conecte-se conosco


Camisa 10

Flamengo tem 16 jogadores com Covid-19 e tenta adiar partida contra o Palmeiras

Publicado

Com, até o momento, 16 atletas diagnosticados com Covid-19, o Flamengo entrou com pedido de tutela de urgência no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) solicitando o adiamento da partida contra o Palmeiras, válida pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os cariocas se consideram em desvantagem pela grande quantidade de desfalques em relação ao time alviverde. O pedido foi encaminhado para análise do presidente do STJD, Otávio Noronha.

No documento, é destacado o surto viral no clube e a situação atual do elenco rubro-negro, que inscreveu 34 atletas no Campeonato Brasileiro. Dentre eles, três foram transferidos (Hugo Moura, Piris da Motta e Rafinha), três estão lesionados (Diego Alves, Gabigol e Pedro Rocha) e 16 estão infectados com o novo coronavírus (Bruno Henrique, Diego Ribas, Everton Ribeiro, Filipe Luís, Gabriel Batista, Gustavo Henrique, Isla, João Victor, Léo Pereira, Matheus França, Michael, Renê, Rodrigo Caio, Thuller, Vitinho e William Arão).

De acordo com os cariocas, apenas 12 estão disponíveis para entrar em campo, sendo três goleiros. 

Além disso, outros 13 profissionais testaram positivo, sendo eles Domènec Torrent (treinador), Carlos Eduardo Furtado (analista de desempenho), Eduardo dos Santos Sepe Calcada (fisioterapeuta), Douglas Ferreira de Oliveira (nutricionista), Márcio Alves Tannure (médico do Clube), Juan (Supervisor técnico), Marcio Teixeira dos Santos (Supervisor), Rodrigo Ernesto de Andrade Rego (terceirizado, responsável pela logística), Edvard Lima de Souza (terceirizado, auxiliar de logística), Marcelo Flaeschen Barbosa (assessor de imprensa), Vinicius Vieira Camara de Castro (Coordenador de Imprensa), Luiz Rodolfo Landim (Presidente do Clube), Luiz Eduardo Baptista Pinto da Rocha (Vice-Presidente de Relações Externas) e Marcelo Roisman (Conselheiro).

Leia mais:  Tite indica mudanças na escalação do Brasil para duelo com o Equador

O clube ainda informou que os 55 integrantes da delegação retornaram juntos do Equador, onde o Flamengo enfrentou o Barcelona de Guayaquil pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores e venceu por 2 a 1.

Sob a alegação de absoluta excepcionalidade, o pedido conta com parecer médico assinado pela Dra. Sylvia Pavan Rodrigues de Paula. Ela afirma ser um risco sanitário aos participantes do evento e recomenda o adiamento de outras partidas dentro do período de 10 a 14 dias a contar do último resultado positivo (23/09).

Recebida a Medida Inominada, o presidente do STJD, Otávio Noronha, abriu vista solicitando que a CBF se manifeste em até 24h.

Em comunicado assinado pelo presidente Maurício Galiotte, o Palmeiras se posicionou contra o adiamento do jogo. “O Palmeiras é contra o adiamento da partida do próximo domingo. O protocolo adotado para a competição contempla situações desse tipo. Não há, portanto, razão para que o jogo não aconteça”.

Apenas um ponto separa Palmeiras e Flamengo na tabela do Brasileirão: enquanto os paulistas ocupam a 4ª colocação com 18 pontos, os cariocas estão em 6º com 17. A partida está prevista para o próximo domingo (27), às 16h, no Allianz Parque. 

Leia mais:  Após eliminar o Pavoense, Santos de Barra de São Francisco, vai a Ponto Belo no próximo sábado (10)

Partida da primeira rodada foi adiada

Em 9 de agosto, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro, a partida entre Goiás e São Paulo foi adiada após nove atletas do time do Centro-Oeste serem diagnosticados com Covid-19.

O clube goiano tentou inicialmente obter o adiamento da partida com a CBF, mas não obteve resposta. Diante disso, a direção recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), que concedeu a decisão.

publicidade

Camisa 10

Capixabas da natação paralímpica conquistam 19 medalhas em Campeonato Brasileiro

Publicado

A delegação de natação paralímpica capixaba do Clube Álvares Cabral retornou do Campeonato Brasileiro Loterias Caixa, disputado na semana passada e encerrado no último domingo (15), em São Paulo, com um total de 19 medalhas na bagagem (seis ouros, cinco pratas e oito bronzes). Com esse número de pódios, o Espírito Santo finalizou entre as cinco melhores equipes do País, feito inédito para a modalidade no Estado. 

Os nadadores viajaram para a capital paulista com o apoio do Governo do Estado, por meio do programa Compete Esportivo, da Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport). Além disso, dos oito integrantes do time, quatro são contemplados pelo programa Bolsa Atleta, também da Sesport: Fábio Antônio Rodrigues, Ikaro Nunes, Laís Amorim e Waldir Alvarenga Júnior, o Tiozinho. 

“Agradeço ao Governo do Estado, por meio da Sesport, por me proporcionar condições de estar competindo em alto nível. Fiquei ranqueado entre os seis melhores do Brasil. Se não fosse o auxílio do Bolsa Atleta e as passagens aéreas pagas pelo Compete Esportivo, nada disso seria possível”, destacou Waldir Alvarenga Júnior, o Tiozinho. 

Leia mais:  Familiares começam batalha pela herança milionária de Maradona

Bolsa Atleta e Compete Esportivo

O edital atual do programa Bolsa Atleta está beneficiando 151 atletas e paratletas de alto rendimento, alcançando um recorde no número de bolsas concedidas. O auxílio financeiro mensal varia conforme a categoria do atleta no edital, sendo R$ 500 (estudantil), R$ 1.500 (nacional), R$ 2 mil (internacional) e R$ 4 mil (olímpico). O investimento total da Sesport no programa é de R$ 2,3 milhões. 

O valor recebido pelo atleta pode ser utilizado para cobrir gastos com alimentação, assistência médica, odontológica, psicológica, nutricional e fisioterápica, medicamentos, suplementos alimentares, transporte urbano ou para participar de treinamentos e competições, além da aquisição de material esportivo.

Já o Compete Esportivo é um programa que custeia viagens de avião para que atletas e paratletas disputem competições nacionais e internacionais. A previsão da Secretaria de Esportes e Lazer para o edital 2022 é de um investimento de cerca de R$ 1,5 milhão em passagens aéreas, destinadas a esportistas de alto rendimento.

Resultados

Mariana Gesteira S9

Ouro 50 livre

Ouro 100 livre

Leia mais:  Copa de Kart vai movimentar o bairro Três Barras no próximo sábado (7)

Ouro 100 costas

Ouro 100 peito

 

Fábio Rodrigues S2

Ouro  100 Costas

Prata  50 livre

Prata 50 costas

 

Erica Rodrigues Sb8

Ouro 100 peito

 

Laís Amorim  S9

Prata 100 livre

Bronze 50 livre

 

Ikaro  Castro S9

Bronze 100 peito

 

Waldir Alvarenga Júnior (Tiozinho)  S3

Prata 200 livre

Bronze  100 livre

Bronze 50 livre

Bronze 50 Costas

 

Revezamento 4×50 Medley  Prata

Nathalia Torezani

Laís Amorim

Waldir Alvarenga Jr

Fábio Rodrigues

 

Revezamento 4×100 livre bronze

Revezamento 4×100 medley bronze

Érica Rodrigues

Mariana Gesteira

Ikaro Castro

Marco Aurélio Quaresma

Continue lendo

Camisa 10

Desconfiança do governo britânico pode barrar concretização da venda do Chelsea

Publicado

Desconfiança do governo britânico pode barrar concretização da venda do Chelsea

A concretização da venda do Chelsea ao consórcio liderado por Todd Boehly, por 4,25 bilhões de libras (cerca de R$ 26,5 bilhões), pode ser barrada pelo governo britânico. De acordo com o jornal The Guardian, Roman Abramovich, dono do clube londrino e atualmente afastado, estaria se negando a aceitar uma nova estrutura de venda proposta pelos ministros do Reino Unido, situação que teria gerado desconfiança.

O consenso no governo é que Abramovich, alvo de sanções em razão de sua proximidade com o presidente russo Vladimir Putin, não receba nenhuma parte das receitas da venda do Chelsea. Um dos receios é a respeito do empréstimo de 1,6 bilhão de libras (R$ 10,11 bilhões) feito ao time por uma empresa ligada ao oligarca, pois, ainda que Abramovich tenha se manifestado publicamente para negar que faria a cobrança, as negociações sobre o assunto estão estagnadas.

Há uma tensão envolvendo o destino do dinheiro da venda a Boehly. O governo propôs que a quantia seja alocada em uma conta de garantia e lá permaneça até ser doada para uma instituição de caridade que ajude vítimas da guerra na Ucrânia. Segundo o The Guardian, essa parte das tratativas também está travada.

Leia mais:  Tite indica mudanças na escalação do Brasil para duelo com o Equador

A principal preocupação dos ministros britânicos, portanto, é obter garantias de que todo o dinheiro movimentado durante a transação seja destinado a causas humanitárias e não caia nas mãos do oligarca russo. Em comunicado recente, Abramovich afirmou que se compromete em direcionar o dinheiro a uma organização liderada por uma pessoa sem qualquer ligação com ele.

De acordo com reportagem da BBC, uma fonte do Palácio de Whitehall revelou que existe uma séria preocupação de que Abramovich esteja “disposto a deixar o Chelsea falir” por não concordar com a estrutura de venda. “Apesar de se comprometer publicamente em destinar todos os lucros a boas causas, Abramovich parece não estar disposto a assumir os mesmos compromissos legais, que teriam respaldado suas declarações de cerca de uma semana atrás”, disse a fonte.

No momento, o Chelsea está sendo comandado sob regime especial do governo do Reino Unido, que se encerra no dia 31 de maio. Por isso, até agora, esse é o prazo para que a situação da venda do clube seja resolvida.

Leia mais:  Bruno Conde se prepara para a disputa do Mundial de Karatê em Dubai

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana