conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Hospitais promovem ações no Dia Mundial de Higienização das Mãos

Publicado

O dia 05 de maio foi instituído como o Dia Mundial de Higienização das Mãos e mobiliza pessoas em todo o mundo. O objetivo é aumentar a adesão de higiene das mãos nos serviços de saúde, protegendo os profissionais da área e pacientes contra infecções.

Com a disseminação do novo Coronavírus (Covid-19), a importância da higienização das mãos foi reforçada por meio de atividades realizadas pelo Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória, e pelo o Hospital Estadual Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha.

Hospital de Urgência e Emergência (HEUE)

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), unidade gerenciada pela Pró-Saúde em Vitória, realizou uma ação com os profissionais de saúde e usuários para reforçar a importância de higienizar corretamente as mãos. A atividade contou com a participação da equipe do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) que orientou as pessoas sobre o passo a passo da higienização correta das mãos.

Para dar mais dinamismo à atividade foi utilizado um produto específico, que simboliza o sabão, sensível à luz negra. A proposta era verificar se a pessoa realmente lava as mãos corretamente – utilizando uma cabine escura, que com a luz refletia o produto em cor florescente. “Se a pele estivesse coberta com produto e as mãos brilhando o resultado foi eficaz. Ou seja, as mãos foram higienizadas de maneira correta”, explicou a coordenadora da SCIH do HEUE, Renata Perrut Gomes Rodrigues.

Para a especialista, é fundamental que as pessoas entendam a eficácia da higienização das mãos, independentemente do novo Coronavírus. “Nesse período de pandemia, todos estão falando que usar máscara e higienizar as mãos são alternativas essenciais de prevenção da Covid-19. Temos nesse período uma grande lição: tornar esse hábito como parte da nossa rotina, e inclusive, reforçar com as crianças”, pontuou.

A atividade no HEUE despertou atenção da dona de casa, Rosimar Silvares Ferraz, que acompanha o esposo que está internado na unidade. “Achei bem criativa essa ação, pois permite a gente aprender a lavar corretamente as mãos”, disse a dona de casa.

Himaba

No Hospital Estadual Infantil e Maternidade Dr. Alzir Bernardino Alves (Himaba), em Vila Velha, também houve uma ação educativa para crianças e acompanhantes de pacientes do Pronto-Socorro, Pediatria e na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin). O objetivo da abordagem, que aconteceu nessa terça-feira (05), foi orientar pacientes e familiares sobre a importância da fazer a higiene adequada das mãos.

A ação foi realizada pelos setores de Qualidade, Núcleo de Segurança do Paciente e Serviço de Controle de Infecção Hospitalar. Foram abordadas questões sobre a importância da higienização das mãos, quando e como realizá-la.

A coordenadora médica do Núcleo de Segurança do Paciente, Beatriz Junqueira, falou sobre o trabalho. “Para nossa abordagem na pediatria e no Pronto-Socorro utilizamos a imagem do personagem Cascão lavando as mãos, o que foi maravilhoso pois, de uma forma lúdica, conseguimos sensibilizar todas as gerações. As crianças foram muito participativas, demonstrando muito interesse”, afirmou.

Esse interesse ficou comprovado com a atenção com que todas recebiam as orientações. “Até o Cascão está lavando as mãos agora”, apontou um pequeno que estava na Pediatria. “Tem que lavar as mãos para matar o vírus”, falou um adolescente que estava no pronto-socorro. O aprendizado estava na ponta da língua: “tem que lavar as mãos para cuidar da saúde”, comentou uma paciente.

A orientação é lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabonete, usar álcool em gel 70%.

Cuidados recomendados para higienização das mãos na prevenção ao novo Coronavírus

– Molhe as mãos e os pulsos com água corrente e aplique sabão suficiente para cobri-los. Esfregue todas as superfícies, incluindo as costas das mãos, entre os dedos, unhas e punhos por pelo menos 20 segundos. Em seguida, enxágue abundantemente com água corrente. Após a lavagem, seque as mãos com uma toalha de uso individual ou toalha descartável;

– Utilize o álcool 70% para fazer a higienização das mãos, quando não houver outros meios à disposição.

Fato ou Fake sobre a higienização das mãos

O álcool gel é tão eficaz quanto água e sabão para a limpeza das mãos

É fato! Se as sujeiras nas mãos não estiverem visíveis, a higienização das mãos pode ser realizada com álcool gel 70%. Se você estiver em casa, o recomendado é não utilizar o álcool em gel para evitar ressecamento na pele.

Posso produzir o álcool gel em casa?  

É fake! As receitas caseiras não garantem a produção de álcool com a concentração adequada, conforme orienta a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Nacional). Além disso, essa prática pode causar irritação na pele e resultar em acidentes domésticos. 

Leia mais:  Academia, indústria e setor público se mobilizam contra o vírus
publicidade

Medicina e Saúde

Técnica de enfermagem de 55 anos é a primeira a receber a vacina contra a covid-19 no ES

Publicado

A mulher começou a trabalhar em um hospital como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem

Uma técnica de enfermagem de 55 anos foi a primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 no Espírito Santo. A mulher, identificada como Iolanda Brito, é mãe de quatro filhos e trabalha como técnica de enfermagem no Hospital Estadual Jayme dos Santos Neves, na Serra. 

Antes de começar a atuar no local, ela trabalhava como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem e foi contratada pela unidade hospitalar. Ela receberá a dose da vacina CoronaVac na noite desta segunda-feira (18), no próprio Jayme dos Santos Neves. 

Após chegarem ao Aeroporto de Vitória, os  imunizantes foram encaminhados, por volta das 19 horas, para o hospital. No local, foi realizado um evento que vai marcar o início da vacinação contra o novo coronavírus no Espírito Santo. 

O governador Renato Casagrande e o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, concederam uma entrevista coletiva no local.

O avião carregado com as 101.320 mil doses da vacina contra a covid-19, disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao Espírito Santo, pousou no Aeroporto de Vitória às 18h20 desta segunda-feira. A carga com os imunizantes foi trazida em um voo da Azul Linhas Aéreas, que saiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no final da tarde.

Assim que aterrissou no aeroporto da capital capixaba, a carga com as vacinas foi colocada em dois caminhões, para ser levada diretamente para o Jayme dos Santos Neves. Viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal fizeram a escolta da carga durante o trajeto.

Leia mais:  Lacen/ES é um dos laboratórios com menor tempo de liberação de análises da Covid-19
Continue lendo

Medicina e Saúde

Mais de 48 mil capixabas serão vacinados na 1ª fase da campanha, segundo Ministério da Saúde

Publicado

No total, será imunizado um grupo de 48.246 pessoas, composto por idosos, pessoas com deficiência, indígenas e profissionais da saúde

As primeiras doses da vacina contra a covid-19 começam a ser aplicadas nesta semana em todo o Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, no Espírito Santo, 48.246 pessoas do público-alvo devem ser imunizadas nesta primeira fase da campanha. Para isso, o estado deve receber, neste primeiro momento, um total de 96.492 doses.

Segundo dados divulgados pelo ministério, o público-alvo deste primeiro momento de campanha é composto por 2.970 idosos com 60 anos ou mais e que vivem em casas de repouso; 210 pessoas com deficiência e que estão institucionalizadas; 2.793 indígenas que vivem em terras específicas; e 42.273 trabalhadores da Saúde, o que corresponde a 34% dos profissionais.

Nesta segunda-feira (18), o governador Renato Casagrande participada entrega simbólica do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para o Espírito Santo. O evento acontece em São Paulo.  Durante uma coletiva, realizada neste domingo (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a expectativa é de que as doses das vacinas comecem a ser distribuídas aos estados nesta segunda-feira. Pazuello disse também que o Ministério da Saúde planeja iniciar o plano nacional de imunização nesta quarta-feira (20), às 10 horas.

O anúncio sobre o início da imunização foi feito após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar, por unanimidade, neste domingo, o uso emergencial das vacinas CoronaVac e a da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Os imunizantes serão entregues no Brasil, respectivamente, pelo Instituto Butantan, em São Paulo, e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. São as primeiras vacinas contra a covid-19 aprovadas no país.

A aprovação do uso emergencial das duas vacinas foi comemorada por Renato Casagrande. Em seu perfil no Twitter, o governador afirmou que a aprovação dos imunizantes “é o primeiro passo para vencermos definitivamente o vírus”. Casagrande também reafirmou que o Espírito Santo está preparado para iniciar a vacinação, assim que os imunizantes chegarem ao estado.

Leia mais:  ES vai contratar laboratórios privados para realização de 60 mil exames de covid-19 por mês
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana