conecte-se conosco


Política e Governo

Governador confirma reforma no secretariado, mas ainda deve definir nomes

Publicado

Renato Casagrande afirmou que discute internamente antes de anunciar novos nomes

Na metade de seu mandato e em meio a uma pandemia, o governador Renato Casagrande já fez mudanças no secretariado e pretende mexer ainda mais na equipe de governo. Entra em cena o aliado e ex-prefeito de Viana Gilson Daniel (Podemos), que assume a Secretaria de Governo e ganha status de “supersecretário”. O ex-titular da pasta, Tyago Hoffmann assume uma nova secretaria, com a fusão das pastas de Desenvolvimento e Ciência e Tecnologia. O governador afirmou na manhã desta terça-feira (02) que mais mudanças acontecerão em breve.

“Ainda não tenho uma definição de nomes em outras secretarias. Então, eu prefiro não adiantar porque fico expondo pessoas e eu prefiro avançar nessa discussão interna primeiro. A chegada do Gilson se incorpora ao que pensamos para o governo. É mais um gestor importante para nossa equipe. Se incorpora. Mais uma liderança que vai nos ajudar. Nessa relação com os municípios vai nos ajudar muito, assim como dentro do governo”, disse o governador.

Casagrande também citou o peso da liderança do ex-prefeito. “Sim, o Gilson é uma liderança importante. Já demonstrou sua competência e vai ajudar agora o governo pra gente poder ir renovando a politica capixaba”.

Segundo apuração, as secretarias que devem ter troca de comando são as pastas de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades) e de Turismo (Setur). Os nomes ainda são mantidos a sete chaves.

Repasses federais

Casagrande também falou do embate com o governo federal depois que oPresidente apresentou números de repasses de recursos  para os Estados. O governador contestou e disse que os números apresentados por Bolsonaro estão errados. 

“Sem dúvida, a informação não é verdadeira. O governo do Estado recebeu do governo federal R$ 1,2 bi e deixamos de pagar mais de R$ 269 milhões, então adiou-se o pagamento da dívida. Então somando, recebemos extraordinariamente no ano passado R$ 1,5 bi, desse total de R$ 16,1 bilhões que o governo federal disse que repassou. Então, não é uma informação verdadeira e isso causa um desgaste, ter que ficar explicando essas coisas, justificando essas coisas. E isso tem sido na pandemia toda até agora. O tempo todo a gente lida com fake news e tem que explicar o que é real”, afirmou Casagrande.

Apesar desses embates, Casagrande afirmou que não tem problemas em se reunir com o Presidente para discutir medidas e defender os interesses do Estado. “Bolsonaro é um negacionista, mas a equipe dele está sempre em contato conosco, inclusive ele. Nós, governadores, não vamos olhar os erros do passado do governo federal. Vamos olhar o que podemos construir juntos daqui para a frente. Nós estamos pedindo apoio por causa da pandemia. É muito ruim ficar cuidando da pandemia sem o apoio do governo federal como aconteceu nesse ano (2020). Por isso estamos dispostos a sentarmos à mesa na hora que o Presidente chamar a gente”.

Leia mais:  Governo do Espírito Santo realiza curso inédito de Análise Criminal
publicidade

Política e Governo

Sedu recebe secretário da Educação de Mato Grosso para compartilhar boas práticas

Publicado

A Secretaria da Educação (Sedu) recebeu, na segunda-feira (18), o secretário da Educação de Mato Grosso, Alan Porto, que veio ao Estado com o objetivo de conhecer as boas práticas que levaram a Educação do Espírito Santo a alcançar, junto com Goiás, a melhor avaliação do Ensino Médio da Rede Pública do País, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Pela manhã, o secretário da Educação de Mato Grosso foi recebido na Sedu pelo secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, para conhecer e entender como funciona as Superintendências Regionais de Educação (SRE), o serviço terceirizado da merenda escolar, a climatização das escolas, a municipalização das unidades do Ensino Fundamental, o Bônus Desempenho, entre outras ações.

No período da tarde, Vitor de Angelo levou Alan Porto para conhecer o Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) Fernando Duarte Rabello, a Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Irmã Maria Horta, ambas em Vitória, e a Superintendência Regional de Educação (SRE) Carapina, no município da Serra.

“O Governo de Mato Grosso está em busca de melhores práticas para transformar a educação do nosso Estado em uma das melhores do País”, disse o secretário Alan Porto.

 

Leia mais:  Governo do Estado anuncia lançamento da Modernização do Programa Morar Legal e do Programa Nossa Casa

Continue lendo

Política e Governo

Espírito Santo é o Estado que mais fez investimentos em 2021

Publicado

Governo do Espírito Santo foi o que mais realizou investimentos, de janeiro a agosto de 2021, segundo aponta o Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia

De acordo com o relatório, de todas as despesas liquidadas pelo Governo Estadual, 10% foram utilizadas para investimentos em infraestrutura, saúde, esporte, segurança pública, entre outras áreas. Ainda segundo informações divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional, os estados de Alagoas, Maranhão e Rio Grande do Sul aparecem na segunda colocação, tendo utilizado 8% dos recursos para a realização de investimentos. 

“Esses investimentos podem ser feitos, porque estamos bem organizados. O Espírito Santo mantém equilibrados os gastos com pessoal e encargos sociais, custeio e serviço da dívida, para que cresçam os investimentos em áreas relevância social”, avaliou o secretário de Estado da Fazenda, Marcelo Altoé.

“O Relatório Resumido de Execução Orçamentária, divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional, mostra como o Espirito Santo é beneficiado por uma gestão que cuida das contas públicas de forma responsável, com controle de gastos, o que faz com que o Estado avance em investimentos e realize políticas públicas inovadoras, que beneficiam a população capixaba”, ressaltou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

Duboc explicou que na proposta orçamentária para 2022, enviada à Assembleia Legislativa, o valor previsto para investimentos é de, aproximadamente, R$ 2,7 bilhões, representando quase 20% da receita líquida de impostos.

Marcelo Altoé também parabenizou as equipes das Secretarias da Fazenda (Sefaz) e de Economia e Planejamento (SEP), pelo trabalho técnico que vem desenvolvendo em conjunto. “Constantemente, as equipes da Sefaz e da SEP se reúnem para analisar as despesas, receitas e investimentos feitos pelo Governo Estadual. Esse acompanhamento diário dos números da gestão refletem o zelo que temos para com as contas públicas”, pontuou.

Leia mais:  Governo do Estado anuncia lançamento da Modernização do Programa Morar Legal e do Programa Nossa Casa
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana