conecte-se conosco


Cidades

Findes está construindo centro de inteligência – DataLab

Publicado

A construção do Centro de Inteligência visa atrair investimentos e desenvolvimento para a economia capixaba

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) está construindo um centro de inteligência no oitavo andar da sede da Federação, em Vitória, o chamado DataLab, que reunirá profissionais qualificados para a produção de estudos e pesquisas. O centro vai embasar estratégias de atração de investimentos para desenvolver a economia capixaba.

O Centro de Inteligência contará com a expertise do Ideies, Senai, Sesi, IEL e Cindes, reunindo técnicos qualificados para estudos econômicos. O projeto também está em sintonia com a agenda de transformação digital da Findes, já consolidada na Federação com o Findeslab, um hub já totalmente integrado ao ecossistema de inovação no Estado.

A obra do DataLab da Findes deverá ser realizada entre os meses de setembro e dezembro deste ano. Apenas em equipamentos de tecnologia, como computadores e painéis interativos, serão investidos mais de R$ 750 mil.

“Essa iniciativa da Findes está em linha com o que vem sendo desenvolvido por outras Federações de Indústrias do país, em Estados como Santa Catarina, Paraná, Ceará e Goiás. Essas Federações já têm implantados os seus laboratórios de dados, que têm se mostrados fundamentais para fomentar o desenvolvimento das regiões em que estão inseridas”, comenta a presidente da Findes, Cris Samorini.

A industrial explica que, em um olhar mais atento para esses Estados, nota-se que Santa Cataria e Paraná assumem posições de referência nacional no que tange à competitividade. De acordo com a última edição do Ranking de Competitividade produzido pelo CLP (Centro de Liderança Pública), Santa Catarina posicionou-se em 2º lugar e Paraná em 4ª lugar, ambos à frente do Espírito Santo, que assumiu a 5º posição.

No pilar Inovação, que é medido dentre outros indicadores pela existência de empreendimentos inovadores no Estado, Santa Cataria e Paraná assumiram a 3ª e 4ª posição, respectivamente, entre as 27 unidades federativas. O Espírito Santo, por sua vez, está na 13ª colocação.

Já pela ótica da empregabilidade, os Estados de Santa Catarina e Paraná também são destaques nacionais. No primeiro trimestre de 2021, de acordo com o IBGE, as taxas de desocupação desses estados foram de 6,2% e 9,3%, respectivamente. Enquanto isso, o Espírito Santo registrou uma taxa de desemprego de 12,9%, e, no país, o índice de desocupação foi de 14,7%.

“Os bons resultados apresentados por Santa Catarina e Paraná certamente são explicados por uma confluência de fatores, mas, em comum, esses Estados têm em suas Federações de Indústrias centros de inteligências e laboratórios de dados que compõem o ecossistema de inovação de suas regiões, fomentando a atração de investimento e ajudando no desenvolvimento da economia local”, destaca Cris Samorini.

O trabalho desenvolvido pela Findes, em especial nos últimos anos por meio do Ideies, fortaleceu a geração de dados e informações no Espírito Santo.

“O DataLab, ao integrar ferramentas de big data com a capacidade de articulação institucional da Findes, fará a diferença para a atração de investimentos e, consequentemente, para o desenvolvimento da economia capixaba”, enfatiza a presidente da Findes.

FORMULAÇÃO DE POLÍTICAS PÚBLICAS E PLANOS DE DESENVOLVIMENTO

Ao longo dos últimos quatro anos, o Ideies se consolidou no Espírito Santo como um importante centro de estudos econômicos para a formulação de políticas públicas e de planos de investimentos para o setor privado, contribuindo para a tomada de decisões de agentes econômicos ou gestores públicos.

Parte destas informações são disponibilizadas em produtos como, por exemplo, o Indicador de Ambiente de Negócios (IAN) e o IAN Cidade Saudável, criado em função da pandemia, que trazem informações sobre os 78 municípios do Espírito Santo, por meio de 72 indicadores, dispostos em uma plataforma digital interativa, gratuita e de fácil acesso.

Há ainda o Indicador de Atividade Econômica (IAE-Findes) que, trimestralmente, traz informações sobre o PIB das diversas atividades econômicas do Estado. A título de curiosidade, este resulta da manipulação de mais de 560 séries de dados, com 22 atividades que compõem o indicador, perfazendo as 13 séries de divulgação sobre o desempenho da atividade econômica capixaba para os setores da agropecuária, indústria e serviço.

Além disso, a Federação, por meio do Ideies, disponibiliza outros produtos mensais e trimestrais com informações sobre a conjuntura econômica do Estado, como o Boletim Econômico Capixaba; o Fato Econômico Capixaba; as Notas Conjunturais e o Observatório da Indústria com seus painéis interativos apresentando dados de fácil acesso.

Nos painéis disponibilizados pelo Ideies são encontrados mais de 600 indicadores, gráficos e análises dinâmicas, com recortes setoriais e regionais. Também são elaborados estudos econômicos setoriais tais como o Anuário do Petróleo, o estudo do setor agroalimentar e de confecção têxtil e calçado, resultado do projeto Industria 2035, que tem por objetivo direcionar o desenvolvimento sustentável da economia capixaba para os próximos anos.

Dentro do Industria 2035, por exemplo, construído com a participação de especialistas da academia e dos setores público e privado, destacam-se as Rotas Estratégicas. Por meio de sua metodologia de inteligência coletiva, são traçados caminhos para o futuro da Indústria do ES a partir da reflexão da situação atual, identificação das barreiras, construção da visão de futuro e elaboração de uma agenda de ações de curto, médio e longo prazo para todas as partes interessadas.

Já são cinco setores contemplados com a Rota Estratégica: agroalimentar, biotecnologia, petróleo e Gás e confecção, têxtil e calçado e mais recentemente o da construção.

 

Leia mais:  Encontro com empreendedores de Itaúnas discute ações de promoção para o destino

HUB DE INOVAÇÃO

Todo o conhecimento do Ideies estará associado à expertise do Senai e do Findeslab – que promove o Programa de Empreendedorismo Industrial: ele conecta desafios de grandes empresas a propostas de soluções desenvolvidas por startups – com a instalação do DataLab da Findes.

No ano passado, o segundo ciclo do Programa de Empreendedorismo Industrial contou com 16 desafios propostos por 8 grandes empresas. O programa mobilizou mais de R$ 5 milhões em recursos para financiar o desenvolvimento das soluções selecionadas e atraiu mais de 250 startups de todo o país.

Participaram do programa as empresas ArcelorMittal, EDP Brasil, Fortlev, RealCafé, Samarco, Suzano, Unimed e Vale.

Como funciona? As empresas propõem os desafios, que são divulgados em edital pelo Findeslab.

As startups, então, submetem suas propostas de solução para os desafios. Os projetos são selecionados com base na sua competência tecnológica, e os planos de projeto são elaborados. Depois, ocorre a execução colaborativa do projeto.

Os projetos selecionados passam pelo método de aceleração do Findeslab, tendo acesso à expertise, tecnologia e investimentos necessários para criar um produto inovador viável em um ambiente de alta densidade.

 

Leia mais:  Centro de Apoio Alimentar começa a funcionar na segunda-feira, 29, para atender às pessoas carentes de BSF

TRANSIÇÃO PARA A INDÚSTRIA 4.0: FORMAÇÃO DA MÃO DE OBRA

O Senai é um grande complexo educacional de transferência de conhecimento, com o intuito de apoiar as indústrias capixabas na transição para a chamada quarta revolução industrial, ou a indústria 4.0.

Para isso, a Findes inaugurou, em julho, um novo bloco no IST, o Instituto Senai de Tecnologia em Eficiência Operacional. Esse espaço é o Senai da Beira-Mar, que vai formar mão de obra especializada para trabalhar nessa indústria do futuro.

A nova unidade do IST tem cursos de formação nas áreas de tecnologia da informação com foco em segurança cibernética e desenvolvimento de sistemas, gestão industrial, instrumentação, automação e mecatrônica.

O complexo inclui mais de 3 mil metros quadrados, com 20 laboratórios, salas de aula, salas de treinamento, biblioteca, videoteca e auditório.

“No novo Bloco do IST, a Findes vai trabalhar a formação de profissionais com conhecimento nas tecnologias habilitadoras para a Indústria 4.0, com foco em áreas como: Cibersegurança, Robótica Colaborativa, Programação WEB, Integração de Sistemas e Big Data. Estamos formando hoje o profissional do futuro”, afirma a presidente da Findes, Cris Samorini.

publicidade

Cidades

Detran inova e agora permite indicação do real condutor infrator pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT)

Publicado

Essa é para você, proprietário de veículo. Uma multa autuada pelo Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), pelas prefeituras cujo trânsito é municipalizado ou pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) foi registrada no seu veículo, mas não era você o condutor naquele dia e horário? A partir de agora, é possível indicar o real condutor pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT). O Detran|ES é o pioneiro no País na adesão dessa tecnologia, que foi desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para a Secretaria Nacional de Trânsito (Senatran) – antigo Denatran, do Ministério da Infraestrutura. 

O aplicativo Carteira Digital de Trânsito reúne uma série de informações sobre o condutor e o veículo. Além de permitir fazer a indicação do principal condutor do veículo, a adesão ao Sistema de Notificação Eletrônica (SNE) e o informe sobre a necessidade de realizar o recall do veículo, agora é possível mais essa facilidade, sem a necessidade de acessar um outro site ou se deslocar até uma unidade do Detran|ES.  

“O mundo está caminhando a passos largos para a digitalização de documentos e procedimentos. E o Detran|ES não fica para trás. Por meio do Detran 100% Digital, programa alinhado ao planejamento estratégico do Governo Casagrande, estamos implementando a modernização do órgão, com tecnologia, equipamentos e procedimentos, facilitando a vida do usuário dos nossos serviços. Hoje, já oferecemos mais de 60 serviços digitais por meio do nosso site e aplicativos parceiros. E podem esperar porque não vamos parar por aqui”, reforçou o diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira.    

Como vai funcionar 

O proprietário do veículo receberá a notificação de autuação da infração, por meio do aplicativo CDT, logo que aderir ao SNE. Se não for ele o responsável por aquela infração, é preciso acessar a multa, selecionar a opção “Real Infrator” e, posteriormente, a opção “Indicar”, informando o CPF do indicado. Esse, por sua vez, receberá uma notificação da indicação e deverá aceitar e efetuar a autenticação da assinatura, por meio do portal gov.br, para que o procedimento seja efetuado. Após a conclusão, será possível visualizar o documento assinado.  

A analista de negócio do Serpro, Mara Leniza, explica que com a nova funcionalidade de indicação, é possível informar o verdadeiro responsável pela infração. “Caso o indicado realize o aceite pelo aplicativo, assumirá, apenas para aquela infração, os pontos em sua Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”, informa.   

Notificação de infrações a terceiros 

Anteriormente, o aplicativo Carteira Digital de Trânsito (CDT) enviava notificações de infrações apenas para o atual proprietário do veículo. Com a nova funcionalidade, o aplicativo agora passa a enviar também notificações eletrônicas para outras pessoas do ciclo de vida da infração, como o proprietário anterior do veículo (ou proprietário à época do cometimento da infração), o principal condutor e o real infrator. Portanto, é essencial que o proprietário do veículo e o indicado já estejam utilizando o aplicativo CDT e tenham feito a adesão ao SNE.  

Outras maneiras de fazer o indicativo de real infrator 

O Detran|ES disponibiliza, no site www.detran.es.gov.br, a possibilidade de o proprietário do veículo realizar a Indicação de Real condutor das multas autuadas pelo órgão, sem a necessidade de se dirigir presencialmente até uma unidade. 

Para ter acesso ao serviço, é necessário que a infração seja de competência do Detran|ES, que não tenha havido abordagem pelo agente de trânsito com identificação do condutor infrator e que a multa em questão seja considerada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) de responsabilidade do condutor e não do proprietário do veículo. 

Para realizar o serviço, o proprietário do veículo deverá acessar o site do Detran|ES, na área de “Infrações”, e acessar o ícone de “Indicação On-line de Condutor”, na opção de “Serviços On-line”. Para garantir a segurança do processo, será necessário informar a placa e o Renavam do veículo, o CPF ou CNPJ do proprietário e o número do Auto de Infração. 

Na página seguinte, o interessado deverá preencher o formulário com os dados do condutor infrator e anexar a Carteira Nacional de Habilitação do proprietário do veículo e do condutor que cometeu a infração, além da Declaração de Indicação de Real Condutor (Dirc), utilizando a própria Notificação de Autuação de Infração de Trânsito, em que constam os campos que devem ser corretamente preenchidos e assinados. 

O processo será analisado pela equipe do Detran|ES e, caso a indicação cumpra os critérios exigidos, ela será deferida e a pontuação será transferida para o condutor infrator. Caso a indicação seja indeferida, o proprietário do veículo será considerado responsável pela infração. Com o novo serviço, o resultado, com o deferimento ou indeferimento do processo, também será enviado por e-mail para o requerente.

Leia mais:  Centro de Apoio Alimentar começa a funcionar na segunda-feira, 29, para atender às pessoas carentes de BSF
Continue lendo

Cidades

Encontro com empreendedores de Itaúnas discute ações de promoção para o destino

Publicado

Equipes da Secretaria de Turismo (Setur); da Superintendência Estadual de Comunicação Social do Espírito Santo (Secom), do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema) e da Associação Brasileira de Agências de Viagem do Espírito Santo (Abav) se reuniram com empreendedores da cadeia produtiva da Vila de Itaúnas, em Conceição da Barra, na última sexta-feira (17) para debater ações de fomento do destino, com vistas à promoção na 48ª Abav Expo & Collab, em Fortaleza-CE – principal feira nacional do setor – focada em agentes de viagem e operadoras de turismo. Também participaram da reunião representantes da prefeitura de Conceição da Barra e da Câmara Municipal.

Com ações voltadas ao ecoturismo e potencial de Itaúnas, o destino deve ser fortalecido com a estruturação da Trilha de Itaúnas, que faz parte da Rede Capixaba de Trilhas, no âmbito da Rede Nacional de Trilhas de Longo Curso. A reunião foi a oportunidade de o poder público, empreendedores e parceiros unirem esforços no sentido de fortalecer meios de hospedagem e atrativos turísticos para qualificar a infraestrutura local, a fim de atender os turistas que chegarão à Vila, vindos de todo o País.

De acordo com a secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro, este é o momento de fortalecer o turismo sustentável e Itaúnas é a vitrine ideal para que isso aconteça. “A Vila já é conhecida e querida pelo capixaba, que se encanta com a beleza natural e história do local, mas pode ser ainda mais divulgada nacionalmente, uma vez que investimentos recentes foram entregues para qualificar o destino, como a pavimentação da Rodovia ES-010, e outros estão sendo construídos, como as oficinas de capacitação”, enfatiza.

Nesta quinta-feira (23) tem início a Oficina de Sinalização e Manejo de Trilhas de Longo Curso, que tem como público-alvo empreendedores e lideranças locais envolvidos no projeto da Rede Capixaba de Trilhas. A implementação do projeto piloto na região do Parque Estadual de Itaúnas (PEI) será também catalisador do desenvolvimento sustentável na região de forma ordenada, gerando renda para toda a cadeia produtiva do Turismo na região e projetando o destino no cenário nacional. A primeira etapa da trilha será um percurso de aproximadamente 30 quilômetros, entre Guaxindiba, ao sul do Parque, e Itaúnas.

A elaboração da Rede Capixaba de Trilhas é uma ação conjunta entre Setur, Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Diagnóstico

O Sebrae apresentou, na manhã de sexta-feira, em Conceição da Barra, o diagnóstico para o desenvolvimento sustentável do Turismo e da Cultura Barrense, que abrange as regiões de Itaúnas e Meleiras.

O estudo foi realizado por uma consultoria que identificou os principais ativos turísticos da região, capazes de potencializar o turismo e a cultura local, convergindo esforços e recursos das diversas inciativas presentes no município.

Leia mais:  Sistema agrícola realiza ações após fortes chuvas na região sul do Espírito Santo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana