conecte-se conosco


Política e Governo

Governador entrega carta dos Governadores pelo Clima ao embaixador dos EUA

Publicado

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, entregou ao embaixador dos Estados Unidos, Todd Chapman, a carta dos Governadores pelo Clima, que será destinada ao presidente norte-americano Joe Biden, durante videoconferência realizada na tarde desta terça-feira (20). A carta foi assinada por 24 chefes dos Executivos estaduais e será enviada ainda esta tarde ao presidente Joe Biden pela Embaixada dos EUA no Brasil.

Também participaram do encontro virtual, os governadores Mauro Mendes (Mato Grosso), Helder Barbalho (Pará) e Paulo Câmara (Pernambuco), que falaram sobre a importância da Carta e das ações em conjunto dos chefes dos Executivos estaduais. O articulador do Centro Brasil no Clima (CBC), Sérgio Xavier, também participou.

Durante sua fala na videoconferência, Casagrande, que articulou a assinatura pelos 24 governadores, destacou o protagonismo dos estados e ressaltou a importância da união com os Estados Unidos sobre o tema. O objetivo da Carta é impulsionar a regeneração ambiental, o equilíbrio climático, a redução de desigualdades e desenvolver cadeias econômicas de “menos carbono” nas Américas.

“Estamos entregando formalmente essa carta ao embaixador. É uma ação importante que contou com a assinatura de 24 governadores, formando uma manifestação robusta. Estamos propondo parcerias em busca do equilíbrio ambiental, bem como a diminuição da emissão de carbono e da pobreza. Estamos vivendo um momento de muita gravidade e de emergência climática que altera o meio ambiente e aumenta a pobreza, afetando justamente quem é mais vulnerável”, pontuou Casagrande.

O capixaba prosseguiu: “Foi com alegria que vimos a ascensão do presidente Joe Biden, um entusiasta do tema. Pela primeira vez os governadores se colocam como protagonistas de forma internacional e esperamos que possamos trabalhar em parceria, Brasil e Estados Unidos, com o objetivo de criar a maior economia de descarbonização do mundo. Que possamos ter um canal direto e permanente com os EUA e que possamos ampliar para outros, pois o tema é de interesse mundial”, disse.

O embaixador dos EUA, Todd Chapman, se mostrou feliz com o protagonismo dos governadores e ressaltou que enviará a carta ainda nesta terça-feira à Casa Branca.

“O tema é importante e que estamos discutindo juntos há décadas. O momento político e econômico que vivemos é fundamental. O que esse grupo de países pode fazer juntos para proteger o planeta e ao mesmo tempo se desenvolvendo. Esse tema interessa diretamente ao presidente Joe Biden. Os próximos dias serão muito importantes e estou muito feliz em receber essa carta, mostrando como essa coalizão dos governadores, que estão comprometidos em encontrar soluções. A iniciativa é muito boa e confio nas autoridades locais. Tenho um compromisso com os Estados e acredito que já falei com todos. Vamos encontrar novas maneiras de trabalhar e vamos ver esse desafio como uma grande oportunidade econômica. O Brasil pode ser a superpotência mundial no meio ambiente. Vou mandar essa carta hoje à tarde ao presidente Joe Biden”, declarou o embaixador.

Além do Espírito Santo, assinaram a carta os chefes dos Executivos do Acre, Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

A articulação destaca quatro pontos:

(1) A criação da “maior economia de descarbonização do mundo” entre os Estados Unidos e o Brasil, integrando a maior capacidade de investimentos do planeta, representada pela economia americana, com a maior base florestal da Terra (somando Amazônia, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica, Caatinga e Pampa), criando referências práticas para a regulamentação do artigo 6 do Acordo de Paris, a partir de créditos de descarbonização (CBIOs) e créditos de carbono, acelerando a transição da economia mundial para um modelo carbono neutro.

De acordo com o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), com a atração de investimentos, o setor empresarial brasileiro tem a expectativa de certificar 1,5 bilhão de toneladas de CO² por ano, 300 vezes mais do que é feito hoje, gerando cerca de 45 bilhões de dólares.

Os Estados brasileiros têm enormes capacidades de contribuir com a captura de emissões globais através de programas de preservação de matas nativas e reflorestamento de baixo custo, combinados com o aumento da ambição da NDC nacional (metas voluntárias do país no Acordo de Paris), a redução da pobreza, o desenvolvimento de novos arranjos bioeconômicos e o fortalecimento das comunidades indígenas.

(2) Desenvolvimento de Planos Integrados e programas de capacitação para que os recursos investidos no Brasil, com foco na regeneração florestal, impulsionem rapidamente e consolidem cadeias econômicas sustentáveis.

É possível criar canais estruturados e descentralizados para viabilizar ações em larga escala, em múltiplos pontos do território brasileiro, possibilitando a proteção de vegetação nativa; a restauração de áreas degradadas; a inclusão de comunidades locais com capacitação planejada e geração de muitos empregos; e a incorporação de empresas, em diversas cadeias econômicas verdes, integrando as economias do Brasil e dos EUA, nos eixos de  bioeconomia, bioenergia, agricultura de baixo carbono, energias renováveis, promovendo práticas sustentáveis de comércio internacional.

(3) Uso de mecanismos já disponíveis para aplicação segura e transparente dos recursos internacionais, garantindo resultados rápidos e descentralizados (fundos estaduais, integração com iniciativas não governamentais e novos arranjos institucionais com menos burocracia e maior impacto).

(4) Integração de todos os Biomas brasileiros no esforço de reflorestamento, regeneração ambiental e desenvolvimento socioeconômico regional, ampliando a ambição da NDC do Brasil, despertando nova cultura ecopolítica e criando oportunidades de um efetivo desenvolvimento inclusivo e sustentável em todos os Estados. O Brasil pode ampliar o verde da Terra não apenas na Amazônia, mas também em biomas de grande capacidade de captura de carbono e inestimável biodiversidade, como o Cerrado, a Mata Atlântica, a Caatinga e o Pantanal – que perdeu grandes áreas em incêndios em 2020.

Leia mais:  Retrospectiva 2019: Corregedoria padroniza procedimentos e diminui o passivo processual
publicidade

Política e Governo

Governo do Estado assina convênio para pavimentação e drenagem de ruas em Cariacica

Publicado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), firmou, nesta quinta-feira (06), um convênio com o Município de Cariacica para a realização das obras de pavimentação e drenagem na Avenida Bernardo Simmer, no bairro Formate. A assinatura do convênio no valor total de R$ 3,2 milhões ocorreu em ato simbólico no Palácio Anchieta, com a presença do governador Renato Casagrande, da vice-governadora Jacqueline Moraes e de outras autoridades.

“Com o convênio, autorizamos a Prefeitura realizar a licitação já na próxima semana. São recursos importantes que se somam a diversos outros que estamos realizando em Cariacica. Lançamos recentemente um importante edital da ponte entre São Francisco a Vila Betânia, uma ponte que está há mais de 30 anos para ser feita. Fizemos o recapeamento da Rodovia José Sette, atendemos uma demanda em Porto de Cariacica, realizamos a pavimentação e drenagem de várias ruas da cidade e entregamos o binário de Itacibá”, afirmou Casagrande.

A pavimentação e drenagem da Avenida Bernardo Simmer é mais uma ação estratégica de melhoria e ampliação da infraestrutura viária nos municípios. A restauração totaliza 1.072 metros de pavimentação asfáltica. A obra conta ainda com 9.828 metros quadrados de pavimentação em CBUQ (concreto betuminoso usinado a quente), 565 metros de drenagem, 5.510,60 metros quadrados de Passeio em concreto, 40,80 metros de rampa de pedestres, 678 metros quadrados de revestimento vegetal com gramas em placas, 1.619,00 metros quadrados hidrossemeadura simples de talude e mais 2.237,50 metros quadrados de sinalização.

Durante o evento de assinatura, transmitido ao vivo pelas redes sociais, o governador destacou outros investimentos em Cariacica. “Tem o KM 0 da Rodovia Leste Oeste e a Alice Coutinho que está na fase final, além do Hospital Geral de Cariacica, que concluímos a fase de fundação e agora estamos levantando a obra. Todos esses investimentos do Governo do Estado estão mudando a história de Cariacica”, pontuou.

O secretário de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, também falou sobre a importância dos investimentos, tão necessários à população. “Os investimentos alcançam a população como um todo, seguindo o compromisso do Governo do Estado de levar desenvolvimento e qualidade de vida para toda população do Espírito Santo. As obras vão ajudar a reduzir os alagamentos e inundações, assim como minimizar a poeira e facilitar a acessibilidade urbana na região”, destacou.

O prefeito de Cariacica, Euclério Sampaio, também se manifestou: “Eu disse ao governador que se eu fosse eleito prefeito, ele teria que sentar na cadeira comigo. E o senhor está cumprindo. Essa obra é importante para Cariacica. Quero que Cariacica, em dois anos, seja o município que mais atrai mais empresas do Estado. A cidade tem a melhor logística no Estado, tem a maior área alfandegada do Brasil e estamos estendendo o ‘tapete azul’ aos empresários para que possam gerar empregos e riqueza ao município. O governador está tratando Cariacica da forma que a cidade merece e como nenhum outro tratou. Espero que esse seja o primeiro de muitos convênios que faremos”, ressaltou.

“Cariacica precisa de investimentos em infraestrutura para melhorar a qualidade de vida de quem mora aqui. Para que tornemos a cidade e o Estado mais competitivos. Se Cariacica se transformar em um município mais competitivo, ajuda o Estado a se tornar mais competitivo. E eu aposto muito nisso, assim como o nosso governador”, disse a vice-governadora Jacqueline Moraes.

Ainda durante a solenidade, o deputado estadual Marcelo Santos agradeceu ao Governo do Estado pelos investimentos no município. “Essa infraestrutura permite que a cidade possa crescer, promovendo o desenvolvimento econômico, sempre seguido do social. O prefeito tem balizado esse ponto de equilíbrio. Quero agradecer o senhor governador pela sensibilidade pelo primeiro convênio que o Município recebe. A gente quer não somente este, mas tantos outros para Cariacica”, asseverou.

A deputada estadual Janete de Sá reforçou que essa intervenção é muito importante para o bairro e o município. “Obrigado por essa importante obra. O prefeito tem trabalhado para identificar os gargalos, em infraestrutura principalmente, e o senhor governador tem nos ajudado, pois Cariacica merece. O bairro Formate agradece e sabemos que a cidade merece esses investimentos para se desenvolver”, comentou.

Leia mais:  Governador anuncia reajuste do valor e ampliação dos beneficiários do Cartão ES Solidário
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Espírito Santo promoverá Rodada de Negócios descentralizada em junho

Publicado

Para consolidar a geração de novos negócios e promover o crescimento regional de forma equilibrada, a Secretaria de Inovação e Desenvolvimento (Sectides) anuncia uma nova Rodada de Negócios dentro do Programa Fornecedores em Rede, que será realizada no dia 08 de junho. Desta vez, serão priorizados projetos que estão sendo executados fora da Região Metropolitana, dando destaque a obras de infraestrutura. Esses investimentos do Governo do Estado já estão em execução ou terão início nos próximos meses, e desta forma, vão demandar a contratação de empresas e mão de obra local.

O lançamento desta rodada foi realizado durante reunião que contou com a participação de representantes da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-ES), de empresas âncoras prestadoras de serviços do Estado, além de representantes de sindicatos associados (Sindicopes e Sinduscon) e Câmaras Técnicas da Findes. A gestão do Fornecedores em Rede é feita pelo Governo do Estado por meio da Sectides em parceria com o Sebrae e Findes.

De acordo com o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, a Rodada de Negócios permite a direta negociação entre potenciais fornecedores capixabas e as empresas âncoras, realiza capacitações e dá orientações importantes para que os participantes tornem-se mais competitivos e preparados para as Rodadas.

“As Rodadas têm sido realizadas por meio de reuniões dinâmicas, virtuais com curta duração e com a participação de empresas selecionadas pela demandante e isso facilita o acesso a um maior número de participantes. Essa ação está conectada com o objetivo estratégico do Governo do Estado de promover a interiorização de oportunidades e fluxo econômico nas diversas microrregiões, promovendo o desenvolvimento regional sustentável”, disse o secretário Tyago Hoffmann.

Segundo a subsecretária de Estado de Gestão de Projetos, Fabrine Schwanz, a estimativa é de que a Rodada de Negócios conte com a participação de empresas âncoras que estão prestando serviços ao Departamento de Estradas e Rodagens (DER) em municípios fora da Região Metropolitana, possibilitando que o projeto amplie a sua abrangência e consiga gerar ainda mais resultados positivos.

“A Findes, por meio do Sesi e Senai, promove a qualificação da mão de obra para atender às empresas âncoras, apoiando os empreendedores. Dentro do Programa também temos as Rodadas de Negócios. Já realizamos duas na Findes, em que conseguimos atingir 145 empresas cadastradas. O objetivo é criar oportunidades para que empresas capixabas acessem e façam negócios com grandes fornecedores do Governo do Estado, contribuindo, assim, para fortalecer a economia capixaba”, explicou a presidente da Findes, Cris Samorini. 

Plano Espírito Santo — Convivência Consciente

É um conjunto de ações envolvendo órgãos do poder público e do setor produtivo para promover o desenvolvimento econômico, priorizando as pessoas, com o objetivo de reduzir os impactos sofridos pela população capixaba em decorrência da pandemia da Covid-19. São previstos mais de R$ 32 bilhões em investimentos dos Governos do Estado e Federal e do setor privado até o final de 2022. A estimativa é de que sejam criadas mais de 100 mil vagas de emprego.

Leia mais:  Estado anuncia repasse de R$ 16,8 milhões para ações de Assistência Social nos municípios
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana