conecte-se conosco


Entretenimento

Gusttavo Lima fatura milhões de reais em quase um ano de pandemia

Publicado

Sertanejo, que é dono de um patrimônio de tirar o fôlego, recebeu uma fortuna com lives, empreendimentos e outros acordos comerciais

Um levantamento realizado pelo Data SIM apontou que no início da quarentena no Brasil, entre os dias 17 e 23 de março, o cancelamento de shows e espetáculos provocou um impacto de R$ 483 milhões no mercado da música. Quase um ano depois, as apresentações permanecem suspensas na maior parte do país e a indústria ainda calcula as consequências das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus.

A crise, no entanto, parece ter passado bem longe do cantor Gusttavo Lima. O sertanejo, que é dono de um patrimônio de tirar o fôlego, faturou milhões de reais com lives, empreendimentos e outros acordos comerciais. Com isso, certamente, o músico ocupa o topo da lista entre os que mais ganharam dinheiro no período.

Segundo a colunista Keila Jimenez, do R7estima-se que o sertanejo recebeu cerca de R$ 5 milhões só com a apresentação na versão online da Festa do Peão de Barretos, em agosto do ano passado.

Segundo a colunista Keila Jimenez, do R7, estima-se que o sertanejo recebeu cerca de R$ 5 milhões só com a apresentação na versão online da Festa do Peão de Barretos, em agosto do ano passado

Por conta da pandemia do novo coronavírus, a tradicional Festa do Peão — assim como outros setores econômicos — precisou se adaptar e usar da criatividade para a realização da edição de 2020.

Ao todo, Gusttavo Lima teria faturado cerca de R$ 10 milhões com as lives no YouTube. As cotas de patrocínio do cantor, de acordo com estimativas do mercado, podem variar de R$ 400 mil a R$ 1 milhão.

O cantor teria faturado uma bolada com as execuções de suas músicas nas plataformas de streaming. No geral, só com o single A Gente Faz Amor, o valor teria chegado a R$ 707 mil

No ano passado, o sertanejo bateu recordes em rádios e streaming. Tudo em plena pandemia e com a agenda de shows suspensa.

O cantor teria faturado uma bolada com as execuções de suas músicas nas plataformas de streaming. No geral, só com o single A Gente Faz Amor, o valor teria chegado a R$ 707 mil.

Vale explicar como os artistas são remunerados pelas plataformas. No Apple Music, por exemplo, a cada 1.000 reproduções são repassados R$ 0,053. Pode parecer baixo, mas, no entanto, considerando os acordos com as gravadores, as participações podem chegar a 60% e a valores estratosféricos.

 

Leia mais:  Myrian Rios fala sobre seu relacionamento com Roberto Carlos

publicidade

Entretenimento

“Querem me pintar de louca”, desabafa ex sobre advogados de DJ Ivis

Publicado

Pamella Holanda chora e diz que não tem onde morar: “Nos deixou sem casa de propósito”

Pamella Holanda publicou vídeo em seu Instagram nesta sexta-feira (23) para falar sobre as recentes repercussões de seu caso. A ex-mulher de DJ Ivis, que denunciou as agressões que vinha sofrendo do músico, disse que atualmente não tem lugar para morar e que está contando com ajuda de parentes.

Em seu Instagram, ela postou dois vídeos refletindo sobre o que tem passando e revelou inclusive que DJ Ivis tentou contato com ela e chegou a pedir perdão por meio de carta enviada pelo advogado.

“Eu sempre soube que algumas coisas que estão sendo veiculadas iam ser usadas contra mim. Era do meu conhecimento. Era uma das razões pelas quais eu tinha medo de me separar do Ivis. Na terça-feira eu recebi uma ligação de um dos advogados dele, um dos que tem mais proximidade dele. Me ligou para ler uma suposta carta que o Ivis tinha escrito para mim. Nessa carta ele tenta apelar para o emocional, fala o quanto tem sido difícil. Falou também um pouco da Mel, mas muito pouco. No final, me pediu perdão”, começou ela, em vídeo.

A influencer também contou que não se sensibilizou com o conteúdo da carta. “Eu já sabia que iam fazer isso. Ontem foram misteriosamente vazados áudios de brigas minhas com ele. Eu sempre soube desses áudios, porque ele sempre gravava as nossas brigas. Filmava, produzia. Produzia defesa para ele, porque sabia que estava errado, e que também ia ser descredibilizado. Contra fatos não há argumentos, contra imagens também não. Ele apagou as imagens da última casa em que moramos, mas meus advogados conseguiram recuperar. Tem ele me ameaçando com uma faca, algumas gravações e áudios de ele falando que vai mandar me matar. Que já estava há um ano se planejando para se separar de mim, que não tinha nada no nome dele, nem casa, nem carro e nem nada. Eu sempre soube que a defesa dele ia adotar essa estratégia”, desabafou.

Ela ainda frisou que entende que atualmente a ideia da defesa de Ivis é descredibilizá-la. “Querem apelar para isso, apelar para opinião pública. Querem me pintar de louca, desequilibrada. Eu consigo vir aqui com tranquilidade porque não que eu esteja preparada [para enfrentar isso], mas tinha noção de que poderia ser usado contra mim, para me difamar, injuriar, para dizer que sou péssima mãe”.

Depressão pós-parto
Pamella contou em lágrimas, na sequência, que chegou a ter depressão pós-parto quando a filha, Mel, nasceu, e que logo após voltar para casa, da maternidade, ela foi agredida por Ivis. “Era um ambiente hostil. Eu era agredida o tempo inteiro. Não só fisicamente, mas com palavras, falta de respeito. Eu fui agredida inclusive depois que cheguei do hospital, da cirurgia. Depois da complicação que tive no parto”.

Leia mais:  Influenciadora é internada em estado grave após lipoaspiração
Continue lendo

Entretenimento

Vila Velha – Espetáculos teatrais online para alunos da rede municipal

Publicado

A Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Dourado Produções, disponibilizou para os alunos da rede municipal de ensino duas peças teatrais que fazem parte da “Primeira Mostra de Teatro Infantil”.

O intuito é ofertar experiências e conhecimentos da cultura teatral e musical para os estudantes do 1º ao 9º ano e equipe escolar, além de proporcionar a interação entre família e escola no processo de ensino-aprendizagem.

As duas peças estão disponíveis para serem assistidas online, tanto pelo canal do Youtube quanto na plataforma ‘Escola Tá ON”, até o dia 01 de agosto. A primeira peça é “O Sítio do Pica-Pau Amarelo em O Mistério do Jequitibá Rosa”; e a segunda, o musical “Os Saltimbancos”. A classificação é livre e a duração é de aproximadamente 50 minutos.

Os pedagogos e professores foram orientados a utilizar o material como ação de acolhimento após o recesso escolar, que aconteceu de 12 a 19 de julho, como explicou a gerente do Ensino Fundamental, Lassaletti Guasti de M. Dalmaschio. “Pensando no retorno das aulas após o recesso escolar dos estudante, a proposta dessa Ação Engajadora tem a intenção de proporcionar um momento de entretenimento, ludicidade e contato com a cultura artística, estimulando a criatividade e o envolvimento entre família e escola”, disse.

Leia mais:  Coluna Social - Por Angela Gusmão
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana