conecte-se conosco


Política e Governo

Governo anuncia mais cinco órgãos estaduais que funcionarão no Centro de Vitória em 2020

Publicado

O governador Renato Casagrande anunciou, nesta sexta-feira (27), a transferência de mais cinco órgãos estaduais para o Centro de Vitória em 2020. Em solenidade no Palácio Anchieta, foi assinado o contrato de locação do imóvel onde funcionarão o Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) e a Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh). A Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Vitória; a Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional (Secti) e a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) também serão transferidas para a região.

Em 2020, o Idaf e a Agerh serão acomodados no espaço onde funcionava a loja C&A, no Edifício Trade Center, situado à Avenida Jerônimo Monteiro. O imóvel, com área de 4.093 metros quadrados, receberá 257 servidores das autarquias. O Edifício Trade Center também será a nova sede da Secti e da Fapes no próximo ano. Elas ocuparão o 1º e 2º andares do prédio, cuja área é de 1.918,44 metros quadrados. Ao todo, 157 servidores trabalharão no local. Já a Ciretran, que conta com 43 profissionais, realizará atendimento ao público num prédio de 1.816,80 metros quadrados, localizado na Rua Henrique de Novaes, com acesso também pela Avenida Princesa Isabel.

As mudanças de sede e o pagamento dos aluguéis ocorrerão assim que os locadores concluírem as obras de reforma e entregarem as chaves dos imóveis. Dentre as intervenções que serão realizadas neles, estão a substituição de pisos; manutenção de esquadrias; adequação de rede elétrica, climatização e de banheiros; reparo de paredes e infiltrações; e instalação de divisórias. Atualmente, os cinco órgãos estão alocados no bairro Mata da Praia, também na Capital.

“É uma decisão política do Governo começar um caminho de volta dos órgãos públicos para o Centro de Vitória. Queremos criar uma região administrativa. Claro que não dá para fazer tudo em um ano e talvez não em uma administração, mas estamos começando o caminho de volta. Na década de 90 começou o caminho de saída e em 2019 começamos o caminho de volta. Agora em 2020 alguns órgãos já vão voltar e estamos trabalhando para iniciar o processo de retorno de outros”, afirmou o governador Casagrande.

Ele lembrou que outras instituições estão retornando ao Centro de Vitória, como a Caixa Econômica Federal que voltou com a sua Superintendência para a região. O governador destacou que o Centro se notabiliza por ter um ambiente bonito e com o valor dos aluguéis mais em conta.

“O retorno dos órgãos públicos faz com que todo o entorno se revitalize, como a Igreja de Santa Luzia, que é um ponto turístico e a igreja mais antiga de Vitória. Olha a importância do Natal do Parque Moscoso que atraiu milhares de pessoas ao Centro e a Cantata de Natal que realizamos em frente ao Palácio Anchieta. Acabamos de entregar o DPM da Vila Rubim, todo reformado e que dará melhores condições de trabalho aos nossos policiais militares e mais segurança aos moradores e trabalhadores da região. O Portal do Príncipe, que terá início agora em 2020, vai revitalizar toda aquela área entre a Segunda Ponte até a Vila Rubim, qualificando as ruas, enterrando os fios, melhorando o trânsito e embelezando a região”, disse Casagrande.


A secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, destacou que, além de contribuir para a revitalização do Centro de Vitória, a iniciativa proporcionará uma economia para o Estado. “A transferência do Idaf e da Agerh para a região central de Vitória reduzirá em R$ 857 mil por ano os gastos que as duas autarquias têm com aluguel de suas sedes. Já a Ciretran economizará anualmente R$ 576 mil e a Fapes e a Secti R$ 715 mil”, observou.

Para o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, a economia proporcionada com a mudança da sede é importante para a gestão pública. “Teremos uma redução significativa nos gastos com aluguel e poderemos investir em outras áreas, proporcionando melhorias nos serviços entregues pelo Instituto à população capixaba, em especial o produtor rural”, acrescentou.

Já o diretor geral do Departamento de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), Givaldo Vieira, falou sobre a necessidade de facilitar o acesso dos cidadãos aos serviços oferecidos pelo Governo. “A transferência da Ciretran de Vitória para o Centro, além de representar economia de meio milhão por ano para os cofres públicos, atende a uma premissa do Governo do Estado de revitalizar a região e reunir a maior quantidade de serviços públicos para facilitar o acesso aos capixabas. A unidade hoje atende cerca de 500 usuários dos serviços por dia”, afirmou.

“Nós estamos atendendo a uma proposta de unificação dos órgãos de Governo no Centro de Vitória, uma estratégia que irá contribuir para a contenção de nossos gastos com custeio”, repetiu o diretor-presidente da Agerh, Fábio Ahnert.

Primeiro contrato

Leia mais:  Governo do Espírito Santo lança programa para promoção do desenvolvimento econômico

O primeiro contrato de locação de imóvel no Centro de Vitória foi assinado em julho deste ano, quando a Seger anunciou que a Secretaria de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb) seria a primeira a se mudar para a região. A Sedurb está atualmente alocada no centro empresarial de um shopping, na Praia da Costa, em Vila Velha.

Em 2020, a pasta ocupará dois andares do Edifício Ames, localizado na Rua Alberto Oliveira Santo. O espaço está sendo reformado pelo locador, o Conselho Regional de Contabilidade do Espírito Santo (CRC-ES), para adequá-lo ao recebimento de 96 servidores.  Após a mudança de sede, a Sedurb terá economia anual de R$ 280.635,72 com custos de aluguel.

publicidade

Política e Governo

R$ 445 mil direcionados por Majeski para reforçar trabalhos em hospitais

Publicado

Dos R$ 445 mil direcionados pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB), por intermédio de emendas parlamentares, para reforçar os trabalhos em 11 instituições com atuação na saúde pública do Espírito Santo em 2021, R$ 330 mil estão com os termos de fomento assinados entre o Governo do Estado e a instituição beneficiada com o repasse do recurso.

São R$ 180 mil para o Hospital Concórdia (Santa Maria de Jetibá), R$ 30 mil para o Hospital Rio Doce (Linhares), R$ 30 mil para a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Vitória), R$ 30 mil para o Hospital Santa Casa (Vitória), R$ 25 mil para o Hospital Santa Casa (Cachoeiro de Itapemirim), R$ 25 mil para o Hospital Infantil (Cachoeiro de Itapemirim) e R$ 10 mil para Fundação Clínica Carmem Lúcia (Vila Velha).

“Mesclamos o direcionamento dos recursos com as emendas para contemplar instituições que oferecem serviços relevantes à sociedade. Sempre é importante lembrar que o dinheiro é público, do próprio cidadão. Além dos hospitais, também estão em nossa prioridade escolas, Apaes e Pestalozzis, por exemplo. Indicamos o repasse e rotineiramente vamos às instituições para verificar as estruturas e conferir o atendimento que é ofertado às pessoas”, destaca Majeski.

Para efetivar na totalidade os recursos direcionados pelo deputado Majeski às instituições que oferecem serviços em saúde, falta o Governo do Estado assinar os termos de fomento para o repasse de R$ 115 mil aos hospitais Padre Máximo (Venda Nova do Imigrante), Madre Regina Protmann (Santa Teresa), Nossa Senhora da Penha (Santa Leopoldina) e São Brás (Itarana).

Leia mais:  Em resposta a Congresso, Pazuello garante 170 mi de doses até junho
Continue lendo

Política e Governo

Secult debate participação na 4ª Conferência Nacional de Cultura

Publicado

A Secretaria da Cultura (Secult) já está participando das articulações para a realização da 4ª Conferência Nacional de Cultura, com previsão para ser realizada em dezembro de 2022. As etapas municipais e estaduais devem ocorrer entre fevereiro e junho do próximo ano, e as discussões vão girar em torno de atualizações do plano nacional de cultura e os rumos do setor no pós-pandemia.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura reuniu-se com a presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados, Ana Cristina de Castro, em Curitiba, para tratar da participação dos dois fóruns na organização da 4ª Conferência Nacional de Cultura. Ana Castro é presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no Paraná, que tem status de secretaria.

Durante a reunião, os presidentes conversaram com o secretário nacional da Economia Criativa e Diversidade Cultural, Aldo Valentim, visando a acertar detalhes da composição da 1ª Câmara Temática para a Conferência Nacional, da qual Fabricio Noronha será titular e Ana Castro suplente.

Ambos participam na condição de representantes do poder público e seus nomes serão ratificados na próxima reunião plenária do Conselho Nacional de Políticas Culturais, prevista para ser realizada nesta quarta-feira (1º).

A Conferência Nacional de Cultura reunirá, como nos anos anteriores, agentes culturais de todo o Brasil para debates das políticas culturais. Nas três edições anteriores, a conferência chegou a ter representantes de 26 estados.

Leia mais:  Governador visita instalações de mineradora no Complexo de Ubu
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana