conecte-se conosco


Política e Governo

Fundo de Proteção ao Emprego possibilita preservação de mais de mil postos de trabalho no Espírito Santo

Publicado

Mais de mil postos de trabalho foram mantidos ou gerados por empresas que buscaram o apoio do Fundo de Proteção ao Emprego no Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). O levantamento feito pelo banco capixaba mostra que, com os recursos, muitos empresários de micro, pequeno e médio portes de vários setores não precisaram demitir e alguns deles até contrataram novos empregados.

“Com a pandemia, muitos empreendimentos tiveram substancial e justificável preocupação com a manutenção do emprego e da renda dos funcionários”, explica o diretor-presidente do banco capixaba, Munir Abud de Oliveira. Uma das medidas adotadas pelo Governo do Espírito Santo, como forma de mitigar esses impactos, foi a criação do Fundo de Proteção ao Emprego, que tem dado bons resultados desde o início da sua operação.

Atualmente, o Bandes está analisando cerca de 250 propostas de financiamento para o Fundo. Outros R$ 62 milhões em propostas estão nas fases de aprovação, contratação ou já liberados pelo banco capixaba.

“Como uma medida de enfrentamento dos impactos na economia, o regulamento do Fundo de Proteção ao Emprego estabelece que as empresas que financiarem valor igual ou superior a R$ 500 mil devem assumir o compromisso de manutenção do número de empregos, pelo prazo de seis meses a partir da liberação dos recursos. Essa é uma das principais premissas do Fundo”, esclarece Munir Abud.

Leia mais:  Governo do Estado lança Lei Aldir Blanc no Espírito Santo

Para o diretor de Negócios do banco capixaba, Marcos Kneip Navarro, os bancos de desenvolvimento, como o Bandes, cumprem a missão de atuar para a competividade da economia por meio de programas de financiamento em momentos importantes como o que estamos vivendo. Ele destaca que os financiamentos atendem a áreas como indústria, comércio, serviços, agropecuária, cultura, mercado de capitais, meio ambiente, infraestrutura, inovação, exportação e até para a área social.

“Um dos principais objetivos do Bandes é contribuir para acelerar o desenvolvimento sustentável do Estado em todas as suas microrregiões. Para isso, o banco oferece aos empresários alternativas de crédito que proporcionem, ao mesmo tempo, a criação de emprego e renda, a modernização dos processos produtivos e da infraestrutura”, destaca.

A linha do Fundo de Proteção ao Emprego é destinada ao financiamento de capital de giro, ou seja, são recursos que financiam a continuidade das operações da empresa, com prazo de até 72 meses, incluído prazo de até 12 meses de carência, e com correção apenas pela taxa Selic.

Leia mais:  MPF recomenda ao governo do ES que não flexibilize medidas de distanciamento social

Para acessar o crédito, o interessado deve entrar no site do Bandes e preencher um formulário que será remetido à instituição para cadastro e análise, a partir do início das operações da linha.

publicidade

Política e Governo

Ramalho decide disputar a Câmara Federal

Publicado

Após ser rifado pelo partido na disputa do Senado e ter desabafado que o “sistema” tinha retirado o seu sonho, o ex-secretário da Segurança Pública Coronel Alexandre Ramalho (Podemos) vai disputar uma vaga de deputado federal. Ele vai se somar à chapa que já tem o ex-prefeito Gilson Daniel e o vice-prefeito de Vila Velha, Victor Linhalis, entre outros.

A decisão foi divulgada em nota na tarde desta quinta-feira (11), por sua assessoria. O comunicado diz que a homologação da candidatura foi deferida pelo prefeito de Viana, Wanderson Bueno, que representou a Executiva estadual.

Nos bastidores, a ida de Ramalho para a chapa federal do Podemos dá mais tranquilidade aos candidatos que temiam não alcançar nenhuma das 10 vagas. Agora, os cálculos dão conta da possibilidade de conquistar até duas cadeiras, segundo analistas políticos. O Podemos faz parte da base aliada do governo e vai apoiar a senadora Rose de Freitas (MDB) à reeleição.

Leia a nota na íntegra:

“Nesta quinta-feira (11), após refletir sobre a negativa da homologação da sua candidatura ao Senado, o Coronel Ramalho, ex-secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo, decidiu continuar na disputa eleitoral de 2022, agora como candidato a deputado federal.

Sua candidatura foi homologada pelo prefeito de Viana, Wanderson Bueno, que representou a Executiva estadual do Podemos, que também o orientou e motivou a permanecer com seu nome à disposição da sociedade capixaba.

A decisão foi tomada após ouvir sua família, amigos e principalmente as pessoas que o incentivaram a continuar lutando por uma vaga no Congresso Nacional. A deliberação final foi pautada ainda na possibilidade concreta de ser o único candidato com experiência e propostas efetivas no campo da segurança pública.

Ramalho continuará defendendo a modernização e adequação da Legislação Penal Brasileira, que no seu entender, não atende aos anseios dos operadores de segurança pública e das famílias brasileiras, que sofrem nas mãos dos criminosos e não são devidamente alcançados e punidos”.

Leia mais:  Prêmio Cafés Especiais do Espírito Santo elege os melhores cafés capixabas
Continue lendo

Política e Governo

Profissionais da Educação do ES vão receber bônus de até um salário a mais este mês

Publicado

Segundo a Sedu, recebem o Bônus Desempenho todos os profissionais da Educação (efetivos, comissionados e de Designação Temporária)

Conforme divulgado pelo governador do Estado, Renato Casagrande, por meio das redes sociais, nesta quarta-feira (10), o “bônus desempenho”, benefício pago aos profissionais ativos da educação, referente ao exercício de 2021, será pago na folha de pagamento de agosto deste ano.

Sobre o assunto, a Secretaria de Educação (Sedu) informou, em nota, que a concessão do bônus por desempenho para profissionais ativos da Educação é um direito e um reconhecimento do trabalho dos professores e servidores, regulamentado pela Lei Complementar nº 504 e pelo Decreto nº 2761-R, alterado pelo Decreto 3949-R e Lei Complementar 887, que concede aos profissionais ativos no âmbito da Secretaria da Educação (Sedu), sendo que o período de avaliação é de acordo com o calendário escolar.

Leia mais:  MPF recomenda ao governo do ES que não flexibilize medidas de distanciamento social

Também segundo a Sedu, recebem o Bônus Desempenho todos os profissionais da Educação (efetivos, comissionados e de Designação Temporária). Ao todo, serão beneficiados 12.975 profissionais neste ano.

A bonificação é concedida anualmente aos profissionais que atuam em escolas e outras unidades da Sedu e é calculada com base em indicadores coletivos e individuais. Desse modo, o profissional pode receber até um salário a mais, conforme os resultados apurados pela unidade de ensino onde exerce suas funções.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana