conecte-se conosco


Política e Governo

Fundação iNOVA Capixaba assume o Hospital Estadual Central

Publicado

A partir da tarde de ontem (15/12), o Hospital Estadual Central (HEC), em Vitória, passa a ter a prestação de serviços em saúde administrada pela Fundação Estadual de Inovação em Saúde – iNOVA Capixaba, após o fim do contrato da Secretaria da Saúde (Sesa) com a Associação Congregação de Santa Catarina (ACSC), que atuava na unidade desde 2011 como Organização Social (OS).

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, visitou a unidade e parabenizou toda a equipe da iNova Capixaba, bem como os novos trabalhadores que iniciaram a prestação de serviço. “Estamos apostando que este novo modelo poderá trazer melhor efetividade e impacto social na entrega daquilo que são as ações de serviço público de saúde por parte da Sesa”, afirmou.

“Assumir a prestação de serviços de saúde do Hospital Estadual Central é, primeiramente, uma imensa responsabilidade e motivo de orgulho para a Fundação. Temos a certeza de que os esforços dos profissionais do hospital somados a expertise dos gestores da iNOVA Capixaba farão do HEC uma unidade cada vez mais reconhecida pela eficiência em serviços de alta complexidade, mantendo sua posição de referência em saúde no Espírito Santo”, disse o diretor-presidente da iNOVA Capixaba, Neio Pereira.

A iNOVA Capixaba foi criada em outubro de 2019 pela Lei Complementar 924, que autoriza o Governo do Estado a criar fundação pública de direito privado. Este é o novo modelo de governança dos hospitais públicos estaduais que visa compatibilidade com os serviços oferecidos nos centros de referência em saúde, de forma permanentemente gratuita e acessível, sendo capaz de proporcionar agilidade, flexibilidade e melhor dinâmica de atendimentos aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), permitindo a possibilidade de realização de processos seletivos, redução de encargos patronais, regulamentação de compras e exigência de cumprimento de metas de desempenho.

Também neste dia, o Hospital Estadual Central (HEC) completa 11 anos de funcionamento, tendo sido inaugurado em 15 de dezembro de 2009 pelo Governo do Estado. Quando o assunto é Acidente Vascular Cerebral (AVC), a unidade é referência no Estado, oferecendo tratamentos comprovadamente eficazes no mundo para AVC, inclusive a trombectomia mecânica, que é realizada em apenas quatro hospitais públicos do Brasil, tornando-se o único da rede pública do Espírito Santo a fazer o procedimento. 

Além da especialidade, o HEC realiza operações de média e alta complexidades nas áreas de vascular, ortopedia e neurocirurgia. O hospital ainda possui uma clínica do sono, com capacidade para atender até dois pacientes por noite, onde é realizada a polissonografia – exame que investiga distúrbios do sono. 

“Dirigir o Hospital Estadual Central é uma honra. Nossa missão é a busca contínua por uma assistência humanizada com qualidade técnica e a parceria dos colaboradores, afinal são eles quem fazem desse hospital referência”, afirmou o diretor geral do HEC, Miguel Duarte.

O hospital foi o primeiro do Brasil a obter a certificação da Organização Nacional de Acreditação (ONA) com menos de um ano de funcionamento. Também foi pioneiro no Estado na conquista da certificação Diamante no Programa de Certificação em Cirurgia Segura, desenvolvido pela empresa 3M do Brasil. O prêmio tem como finalidade reconhecer os profissionais, a unidade de Centro Cirúrgico e a instituição, que através de seus protocolos e rotinas, realizam os procedimentos cirúrgicos seguindo as boas práticas, cujos requisitos são fundamentados em diretrizes nacionais e internacionais.

Leia mais:  Compras emergenciais para combate ao novo Coronavírus ganham mais transparência
publicidade

Política e Governo

Deputado Renzo Vasconcelos propõe vacinação prioritária para agentes penitenciários e socioeducativos

Publicado

A indicação foi aprovada em Plenário e segue agora para as mãos do governador Renato Casagrande

A classe de agentes penitenciários e agentes socioeducativos se expõe diariamente ao risco de contaminação pelo novo Coronavírus. Visando preservar a saúde desses profissionais, e por consequência a saúde dos que convivem direta ou indiretamente com eles, o deputado Renzo Vasconcelos (Progressistas) indicou ao Governo do Estado a inclusão dos agentes no Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19.

Segundo o deputado, eles são profissionais que estão na linha de frente do contágio e, assim como outros trabalhos essenciais, também precisam ser priorizados por exercerem funções que exigem contato com muitas pessoas.

“Eles estão expostos e precisam ser protegidos. Temos muitos registros de contaminação dentro de presídios e instituições socioeducativas. O nosso desejo é imunizar a população inteira, mas infelizmente a produção de vacinas ainda é insuficiente. Por isso, o processo de vacinação acontece de forma gradativa em todo o Brasil”, comentou.

A indicação 917/2021 foi aprovada em Plenário nesta quarta-feira (14) na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) e, em breve, será encaminhada para o Governo do Estado. Prioridade para profissionais da educação começou nesta quinta-feira (15) a imunização prioritária de trabalhadores da educação contra a Covid-19. A priorização da vacinação dos profissionais da educação também foi encabeçada pelo deputado Renzo Vasconcelos.

“Um grande dia para os professores e demais trabalhadores de escolas, creches e universidades capixabas. Indicamos em fevereiro a necessidade de imunização e fomos atendidos”, explicou.

A antecipação deste grupo para a imunização acontecerá com a utilização de doses da reserva técnica encaminhadas pelo Ministério da Saúde. A expectativa é de que sejam vacinados, segundo estimativa populacional do Ministério da Saúde, 66.145 mil trabalhadores da educação do Ensino Básico ao Superior.

Para o início da imunização, serão vacinados professores e auxiliares que atuam em sala de aula das creches com crianças de 0 a 3 anos de idade, préescola, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio e Técnico com o ordenamento por faixa etária, iniciando pelos profissionais de 50 a 59 anos.

Leia mais:  Programa AlimentarES é reconhecido como referência no Rio Grande do Sul
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Estado anuncia a ampliação de leitos Covid na região Central-Norte de saúde

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, esteve, na manhã desta sexta-feira (16), no município de Linhares para anunciar a abertura de 68 novos leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com o novo Coronavírus (Covid-19).  Serão ofertados à população capixaba 38 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 30 leitos de enfermaria em unidades contratualizadas e da rede própria. A expansão faz parte do programa estadual “Leitos para Todos”.

No Hospital Linhares Medical Center (LMC) serão disponibilizados 20 leitos de UTI e 30 de enfermaria, com valor de contratualização de R$ 1.908.324,60 mensal. Já no Hospital Rio Doce, serão contratualizados mais seis leitos de UTI, com valor de investimento de R$ 344.736,00 mensal.  Além disso, o Governo do Estado tem realizado adequações na estrutura do Hospital Geral de Linhares (HGL), visando o aumento na oferta de leitos. Para esta etapa, serão ampliados mais 12 leitos de UTI, com investimento de R$ 998.437,00.

“Estamos ampliando o número de leitos de UTI no HGL e também no Hospital Rio Doce. Pela primeira vez, fechamos uma parceria com hospital privado aqui em Linhares. Com isso, chegamos a 200 leitos de UTI Covid somente na região acima do Rio Doce. Essa robusta abertura de leitos visa dar dignidade às pessoas e para que tenham atendimento. A quarentena já começou a produzir efeitos. Hoje amanhecemos sem nenhum paciente esperando por leito por mais de 24 horas em UPAs ou PAs e isso mostra que estamos vencendo esse momento duro”, afirmou o governador Casagrande.

O subsecretário de Estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Barbosa dos Santos, ressaltou que a expansão possibilita o aumento da capacidade para atender os pacientes com a doença. “Esse trabalho árduo nos permite oferecer maior assistência à sociedade. Mas, somente a expansão dos leitos não salva vidas. É preciso que todos estejam empenhados em combater esse vírus”, destacou.

Leitos para Todos

Leia mais:  Programa AlimentarES é reconhecido como referência no Rio Grande do Sul

O Programa Estadual “Leitos para Todos” foi instituído pelo Governo do Espírito Santo em abril de 2020, por meio da Portaria Nº 071-R, como estratégia de qualificação e reestruturação da rede de atenção à saúde e fortalecimento do papel da regulação do Estado, com o objetivo de garantir o acesso à atenção hospitalar a todos os pacientes que desenvolverem formas graves da Síndrome Respiratória Aguda Grave, entre elas, o novo Coronavírus (Covid-19).

Deste modo, a Secretaria da Saúde (Sesa) estruturou uma ampla reforma nas áreas físicas das unidades hospitalares próprias e também um processo de contratualização de leitos em hospitais filantrópicos, federais e privados.

Diariamente, o Governo do Estado atualiza os dados da ocupação de leitos hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) capixaba, disponível no link: https://coronavirus.es.gov.br/painel-ocupacao-de-leitos-hospitalares 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana