conecte-se conosco


Cidades

Governo do Estado investe mais de R$ 2,2 milhões em Conceição do Castelo

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, esteve na manhã deste sábado (05) em Conceição do Castelo, onde fez a entrega das obras de construção do Centro de Esportes e Lazer na comunidade de Formosa, além dos serviços de recapeamento asfáltico de vias e da nova sinalização viária no município. Também foram anunciadas obras de calçamento rural dentro do programa Caminhos do Campo e o termo de interesse para instalação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192). Os investimentos do Governo do Estado no município ultrapassam R$ 2,2 milhões.


Casagrande ressaltou a importância das entregas e dos anúncios de investimentos em Conceição do Castelo para o desenvolvimento do município e de toda a região sudoeste serrana do Estado. “É bom estar em uma comunidade, em uma cidade entregando e fazendo obras. Como governante, nosso papel é fazer entregas, em obras ou serviços. Por muito tempo as pessoas ficaram sem entregas e estão ansiosas. Temos que ter um comprometimento muito forte”, afirmou.

E prosseguiu: “Hoje entregamos um centro de esportes e lazer, sinalização viária, uma avenida principal renovada, assinamos também a obra de calçamento rural e a intenção da instalação do Samu 192. São diversos investimentos na região. Temos a obra da rodovia de Castelo a Muniz Freire, que passa aqui perto e vai ajudar na ligação a Conceição do Castelo. Temos ainda os dez leitos de UTI no Hospital Padre Maximo, aqui em Venda Nova do Imigrante. São obras estruturantes que ajudam no desenvolvimento regional”, disse.

O governador também falou sobre a retomada das obras paralisadas nos últimos quatro anos: “Entregamos essa avenida principal que ficou muito bonita. Uma obra que não iniciamos, mas estamos entregando. Não paralisei nenhuma obra, pois é importante fazer essas entregas independentemente de quem está governando. As obras não são de governador, mas sim da população. Tivemos muitas obras paralisadas quatro anos atrás e isso é muito ruim. Estamos retomamos todas elas”, destacou.

Centro de Esportes

Uma solicitação antiga da comunidade de Formosa, o centro esportivo começou a ser construído em 2017, mas as obras avançaram mesmo durante este ano. O Centro de Esportes e Lazer é composto de palco, banheiros, cantina e área livre. O investimento total foi de R$ 385.852,60. Será o primeiro centro de lazer da localidade. Além da prática de atividades esportivas e de lazer em geral, o espaço também poderá ser usado para sediar eventos.

De acordo com o secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, o espaço vai beneficiar cerca de 1.500 pessoas de Formosa e das comunidades próximas.

“A entrega de mais um espaço esportivo no interior do Estado só reforça a importância do esporte para o governador Renato Casagrande durante sua gestão. Esse centro vai contribuir para o desenvolvimento do esporte na região, além de ser uma ótima opção de lazer para a comunidade. Seguiremos nos empenhando para que os convênios assinados em outros municípios também sejam concluídos o mais rápido possível, com o intuito de beneficiar os capixabas de outras regiões”, frisou.

Avenidas recapeadas

Leia mais:  Auditores do Estado já analisaram 25 contratos emergenciais em tempo real

Também foi entregue à população o serviço de recapeamento asfáltico da Rua Souza Pinto e das Avenidas José Grilo e Harvey Vargas Grilo. O trecho viário é o mais importante do município, já que faz a ligação com as principais rodovias da região, como a ES-165 (sentido BR-262) e a ES-472 (sentido Rodovia Pedro Cola), que dá acesso ao litoral sul do Estado. As obras foram realizadas por meio de um convênio da Secretaria de Estado de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano (Sedurb), com um investimento total de R$ 1.411.736,69.

O secretário Marcus Vicente explicou os detalhes da intervenção: “Essa importante obra para o município de Conceição do Castelo tem extensão total de 2.698,22 metros, com 21.585,74 metros quadrados de área pavimentada em asfalto, 879,54 metros quadrados de calçada cidadã e mais 559,10 metros de meio-fio”. Ele destacou ainda que o recapeamento foi necessário, pois as vias foram construídas há 15 anos e se encontravam em avançado estágio de degradação.

Sinalização com foco na redução de acidentes

O município de Conceição do Castelo também recebeu uma nova sinalização viária horizontal e vertical, investimento realizado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) no valor de R$ 206.540,53. Foi realizada a demarcação de faixa elevada para travessia de pedestres; faixa de travessia de pedestres; marca de delimitação e controle de estacionamento; demarcação de vaga para pessoa portadora de deficiência e para idoso; além de outros dispositivos. Já a sinalização vertical incluiu o pórtico e semi pórtico na chegada do município; placa indicativa turística; placas de regulamentação, dentre outros, conforme projeto aprovado.

Segundo o diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, aliada à educação e à fiscalização, a sinalização é um instrumento importante para contribuir  com um trânsito mais seguro em todos os municípios capixabas.  “O Detran já finalizou ou deu início aos serviços de implantação e manutenção de sinalização em 21 cidades só neste ano, inclusive nos distritos, a exemplo de Conceição do Castelo. É imprescindível que a população obedeça à sinalização para que o Espírito Santo possa reduzir o número de mortes, de acidentes e de pessoas com sequelas permanentes nas nossas vias”, salientou.

Ainda durante este sábado, servidores da Gerência de Educação de Trânsito do Detran|ES abordaram moradores para orientá-los sobre as mudanças feitas, com o objetivo de conscientizá-los sobre a importância de ter atitudes corretas no trânsito.

Givaldo Vieira declarou que os recursos para realização de serviços relacionados à sinalização e engenharia de trânsito são provenientes dos recursos de multas de trânsito, conforme previsto no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Calçamento Rural

Leia mais:  Cidade do ES vai multar quem não utilizar máscara nas ruas

Entre os anúncios de novos investimentos para o município está a complementação do Programa Caminhos do Campo, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). Foi dada a Ordem de Serviço para obras de calçamento rural nas localidades de Ribeirão de Santa Tereza, Vargem Alegre, Ribeirão do Meio, Santo Antônio e Água Limpa (Angá).  São mais de cinco mil metros quadrados de calçamento e mais de 1.800 metros de meio-fio, totalizando um investimento superior a R$ 260 mil.

O secretário de Agricultura Paulo Foletto lembrou que o programa de Calçamento Rural auxilia o desenvolvimento econômico do Estado ao melhorar a infraestrutura do meio rural e facilitar o acesso às áreas urbanas. “Em nove meses  investimos mais de R$ 6 milhões no programa, atendendo a mais de 80 comunidades rurais em 25 municípios. O que temos visto é a alegria dessas comunidades que antes tinham de conviver com a poeira e o barro. Quando você leva o calçamento rural a essas pessoas, você proporciona mais qualidade de vida, qualidade essa que todos os programas da Seag têm procurado levar. Isso é fundamental para manter o equilíbrio socioeconômico do Espírito Santo”, pontuou.

Foletto destacou que o calçamento rural será uma das principais ações de infraestrutura a serem desenvolvidas pela Secretaria de Agricultura.

Samu para todos

Durante a agenda, a Prefeitura de Conceição de Castelo assinou o Termo de Interesse na implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192). O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) desenvolve o projeto “Samu para todos”, que tem objetivo de levar o serviço para 100% dos municípios capixabas. Atualmente, o serviço de urgência está presente em 18 cidades do Espírito Santo, que corresponde a 23% do total de municípios e uma cobertura de 55% da população capixaba.

“O ‘Samu para Todos’ vai reduzir os vazios assistenciais e oferecer um acesso de qualidade à rede de urgência e emergência. Além disso, reduzirá custos com ambulâncias terceirizadas e governança municipal sobre o contrato, pois o município passa a ser interveniente e participará do cofinanciamento”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

A atual estrutura logística operacional conta com uma Central de Regulação das Urgência e uma frota de nove Unidades de Suporte Avançado, 22 Unidades de Suporte Básico e um helicóptero “Multimissão” (policial e aeromédico), em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp).

Com a expansão, o Governo do Estado pretende centralizar toda a gestão da urgência em um único Complexo Regulador, com ambulâncias do Samu distribuídas estrategicamente em 100% dos municípios capixabas, tendo 23 Unidades de Suporte Avançado (UTI Móvel), 30 Unidades de Suporte Intermediário, 67 Unidades de Suporte Básico e dois helicópteros aeromédicos configurados como UTI Móvel.

publicidade

Cidades

Após Justiça manter suspensão das aulas presenciais no ES, pais voltam a protestar em Vitória

Publicado

Os manifestantes se reuniram na frente do TJES, onde colocaram cadeiras escolares, com balões pretos amarrados, além de faixas e cartazes

Um grupo de pais de estudantes voltou a se manifestar, nesta quinta-feira (22), em Vitória, a favor do retorno das aulas presenciais no Espírito Santo. Os manifestantes se reuniram na frente da sede do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES), na Enseada do Suá, onde colocaram carteiras escolares, com balões pretos amarrados, além de faixas e cartazes pedindo a volta das aulas.

Na última terça-feira (20), a juíza Sayonara Couto Bittencourt, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Vitória, concedeu uma liminar que considerava como atividades essenciais as aulas presenciais e permitia o retorno delas em todos os municípios, mesmo os classificados no risco extremo e alto, onde essa atividade não está permitida.

No entanto, o governo do Estado recorreu, por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), e, na quarta-feira (21), o desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa, presidente do TJES, suspendeu a decisão da magistrada.

A manifestação desta quinta-feira é promovida pelo Movimento Pais Pela Educação ES, que, na última segunda-feira (19), já havia realizado um protesto semelhante, dessa vez em frente à sede da Assembleia Legislativa. Segundo Bárbara Campos Fernandes, que faz parte do movimento, o ato teve início por volta das 15 horas e durou cerca de duas horas e meia.

“Hoje o intuito foi mostrar nossa indignação com o Tribunal de Justiça, que derrubou a liminar que a juíza deu, permitindo o retorno às aulas. Vamos realizar uma nova manifestação no sábado (24), a partir das 9 horas, quando sairemos em carreata da frente da Praça do Papa”, disse.

Leia mais:  Aulas presenciais do Qualificar ES são suspensas em todo o Estado
Continue lendo

Cidades

Suzano lança programa de Mudanças Climáticas na Cadeia de Valor focado nos fornecedores  

Publicado

Primeira etapa do projeto contará com a parceria do CDP 

Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, acaba de lançar o Programa de Mudanças Climáticas na Cadeia de Valor, cujo foco será engajar os fornecedores na mensuração, transparência de dados, definições de metas e avaliação de riscos e oportunidades relacionados às mudanças climáticas. 

Como parte da estratégia de Mudanças Climáticas, a Suzano possui metas de longo prazo que preveem a captura de 40 milhões de toneladas equivalentes de carbono da atmosfera e a redução, em 15%, das emissões específicas das operações nos escopos 1 e 2 até 2030. E embora já capture da atmosfera mais CO2 (carbono) do que emite com suas operações, a Suzano entende que é necessário um amplo esforço colaborativo para que se possa superar os desafios impostos pelas mudanças climáticas. Dessa forma, é natural e primordial envolver os fornecedores neste esforço. 

 “Reduzir as emissões de gases do efeito estufa é essencial para o planeta e acreditamos que é nosso papel olharmos além das nossas operações. Por essa razão, auxiliaremos nossos parceiros na identificação de oportunidades para conseguirem resultados ambientais ainda mais expressivos”, afirma Viviane Danemberg, Gerente Executiva de Suprimentos da Suzano. 

Como parte desta iniciativa e com o objetivo de apoiar os fornecedores nessa jornada, foi firmada parceria com o CDP, uma organização internacional independente que fornece o maior e mais completo sistema de avaliação de impacto e divulgação de dados ambientais.  

O projeto Mudanças Climáticas na cadeia de Valor foi lançado no dia 16 de abril. A primeira etapa é o engajamento de parceiros para que acessem a plataforma do CDP e reportem os dados relacionados a clima. O mapeamento dessas informações é essencial para que as empresas possam medir o impacto de suas atividades e, posteriormente, estabelecer metas para melhorar seu desempenho. Para além da mensuração de impactos, o programa também possibilitará a ampliação do conhecimento no tema dentro da cadeia de valor, com consequente amadurecimento da gestão de emissões e da estratégia climática por parte dos fornecedores. 

“Essa parceria ressalta o compromisso da Suzano em ser agente protagonista e transformador no desenvolvimento de soluções sustentáveis​, que contribuam para solucionar os desafios da sociedade. Temos certeza que nossos parceiros estarão ao nosso lado no combate à crise climática”, complementa Cristiano Resende de Oliveira, Gerente Executivo de Sustentabilidade na Suzano. 

Além desta iniciativa, a Suzano também está desenvolvendo outras ações voltadas para práticas sustentáveis na cadeia de fornecedores, que serão divulgadas no decorrer de 2021.  

Sobre a Suzano 

A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 97 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br 

Leia mais:  Empreendedores têm catálogo on-line de produtos artesanais para o Dia dos Namorados
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana