conecte-se conosco


Política e Governo

Governador assina Ordem de Serviço do Projeto-Piloto Rio Mangaraí

Publicado

A Ordem de Serviço do Projeto-Piloto Rio Mangaraí foi assinada, na manhã deste sábado (31), pelo governador do Estado, Renato Casagrande. O evento aconteceu em Mangaraí, distrito de Santa Leopoldina, respeitando todos os protocolos de prevenção ao novo Coronavírus (Covid-19). Serão 18 meses de execução do projeto com, aproximadamente, R$ 34 milhões de investimento total. O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) é o responsável pela gestão e execução do projeto-piloto do Rio Mangaraí.


O objetivo do projeto é reduzir a carga de sedimentos nos cursos d’água e melhorar a qualidade e a quantidade das águas da sub-bacia do Rio Mangaraí, que integra a Bacia Hidrográfica do rio Santa Maria da Vitória. Indiretamente, também serão beneficiados 600 mil habitantes residentes da Grande Vitória, que são abastecidos com a água captada no rio, além dos cerca de quatro mil habitantes da região. O monitoramento dos sedimentos no rio será realizado pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan) até o final do projeto, em parceria com o Incaper.

O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) será responsável por parte da redução de sedimentos nas estradas da Bacia do Rio Mangaraí, com a execução e fiscalização das obras. Para isso, serão revitalizados cerca de 53 km de estradas em 14 trechos que contemplam 15 comunidades da região. A Bacia do Rio Mangaraí totaliza 18.370 hectares e é caracterizada, predominantemente, por região rural. O território está localizado em 87% no município de Santa Leopoldina e 13% em Cariacica.


Em sua fala, o governador Casagrande destacou outras ações que também vão fazer parte do projeto. “O assoreamento dos rios é um grande problema e essa intervenção nas estradas vai diminuir isso, facilitando também a vida das pessoas. Também estamos investindo mais de R$ 3 milhões em educação ambiental com empoderamento feminino. Ao todo, serão R$ 34 milhões investidos nessa região. Estamos fazendo ainda o saneamento e vamos universalizar o esgoto de Santa Leopoldina. A Barra de Mangaraí é abastecido por um posto, mas vamos ter um investimento da Cesan para atender a população”, afirmou.


O Projeto-Piloto Rio Mangaraí faz parte do Programa de Gestão Integrada das Águas e da Paisagem do Governo do Estado do Espírito Santo, financiado por meio de um acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

O diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado, ressaltou que o projeto promoverá diversas transformações para as famílias locais e os agricultores familiares. “O calçamento das estradas, a preservação dos recursos naturais e as ações sociais vão beneficiar muito a população local, além dos habitantes da Grande Vitória. Estive com a diretoria do Incaper em Mangaraí na última semana. Vimos de perto a realidade e as demandas das mulheres trabalhadoras rurais. Em parceira com outros órgãos governamentais, vamos unir nossos esforços para fortalecer ainda mais essas atividades no campo que movem o Estado”, destacou.


Para o diretor-presidente do DER-ES, Luiz Cesar Maretto Coura, o Projeto-Piloto do Rio Mangaraí trará um grande avanço na economia da região. “A revitalização dos trechos e a captação de água no Rio Santa Maria da Vitória vão trazer desenvolvimento e economia aos moradores da Grande Vitória e, principalmente, da região entre Cariacica e Santa Leopoldina. É uma obra importante e muito esperada na região e o DER-ES está empenhado em executar essa obra, que vai melhorar de forma significativa a vida dos capixabas”, disse.

O diretor presidente da Cesan, Carlos Aurélio Linhalis (Cael), explicou que o monitoramento dos rios será iniciado seis meses após a conclusão de cada trecho pavimentado. “Dessa forma, quando a obra for concluída o monitoramento estará sendo feito em toda extensão. As etapas administrativas estão acontecendo e ainda no primeiro semestre de 2021 estaremos em campo”, asseverou.

Cael prosseguiu: “Serão 52 quilômetros de estradas pavimentadas que vão impactar diversas realidades, desde a qualidade de vida dos moradores da região até a economia local, que certamente será alavancada. A melhoria da qualidade da água dos rios vai possibilitar a redução do uso de produtos químicos no tratamento da água, preservando o meio ambiente e a saúde humana.”

Promoção social e de educação ambiental

Leia mais:  Espírito Santo terá mais 346 novos leitos de UTI para Covid-19

A melhora da qualidade de vida dos cerca de quatro mil habitantes da região também é um dos objetivos do Projeto-Piloto Rio Mangaraí, que será realizado por meio de consultoria em Educação Ambiental e Mobilização Social, contratada pelo Incaper. As ações englobam a identificação das lideranças locais formais e informais; identificação das associações e outras instituições atuantes nos locais de interesse; elaboração de diagnóstico socioeconômico; reuniões com as associações; reuniões com a comunidade; cursos; troca de saberes; viagem de intercâmbio; planos de negócios; projetos para captação de recursos, entre outros.

O projeto irá desenvolver um Programa de Educação Ambiental que será coordenado pelo Incaper. Serão desenvolvidas atividades de educação ambiental formal e não formal, encontros com temáticas ambientais e distribuição de materiais pedagógicos, visando à conscientização ambiental dos habitantes da região. Além disso, já está em desenvolvimento o trabalho de cobertura florestal, por meio do Programa Reflorestar, da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).

“Para a coordenação desse projeto piloto, o Incaper fez parcerias robustas que compõem esse amplo projeto do Governo do Estado. São ações bem articuladas fazendo força na mesma direção com o poder de transformar a realidade das famílias de Mangaraí”, pontuou o diretor administrativo do Incaper, Cleber Guerra.

Projeto visa ao empoderamento feminino

Leia mais:  Governo entrega 40 novos leitos clínicos no Hospital Estadual de Atenção Clínica

O projeto contempla ainda uma ação social com enfoque no empoderamento feminino, com duração de 15 meses, que será realizada também por meio da empresa contratada. As atividades serão desenvolvidas com os agricultores da região da sub-bacia do Rio Mangaraí, com as associações que atuam na região, e, principalmente, com as mulheres e seus grupos organizados.

“O foco principal do projeto é o empoderamento feminino. Ele será muito importante para evidenciar a realidade das mulheres rurais e apoiar formas de amenizar a desigualdade social e econômica vivenciadas por elas, empoderando-as social e economicamente”, destacou a coordenadora do Projeto Mangaraí e extensionista do Incaper, Cintia Aparecida Bremenkamp. 

publicidade

Política e Governo

Suporte econômico: operações de crédito emergencial atingem mais de R$ 720 milhões liberados pelo Banestes

Publicado

Em pouco mais de um ano e meio do início da pandemia da Covid-19, as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes atingem mais de R$ 720 milhões em operações para empreendedores.

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), que tem mantido a relevante atuação de principal banco credor do Espírito Santo no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, como medidas de suporte econômico em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) divulgou, nesta semana, o balanço atualizado das operações. Já são mais de R$ 720 milhões liberados nas linhas de crédito emergencial, em mais de 21 mil operações.

São beneficiadas pelas medidas de acesso ao crédito facilitado e com condições diferenciadas as empresas capixabas de todos os portes: micro, pequenos e médios empreendedores, além das grandes empresas e também o setor industrial. 

“O Banestes tem desempenhado um importante papel de incentivo à economia e permanece atuando como o principal banco credor do Estado no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, lançadas como medida econômica para enfrentamento da pandemia, em parceria com o Governo do Estado, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), do Programa Nossocrédito e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), para a concessão de microcrédito”, ressaltou do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

As operações de crédito emergencial pelo Banestes tiveram início em março de 2020, a partir do avanço da primeira onda da pandemia da Covid-19 no Estado, que, em decorrência das importantes medidas de isolamento social, impactaram no andamento das atividades econômicas.

“Agimos rápido em busca de soluções que dessem suporte aos negócios, à manutenção dos empregos e à solidez do nosso Estado. Além das linhas especiais para os empreendedores, também lançamos soluções de suporte aos clientes pessoa física e repactuamos mais de R$ 580 milhões em operações de crédito. Atingimos, neste mês, a marca de mais de R$ 720 milhões liberados, em mais de 21 mil operações. Esse volume representa o sólido comprometimento do Banestes com o povo capixaba. Permanecemos atentos aos cuidados com os nossos colaboradores e clientes, com a manutenção dos nossos serviços e com a sustentabilidade do nosso banco”, destacou Amarildo Casagrande.

As informações sobre as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes, assim como sobre as outras soluções financeiras disponíveis como medidas de enfrentamento à pandemia, estão disponíveis para acesso à população pelo site www.banestes.com.br/estamosjuntos. No site, também é possível acessar as informações para contato com o banco.

Números do 1º semestre

No primeiro semestre de 2021, o Banestes registrou lucro líquido total de R$ 114 milhões. O lucro líquido recorrente foi de R$ 109 milhões, o que, ao comparar os resultados recorrentes do primeiro semestre de 2021 com o período equivalente a 2020 (R$ 87 milhões), o crescimento foi de 25,0%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, no primeiro semestre do ano foi destinado ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 33 milhões, valor aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento Estadual.

Crédito Emergencial Banestes:

  • Em 1 ano e 08 meses, mais de R$ 720 milhões liberados em crédito emergencial para empresas de todos os portes e microempreendedores capixabas;
  • Mais de 21 mil operações emergenciais realizadas;
  • Mais de R$ 583 milhões em renegociações de contratos de crédito;
  • Informações detalhadas sobre linhas de crédito e outros auxílios disponíveis em www.banestes.com.br/estamosjuntos.

Leia mais:  Disputa entre Vidigal e Audifax continua na Serra
Continue lendo

Política e Governo

Governador apresenta Plano de Investimentos a prefeitos e lideranças da região Litoral Sul

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã desta quinta-feira (16), um encontro com prefeitos e lideranças da região Litoral Sul. Durante a reunião de trabalho, realizada no município de Anchieta, foi apresentado o Plano de Investimentos 2020/2021, do Governo do Estado. Desde o início de agosto, o governador vem realizando encontros semanais com vereadores e agora inicia essas agendas com prefeitos e lideranças de todas as microrregiões do Espírito Santo.

Participaram desse primeiro encontro os prefeitos e lideranças dos municípios de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul, Anchieta, Piúma, Marataízes, Presidente Kennedy e Itapemirim.

Para o governador, é importante apresentar os investimentos que estão sendo realizados, assim como entender as principais demandas para investimentos futuros. “Estamos apresentando o que estamos fazendo e também falando sobre o que ainda vamos realizar. Agora, com a pandemia mais controlada, podemos realizar esses encontros, em que expomos de forma clara e transparente onde estamos alocando os recursos públicos e quais são os nossos principais investimentos”, disse.

Casagrande destacou que os encontros servem também para ouvir de prefeitos, vereadores e demais lideranças quais são as principais demandas dos municípios. “É importante receber essas demandas para que a gente possa mudar a vida das pessoas, que é a nossa principal função enquanto gestor público. Essa região, em especial, sofreu muito com as fortes chuvas, principalmente as cidades de Iconha e Alfredo Chaves, que foram alvo de um trabalho de reconstrução no último ano por parte do Governo do Estado”, pontuou.

O governador prosseguiu: “Temos diversas outras obras nessa região, como em Costa Azul, em Iriri, Castelhanos e na chegada de Anchieta. Em breve vamos dar a ordem de serviço da recuperação de Meaípe e da orla de Piúma, além de um contorno para a cidade. Vamos continuar realizando importantes investimentos para mudar a vida do capixaba.”

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Vitor Coelho, que preside a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), parabenizou o Governo do Estado pelos investimentos realizados nos municípios. “Fico feliz em ver os números dos investimentos do Estado, que estão crescendo de forma exponencial ano a ano. Como é bom ser capixaba nesse momento e ver como o Governo do Estado está investindo e desenvolvendo os municípios. Quero que cada município cresça cada vez mais para fortalecer o Espírito Santo e termos ainda mais visibilidade no cenário nacional”, declarou.

O prefeito anfitrião do encontro, Fabricio Petri, agradeceu a reunião e elogiou a iniciativa de apresentar os investimentos aos prefeitos. “Nossa gratidão ao governador por realizar reuniões setorizadas, pois é fundamental sabermos onde estão sendo realizados os investimentos e apresentar nossas principais demandas. Com muito comprometimento, o Governo do Estado vem realizando investimentos em todos os municípios. São investimentos nítidos, em que o morador sente na pele”, afirmou.

A vice-governadora Jacqueline Moraes participou do encontro e citou algumas ações do Governo do Estado, destacando o Programa Agenda Mulher, coordenado no âmbito da Vice-Governadoria. “O programa representa a voz das mulheres no centro do poder do Espírito Santo. Precisamos reduzir a violência, mobilizando também os homens para esse debate”, ponderou.

Também estiveram presentes o secretário de Estado de Governo, Gilson Daniel; os deputados estaduais Janete de Sá, Emilio Mameri, Coronel Alexandre Quintino e Luciano Machado; os prefeitos Tininho Batista (Marataízes), Tiago Peçanha (Itapemirim), Fernando Lafayete (Alfredo Chaves), Paulo Cola (Piúma), Gedson Paulino (Iconha), Nei Castelari (Rio Novo do Sul) e Dorlei Fontão (Presidente Kennedy); além de secretários municipais, vereadores e lideranças.

Leia mais:  Estado amplia testagem para toda população que apresente síndrome gripal
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana