conecte-se conosco


Política e Governo

FPA reúne membros de ministérios para debater cadeia leiteira

Publicado

A Frente Parlamentar da Agropecuária reuniu na última segunda-feira (3), em uma live, o diretor técnico da Emater-MG, Feliciano Nogueira; o diretor técnico da Embrapa-MG, Paulo Martins; o subsecretário de Política Agrícola do Ministério da Economia, Rogério Boueri; o representante do Ministério da Cidadania, Ênio Marques; o representante do Ministério da Agricultura, Márcio Madalena; e o representante da Câmara Setorial do Leite, Roneil Volpi. A transmissão teve o propósito de debater a cadeia produtiva do leite, no âmbito das políticas de garantia de renda para o setor.

Vice-presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), Evair de Melo é autor do Projeto de Lei 9.044/17, que limita as importações de leite de países que não possuem leis ambientais e trabalhistas de rigor semelhante às leis brasileiras. Desta forma, além de proteger os produtores nacionais da concorrência desleal com essas nações, a proposta também previne da possibilidade de pragas e doenças que não existam no Brasil prejudicarem produtores e consumidores com produtos de baixa qualidade.

Além disso, o deputado apresentou no mês de abril, uma cartilha sobre o coronavírus e a produção leiteira, com orientações e dicas de biosseguridade para os produtores leiteiros do Espírito Santo e seus colaboradores, visando protegê-los da Covid-19.

O material foi elaborado com a assessoria técnica do Engenheiro Agrônomo do Centro Agropecuário do Campus da UFES em Alegre, Robertson Valladão de Azeredo.

“Apesar da preocupação com o coronavírus, as atividades nas fazendas leiteiras precisam continuar, não apenas para produzir leite e suprir a demanda da população, mas também para atender às necessidades dos animais, explicou o deputado Evair de Melo na época do lançamento da cartilha.

Durante a live, os membros dos ministérios da Economia, Agricultura e Cidadania declaram que a cadeia leiteira é importante em termos de número de empregos e abrangência nacional. 

“Estamos estudando quais medidas podemos adotar que possam incentivar a precificação antecipada. Apoiamos também o Mapa na questão da assistência técnica e extensão rural e acreditamos que essa é a chave para produtividade”, declarou o subsecretário de Política Agrícola do Ministério da Economia.

 Para Paulo Martins a cadeia produtiva mais complexa é a de leite. “É necessária assistência técnica e precisamos fazer com que o processo de transformação tecnológica permita que os produtores saiam da situação em que se encontram”, afirmou o diretor técnico da Embrapa-MG.

 Martins disse ainda que a tecnologia gerada não garante futuro para o resto da vida. “Precisamos estar permanentemente nos atualizando e não adianta ter estoque de tecnologia se ela não chega ao produtor”, completou.

CONFIRA A CARTILHA

CONFIRA A LIVE

Leia mais:  Governo suspende aulas de crianças de até 5 anos nas redes pública e privada por 21 dias
publicidade

Política e Governo

Deputado Renzo Vasconcelos cria projeto para priorizar saúde mental de agentes de segurança pública

Publicado

Nível de estresse dos servidores que atuam na segurança pública é apontado como fator para criação de política

Tramita na Assembleia Legislativa (Ales) o Projeto de Lei (PL) 852/2021, que cria a Política Estadual de Saúde Mental dos Agentes de Segurança Pública. A matéria, de autoria do deputado Renzo Vasconcelos (PP), é destinada aos servidores que atuam na área da segurança pública.

Entre os objetivos estão assegurar ações preventivas na área da saúde mental e assistência integral aos servidores com algum transtorno com foco na recuperação e reintegração desses indivíduos. A política seguirá, segundo o texto proposto, as diretrizes internacionais da Organização Mundial da Saúde (OMS) e das Políticas Nacional e Estadual de Saúde Mental e Saúde do Trabalhador.

A matéria ainda prevê a manutenção de um sistema de informação de base epidemiológica articulado com os dados da área de saúde. Na justificativa da matéria, o autor ressalta o trabalho na área da segurança como altamente estressante.

“O nível de estresse tem sido apontado como superior ao de outras categorias profissionais, não só pela natureza das atividades que realizam, mas também pela sobrecarga de trabalho. Especialistas apontam o assédio moral e sexual, a falta de reconhecimento, o estresse, a rigidez hierárquica, as hostilidades sociais, a pressão midiática e a imagem perante a sociedade como fatores importantes para causas de suicídio entre policiais militares”, explica o parlamentar.

O projeto passará pelo crivo das comissões de Justiça, Saúde e Finanças antes de seguir para análise dos deputados em plenário.

Leia mais:  Bruno fiscaliza e engenheiro diz que obra da nova Aristóbulo Barbosa Leão vai ser entregue no prazo
Continue lendo

Política e Governo

Sistema Aquaviário: Começa a concretagem dos píeres em Vila Velha

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, acompanhou, na manhã desta terça-feira (18), o início dos trabalhos de concretagem das estruturas do pier para atracagem de barcos no bairro Glória, em Vila Velha. Esse será um dos quatro pontos de embarque e desembarque previstos para a retomada da operação do Sistema Aquaviário que serão construídos na Grande Vitória.


Além dos píeres para atracagem dos barcos, também serão construídas estruturas para o embarque e desembarque de passageiros, na baía de Vitória. Para o acesso aos barcos, haverá uma interligação, do tipo ponte, que será coberta para o conforto de quem usar o Aquaviário. As obras de construção dos pontos de embarque e desembarque devem ser concluídas ainda este ano. O valor do investimento é de cerca de R$ 1,5 milhão para cada uma das estações. Nos próximos meses, será publicado o edital para contratação da operação dos barcos.


“O retorno do aquaviário é um sonho para muitos que já usufruíram do serviço. Estamos retomando agora para fazer esse sonho se tornar realidade. Estamos concretando os píeres e na sequência iniciaremos os pontos fixos, que serão pontos de integração com o Transcol para facilitar a vida de uma parte da população que mora nessas regiões. Também incentiva o turismo, pois temos uma linda baía. O Aquaviário é uma obra aguardada, pois as pessoas relembram com saudade. Em breve faremos a contratação da empresa que fará a prestação do serviço de transporte de passageiros e, no segundo semestre desse ano, teremos o Aquaviário funcionando”, afirmou o governador Casagrande.


A implantação do novo modal é uma das prioridades do Governo do Estado na área da mobilidade. O Sistema Aquaviário operou na Grande Vitória até a década de 1990, quando foi desativado. A construção dos outros três terminais deve ser iniciada ainda este ano: Prainha, em Vila Velha, e Praça do Papa e Rodoviária, em Vitória.

Também estiveram presentes a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; os secretários de Estado, Fabio Damasceno (Mobilidade e Infraestrutura), Marcelo Paiva (Justiça), Lenise Loureiro (Turismo) e Edmar Camata (Controle e Transparência); o deputado federal Neucimar Fraga; o deputado estadual Luciano Machado; além de dirigentes de órgãos, vereadores e lideranças da Região Metropolitana.

Leia mais:  Câmara dos Deputados aprova suspensão temporária de dívidas de estudantes com o Fies
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana