About us
Filhos se emocionam ao falar sobre Nicette Bruno: ‘Nós aprendemos a dividir mamãe e papai com o Brasil inteiro’ – PORTAL JORNAL DO NORTE
conecte-se conosco


Entretenimento

Filhos se emocionam ao falar sobre Nicette Bruno: ‘Nós aprendemos a dividir mamãe e papai com o Brasil inteiro’

Publicado

Beth Goulart, Paulo Goulart Filho e Bárbara Bruno apareceram em entrevista usando máscaras para falar sobre a perda da mãe, vítima da covid-19

Na noite do último domingo, dia 20, o Fantástico exibiu uma entrevista com os filhos de Nicette Bruno, que morreu aos 87 anos de idade no mesmo dia, vítima de complicações em decorrência da covid-19.

Lado a lado, Beth Goulart, Paulo Goulart Filho e Bárbara Bruno apareceram usando máscaras para falar sobre a perda da mãe.

“Nós sabemos que em um momento como esse, que é extremamente doloroso para nós – estamos vivendo uma perda difícil, dolorida… Mas sabemos que todo o Brasil está junto conosco também, sentindo essa dor. Irmanados conosco nesse momento. E isso nos fortalece,” disse Beth, com os olhos marejados.

A atriz, que vinha pedindo diariamente orações pela recuperação de Nicette, também falou que ela e os irmãos têm sentindo o acolhimento do público:

“Na passagem do meu pai, sentimos o abraço do Brasil inteiro. E agora sentimos novamente, um colo, para ser mais maternal. É como se todos estivessem dando um um colo imenso. Estamos recebendo isso pelo mérito deles.”

Beth e Paulo ainda afirmaram que aprenderam a dividir Nicete e o pai, Paulo Goulart, com o resto do país:

Por fim, Bárbara Bruno relembrou uma frase que a mãe dizia e afirmou que tem certeza que os pais estão juntos neste momento:

“Eu sou um centro de emissão e recepção de tudo que era alegre, próspero e feliz. Temos certeza que eles estão juntos.”

De acordo com o jornal Extra, o corpo de Nicette Bruno será velado nesta segunda-feira, dia 21, às 11h, em cerimônia fechada para familiares e amigos próximos. Em seguida, será feita a cremação, no cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária do Rio. Depois as cinzas serão levadas para o jazigo da família no cemitério da Consolação, onde o marido da atriz, o ator Paulo Goulart, está enterrado, em São Paulo.

Nas redes sociais, as homenagens do trio continuaram. Enquanto Beth publicou um vídeo para agradecer o carinho recebido, Paulo e Bárbara relembraram fotos antigas da mãe.

Amigos e diversos famosos também usaram as redes sociais para falar sobre a morte de Nicette. Ary Fontoura, por exemplo, publicou uma foto ao lado da colega de trabalho e lamentou. Em entrevista à Globo News, o ator também comentou sobre a perda:

“Eu realmente tinha acabado de ler uma notícia de que ela estava melhor e aí vocês me ligaram. Estou muito abalado, estava torcendo demais por ela. Uma mulher maravilhosa que conheço há 60 anos. Uma amizade tão sincera e tão cultivada que dificilmente será comparada. Infelizmente foi além da nossa vontade. Era uma pessoa que fará falta extraordinário para tv, teatro, amigos e família. Nicette permanecerá sempre nos nossos corações, sempre colocava perdão em primeiro lugar. Nicette, você foi pra mim um dos maiores prazeres da minha vida. Eu não quero acreditar que as coisas acabem, quero acreditar que nossa vida segue. Apesar de tudo isso, de termos essa certeza que as memórias serão cultivadas, é uma notícia que não queríamos ouvir. Saudades imensas, profundas, que permanecerão sem dúvidas. Não foi falta de cuidado, foi destino,” disse ele.

Já Claudia Rodrigues mostrou revolta por perder pessoas tão queridas em sua vida por causa do coronavírus:

“Primeiro o Galvão, agora a querida Nicette, que vírus maldito. Eu não acredito!!!!!! Pqp, por que você está levando meus amigos??? CHEGAAAAAAA!!!! Hoje não perdemos só uma grande artista, o mundo perdeu um ser humano inefável, aquele tipo em extinção, sabe? Muito triste, eu não aceito isso!!! Mas agora ela estará junto do Paulo, o amor da sua vida. Obrigada, Claudifans, pelas orações e peço que orem mais uma vez para que Deus a receba de braços abertos e que sua passagem seja serena e tranquila! Vai em paz, Nicette…você vai fazer falta, um dia estaremos juntas de novo!”

Leia mais:  Com covid-19, Nicette Bruno sofre piora no quadro de saúde
publicidade

Entretenimento

Whindersson Nunes envia 217 cilindros de oxigênio a Manaus

Publicado

Engajado com os problemas da saúde no norte do Brasil, Whindersson Nunes compartilhou uma foto mostrando que enviou mais cilindros de oxigênio a Manaus, no Amazonas.

“Embarque de 217 cilindros feito hoje às 6h30, chegam hoje às 10h30 em Manaus. Já acordei suave, man”, postou o humorista. “Estamos engajados em salvar vidas”, completou.

Whindersson já havia iniciado as ações na semana passada. No sábado (16), ele mostrou que 60 respiradores seriam distribuídos em seis hospitais. “Mandei pra Manaus pra garantir que nenhum arrombado desvie os aparelhos, hoje em dia está difícil confiar”, postou.

A capital amazonense entrou em colapso em meio à pandemia do novo coronavírus por conta do aumento de pacientes infectados pela Covid-19. Até o balanço divulgado em 16 de janeiro, o Amazonas havia contabilizado 229.367 infectados e 6.123 mortes causadas pelo coronavírus.

Leia mais:  Polícia do Rio intima William Bonner e Renata Vasconcellos para depor
Continue lendo

Entretenimento

Companheira de Paulinho do Roupa Nova briga na Justiça por herança

Publicado

Elaine Soares Bastos Mendes entrou com ação solicitando reconhecimento de união estável com cantor, que morreu há pouco mais um mês; ela alega que os filhos do artista a deixaram de fora do inventário; Twigg, primogênita de Paulinho, afirma que não procede a alegação da ex-companheira do pai

A psicóloga e advogada Elaine Soares Bastos, de 52 anos, companheira de Paulinho, vocalista do grupo Roupa Nova que morreu há um mês e quatro dias depois de complicações da Covid-19, entrou na Justiça contra Twigg de Souza Santos e Pedro Paulo Castor dos Santos, filhos do músico, a fim de solicitar o reconhecimento de união estável com Paulinho. Elaine afirmou que os os dois não a incluíram no inventário sobre a questão da divisão de bens do vocalista do Roupa Nova. A notícia foi dada em primeira mão pelo portal Grande Tijuca, do Rio.

“Soube que eles abriram o inventário logo depois da morte do pai, no dia 16 de dezembro, na 7ª Vara da Comarca da capital, e não me incluíram. Desde o início, queria fazer tudo de forma consensual, não queria, nem quero, briga nem confusão. Vivi durante 16 anos com o Paulinho uma vida marital. Nosso acervo de fotos de viagens já mostra. A vida do Paulinho era eu e ele era a minha vida. Ele era totalmente dependente emocionalmente de mim e eu também dele”, afirmou.

Elaine afirmou que vivia para o músico, por quem era apaixonada. “O Paulinho me chamava de ‘namorada’. Sou dependente dele no IRPF desde 2006 e já dei entrada no INSS para ter direito à pensão. O que estou fazendo é uma regulamentação de união estável, mas os filhos dele estão dificultando porque querem que eu vá para a rua, virar mendiga”, afirmou.

A psicóloga disse estar extremamente abalada com a perda do companheiro e que está vivendo à base de remédios psiquiátricos. “Tudo o que fiz foi por amor e faria novamente. O Paulinho começou com o linfoma em 2017. Em agosto do ano passado, foi internado no CHN (hospital em Niterói) para fazer o transplante. Fiquei 33 dias com ele no hospital. Quando ele teve alta, pegou Covid-19. E eu também. A maior preocupação dele era como ia ficar o meu padrão de vida, ele queria montar algo para mim. Fiquei muito surpresa por não ter sido incluída no inventário porque não esperava. Fiquei 16 anos casada com ele. Estou vivendo o meu luto. Só saio de casa para ir ao psiquiatra e volto”, falou.

 

Leia mais:  Coluna Social - 2ª Quinzena Novembro
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana