, os pilotos precisam solicitar e informar à torre de controle mudanças de rotas para evitar áreas de mau tempo. Isso resulta na necessidade de chamadas por rádio que exigem mais esforço dos pilotos e aumenta a demanda de trabalho para os controladores de voo.

O sistema também deve beneficiar as empresas aéreas, permitindo uma melhora no planejamento dos voos, resultando em redução do consumo de combustível e diminuição nos riscos de atraso.

Sala de controle operacional da Gol Linhas Aéreas em São Paulo

Leia mais:  Salário mínimo será de R$ 1.045, para repor perdas com a inflação
publicidade

Brasil

Médico morre eletrocutado na frente da noiva um dia antes de casar

Publicado

A noiva, inclusive, tinha postado há poucas horas no Instagram um vídeo mostrando a decoração para recepcionar os convidados após a celebração

Uma tragédia às vésperas do casamento tirou a vida do médico Denis Ricardo Faria Gurgel, de 31 anos. Ele morreu na última quinta-feira (29) após sofrer uma descarga elétrica, na zona rural de Cariri do Tocantins, sul do estado.

Denis e a noiva estavam às margens de uma represa, participando de uma sessão de fotos, quando tudo aconteceu.

A cerimônia de casamento aconteceria nesta sexta, em Gurupi.

O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas, infelizmente, ao chegar no local, o médico já estava caído, sem vida.

De acordo com relatos da noiva, os dois estavam com varas de pescar.

Um dos anzóis teria ficado preso em um fio de energia. O médico levou as duas mãos para retirar o anzol e levou a descarga elétrica. Segundo os bombeiros, o fio de energia não possuía proteção em alguns pontos.

Última foto mostra casal sorrindo e pescando minutos antes de médico sofrer choque e morrer nas vésperas de casamento

A última foto tirada pelo fotógrafo mostra o quanto o casal estava feliz.

A noiva, inclusive, tinha postado há poucas horas no Instagram um vídeo mostrando a decoração para recepcionar os convidados após a celebração.

Teixeira, o fotógrafo, e a noiva ainda gritaram por socorro a um funcionário da fazenda, mas devido à distância, cerca de 600 metros, o homem não conseguiu ouvir.

“Eu cheguei com a canoa perto, ele entrou descalço e começou a tirar a linha com a mão, mas sem triscar no fio. Já estava terminando, ele se desequilibrou e no reflexo, no impulso, para não cair, ele se apoiou no fio com a mão direita e já começou a receber a descarga elétrica”, disse o fotógrafo ao G1.

Leia mais:  Polícia investiga terceira morte suspeita de intoxicação por cerveja
Continue lendo

Brasil

Idoso recebe nota de R$ 420 e dá troco de R$ 320 em Unaí (MG)

Publicado

Jovem de 24 anos usou a cédula falsa que tem um bicho-preguiça desenhado para pagar uma dívida de R$ 100; suspeito foi preso

Um jovem de 24 anos foi preso nesta quinta-feira (29) após usar uma cédula falsa de R$ 420 para pagar um empréstimo feito por um idoso de 75 anos em Unaí, a 590 km de Belo Horizonte.

De acordo com a PM (Polícia Militar), o idoso se recusou a receber a nota que tinha, em uma das faces, um desenho de um bicho-preguiça e uma folha similar à da maconha. O suspeito teria, então, esbravejado com a vítima e alegado que a nota era verdadeira e que ele teria retirado a cédula em um caixa eletrônico da cidade. A vítima, então, aceitou a nota e ainda devolveu R$ 320 de troco.

O boletim de ocorrência indica que a vítima teria sido procurada, na última terça-feira (27) pelo suspeito, que é empregado de um vizinho. O homem pediu R$ 100 emprestados e prometeu que faria a devolução até o início de agosto.

Desconfiada, a vítima procurou a Polícia Militar, que foi até a casa do suspeito. O homem reafirmou ter recebido a nota no caixa eletrônico do banco e que já havia gasto o dinheiro repassado pelo idoso. O jovem também afirmou que estava em liberdade condicional e já havia sido detido por roubo e receptação.

Na residência, os militares encontraram maconha. Questionado, o suspeito confirmou que a droga era dele e que ele a levaria para uma fazenda, onde seria consumida pelo jovem e pela esposa. O suspeito foi preso e encaminhado a uma delegacia.

Leia mais:  Polícia Federal investiga grupo que fraudava a Previdência
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana