conecte-se conosco


Brasil

Homem morre após choque de fones de ouvido plugados em computador

Publicado

Os fones de ouvido usados no momento do acidente ficaram totalmente queimados e foram recolhidos para análise

Um homem de 30 anos morreu após receber uma descarga elétrica enquanto usava os fones de ouvido em seu computador. O caso ocorreu em Goiás.

Danilo Maurício Alves Xavier foi socorrido pela esposa Adriana Costa Oliveira, que é técnica em enfermagem. De acordo com a esposa, ela estava no outro cômodo da casa quando o acidente aconteceu.

“Eu estava no quarto com nosso filho assistindo TV quando meus outros filhos gritaram pedindo ajuda, dizendo que ele tinha tomado um choque. Quando cheguei, o irmão dele já tinha tirado os equipamentos da tomada e deitado ele no chão”

Danilo foi levado ainda com vida para uma Unidade Básica de Saúde (UBS), mas não resistiu.

Uma investigação preliminar confirma morte por eletrocussão. O caso foi registrado na Polícia Civil, e agora a perícia deve confirmar o que aconteceu. Os fones de ouvido usados por Danilo no momento do acidente ficaram totalmente queimados e foram recolhidos para análise. O laudo deve ficar pronto dentro de 30 dias.

Danilo era técnico em informática e estudante de direito. O corpo do jovem foi velado e sepultado na noite de sábado (3). Ele deixa a esposa e um filho de dois anos.

Leia mais:  Mãe de Henry Borel fez selfie quando foi prestar depoimento
publicidade

Brasil

Menino de 4 anos morre após ser picado por escorpião

Publicado

Um menino de 4 anos de idade morreu após ser picado por um escorpião em casa, segundo a Vigilância Sanitária de Pires do Rio, no sudeste de Goiás. De acordo com o órgão, a reação à picada causou uma série de paradas cardíacas durante o atendimento médico, até que Davi Lucca Ferreira Borges não resistiu.
O acidente aconteceu no sábado (17/4). Renata Ferreira Cardoso, de 28 anos, mãe do menino, disse que ele acordou de madrugada com episódios de vômitos e reclamava de dor de cabeça.
“Ele vomitava sem parar, tipo uma secreção com espuma. Ele foi medicado e voltou para casa. Em casa, ele dormiu, mas estava muito gelado e delirando, falando coisas sem nexo. Então, voltamos para o hospital e o quadro se agravou”, contou a mãe.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Davi Lucca “foi admitido no pronto-socorro, choroso, vomitando e com hiperglicemia”.
Durante o atendimento, o menino teve três paradas cardíacas que foram revertidas pela equipe médica.
A SMS também detalhou que, por causa do estado do paciente, ele foi transferido via UTI móvel ao Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia, e internado em Unidade de Terapia Intensiva, mas que nos dez minutos seguintes teve outra parada cardíaca e não resistiu.

Leia mais:  Comida levada por Flordelis para filho em presídio foi apreendida durante visita
Continue lendo

Brasil

Pintura de mural que custou R$ 400 mil desmancha quatro meses em RR

Publicado

Obra, assinada pelo artista brasileiro Eduardo Kobra, foi pintada em um mural no Parque do Rio Branco, inaugurado em dezembro do ano passado. Prefeitura disse que hipótese é que além da exposição ao sol, o problema seja devido ao grande volume de chuvas na capital e umidade no muro.

A pintura no mural principal do Parque Rio Branco, em Boa Vista, desmanchou quatro meses após a inauguração do local. A obra, que representa uma iguana gigante e é assinada pelo artista brasileiro internacionalmente reconhecido Eduardo Kobra, custou R$ 400 mil aos cofres públicos, conforme extrato publicado no Diário Oficial do Município (DOM). O valor foi pago pela prefeitura.

Procurada, a prefeitura de Boa Vista, responsável pelo Parque, informou por meio de nota que a situação será avaliada, mas a hipótese é que além da exposição ao sol, o problema seja devido ao grande volume de chuvas na capital e umidade no muro. Disse ainda que entrou em contato com o artista responsável pela obra no mural e que uma equipe será enviada para fazer os reparos.

Eduardo Kobra disse a reportagem que não é comum a pintura derreter em um curto tempo e que uma equipe deve fazer a restauração do muro na próxima semana.

O Parque do Rio Branco foi inaugurado em dezembro do ano passado, em uma uma festa que gerou aglomeração, com pessoas sem máscaras e sem distanciamento social.

Mural no Parque Rio Branco é assinado pelo artista brasileiro Eduardo Kobra — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR

Mural no Parque Rio Branco é assinado pelo artista brasileiro Eduardo Kobra

Outros murais do Parque do Rio Branco

O parque também possui outro espaço onde foram pintadas 34 obras de artistas locais, dentro do tema “Nosso Rio, Nossa História, Nossas Famílias”. Ao todo, a prefeitura pagou R$ 6 mil a cada um dos 25 artistas selecionados. Dessas, apenas duas tinham deterioração. Questionada, a prefeitura não respondeu se devem ser restauradas.

O Parque do Rio Branco estava em construção desde 2018, na gestão da ex-prefeita Teresa Surita (MDB). O espaço foi erguido à margens principal rio do estado, onde era o Caetano Filho, antigo “Beiral”, região que alagava no período do inverno. Lá, viviam cerca de 350 famílias que foram removidas e receberam indenização pela mudança.

O projeto de construção do espaço foi orçado em R$ 134,4 milhões – desses, R$ 104 milhões foram repassados pelo Ministério do Turismo e o restante contrapartida do município. A prefeitura, no entanto, não informou se esse valor sofreu alguma alteração ao longo dos dois três anos de obra.

Obra de artista local no muro do Parque Rio Branco — Foto: Polyana Girardi/G1 RR

Obra de artista local no muro do Parque Rio Branco, essa não “derreteu”.

Leia mais:  Prefeito de São Paulo, Covas está infectado pelo coronavírus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana