conecte-se conosco


Política e Governo

Governo do Estado assina convênio para restauro de museu em Muqui

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou, nesta segunda-feira (20), o convênio para o restauro do Museu Dirceu Cardoso, em Muqui. Dois imóveis serão reformados para abrigar o acervo sobre a memória do Sítio Histórico do município. Serão investidos mais de R$ 1,2 milhão nas obras que serão executadas pela Prefeitura do município, com recursos do Governo do Estado. A previsão é de que o restauro seja concluído em meados de 2021.


Casagrande ressaltou a importância da preservação do patrimônio histórico, além da conexão entre o turismo com a economia: “Reconhecemos que Muqui tem no seu patrimônio um caminho de desenvolvimento econômico. Isso tudo tem que se transformar num caminho para as pessoas conhecerem mais a história do Espírito Santo e de Muqui”, apontou o governador.

O secretário de Estado da Cultura em exercício, Pedro Virgolino, destacou a educação patrimonial para a manutenção de prédios tombados. “Uma obra como essa é de suma importância. A preservação do nosso patrimônio arquitetônico é responsabilidade de todos. Cada um de nós pode ter sua parcela de participação fiscalizando, notificando a Secretaria ou conscientizando as pessoas à sua volta sobre a preservação de nossa história”, disse.

Virgolino também frisou que a Secult está com editais de patrimônio abertos até o próximo dia 27. O edital 021/2019 contempla a restauração de prédios em sítios históricos, como o de Muqui. Já o 022/2019 é voltado para ações de educação patrimonial para a preservação do patrimônio.

Sobre os imóveis

Leia mais:  Casagrande se reúne com presidente do STF sobre redistribuição dos royalties

Os dois imóveis que serão restaurados remontam uma arquitetura comum em fins do século XIX e começo do século XX. Construídas num estilo eclético, as casas fazem parte do conjunto do Sítio Histórico de Muqui, que é o maior do estilo no Estado. O museu homenageia Dirceu Cardoso, que foi prefeito de Muqui, deputado estadual, deputado federal e senador.

Após o restauro, as casas vão abrigar o Museu Dirceu Cardoso, recebendo um vasto material histórico que valoriza a memória da cidade de Muqui. O acervo contempla diversas peças que pertenciam ao antigo Colégio de Muqui, como documentos, diplomas, uniformes, objetos pessoais e fotos.

As duas edificações localizadas no Bairro Boa Esperança se tornaram propriedade da Associação dos ex-alunos do Colégio de Muqui desde 2009, e foram tombadas a nível estadual pelo Conselho Estadual de Cultura por meio da Resolução CEC nº 02/2012. Parte do acervo do Museu Dirceu Cardoso já está disponível on-line (clique aqui).

Participaram da solenidade, o prefeito de Muqui, Renato Prúcoli; os deputados estaduais José Esmeraldo e Emílio Mameri; a subsecretária de Estado de Políticas Culturais, Carolina Ruas Palomares; e a gerente de Memória e Patrimônio da Secult, Patricia Bragatto.

Leia mais:  Deputado Luciano Machado quer aumento da idade para ingressos nas Polícias Militar, Civil e Corpo de Bombeiros no ES
publicidade

Política e Governo

Prefeito Guerino Zanon acompanha embarque da primeira carga de café solúvel da Cacique para a Ásia

Publicado

O café solúvel da Companhia Café Cacique está de malas prontas. Partiu nessa terça-feira (19) com destino a Singapura, na Ásia, o primeiro contêiner carregado com 21 toneladas de café solúvel produzido no parque fabril da empresa no distrito de Bebedouro, em Linhares.

O momento foi acompanhado pelo prefeito de Linhares Guerino Zanon, pelo secretário de Agricultura Franco Fiorot, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Fernando Lorenzoni, pela diretoria, controladores Horácio Coimbra, João Paulo Coimbra e Rodrigo Coimbra além de colaboradores da empresa.

O embarque foi cuidadosamente preparado com destino ao Porto de Vitória e de lá parte para Singapura. Dentro de 30 dias, o café solúvel produzido em Linhares, estará à disposição dos asiáticos, que poderão disponibilizá-los ao mercado consumidor. O momento foi comemorado pela direção da empresa.

“Nesses dois anos de tantos desafios, ficamos ainda mais orgulhosos por todo o esforço e dedicação e temos certeza de que esse será o primeiro de muitos embarques para todo o mundo!”, destacou Valdeci Tomadon, Gerente de Produção da Planta em Linhares.

O prefeito Guerino Zanon destacou o momento como histórico para Linhares e para o Espírito Santo. “Nossos agradecimentos a todos que contribuíram para este momento histórico, em especial ao ex-governador Paulo Hartung que por duas vezes, a época, me acompanhou na sede da Companhia Café Cacique em Londrina, no Paraná. Agradecimentos especiais também a toda diretoria da empresa por acreditarem e escolherem Linhares para sediar esse grande e importante empreendimento industrial”, disse.

Zanon também pontuou a importância econômica e social que a produção de café solúvel pela Companhia Café Cacique traz para Linhares e para o Espírito Santo. “Estamos falando de obras físicas, mas, sobretudo, uma obra humana em que se encontram esperanças e trabalho de pessoas. É Linhares dando a sua contribuição para o desenvolvimento do Espírito Santo e do Brasil, gerando oportunidades para os linharenses e capixabas”.

O secretário de Agricultura de Linhares, Franco Fiorot, acredita que o primeiro embarque de café solúvel para o país asiático consolida o Município como um grande polo produtor de café conilon no Brasil e contribui para a valorização do grão produzido não somente em Linhares, mas em todo o Espírito Santo que passa ser mais consumido no mundo.

“A qualidade do conilon produzido no Espírito Santo tem se destacado na Ásia e na Europa, e essa qualidade está na muda, vai até a colheita e passa pelos processos pós-colheita. Também pesa as novas variedades de plantas. Esse momento significa que os cafés linharense e capixaba estão nos principais rótulos do mundo, seja como produto ou compondo o blend”, ressalta.

Leia mais:  Banestes já liberou mais de R$ 392,2 milhões em contratos de crédito emergencial
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Estado anuncia ampliação da oferta de Educação em Tempo Integral para 2022

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, neste sábado (23), a ampliação da oferta de Educação em Tempo Integral. Em 2022, mais 40 escolas da Rede Estadual passarão a ofertar a modalidade de ensino, totalizando 132 escolas de Tempo Integral, em 75 municípios. O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, também participou do anúncio, durante entrevista coletiva na Residência Oficial do Governo, em Vila Velha.

“Estamos anunciando importantes investimentos na área da Educação em Tempo Integral. É o momento de ampliarmos os esforços para recuperar o tempo perdido devido à pandemia. Vamos ampliar essa modalidade de ensino para 75 municípios capixabas. São 100 escolas de Tempo Integral abertas nos quatro anos de gestão, alcançando mais de 41 mil alunos. O Espírito Santo tem o melhor Ensino Médio do País e somos ainda o Estado que mais investiu em educação durante a pandemia”, afirmou o governador.

Casagrande reforçou que a educação já era prioridade do governo e recebe agora ainda mais atenção para reduzir o passivo causado pelos reflexos da pandemia. “A educação sempre foi prioridade por entendermos que ela gera oportunidade. Agora, com a pandemia e o afastamento dos alunos de sala de aula, estamos realizando esse esforço gigantesco para ampliar o acesso à Educação em Tempo Integral”, pontuou.

O Governo do Estado também tem incentivado a Educação de Tempo Integral nas Redes Municipais, por meio do Programa Capixaba de Fomento à Implementação das Escolas Municipais de Ensino Fundamental em Tempo Integral (PROETI). O programa estabelece o repasse direto aos municípios, no valor de R$ 3 mil por estudante ao ano, durante um período de três anos.

Somente com essa ação, devem ser ofertadas cerca de 30 mil vagas/ano, com investimento total de R$ 270 milhões neste período. A chamada aos municípios interessados está aberta até o dia 08 de novembro. Saiba mais no link: https://bit.ly/3pk9lGi.

“O que anunciamos hoje é uma marca importante. Avançamos com o Tempo Integral para mais municípios e conseguiremos atender a mais de 41 mil alunos, quatro vezes mais do que em 2018. Demos passos ousados, entendendo que é uma política importante. Propicia o aumento da jornada com uma metodologia diferenciada. Além desse anúncio, o Governo já desenvolve o PROETI, que consiste em apoio aos municípios para a ampliação do Tempo Integral”, lembrou o secretário da Educação, Vitor de Angelo.

Abaixo dados sobre a Educação de Tempo Integral no Estado:

Número de escolas

2018: 32
2019: 36
2020: 62
2021: 93
2022: 132 escolas

Número de alunos matriculados

2018: 11.266
2019: 12.051
2020: 20.376
2021: 28.359
2022: 41.544 alunos

Número de municípios com oferta:

2018: 23
2019: 27
2020: 34
2021: 49
2022: 75 municípios

Confira ainda: Apresentação expansão Tempo Integral

Leia mais:  Casagrande presta contas à Assembleia Legislativa nesta terça-feira
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana