conecte-se conosco


Mundo Cristão

Festa da Penha: 450 anos de devoção e fé

Publicado

Pandemia trouxe mudanças no formato do evento que celebra padroeira do estado. Fiéis reforçam preces em momento de crise mundial

As multidões nas romarias e as aglomerações nas missas esse ano não serão vistas na Festa de Nossa Senhora da Penha. O maior evento religioso do estado chega aos 450 anos e terá novo formato: virtual. As celebrações de 12 a 20 de abril serão transmitidas via internet, mudança forçada pela pandemia do novo coronavírus, que obrigou a maior parte dos países afetados a adotar o isolamento social.

Se, por um lado, faltará o calor humano das centenas de pessoas que disputam espaço nas celebrações, por outro, o momento exige dos devotos ainda mais fé para superar a crise de saúde pública enfrentada globalmente e que tem gerado impactos em vários outros setores, em especial na economia. De acordo com os organizadores, a última edição do evento reuniu mais de 2 milhões de pessoas ao longo da programação de nove dias. Em formato virtual, o número pode ser bem maior, já que não há barreiras territoriais.

Neste ano, pela primeira vez, o dia da padroeira passa a ser feriado estadual previsto na Lei 11.010/2019, que estabelece o feriado na segunda-feira, oitavo dia posterior ao domingo de Páscoa. A organização do evento havia preparado uma programação com novidades, como missas e eventos culturais à noite, já contando com a expectativa de um público maior engrossado por fiéis vindos do interior capixaba.

Por conta da pandemia as celebrações que costumam arregimentar milhares ao Convento da Penha, o cartão postal mais famoso do estado, agora terão de ser acompanhadas remotamente, por meio da rede mundial de computadores. As tradicionais romarias dos homens e das mulheres, por razões evidentes, não acontecerão. Pelo menos não presencialmente.

Novo formato

Celebrações próprias da festa como o oitavário e as missas serão transmitidas pela Internet e pelo rádio, a partir da capela do Convento. A missa de encerramento, como já ocorria nas edições anteriores, terá transmissão pela TV.

“Além das celebrações, a programação na internet contará com documentários das festas anteriores e entrevistas. A programação cultural também não foi abandonada e diversos artistas e grupos se revezarão, durante o período da festa, para trazer sua homenagem à Nossa Senhora através de pequenos shows pela Internet. Algumas romarias também devem acontecer de forma virtual. Este é um projeto mais exigente e ainda está em elaboração”, explica o guardião do Convento da Penha, Frei Paulo Roberto Pereira.

Para ele, o momento de crise que vivemos também inspira a necessidade de mudança. “O mundo inteiro está se reinventando”, diz.

Em momentos transformadores muitos comportamentos são deixados de lado, outros – os essenciais – são reforçados. A experiência da fé, em momentos cruciais como este que estamos vivenciando, tende a ser reforçada”, afirma Frei Paulo Roberto Pereira.

“A fé, em grande medida é dom de Deus; e é também esforço humano. A primeira parte nunca falta, a segunda nem sempre pode ser notada. Entretanto, quando nos dispomos a silenciar, quando somos, de certa forma, obrigados a estar a sós conosco mesmos, então nos abrimos ao mistério de Deus, voltamos nosso olhar na direção donde vem nossa esperança”, complementa Frei Paulo Roberto.

Relatos de fé

Várias são as histórias de pessoas que atribuem bênçãos e graças a Nossa Senhora da Penha. As demonstrações de fé são expressas em diversas formas de homenagem.

A devoção à padroeira foi quase uma herança transmitida pelos avós e pela mãe de Rosânia Pinheiro. “Uma das lembranças mais fortes que guardo é da minha mãe suplicando a Nossa Senhora da Penha a cura da minha irmã, ainda novinha. Minha mãe conta que a minha irmã teve o que ela chama de “congestão”, que a deixou praticamente morta.

Em meio às orações e súplicas, dizia que se a minha irmã fosse curada, subiria o Convento da Penha carregando a minha irmã no colo”. Com a graça alcançada, a mãe de Rosânia saiu de São Mateus, no norte do estado, e cumpriu a promessa.  “Naquela época só existia a estrada de pedra. Hoje parece uma coisa ‘simples’ ir ao Convento da Penha, mas naquela época, pobres e aqui do interior tudo era muito mais difícil. Minha irmã foi curada e a promessa cumprida”, conta a devota.

Rosânia mantém um altar dedicado à padroeira, primeiro pedido ao esposo quando decidiram construir a casa.  “Quando meu marido soube que eu queria dedicar o oratório a Nossa Senhora da Penha imediatamente se emocionou e me contou que a mãe dele o tinha dado como afilhado a Nossa Senhora da Penha. E, na época, mesmo com mais de 10 anos de casados eu não sabia dessa história.

Para mim, aquele ali tinha sido o sinal que ela teria um lugar de orações na nossa casa. Esse cantinho é meu lugar de calma, de paz, onde entrego minhas lágrimas à mãe da Penha na certeza de que ela sempre intercede junto a Deus”, conta.

Leia mais:  Jesus Vida Verão espera atrair 30 mil pessoas por dia a Vila Velha
publicidade

Mundo Cristão

Socorrista do Samu canta louvor para acalmar idosa

Publicado

Profissional de saúde decidiu louvar a Deus para abençoar idosa

Um socorrista do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) decidiu cantar um louvor para acalmar uma idosa com um quadro de hipoglicemia. A atitude acabou repercutindo em Divinópolis, Minas Gerais.

O condutor socorrista Wellinton Vieira da Silva e a técnica de enfermagem que acompanhava, Adriana Alves de Souza, se deslocaram até o endereço ad senhora Maria Raimunda, de 85 anos, depois que ela ficou desacordada por ter uma queda brusca de pressão e da glicose.

“Quando eu cheguei a paciente estava com hematosa, com nível de glicemia baixo. Se eu não me engano, a glicose dela estava em 23. A critério do médico, fizemos a aplicação endovenoso de duas ampolas de glicose. A partir disso, a paciente recobrou a consciência e começou a falar, a agradecer a nossa equipe”, disse Adriana ao MGTV.

Após a aplicação do medicamento, enquanto a equipe observava esperando a reação da idosa, Wellinton percebeu um violão próximo a cabeceira da cama, pedindo então autorização para cantar um louvor. Ele então cantou a música “A Alma Abatida”, popular na Harpa Cristã.

“Quando estávamos recolhendo o nosso material, eu me ofereci a cantar um louvor para ela. Ela nos relatou que devido a pandemia, o isolamento social, não estava mais indo a igreja, estava até com quadro depressivo. Pedi permissão à família e cantei para ela”, contou Wellinton.

A letra diz:

Se tu, minh’alma, a Deus suplicas
E não recebes, confiando fica
Em Suas promessas, que são mui ricas
E infalíveis pra te valer!

Por que te abates, ó, minha alma?
E te comoves, perdendo a calma?
Não tenhas medo, em Deus espera, em Deus espera
Porque bem cedo, Jesus virá

Ele intercede por ti, minh’alma
Espera nEle, com fé e calma
Jesus de todos teus males salva
E te abençoa, dos altos céus

Terás em breve, as dores findas
No dia alegre da Sua vinda
Se Cristo tarda, espera ainda
Mais um pouquinho e O verás

Ele intercede por ti, minh’alma
Espera nEle, com fé e calma
Jesus de todos teus males salva
E te abençoa, dos altos céus

O momento em que o socorrista cantava foi registrado pela família da idosa e acabou viralizando nas redes sociais, levando a equipe a ser procurada pela TV Integração, que acompanhou o reencontro entre os profissionais do Samu com a idosa.

“Glória a Deus pela vida de vocês!”, disse Maria Raimunda ao rever a equipe.

Leia mais:  Deive Leonardo conta como tem impactado milhões: “Graça de Deus”
Continue lendo

Mundo Cristão

Musical cristão será lançado na Netflix em março

Publicado

A Netflix lançou na quarta-feira (24) o trailer do seu novo musical cristão “A Semana da Minha Vida”. O filme, com previsão de lançamento para o dia 26 de março, se passa num acampamento de verão religioso e conta com músicas de nomes consagrados do gospel.

O filme conta a história de um adolescente problemático chamado Will Hawkins (Kevin Quinn), que por causa de problemas com a lei, terá que escolher entre ir para a detenção juvenil ou para um acampamento de verão cristão, como forma de punição.

Will escolhe ir para o acampamento e se sente deslocado no início, mas “Will abre seu coração, descobre o amor com uma menina do acampamento (Bailee Madison) e o sentimento de pertencer ao último lugar que ele esperava conhecer”, de acordo com a Netflix.

O musical é recheado de movimentos de dança no estilo High School Music e músicas gospel animadas. É esperado que o repertório musical inclua sucessos de artistas cristãos como For King and Country, Amy Grant, Steven Curtis Chapman e Michael W. Smith.

O produtor e co-roteirista de “A Semana da Minha Vida”, Alan Powell, afirmou ao The Christian Post que sentia falta de bons musicais baseados na fé, então ele decidiu produzi um.

“Musicais são os meus favoritos, e eu só me lembro de pensar: ‘Não sei por que não há nada na categoria gospel. Não faz nenhum sentido para mim, vendo como a música é, provavelmente e indiscutivelmente, o maior negócio dentro da cultura cristã”, disse Powell, que trabalhou no filme cristão “The Reason”.

Leia mais:  Deive Leonardo conta como tem impactado milhões: “Graça de Deus”
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana