conecte-se conosco


Cidades

Governo do Espírito Santo divulga 13º Mapa de Risco Covid-19

Publicado

O Governo do Estado anunciou, neste sábado (11), o 13º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (13) e o domingo (19). O Mapa classifica 41 municípios capixabas em Risco Alto e outros 37 em Risco Moderado. Houve mudança na classificação dos municípios: Afonso Cláudio, Apiacá, Atílio Vivácqua, Brejetuba, Jerônimo Monteiro, Mimoso do Sul, Pinheiros, Sooretama, Venda Nova do Imigrante e Vila Valério passam agora para o Risco Alto, enquanto Boa Esperança, Divino de São Lourenço, Fundão, Guaçuí, João Neiva, Montanha, Mucurici, Ponto Belo, Santa Teresa e Viana foram para Risco Moderado.

A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril, levando em consideração o coeficiente de incidência da doença. No dia 04 de maio, o Mapa de Risco passou a contar a taxa global de ocupação dos leitos de UTI. No dia 18 de maio, a Matriz de Risco Ampliada entrou na terceira fase com a inserção da taxa de letalidade, do índice de isolamento social e a porcentagem da população acima dos 60 anos – considerado como grupo de risco. Na próxima semana, entra em vigor a Matriz de Risco Ajustada, que constará o coeficiente de incidência e a taxa de letalidade no período dos últimos 28 dias.

Leia mais:  Avaliação Diagnóstica começa a ser aplicada pela Sedu nesta quarta-feira (15)

A Matriz de Risco Ajustada também exclui a permanência obrigatória do município pelo período de 14 dias quando for classificado como Risco Alto, além de extinguir o critério de conurbação das cidades da Grande Vitória para efeitos de determinação do grau de risco e a regra limítrofe. Desta forma, todas as cidades capixabas serão classificadas de forma individual, sem influência do grau de risco dos municípios vizinhos.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO ALTO: Afonso Cláudio, Águia Branca, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Brejetuba, Bom Jesus do Norte, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Guarapari, Ibiraçu, Iconha, Itapemirim, Iúna, Jerônimo Monteiro, Linhares, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Muqui, Nova Venécia, Pinheiros, Piúma, Presidente Kennedy, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, São Gabriel da Palha, São Domingos do Norte, São José do Calçado, Serra, Sooretama, Venda Nova do Imigrante, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

Leia mais:  Estabelecimentos comerciais no ES serão obrigados a exibir alerta sobre exploração infantil

RISCO MODERADO: Água Doce do Norte, Alegre, Alfredo Chaves, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Ibatiba, Ibitirama, Irupi, Itaguaçu, Itarana, Jaguaré, João Neiva, Laranja da Terra, Mantenópolis, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Pancas, Pedro Canário, Ponto Belo, Rio Bananal, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Mateus, São Roque do Canaã, Vargem Alta, Viana e Vila Pavão.

publicidade

Cidades

O Parque Moscoso comemora com programação especial seus 110 anos de fundação

Publicado

Por Paulo Borges – Correspondente na Grande Vitória

Nesses tempos de atividades digitais incorporadas de maneira exacerbada à vida das pessoas, tem gente que acha parque ou praça como lugares frequentados por crianças e idosos. Felizmente, ainda temos aqueles que guardam em seus corações e mentes, lembranças de uma época em que tudo acontecia nesses lugares. A paquera, a atividade física, o reencontro com familiares e amigos, o bom papo e, quase sempre, a segurança de um dia de lazer sem a ameaça de uma incorrencia policial. Parque e praças são locais democráticos para todas as pessoas, e de qualquer idade.

Vitória, a bela capital do Espírito Santo tem seus parques e praças, mas nenhum com a história e importância do Parque Moscoso, o mais antigo. Foi fundado em 1912, quando Jerônimo Monteiro era o “presidente” da Província do Espírito Santo, recebendo o nome de Parque Moscoso em homenagem a Henrique Ataíde Lobo Moscoso que foi presidente do Estado de 1888 a 1889.

Visualização da imagem

Hoje o Parque – ontem a antiga Concha, que pode ser vista hoje.

O Parque Moscoso, portanto, é um símbolo de beleza de Vitória e está inserido no Sistema Nacional de Conservação. E para comemorar os seus 110 anos de existência, a Prefeitura de Vitória realiza uma programação especial para festejar a data.

Leia mais:  Ifes abre inscrições para novo curso técnico integrado

Nesta terça-feira (17), quarta e quinta, de 8 às 17 horas, moradores vão poder contar com a realização de oficinas, orientações sobre saúde e ciência, jogos e apresentações musicais, além de outras atividades que fazem parte dessa programação da Prefeitura.

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semman) estará expondo fotos como se fossem uma visitação ao passado através dessas imagens. A Secretaria de Esporte e Lazer (Semesp) oferece nesta terça-feira, aulas de alongamento, valorizando o cuidado com orientações gerais para com o corpo. De acordo com a Semesp, serão três turmas de 25 a 35 pessoas, iniciando de hora em hora e com a duração total de 40 minutos.

A Secretaria de Educação (Seme) vai apresentar uma amostra da Escola de Ciência Física e da Escola de Inovação.

Já a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) fará uma apresentação da exposição de maquete com os temas arboviroses – dengue, zyka, chikungunya – mostrando o caminho da Dengue e uma oficina de reutilização “do lixo ao luxo”.

Também participa da programação, a Guarda Municipal, por meio de projetos sociais, e também com a distribuição de livrinhos da entidade para as crianças e vai colocar à disposição um quadricíclo e uma viatura para foto com elas. E ainda uma ação de abordagem com a finalidade de conscientização sobre o abuso infantil.

Leia mais:  ​Arnaldinho Borgo inaugura Centro de Referência Especializado de Jabaeté

Vai acontecer, no segundo dia da programação, uma clínica de Beach Soccer para crianças de 7 e 15 anos, com turmas de 24 alunos e a duração de 40 minutos. E a Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas) levará adolescentes e idosos atendidos pelo serviço para apresentações musicais no Parque Moscoso, com horários das 8, às 9 e meia e 14 horas.

* Fotos Prefeitura Municipal de Vitória

Continue lendo

Cidades

Servidores públicos são qualificados sobre nova Lei de Licitações

Publicado

Cerca de 500 servidores estaduais e municipais deram início, na segunda-feira (16), ao curso “Imersão: Nova Lei de Licitações e Contratos Administrativos – Por uma gestão inovadora e eficiente”, que será realizado até esta quarta-feira (18), no Centro de Convenções de Vitória. O curso é uma iniciativa da Secretaria de Economia e Planejamento (SEP), em parceria com a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) e a Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp), com apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Focado na nova Lei de Licitações e Contratos (Lei 14.133/2021) o curso, ministrado pelo professor Plínio Pires, teve sua importância destacada pela subsecretária de Estado de Orçamento, Juliani Johanson, que falou sobre a preocupação do Governo com a execução dos recursos públicos, durante a abertura do evento.

“Quanto mais os servidores são capacitados, melhor é a prestação de serviços que a Administração Pública oferece ao cidadão”, disse.

Juliani Johanson ressaltou ainda a forma “programada e planejada” com a qual o Governo vem realizando as ações do Fundo Cidades, para promover o desenvolvimento integrado do Estado, realizando aportes para investimentos nos municípios.

“O Governo não se preocupa apenas em aportar recursos, mas também em avaliar e monitorar a aplicação desses recursos. E a realização deste curso de qualificação sobre a nova Lei de Licitações e Contratos para servidores do Estado e dos municípios evidencia essa preocupação”, pontuou Juliani Johanson.

Leia mais:  Comercialização e assistência técnica no setor agrícola é diferencial de empresa de Venda Nova do Imigrante

Qualificação

A diretora-presidente da Esesp, Nelci Gazzoni, apontou a preocupação do Governo do Estado com a qualificação. “O Governo tem feito investimento em capacitação e levado oportunidades aos 78 municípios capixabas, sempre com uma equipe de professores credenciados com expertise em cada uma das soluções educacionais do nosso portfólio.”

Ainda segundo Nelci Gazzoni, para dar conta dessa demanda por capacitação, foram adquiridos novos equipamentos tecnológicos. “Esesp está passando por uma reforma para melhor atender os servidores estaduais, municipais e a sociedade civil organizada”, informou.

Já o presidente da Amunes, o prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Victor Coelho, lembrou a importância da capacitação para os servidores estaduais e municipais. “A nossa meta enquanto gestor é capacitar cada vez mais os nossos servidores visando à prestação de um serviço público de qualidade para o cidadão. Nesta imersão, o professor Plínio Pires está atualizando os agentes públicos sobre as alterações legislativas e boas práticas da nova lei de licitações”. O prefeito enfatizou que os servidores municipais podem sempre procurar a Amunes para saber mais informações sobre novas capacitações e cursos.

Vice-presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, o deputado estadual Marcelo Santos salientou a importância da qualificação dos servidores para que o Governo possa realizar investimentos. “É muito bom ver aqui tanta gente interessada em conhecer mais sobre a Lei de Licitações e Contratos.”

Leia mais:  Escolas particulares pretendem retomar aulas presencias no início de julho

O curso

A imersão possibilita aos agentes públicos conhecer as alterações legislativas, aprender as boas práticas advindas da nova lei, fixar as experiências relevantes que podem perdurar também nas futuras contratações, aprofundar a análise das orientações dos tribunais de contas, interpretar o novo regime e adotar escolhas mais eficientes”, conforme explica o professor Pires, que é advogado, mestre em Direito pela PUC-GO, assessor e consultor jurídico de órgãos públicos e empresas privadas no ramo de licitações e contratos e professor do MBA Licitações de Contratos do IPOG.

Em sua aula, na manhã desta segunda-feira, Pires abordou a nova Lei de Licitações e Contratos. “A Lei aproveita o que havia de bom na anterior, para ser aplicado”. Ele lembrou que o processo licitatório é contínuo, indo da fase preparatória até a contratual.

“É preciso contratar algo que seja vantajoso para a Administração Pública, inclusive no que se refere ao ciclo de vida do objeto”; assegurar tratamento isonômico entre licitantes, bem como justa competição; evitar contratações com sobrepreço ou com preços manifestadamente exequíveis e superfaturamento na execução dos contratos; e incentivar a inovação e o desenvolvimento nacional sustentável”, esclareceu.

 Nesta segunda-feira, também estiveram presentes na primeira aula do curso a subsecretária de Estado de Planejamento e Projetos, Joseane Zoghbi, a subsecretária de Estado de Gestão Recursos Humanos, Larisse Brunoro Grecco, e o ex-prefeito de Viana e ex-secretário de Estado Economia e Planejamento, Gilson Daniel.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana