conecte-se conosco


Política e Governo

Governo do Estado divulga 45 propostas de startups selecionadas para a Etapa II do Pitch Gov.ES

Publicado

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger) e da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação (Fapes), divulgou, nesta segunda-feira (08), as 45 propostas de startups que foram selecionadas para a Etapa II do Pitch Gov.ES. A lista na íntegra pode ser conferida clicando aqui

Todas as sugestões submetidas à chamada pública do programa passaram pela Análise de Mérito, que foi conduzida pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups) e validada por cada órgão público envolvido e pelo Núcleo Gestor do programa. Essa etapa consistiu na avaliação das soluções a partir de quatro critérios para a classificação: maturidade do estágio de desenvolvimento do interessado, modelo de negócio, equipe, compatibilidade e inovação e benefícios.

Na segunda etapa do programa, prevista para a segunda quinzena de março de 2021, as empresas escolhidas terão de apresentar um pitch (defesa oral de cinco minutos) sobre a solução, durante videoconferência, para uma banca examinadora formada por membros do órgão responsável pelo desafio, pela coordenação do Pitch Gov.ES, além de especialistas convidados pela Seger e Fapes.

As propostas aprovadas pela banca irão para a fase de testes, cuja duração é de seis meses, e receberão, juntas, investimentos de até R$ 500 mil, provenientes do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec). Caso as soluções testadas apresentem bons resultados, alcançando metas pré-estabelecidas, elas podem ser contratadas e implementadas pelos órgãos públicos.

“O objetivo do Pitch Gov.ES é conectar governo e startups para, juntos, buscarmos as melhores respostas para os desafios da gestão pública. O programa teve 445 propostas inscritas e, desse total, 45 seguem para a avaliação da banca examinadora. Em breve, saberemos quais delas receberão investimentos para a testagem da solução”, destacou a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro.

Segundo o diretor-presidente da Fapes, Denio Rebello Arantes, a iniciativa representa uma ação efetiva e que mostra o compromisso da atual Administração com a inovação. “Com o edital do PitchGov.ES, estamos incentivando a conexão do mundo do serviço público, considerado lento, duro e burocrático, com a realidade ágil, inovadora e cheia de alternativas das startups”, pontuou Arantes.

“O PitchGov deixará a marca cultural da inovação, na intenção de que se perpetue pelo serviço público, de forma a se construir uma cultura que não apenas identifique os problemas, mas que também busque as soluções”, enfatizou Arantes.

O Programa

O Pitch Gov.ES foi lançado em julho de 2020 e recebeu 445 inscrições de projetos elaborados por startups de todo o País, para solucionar desafios enfrentados em diversas áreas da gestão pública do Executivo Estadual, tais como Educação, Saúde, Segurança Pública, Infraestrutura e Mobilidade Urbana, Desenvolvimento Econômico Sustentável, Gestão Pública, Impacto Social e Cultura, bem como desafios de outros Poderes.

Mais informações sobre o programa podem ser conferidas no site do Laboratório de Inovação na Gestão da Seger (LAB.ges): www.labges.es.gov.br.

Leia mais:  Identificação de carros passa a ser obrigatória
publicidade

Política e Governo

R$ 445 mil direcionados por Majeski para reforçar trabalhos em hospitais

Publicado

Dos R$ 445 mil direcionados pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB), por intermédio de emendas parlamentares, para reforçar os trabalhos em 11 instituições com atuação na saúde pública do Espírito Santo em 2021, R$ 330 mil estão com os termos de fomento assinados entre o Governo do Estado e a instituição beneficiada com o repasse do recurso.

São R$ 180 mil para o Hospital Concórdia (Santa Maria de Jetibá), R$ 30 mil para o Hospital Rio Doce (Linhares), R$ 30 mil para a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Vitória), R$ 30 mil para o Hospital Santa Casa (Vitória), R$ 25 mil para o Hospital Santa Casa (Cachoeiro de Itapemirim), R$ 25 mil para o Hospital Infantil (Cachoeiro de Itapemirim) e R$ 10 mil para Fundação Clínica Carmem Lúcia (Vila Velha).

“Mesclamos o direcionamento dos recursos com as emendas para contemplar instituições que oferecem serviços relevantes à sociedade. Sempre é importante lembrar que o dinheiro é público, do próprio cidadão. Além dos hospitais, também estão em nossa prioridade escolas, Apaes e Pestalozzis, por exemplo. Indicamos o repasse e rotineiramente vamos às instituições para verificar as estruturas e conferir o atendimento que é ofertado às pessoas”, destaca Majeski.

Para efetivar na totalidade os recursos direcionados pelo deputado Majeski às instituições que oferecem serviços em saúde, falta o Governo do Estado assinar os termos de fomento para o repasse de R$ 115 mil aos hospitais Padre Máximo (Venda Nova do Imigrante), Madre Regina Protmann (Santa Teresa), Nossa Senhora da Penha (Santa Leopoldina) e São Brás (Itarana).

Leia mais:  Identificação de carros passa a ser obrigatória
Continue lendo

Política e Governo

Secult debate participação na 4ª Conferência Nacional de Cultura

Publicado

A Secretaria da Cultura (Secult) já está participando das articulações para a realização da 4ª Conferência Nacional de Cultura, com previsão para ser realizada em dezembro de 2022. As etapas municipais e estaduais devem ocorrer entre fevereiro e junho do próximo ano, e as discussões vão girar em torno de atualizações do plano nacional de cultura e os rumos do setor no pós-pandemia.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura reuniu-se com a presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados, Ana Cristina de Castro, em Curitiba, para tratar da participação dos dois fóruns na organização da 4ª Conferência Nacional de Cultura. Ana Castro é presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no Paraná, que tem status de secretaria.

Durante a reunião, os presidentes conversaram com o secretário nacional da Economia Criativa e Diversidade Cultural, Aldo Valentim, visando a acertar detalhes da composição da 1ª Câmara Temática para a Conferência Nacional, da qual Fabricio Noronha será titular e Ana Castro suplente.

Ambos participam na condição de representantes do poder público e seus nomes serão ratificados na próxima reunião plenária do Conselho Nacional de Políticas Culturais, prevista para ser realizada nesta quarta-feira (1º).

A Conferência Nacional de Cultura reunirá, como nos anos anteriores, agentes culturais de todo o Brasil para debates das políticas culturais. Nas três edições anteriores, a conferência chegou a ter representantes de 26 estados.

Leia mais:  Identificação de carros passa a ser obrigatória
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana