conecte-se conosco


Política e Governo

Governador assina Ordem de Serviço do Projeto-Piloto Rio Mangaraí

Publicado

A Ordem de Serviço do Projeto-Piloto Rio Mangaraí foi assinada, na manhã deste sábado (31), pelo governador do Estado, Renato Casagrande. O evento aconteceu em Mangaraí, distrito de Santa Leopoldina, respeitando todos os protocolos de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19). Serão 18 meses de execução do projeto com, aproximadamente, R$ 34 milhões de investimento total. O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) é o responsável pela gestão e execução do projeto-piloto do Rio Mangaraí.


O objetivo do projeto é reduzir a carga de sedimentos nos cursos d’água e melhorar a qualidade e a quantidade das águas da sub-bacia do Rio Mangaraí, que integra a Bacia Hidrográfica do rio Santa Maria da Vitória. Indiretamente, também serão beneficiados 600 mil habitantes residentes da Grande Vitória, que são abastecidos com a água captada no rio, além dos cerca de quatro mil habitantes da região. O monitoramento dos sedimentos no rio será realizado pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) até o final do projeto, em parceria com o Incaper.

O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) será responsável por parte da redução de sedimentos nas estradas da Bacia do Rio Mangaraí, com a execução e fiscalização das obras. Para isso, serão revitalizados cerca de 53 km de estradas em 14 trechos que contemplam 15 comunidades da região. A Bacia do Rio Mangaraí totaliza 18.370 hectares e é caracterizada, predominantemente, por região rural. O território está localizado em 87% no município de Santa Leopoldina e 13% em Cariacica.


Em sua fala, o governador Casagrande destacou outras ações que também vão fazer parte do projeto. “O assoreamento dos rios é um grande problema e essa intervenção nas estradas vai diminuir isso, facilitando também a vida das pessoas. Também estamos investindo mais de R$ 3 milhões em educação ambiental com empoderamento feminino. Ao todo, serão R$ 34 milhões investidos nessa região. Estamos fazendo ainda o saneamento e vamos universalizar o esgoto de Santa Leopoldina. A Barra de Mangaraí é abastecido por um posto, mas vamos ter um investimento da Cesan para atender a população”, afirmou.


O Projeto-Piloto Rio Mangaraí faz parte do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem do Governo do Estado do Espírito Santo, financiado por meio de um acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado, ressaltou que o projeto promoverá diversas transformações para as famílias locais e os agricultores familiares. “O calçamento das estradas, a preservação dos recursos naturais e as ações sociais vão beneficiar muito a população local, além dos habitantes da Grande Vitória. Estive com a diretoria do Incaper em Mangaraí na última semana. Vimos de perto a realidade e as demandas das mulheres trabalhadoras rurais. Em parceira com outros órgãos governamentais, vamos unir nossos esforços para fortalecer ainda mais essas atividades no campo que movem o Estado”, destacou.


Para o diretor-presidente do DER-ES, Luiz Cesar Maretto Coura, o Projeto-Piloto do Rio Mangaraí trará um grande avanço na economia da região. “A revitalização dos trechos e a captação de água no Rio Santa Maria da Vitória vão trazer desenvolvimento e economia aos moradores da Grande Vitória e, principalmente, da região entre Cariacica e Santa Leopoldina. É uma obra importante e muito esperada na região e o DER-ES está empenhado em executar essa obra, que vai melhorar de forma significativa a vida dos capixabas”, disse.

O diretor presidente da Cesan, Carlos Aurélio Linhalis (Cael), explicou que o monitoramento dos rios será iniciado seis meses após a conclusão de cada trecho pavimentado. “Dessa forma, quando a obra for concluída o monitoramento estará sendo feito em toda extensão. As etapas administrativas estão acontecendo e ainda no primeiro semestre de 2021 estaremos em campo”, asseverou.

Cael prosseguiu: “Serão 52 quilômetros de estradas pavimentadas que vão impactar diversas realidades, desde a qualidade de vida dos moradores da região até a economia local, que certamente será alavancada. A melhoria da qualidade da água dos rios vai possibilitar a redução do uso de produtos químicos no tratamento da água, preservando o meio ambiente e a saúde humana.”

Promoção social e de educação ambiental

Leia mais:  Empresa de porcelanatos confirma ampliação de fábrica no Espírito Santo

A melhora da qualidade de vida dos cerca de quatro mil habitantes da região também é um dos objetivos do Projeto-Piloto Rio Mangaraí, que será realizado por meio de consultoria em Educação Ambiental e Mobilização Social, contratada pelo Incaper. As ações englobam a identificação das lideranças locais formais e informais; identificação das associações e outras instituições atuantes nos locais de interesse; elaboração de diagnóstico socioeconômico; reuniões com as associações; reuniões com a comunidade; cursos; troca de saberes; viagem de intercâmbio; planos de negócios; projetos para captação de recursos, entre outros.

O projeto irá desenvolver um Programa de Educação Ambiental que será coordenado pelo Incaper. Serão desenvolvidas atividades de educação ambiental formal e não formal, encontros com temáticas ambientais e distribuição de materiais pedagógicos, visando à conscientização ambiental dos habitantes da região. Além disso, já está em desenvolvimento o trabalho de cobertura florestal, por meio do Programa Reflorestar, da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).

“Para a coordenação desse projeto piloto, o Incaper fez parcerias robustas que compõem esse amplo projeto do Governo do Estado. São ações bem articuladas fazendo força na mesma direção com o poder de transformar a realidade das famílias de Mangaraí”, pontuou o diretor administrativo do Incaper, Cleber Guerra.

Projeto visa ao empoderamento feminino

Leia mais:  Secretaria de Desenvolvimento implementa Programa de Integridade

O projeto contempla ainda uma ação social com enfoque no empoderamento feminino, com duração de 15 meses, que será realizada também por meio da empresa contratada. As atividades serão desenvolvidas com os agricultores da região da sub-bacia do Rio Mangaraí, com as associações que atuam na região, e, principalmente, com as mulheres e seus grupos organizados.

“O foco principal do projeto é o empoderamento feminino. Ele será muito importante para evidenciar a realidade das mulheres rurais e apoiar formas de amenizar a desigualdade social e econômica vivenciadas por elas, empoderando-as social e economicamente”, destacou a coordenadora do Projeto Mangaraí e extensionista do Incaper, Cintia Aparecida Bremenkamp. 

publicidade

Política e Governo

Evair de Melo entrega ao Incaper 23 carros para auxílio no exercício das funções

Publicado

A aquisição dos veículos foi realizada por articulação do deputado federal

Investir em melhorias para o Espírito Santo é prioridade do mandato do deputado federal, vice-líder do governo na Câmara e ex-presidente do Incaper (2009-2014), Evair de Melo. O parlamentar conseguiu, por meio de articulação política e recursos federais, que fossem habilitados 23 carros para o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural.

Foram habilitados pelo parlamentar capixaba R$1 milhão para a aquisição dos veículos. Evair de Melo possui forte histórico com o Instituto, onde atuou por cinco anos, entre 2009 e 2014. O parlamentar se orgulha de fazer parte da história do Incaper, “onde puder contribuir para o crescimento do setor em território capixaba gerando inovação e novas tecnologias”, relatou Evair.

“Como presidente do Incaper trabalhei criando planejamento estratégico, estruturando o quadro de pessoal, os escritórios regionais e propondo uma reforma administrativa e organizacional. Com esse trabalho, foi ampliada a utilidade do órgão para os capixabas e, em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, foram entregues programas como o Caminhos do Campo, Infraestrutura Produtiva, Telefonia Rural, entre outros”, declarou o parlamentar.

O público alvo que será beneficiado com a aquisição dos veículos são os agricultores, pesquisadores e extensionistas. Com a entrega será possível propiciar condições adequadas às atividades de assistência técnica e extensão rural, para a promoção de soluções tecnológicas e sociais direcionadas, prioritariamente, aos atores envolvidos na agricultura familiar, de forma a contribuir com o desenvolvimento do Espírito Santo.

“Esses 23 veículos vão reforçar a frota do Incaper para o atendimento à agricultura familiar. O sentimento é de gratidão pelo apoio de um deputado que conhece a realidade no interior. Certamente é uma parceria que fica ainda mais sólida”, disse o diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado.

Os municípios de: Dores do Rio Preto, Muniz Feire, Santa Leopoldina, Itarana, Apiacá, Vargem Alta, Montanha, Ponto Belo, Itapemirim, Piúma, Viana, Vila Velha, Boa Esperança, Águia Branca, Vila Valério, São Domingos, Baixo Guandu, Aracruz, João Neiva, Venda Nova do Imigrante e Domingos Martins serão os beneficiados com a aquisição dos carros.

O técnico João Paulo Ramos, destacou os benefícios que os veículos trarão ao município de Santa Leopoldina, sua área de atuação. “A aquisição desses carros é muito importante pois, ajuda no desenvolvimento de políticas públicas que a nossa região necessita e ainda teremos um carro onde poderemos atender as famílias que precisam, contribuindo assim para o seu desenvolvimento social e econômico”, disse João Paulo Ramos.

Já Sérgio Luiz Batista da região serrana central, representando o município de Itarana falou sobre como o veículo vai dinamizar o trabalho e melhorar suas funções. “Atualmente temos apenas um carro no escritório, o que é insuficiente com o número de colegas que trabalham, então a aquisição desse carro irá fazer com que possamos atender com melhor qualidade a todos, sem grande espera, ampliando o número de visitas, dobrando assim o número de atendimentos”, relatou Sérgio Luiz.

Para o coordenador Regional do Extremo Norte, Lázaro Samir, destacou os benefícios que os veículos levarão ao seu município de Montanha e região. “O carro é uma ferramenta fundamental para nós assistirmos os agricultores familiares, então, o carro é sinônimo de desenvolvimento onde conseguiremos levar nosso conhecimento ao próximo. Essa nova ferramenta de trabalho irá ajudar aos técnicos, facilitando o serviço por eles prestados”, disse Lázaro.

Com os novos veículos, as atividades rotineiras nos escritórios locais de desenvolvimento rural do Incaper serão facilitadas. Ganham o Incaper e os produtores assistidos por ele.

Evair de Melo deputado federal e vice-líder do governo na Câmara tem grande atuação junto ao Incaper

O parlamentar é  fortemente atuante na Bancada Capixaba, sempre fazendo a defesa do Incaper e ressaltando a importância da destinação de recursos para o melhor atendimento aos agricultores do estado.

Desde o início de seu mandato, em 2015, Evair destinou R$ 7.5 milhões em recursos ao órgão, sendo mais de R$5 milhões de emendas impositivas de Bancada, com o objetivo de garantir novos equipamentos, veículos, realização de obras, além de apoio aos eventos agropecuários. “Tenho profunda admiração e respeito pelo Incaper pelos relevantes serviços prestados ao desenvolvimento da agropecuária e em favor das famílias rurais capixabas”, declara Evair.

Evair de Melo já foi presidente do Instituto

Entre 2009 e 2014, Evair de Melo foi presidente do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). Nesse período, elaborou o Planejamento Estratégico, estruturou o quadro de pessoal, os escritórios regionais e propôs uma reforma administrativa e organizacional. Com esse trabalho, foi ampliada a utilidade do órgão para os capixabas e, em parceria com a Secretaria de Estado da Agricultura, foi entregue programas como Caminhos do Campo, Infraestrutura Produtiva, Telefonia Rural, entre outros.

No período em que Evair presidiu o Incaper, foi estruturado o mais moderno serviço de meteorologia do Brasil, importante aliado dos produtores rurais, além de ser ferramenta fundamental para a prevenção de desastres naturais provocados pelas chuvas.

Evair presidiu também o Conselho Nacional das Entidades de Pesquisa Agropecuária (Consepa) e, a partir de importantes parcerias, foi feita uma ampla reformulação da pesquisa agropecuária brasileira, fortalecendo a ciência e a inovação.

Leia mais:  Max, Arnaldinho e Neucimar empatam corrida eleitoral em Vila Velha
Continue lendo

Política e Governo

Governador confirma reforma no secretariado, mas ainda deve definir nomes

Publicado

Renato Casagrande afirmou que discute internamente antes de anunciar novos nomes

Na metade de seu mandato e em meio a uma pandemia, o governador Renato Casagrande já fez mudanças no secretariado e pretende mexer ainda mais na equipe de governo. Entra em cena o aliado e ex-prefeito de Viana Gilson Daniel (Podemos), que assume a Secretaria de Governo e ganha status de “supersecretário”. O ex-titular da pasta, Tyago Hoffmann assume uma nova secretaria, com a fusão das pastas de Desenvolvimento e Ciência e Tecnologia. O governador afirmou na manhã desta terça-feira (02) que mais mudanças acontecerão em breve.

“Ainda não tenho uma definição de nomes em outras secretarias. Então, eu prefiro não adiantar porque fico expondo pessoas e eu prefiro avançar nessa discussão interna primeiro. A chegada do Gilson se incorpora ao que pensamos para o governo. É mais um gestor importante para nossa equipe. Se incorpora. Mais uma liderança que vai nos ajudar. Nessa relação com os municípios vai nos ajudar muito, assim como dentro do governo”, disse o governador.

Casagrande também citou o peso da liderança do ex-prefeito. “Sim, o Gilson é uma liderança importante. Já demonstrou sua competência e vai ajudar agora o governo pra gente poder ir renovando a politica capixaba”.

Segundo apuração, as secretarias que devem ter troca de comando são as pastas de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) e de Turismo (Setur). Os nomes ainda são mantidos a sete chaves.

Repasses federais

Casagrande também falou do embate com o governo federal depois que oPresidente apresentou números de repasses de recursos  para os Estados. O governador contestou e disse que os números apresentados por Bolsonaro estão errados. 

“Sem dúvida, a informação não é verdadeira. O governo do Estado recebeu do governo federal R$ 1,2 bi e deixamos de pagar mais de R$ 269 milhões, então adiou-se o pagamento da dívida. Então somando, recebemos extraordinariamente no ano passado R$ 1,5 bi, desse total de R$ 16,1 bilhões que o governo federal disse que repassou. Então, não é uma informação verdadeira e isso causa um desgaste, ter que ficar explicando essas coisas, justificando essas coisas. E isso tem sido na pandemia toda até agora. O tempo todo a gente lida com fake news e tem que explicar o que é real”, afirmou Casagrande.

Apesar desses embates, Casagrande afirmou que não tem problemas em se reunir com o Presidente para discutir medidas e defender os interesses do Estado. “Bolsonaro é um negacionista, mas a equipe dele está sempre em contato conosco, inclusive ele. Nós, governadores, não vamos olhar os erros do passado do governo federal. Vamos olhar o que podemos construir juntos daqui para a frente. Nós estamos pedindo apoio por causa da pandemia. É muito ruim ficar cuidando da pandemia sem o apoio do governo federal como aconteceu nesse ano (2020). Por isso estamos dispostos a sentarmos à mesa na hora que o Presidente chamar a gente”.

Leia mais:  Em Sessão Extraordinária Deputados aprovam o Cartão Reconstrução
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana