conecte-se conosco


Entretenimento

Festival Sérgio Sampaio chega a 16º edição com bate-papo musical e show ao vivo nos dias 12 e 13 de abril

Publicado

Depois de dois anos sendo produzido e apresentado em formato on-line por conta da epidemia do novo Coronavírus (Covid-19), o Festival Sérgio Sampaio, em sua 16ª edição, retoma a sua forma original com presença de público, nas próximas terça-feira (12) e quarta-feira (13), este último marcando a data de nascimento do artista. Nesta edição, a tradicional homenagem ao compositor e cantor cachoeirense tem como proposta apresentar uma leitura que explora os contornos dramáticos da obra do artista, trazendo ainda um line up exclusivo de artistas mulheres. O evento é uma realização do Clube Capixaba do Vinil e do Centro Cultural Sesc-Glória, com produção artística da FiNA e apoio da MP publicidade, TVE e da Secretaria da Cultura (Secult). Este ano, o evento será transmitido ao vivo pela TVE.

 O festival começa na próxima terça-feira (12) com dois importantes nomes da cultura brasileira reunidos no palco do teatro Glória: a pianista, cantora e atriz paulistana Cida Moreira, e a escritora e professora capixaba Bernadette Lyra. Ambas apresentam trabalhos que dialogam diretamente com a obra de Sérgio Sampaio. Bernadette Lyra, além de já ter participado de bate-papo sobre Sérgio Sampaio, tem texto inspirado na obra do Velho Bandido na coletânea “Sem a loucura não dá”, com organização de Gustavo Binda e Aline Dias. Já Cida Moreira, artista versátil como atriz, cantora e musicista – com discografia extensa, participação em filmes, minisséries, novelas e incontáveis direções musicais em teatro no currículo – vem circulando, nos últimos anos, com o espetáculo “Boleros e Outras Delícias – Canções de Sérgio Sampaio”, que cria interseções e enfatiza as conexões da obra de Sampaio com o universo da música latino-americana.

Leia mais:  Escritor capixaba pode escrever história de cantor famoso

Neste encontro, que certamente será um dos momentos mais marcantes da história do Festival, as duas artistas vão conversar sobre a obra e a vida do compositor capixaba, com direito ao piano e à voz de Cida nos interstícios desse diálogo litero-musical.A programação deste ano investe também em nomes que despontam no cenário musical do Espírito Santo, trazendo, no segundo dia do Festival, um show inédito produzido com o trio de musicistas formado por Dora Dalvi (nos violões – e que também assina a direção musical), Heviny Moura (no contrabaixo e violino) e Paula Maddi (bateria), além das cantoras Luiza Dutra, Elaine Vieira, Aline Maria e Tamy.  Juntas, elas oferecerão ao público um mosaico da diversidade rítmica, poética e melódica da obra do homenageado no dia em que ele completaria 75 anos.

Sobre o festival

O Festival Sérgio Sampaio acontece anualmente desde 2007 e tem como motivação resgatar e divulgar a obra de um dos mais importantes cantores e compositores brasileiros. Na edição deste ano, a proposta é trazer uma leitura das canções do artista explorando sua carga dramática, conferindo ainda visibilidade a artistas e profissionais da cultura que sejam ou se identifiquem mulheres, retomando o formato tradicional e presencial do projeto que alia bate-papo musical e show no tradicional palco do teatro Glória.

Leia mais:  Que tal essa receita? Coxa de frango com ervas

 

 PROGRAMAÇÃO

16ª edição Festival Sérgio Sampaio

12 de abril (terça-feira), às 19h30

BATE-PAPO MUSICAL com Cida Moreira e Bernadette Lyra

Bate-papo Musical com dois grandes nomes da cultura contemporânea brasileira: a escritora e professora Bernadette Lyra e a pianista, atriz e cantora Cida Moreira.

 

13 de abril (quarta-feira) às 19h30

SHOW MUSICAL com Dora Dalvi, Heviny Moura, Paula Maddi, Aline Maria, Luiza Dutra, Elaine Vieira e Tamy

Marcando os 75 anos do nascimento de Sérgio Sampaio, o palco da 16ª edição do FSS apresenta um espetáculo inédito sob a direção musical de Dora Dalvi.

Serviço

16ª Festival Sérgio Sampaio

  Realização: Clube Capixaba do Vuinil e Centro Cultural Sesc Glória

Local: Teatro Glória, Centro Cultural Sesc-Glória

Data: 12 e 13 de Abril

Horário: 19h30

 Ingressos: Meia R$ 10, Conveniado R$ 12, Inteira R$ 20

 Bilheteria do Centro Cultural Sesc-Glória ou pelo site https://lets.events/

  Mais informações: (27) 32324750

 

Mais informações:

Fernanda Nali (FiNA) [email protected] – 27-99941.2409

Gilson Soares (Clube Capixaba do Vinil) [email protected] – 27-99835.2230

Rita Sarmento (Centro Cultural Sesc Glória) [email protected] – 27-3232.5750.

publicidade

Entretenimento

Festa da Polenta e Serenata. Veja datas do tradicional evento italiano que acontece em Venda Nova

Publicado

Público contará com muita música, comida e danças. A Serenata Italiana acontece neste sábado (9)

Mais uma edição da Festa da Polenta foi confirmada! O evento, que acontece em Venda Nova do Imigrante, será realizado nos dias 7 a 9 e de 14 a 16 de outubro, mas antes disso, os capixabas contam com a tradicional Serenata Italiana que acontece no próximo sábado (9).

Trajadas e cheias de empolgação, o evento reúne pessoas de várias cidades. O público sai dos bairros Bananeiras, Providência, Tapera e Lavrinhas cantando músicas italianas aprendidas durante a infância com os nonnos e nonnas. 

Depois de uma caminhada de aproximadamente 3 horas, o grande encontro acontece no Centro de Eventos Padre Cleto Caliman (Polentão) onde haverá show com a banda Toni e Boni, além de comidas e bebidas típicas.

“Desde março a diretoria da Afepol está trabalhando firme para que tudo saia de forma muito organizada e segura para os participantes, assim como aconteceu nas outras edições”, enfatizou Edésio Minet Zavarize, presidente da Associação Festa da Polenta (Afepol).

Para participar do evento é preciso comprar uma pulseira no valor de R$ 20 que dá acesso ao Polentão. A quantidade é limitada e as vendas acontecem na Afepol e em pontos do comércio do município, Castelo, Pedra Azul, Conceição do Castelo, Brejetuba e Vitória, identificados com cartazes da festa. 

Leia mais:  Músico capixaba faz sucesso tocando nas ruas de Londres

No dia da festa, na Afepol, também haverá vendas das pulseiras de acesso, bem como de acessórios típicos como embornal, taças, suspensório, boinas e arquinhos.

“A Serenata é mais um instrumento de fortalecimento de resgate cultural e manutenção das tradições trazidas pelos imigrantes italianos. Para continuar sendo uma festa bonita e segura para as famílias participarem, a Afepol pediu reforço à Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal e ao Corpo de Bombeiros”, conta Edésio.

Regras para participação

Para a segurança do público, a Afepol confeccionou um panfleto com as regras de participação da Serenata Italiana. As normas também estão sendo divulgadas nas redes sociais da Festa da Polenta (@festadapolenta e pelo Facebook: Festa da Polenta).

– Durante a caminhada a recomendação é não levar facas e garfos de metal, bem como copos e garrafas de vidros. O participante deve levar o que for comer já cortado e fatiado, além de dar preferência para utensílios descartáveis.

– A venda de bebida alcóolica é expressamente proibida para menores de 18 anos. A entrada desse público no Polentão somente será permitida com o responsável.

Leia mais:  TV Globo e Maju Coutinho são processados por auxiliar de produção

– Os tratores e fogões à lenha móveis, que desfilam na Serenata, devem portar placa identificadora cadastrada na Afepol. Não será permitido outro tipo de veículo, muito menos a execução de músicas diversas às oficiais.

– Dentro do Polentão, somente o som do palco funcionará. Não serão permitidos vendedores ambulantes e barraqueiros. Haverá policiamento com bafômetro.

SERENATA ITALIANA

Data: sábado (9)
Horários: saída dos bairros às 19h, chegada no Polentão às 22h e término às 2h
Local: ruas de Venda Nova do Imigrante e Centro de Eventos Padre Cleto Caliman (Polentão)
Pulseiras de acesso ao Polentão LIMITADAS: R$ 20. comércio local e na Associação Festa da Polenta (Afepol).

FESTA DA POLENTA

Data: 7 a 9 e de 14 a 16 de outubro.

Continue lendo

Entretenimento

Patricia Abravanel entrega ‘vício’ de Silvio Santos: ‘Eu acho um problema’

Publicado

Patricia Abravanel revelou que Silvio Santos é viciado em trabalho. A filha do dono do SBT contou que, durante a pandemia da Covid-19, ele fez atividades que nunca havia feito antes e nem sequer falou sobre a emissora, o que para ela foi motivo de orgulho. “Eu acho um problema “, avalio. 

O assunto veio à tona no podcast O Pod É Nosso, exibido no YouTube e comandado por Carlos Alberto de Nóbrega e Renata Domingues. Na atração, ela elogiou o fato do pai, aos 91 anos, permanecer ativo. “Eu admiro muito quando eu vejo ele saindo do carro, aquela postura ereta, forte, eu acho tão legal, é uma vontade de viver, de fazer e de continuar produzindo. Ele sabe que o pessoal sente falta dele”.

Apesar dos elogios, Patricia destacou que não gosta de ver o comunicador trabalhando demais. “Meu pai é muito focado no trabalho. Vocês não aprenderam a ter outros prazeres, eu acho um problema, viu, Carlos Alberto? Vocês não aprenderam a ver felicidade em outras coisas”, analisou ela. 

Leia mais:  Gusttavo Lima fatura milhões de reais em quase um ano de pandemia

“Eu nunca deixei de fazer um programa em 35 anos”, comentou o apresentador do A Praça É Nossa. “Mas vocês não aprenderam a ver felicidade em outras coisas. No ano passado, eu achava que ele não ia voltar, ele estava curtindo outras coisas. Ele foi em aniversário de neto, ele nunca tinha ido. Fez coisas que ele nunca fazia antes”, completou Patricia.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana