conecte-se conosco


Camisa 10

Goiás endurece e exige R$ 50 milhões do Corinthians por Michael: “Não tem Black Friday”

Presidente do clube goiano afirma que atacante só sai mediante o pagamento da multa

Publicado

Marcelo Almeida, presidente do Goiás, afirmou nesta quarta-feira que Michael só sai do clube se o Corinthians pagar a multa rescisória de R$ 50 milhões. Em entrevista ao jornal O Popular, o dirigente esmeraldino descartou negociar o atacante de 23 anos, cujo contrato vai até o fim de 2021, por qualquer valor inferior.

– O Goiás está irredutível. É o valor da multa e pronto. Não tem desconto, não tem Black Friday do Michael. Não vai ter barganha. Se alguém quiser pagar o que a gente quer, leva.

Marcelo disse que a oferta do Corinthians, de cerca de 23 milhões por 50% dos direitos econômicos de Michael, foi recusada pela cúpula esmeraldina em reunião na noite de terça-feira, na sede do Goiás.

– Levei o assunto para a pauta. Michael é a bola da vez, assim como já foi Bruno Henrique, Carlos Eduardo, Erik… Temos que aproveitar esses momentos e não vamos nos desfazer dele por qualquer valor.

Marcelo Almeida, presidente do Goiás: "É o valor da multa e pronto" — Foto: Reprodução / TV Anhanguera

Na noite de terça, ele participou de um jogo beneficente organizado por Emerson Sheik na Arena Corinthians e marcou duas vezes. Após um dos gols, o atacante ouviu da torcida o grito de “ão, ão, ão, Michael é do Timão”. Andrés Sanchez disse que a negociação é complexa.

– É um grande jogador, interessa, mas não é só a vontade de ele vir e de a gente querer. Negociação no futebol está difícil. Já tem (papo), é público, nos interessa. Mas futebol está complicado, está caríssimo, não vamos fazer loucuras – comentou o presidente do Corinthians.

publicidade

Camisa 10

Nova Venécia bate o Aster Brasil nos pênaltis e conquista a Copa ES 2021 invicto

Publicado

Harrison defende pênalti decisivo após empate no tempo normal e se consagra herói do título do Leão do Norte, que disputará as competições nacionais de 2022

Pode soltar o grito de é campeão torcedor! O Nova Venécia é o grande vencedor da Copa Espírito Santo de 2021. Na tarde deste domingo, o Leão do Norte bateu o Aster Brasil nos pênaltis e conquistou o título inédito no estádio Kléber Andrade, em Cariacica.

As duas equipes empataram no tempo normal por 1 a 1. Os gols só saíram no segundo tempo João Moura, de cabeça, abriu o placar para o Aster Brasil logo no início da etapa final, mas Rafael Castro, também de cabeça, deixou tudo igual para o Leão do Norte aos 28 minutos. 

Nova Venécia é campeão da Copa Espírito Santo - ESHOJE

Nas penalidades máximas, todos os cobradores acertaram e a disputa foi para as alternadas. Na sétima e última do time da Grande Vitória, Harrison defendeu e se consagrou o herói da conquista do Nova Venécia.

Calendário cheio

Com a conquista da Copa Espírito Santo, o Aster Brasil/Nova Venécia garantiu um calendário cheio para a temporada de 2022. Dessa forma, o Leão do Norte disputará a Copa Verde, a Copa do Brasil e o Brasileirão Série D do ano que vem assim como o Real Noroeste (campeão Capixaba de 2021).

Leia mais:  [VÍDEO] MICO AO VIVO: Globo não vê anulação de gol do Vasco, erra placar e só descobre após o fim do jogo
Continue lendo

Camisa 10

Direção do Grêmio não sabe o que fazer para evitar o rebaixamento

Publicado

Desespero bateu na porta da direção gremista

Mais uma vez o Grêmio foi derrotado. No entanto, dessa vez pode ter sido a derrota que selará o destino do clube para 2022, o Imortal foi derrotado por 3 a 1 pelo Bahia.

Após a partida, Denis Abrahão concedeu uma entrevista coletiva onde ele disse não saber mais o que fazer para mudar a situação do clube. Talvez essa fala do dirigente tenha sido um desabafo de alguém que está perdido em meio a um grupo de jogadores que não formam um time.

“Fizemos bate papo coletivos, viemos dois dias antes para reforçar a concentração, tivemos conversas individuais, mostramos a importância do jogo de hoje, fizemos um trabalho junto com o marketing. Fizemos de tudo”, contou Denis Abrahão.

Depois disso ele ainda completou sua fala, relatando mais alguns fatos e indagando qualquer um que apresente uma solução para evitar o rebaixamento.

“Impossível ser mais claro do que estou sendo. Fizemos de tudo, reunião com jogadores, departamento de marketing fez um trabalho muito bonito. Criamos cenários, mostramos posicionamento, demos carinho, demos força. O que mais se pode fazer?”, indagou Denis Abrahão.

Talvez a resposta que possamos dar a ele é a ruptura que Felipão propôs antes de ser demitido do Grêmio. O técnico experiente queria implodir lideranças nocivas do tricolor, mas  ele quem foi mandado embora e como podemos ver, não deu nada certo.

O Grêmio seguiu um caminho de abraçar os seus jogadores acima de qualquer um. Por isso, já está em seu quarto técnico na temporada. Afinal, se o time não rende é culpa dos treinadores, mas, parece que na verdade os culpados eram os jogadores desde o princípio.

Leia mais:  Vice do Flamengo, Braz é eleito vereador no Rio, mas deve seguir como dirigente
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana