conecte-se conosco


Cidades

Grande número de pré-candidatos pode fazer Jardim Camburi ficar sem o seu representante na Câmara de Vereadores

Publicado

Do correspondente Paulo Borges

Vitória – Disputar uma eleição é direito de qualquer cidadão filiado a um partido político e de conduta ilibada. Mas é preciso consciência da sua capacidade, articulação e entendimento da situação político-eleitoral que pode levar o seu reduto a não ter nenhum representante no parlamento, seja em nível federal, estadual e municipal.

No bairro Jardim Camburi, o mais populoso da capital capixaba e detentor de um colégio eleitoral em torno de 35 mil eleitores, é mais do que normal que todos venham cooptar votos seja o candidato de fora ou de dentro do próprio bairro. Estão no páreo nove pré-candidaturas nativas o que vai possibilitar não se eleger nenhum “puro sangue”. Os de fora, vários já detentores de mandato, tem toda uma estrutura e exposição na mídia nesses últimos quatro anos e, de certa levam certa vantagem sobre aqueles que necessitam construir uma plataforma eleitoral incluindo aí a visibilidade do nome junto ao eleitorado local. Evidentemente que os pré-candidatos de Jardim Camburi podem ir buscar votos em outros redutos, mas não muda muito o quadro diante do número exagerado de pré-candidaturas no seu próprio bairro, onde é mais conhecido.

“Deveria haver uma pesquisa com os nomes dos nossos candidatos do bairro e os melhores colocados teriam o apoio dos outros. Assim o bairro teria a chance de ter o seu representante. Essa é a opinião de alguns moradores, que reconhecem a dificuldade desse acordo uma vez que fala mais alto a vaidade, o interesse pessoal, e a certeza de que o próprio será sempre melhor e com condições do que o seu concorrente”, explicou José Damasceno, aposentado e morador do bairro há mais de 16 anos.

Mas têm aqueles que defendem a importância de ter vários candidatos, como é o caso do representante comercial Juvenal Soares dos Santos. “As opiniões são diferentes e nem todos terão a liberdade de fazer uma crítica mais forte pelo fato de ser aliado do prefeito e seus protegidos, enfatizou. “A oposição pode cobrar mais dos órgãos públicos municipais que deixaram o nosso bairro convivendo com inúmeros problemas”, completou.

O Camburi Notícias ouviu vários moradores e alguns pré-candidatos sobre essa situação e as opiniões se dividem. Para Juninho Barbarioli (Podemos), que também é pré-candidato a vereador, disse que o alto número de candidaturas não atrapalha porque existem nomes que foram importantes e tiveram muito votos no bairro e agora não são mais candidatos. Ele acredita que Jardim Camburi tem 29 mil votos a serem disputados e que há condições de eleger três vereadores.

O assunto demanda muitas opiniões e, no balanço geral, o que se apurou é que “o direito à liberdade de buscar o voto é um fator de prática democrática e o vereador é do município e não deve ficar preso em um só bairro”, como explicitou José Américo Magalhães, morador de Jardim Camburi.

Leia mais:  Barrigueira, Marquiori e Foletto discutem ações na região do Patrimônio do Bis
publicidade

Cidades

Ação Integrada pela Cidadania oferece atividades de lazer e serviços gratuitos no bairro Nova Palestina, em Vitória

Publicado

Crianças, jovens e adultos participaram, neste sábado (27), da Ação Integrada pela Cidadania realizada no bairro Nova Palestina, em Vitória. O evento promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) – que coordena o eixo de proteção social do Programa Estado Presente Em Defesa da Vida –, ofereceu atividades e serviços gratuitos à comunidade.

A ação foi realizada na Igreja COANP – Casa de Oração. Além do governador do Estado, Renato Casagrande, também prestigiaram o evento secretários e subsecretários de Estado, entre outras autoridades e lideranças comunitárias da região. Foram oferecidos atendimento ao microempreendedor, Sine Itinerante, recreação infantil, serviços de saúde e beleza, além de emissão de carteiras de identidade foram algumas das atividades.

Em sua fala, o governador destacou a importância da Ação Integrada pela Cidadania, que faz parte do Programa Estado Presente. “Essa é uma ação na área de cidadania, de assistência social e na oferta de serviços para trazer cada vez mais dignidade às pessoas. O Governo do Estado está oferecendo diversos serviços para os moradores de Nova Palestina e comunidades vizinhas. Isso significa mais qualidade de vida e mais segurança às pessoas, principalmente as que estão em situação de vulnerabilidade”, pontuou Casagrande.

“Nós entendemos que as ações de proteção policial são extremamente importantes, mas também garantimos segurança por meio da saúde, da educação, de assistência social, de lazer, de informação, entre outros direitos. Então oferecemos vários serviços gratuitos à comunidade de Nova Palestina durante o dia de hoje, além de oportunizar o diálogo entre Governo e comunidade”, avaliou a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, lembrou que uma das diretrizes do Programa Estado Presente é mobilizar toda rede de proteção existente nas comunidades. Duboc atua como coordenador-executivo do programa que é responsável pela redução dos registros de violência e criminalidade no Espírito Santo, desde a sua criação, em 2011.

Com uma visão transversal da política de segurança pública, o Estado Presente está estruturado em dois eixos. No primeiro, são realizadas ações de policiamento para levar segurança à população e prevenir a violência, especialmente à letal intencional. Já no eixo social, com 40 projetos, entre os quais o da Ação Integrada pela Cidadania, o Governo leva oportunidades especialmente para jovens em situação de vulnerabilidade social, em ações de prevenção da violência e construção de uma cultura de paz.

A Ação Integrada pela Cidadania em Nova Palestina, organizada pela SEDH, contou com a parceria de diversos secretarias e órgãos estaduais – Secretarias de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico (Sectides); de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp); Esportes e Lazer (Sesport); Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades); além da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes).

Depoimentos

Leia mais:  Jacaré é flagrado por moradores nadando em Vila Velha

O frentista Gilson Jesus de Lima aproveitou a Ação Integrada pela Cidadania para tirar a segunda via da carteira de identidade. “Gostei muito do atendimento e do profissionalismo. Trabalho de segunda à sexta e não estava conseguindo tirar a segunda via da minha identidade, então a oportunidade de fazer o documento perto da minha casa foi muito boa”, relatou.

A psicóloga Renata Ferreira Santana aproveitou os serviços de beleza. “Essa é uma ação necessária para a nossa comunidade, gostei muito. Aproveitei para fazer a sobrancelha e maquiagem. Não é todo dia que conseguimos ficar produzidas às 11h10 da manhã”, brincou.

A microempreendedora individual Acacia Caetano Gomes recebeu orientações do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) na van de atendimento da Aderes. “Tenho uma loja virtual e agora estou querendo ir para o ramo alimentício. As orientações que recebi foram ótimas, pude tirar várias dúvidas e aprendi muito. Recebi orientações fundamentais sobre minhas obrigações e meia direitos, além de muitas dicas”, destacou.

Programa Estado Presente

Leia mais:  Vídeos gratuitos e on-line ensinam a confeccionar enfeites de Natal em crochê

Implantado em 2011, na primeira gestão do Governo Renato Casagrande, o Estado Presente foi desativado entre 2015 e 2018, mas retomado em 2019, com ações realizadas de proteção policial e social em 140 bairros de dez municípios capixabas instalados na Região Metropolitana e no interior do Estado, identificados pelo alto índice de vulnerabilidade social. O programa visa a reduzir os índices de violência e criminalidade, com foco especialmente em crimes letais.

No eixo de Proteção Social, o objetivo é reduzir a vulnerabilidade juvenil à violência, viabilizar a inclusão social, gerar oportunidades de emprego e obtenção de renda, preservando garantias e direitos das pessoas, além de propiciar a transformação do território, por meio da mediação e mobilização social.

Continue lendo

Cidades

Serra inicia ações de incentivos a empreendimentos inovadores

Publicado

Entre as principais ações da iniciativa, destaca-se o projeto de implantação do Parque Científico e Tecnológico

A Prefeitura da Serra vai iniciar uma nova etapa no desenvolvimento do ambiente de inovação no município. Na próxima terça-feira (30), às 14h30 horas, no auditório da UCL, acontece a assinatura do convênio de implementação do Polo InovaSerra, parceria entre a administração municipal, o Ifes Campus Serra e a Facto (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Ciência e Tecnologia).  

Entre as principais ações da iniciativa, destacam-se o projeto de implantação do Parque Científico e Tecnológico da Serra, o aperfeiçoamento do marco legal da inovação no município e o fortalecimento de habitats de inovação locais. 

Além disso, estão previstos suporte das instituições parceiras e incentivos fiscais para os empreendimentos inovadores instalados na região do Polo.

“A assinatura do convênio representa a pedra fundamental da inovação no município da Serra e é mais uma iniciativa da gestão do prefeito Sergio Vidigal para fomentar o desenvolvimento e tornar a Serra uma cidade mais inteligente, humana, sustentável e criativa”, afirma a secretária de Desenvolvimento Econômico, Lilian Mota. 

InovaSerra
O Polo InovaSerra é resultado da cooperação entre a Associação dos Empresários da Serra (ASES), as instituições de ensino e a Prefeitura da Serra. Este arranjo, denominado Modelo da Hélice Tripla por envolver empresas, academia e setor público, é reconhecido pelos seus resultados. 

Através do fomento à pesquisa e da melhoria do ambiente de inovação, as instituições parceiras do Polo InovaSerra pretendem gerar empregos qualificados, apoiar startups e empresas inovadoras, assim como contribuir para a promoção do desenvolvimento econômico sustentável.

Com a assinatura do convênio, será iniciada a etapa do planejamento estratégico do Polo Inova Serra.

Leia mais:  Vídeos gratuitos e on-line ensinam a confeccionar enfeites de Natal em crochê
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana