conecte-se conosco


Camisa 10

Final da Libertadores: decreto do Governo autoriza até 10% da capacidade do Maracanã

Publicado

O Governo do Estado do Rio de Janeiro publicou decreto, nesta sexta-feira, autorizando a realização da final da Copa Libertadores, marcada para o dia 30, no Maracanã. Entre as regulamentações, o governador Claudio Castro estabeleceu um limite de até 10% da capacidade do estádio para a operação do jogo entre Palmeiras e Santos.

Na partida, que não terá público pagante, estará autorizada a presença de pessoal relacionado a organização, segurança e realização, bem como pessoas ligadas a patrocinadores do evento e aos clubes, no limite determinado.

Vale lembrar que o poder municipal possui autonomia em relação a decisões sobre presença de público ou não nos estádios da cidade. No último dia 13, a Prefeitura chegou a autorizá-la, com capacidade variando entre 10% e 20% do total. A medida acabou revogada no mesmo dia por decreto do prefeito Eduardo Paes.

Santos e Palmeiras receberam 150 convites cada. Entre os convidados do Santos, a divisão será: 45 entre os familiares de jogadores e comissão técnica; 30 para o Comitê de Gestão; 30 para o Conselho Deliberativo; 15 para autoridades e patrocinadores; 25 para sócios; e cinco entre os funcionários do clube.

Uma reunião no fim da manhã desta sexta-feira definiu que o efetivo de policiais militares para a segurança da partida, nos arredores e na parte interna do estádio, ficará em 550, com mais 200 guardas municipais.

Em outras partes da cidade, haverá atenção especial nas proximidades dos hotéis onde ficarão as duas delegações.

Hoje, o Maracanã, tem capacidade para 78.883 pessoas, ou seja, a capacidade autorizada de operação para a partida gira em torno de 7 mil pessoas. A Conmebol, porém, não trabalha com a ideia de um efetivo tão grande.

Fechamento nos arredores

Uma estimativa citada em reunião com órgãos e dirigentes, há cerca de duas semanas, apontou a possibilidade de até quatro mil pessoas (com distanciamento) dentro e no perímetro do estádio, contando delegações e forças de segurança.

— Estamos ajustando todas as áreas para ter o menor número possível de pessoas — disse o diretor de competições de clubes da Conmebol, Fred Nantes.

Em termos de espaço físico, o setor Oeste está à disposição. Isso inclui as arquibancadas do Maracanã Mais, os dois níveis de camarote e a tribuna de imprensa. Nesta semana, a Conmebol montará base no Maracanã para começar a receber serviços de personalização do estádio, instalação de placas de LED e hospitalidade.

A presença de dois times brasileiros, por si só, já demanda um cuidado especial no entorno para evitar aglomerações. O quarteirão do Maracanã será bloqueado, o que envolve trechos da Avenida Maracanã, Radial Oeste e Eurico Rabelo.

Leia mais:  Memes: Rivais zoam Palmeiras após quarto lugar no Mundial de Clubes
publicidade

Camisa 10

Ministério Público recomenda que CBF suspenda o futebol no Brasil

Publicado

Presidente da Comissão Nacional de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios, do MP, quer a suspensão de todas as competições nacionais como medida para conter o avanço da Covid-19

O Ministério Público vai recomendar à CBF a suspensão de todas as partidas de futebol no Brasil. A carta deverá ser assinada em conjunto pelos presidentes das comissões estaduais que tratam da segurança nos estádio.

– A Comissão Nacional decidiu emitir uma nota técnica recomendando à CBF a suspensão de toda e qualquer competição por ela organizada, em face da situação que hoje o Brasil atravessa, com o crescente número de pessoas falecidas e contaminadas. (Valberto Lira)

– Todos os colegas que integram a comissão entendem que se não houver o acatamento dessa recomendação, serão ajuizadas ações em todos os estados. Vivemos uma situação que preocupa a todos e esses deslocamentos de equipes de um estado para outro trará mais possibilidade de contágio – explicou o presidente da Comissão Nacional de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios do Ministério Público.

Mais cedo, Valberto Lira já havia se posicionado contra a realização de partidas de futebol na Paraíba. Em ofício que será enviado à CBF, ele recomendou que a partida entre Treze x Altos, pela Copa do Nordeste, marcada para sábado, seja cancelada. O mesmo vale o jogo Campinense x Bahia, na próxima terça-feira, pela Copa do Brasil.

– Futebol não é atividade essencial. As atividades essenciais estão elencadas no decreto do governo do estado. Nós estamos dizendo à CBF que não poderão acontecer esses jogos. Estamos recomendando também à Polícia Militar para impedir esses jogos no estado da Paraíba – disse Valberto, que também é presidente da Comissão de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios da Paraíba.

Valberto Lira, presidente da Comissão Nacional de Prevenção e Combate à violência nos estádios, pede a suspensão do futebol no país — Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com

Valberto Lira, presidente da Comissão Nacional de Prevenção e Combate à violência nos estádios, pede a suspensão do futebol no país

Leia mais:  Com liderança do Brasileirão, Ramon Menezes rasga elogios ao elenco do Vasco
Continue lendo

Camisa 10

Corinthians tem 19 casos positivos de Covid-19; oito são jogadores

Publicado

O Corinthians confirmou na tarde desta terça-feira que teve diagnosticados 19 casos positivos de Covid-19. São jogadores, integrantes da comissão técnica e da diretoria que foram afastados e iniciaram isolamento social em suas casas.

Nesta quarta-feira, às 19h, na Neo Química Arena, o Corinthians recebe o rival Palmeiras, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. A diretoria não irá pedir o adiamento do confronto.

Os infectados são:

  • Goleiros: Cássio e Guilherme
  • Laterais: Fábio Santos e Fagner
  • Zagueiro: Raul Gustavo
  • Meias: Gabriel e Ramiro
  • Atacante: Cauê
  • 11 colaboradores (sem funções detalhadas ou nomes revelados)

Os exames foram realizados na segunda-feira e os resultados foram conhecidos nesta terça. O clube pediu que o laboratório responsável refizesse os exames nos infectados, e os positivos foram mantidos. Cássio foi infectado pela segunda vez.

O Corinthians tem, atualmente, 18 atletas inscritos na “lista A” e mais 11 na “lista B”. O clube tem a possibilidade de registrar um número ilimitado de jovens jogadores na “lista B”, mas o regulamento permite que o time vá a campo com apenas sete atletas desta categoria de maneira concomitante.

Em janeiro, um erro do laboratório Alra Diagnósticos apontou dez falsos positivos no elenco do Corinthians, tirando vários atletas do jogo contra o Bahia, pelo Brasileirão, em Salvador. Na contraprova, todos os casos foram negativos.

Em nota oficial ao clube na época, o laboratório afirmou que “a avaliação das amostras do dia anterior demonstrou tratar-se de resultados falso positivos, que podem ser relacionados a variação de carga viral nas amostras ou inerentes ao processo de exames de biologia molecular”.

Leia mais:  Técnico Vadão morre aos 63 anos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana