conecte-se conosco


Mundo Cristão

Igreja Católica dos EUA tira mais de 900 padres de lista de abuso sexual

Publicado

Se membro não admite culpa, nome deve ser preservado a fim de evitar prejuízos à reputação, informam autoridades da entidade

Os nomes de mais de 900 padres, suspeitos de abuso sexual de crianças nos Estados Unidos, foram deixados de fora da lista da Igreja Católica que apura os crimes, segundo um relatório obtido pela AP (Associated Press) no final de 2019.

Apesar de divulgar os nomes de quase 5.300 padres – incluindo 200 em Nova Jersey -, a igreja deixou centenas de membros do clero fora das listas apresentadas por dioceses e ordens religiosas em todo o país, segundo a investigação.

A constatação ocorreu depois de uma comparação de um banco de dados mantido pelo grupo BishopAccountability.org, que reúne documentos de falência, ações judiciais, informações de liquidação, relatórios de júri e contas da mídia.

Mais de 100 ex-membros do clero que não constavam das listas da Igreja Católica foram acusados ​​de crimes sexuais, como estupro, pedido e recebimento ou visualização de pornografia infantil.

Outros 400 nomes documentados pela AP pertencem a clérigos que serviram em dioceses que não divulgaram nenhuma lista.

“Existem muitas lacunas nessas listas”, disse Terence McKiernan, co-fundador da BishopAccountability.org. “Ainda há muito a fazer para chegar à transparência real e verdadeira”, completou.

Autoridades da Igreja Católica disseram que, se um membro do clero não admite culpa, as acusações devem pesar na hora da divulgação de um nome, uma vez que pode prejudicar a reputação daqueles que podem ter sido falsamente acusados.

Ao nomear padres acusados, eles também ficam vulneráveis ​​a ações judiciais mesmo que inocentes, explicou a igreja.

Leia mais:  Especialistas destacam importância de exercer a fé durante a pandemia
publicidade

Mundo Cristão

Mais magra e abatida Pastora Ludmila feber faz postagem emocionante

Publicado

Pastora Ludmila Ferber fez uma postagem no seu instagram que deixaram internautas emocionados

A cantora e Pastora Ludmila Ferber vem lutando contra um câncer no pulmão, com metástases no fígado e nos ossos há mais de 3 anos e vem mostrando sua fé inabalável ao falar de Deus mesmo em situação muito dificil.

Muitos internatuas acompanha nas redes sociais a luta constante da cantora pela vida e a fé de que um dia Deus vai trazer a cura totalmente para seu corpo vem deixando a internet emocionada. Em uma das suas últimas postagem a cantora fez uma declaração que deixou seus fãs surpreso.

Ludmila Feber ainda abatida e muito magra postou no seu instagram no dia 03 de outubro uma postagem que deixaram seus seguidores emocionados, na postagem a cantora declarou: “Vida. Respirar ( né @anapaulavaladao ?🥰). Olhar e sentir a vida dentro de mim, e dentro das pessoas. Ouvir esse som das águas do mar, que batem nas pedras, e criam uma harmonia com as vozes de quem vai passando atrás de mim.
Ouvir o que vai por dentro de nós , e ter sempre uma percepção aguçada do que acontece ao nosso redor, e em nosso interior.
Exercite essa habilidade. Entenda e conheça você. E o próximo, ao teu lado.
E acima de tudo, Deus. Ele fala através dos que estão ao nosso redor e também no íntimo de nosso coração.
Com amor,
Pastora Ludmila”

A cantora interropeu o tratamento do câncer ainda este ano após afirmar que estava sofrendo muito e o tratamento não estava fazendo efeito no seu organismo mais.

Leia mais:  Igreja Luterana dos EUA elege seu primeiro bispo transgênero e recebe críticas
Continue lendo

Mundo Cristão

18 de outubro: Dia do Médico é inspirado no apóstolo Lucas

Publicado

Data foi criada para homenagear os profissionais da medicina e é comemorada em diversos países cristãos

Jim Caviezel, no papel de Lucas, no filme “Paulo, o apóstolo de Cristo”. (Foto: Reprodução / Adoro Cinema)

Dia 18 de outubro é o Dia do Médico, no Brasil. A data tem origem cristã e foi criada em homenagem ao personagem bíblico, Lucas, que foi um dos principais auxiliares de Paulo, como citado pelo apóstolo em Colossenses:

“E Jesus, chamado Justo; os quais são da circuncisão; são estes unicamente os meus cooperadores no reino de Deus; e para mim têm sido consolação. Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo de Cristo, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de Deus. Pois eu lhe dou testemunho de que tem grande zelo por vós, e pelos que estão em Laodiceia, e pelos que estão em Hierápolis. Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas. Saudai aos irmãos que estão em Laodiceia e a Ninfa e à igreja que está em sua casa. (Colossenses 4:11-15).

A informação sobre a profissão de Lucas também é encontrada no “Prólogo Anti-Marcionita ao Evangelho de São Lucas”, documento que os estudiosos acreditam ser do século II depois de Cristo:

“Lucas é um sírio de Antioquia, sírio pela raça, médico pela profissão. Tornou-se discípulo dos apóstolos e mais tarde seguiu a Paulo até o seu martírio. Tendo servido o Senhor com perseverança, solteiro e sem filhos, cheio da graça do Espírito Santo, morreu com 84 anos de idade.”

Outro indício de sua profissão está na terminologia usada por Lucas em seus escritos. Em algumas passagens, ele usa termos e palavras que mostram certa familiaridade com a linguagem médica da época. Esse indício se tornou objeto de estudos críticos comparativos entre os textos dos evangelhos de Marcos, Mateus e Lucas.

Escritor bíblico

Lucas não foi discípulo de Jesus, durante seu ministério terreno, mas sua fé e convivência com os cristãos o fizeram pesquisar a respeito de Cristo, colhendo testemunhos daqueles que conviveram com Jesus. O resultado dessa dedicação foi sua colaboração com os escritos bíblicos. Um deles relata a vida e o ministério de Jesus, sendo registrado no livro que tem o nome de seu escritor, o Evangelho de Lucas. O outro traz a história da Igreja e a movimentação dos apóstolos para a expansão do evangelho, registradas no Livro de Atos.

De acordo com historiadores, Lucas estudou medicina em Antioquia, na atual Turquia, no que hoje é um sítio arqueológico. Na época de Lucas, a cidade foi um dos centros mais importantes da civilização helênica na Ásia Menor.

Lucas não era hebreu e sim gentio, denominação dada aos que não seguiam a fé judaica, tendo posteriormente se convertido ao cristianismo. Ele teria vivido no século I d.C., mas não se sabe com exatidão a data de seu nascimento, bem como a data de sua morte.

Além de médico, acredita-se que Lucas tenha sido pintor, historiador e músico.

O Dia do Médico é comum em vários países de base cristã, tendo Lucas como o inspirador da data, entre eles: Itália, Portugal, França, Espanha, Bélgica e Polônia, além do próprio Brasil.

A medicina é uma das ciências mais antigas do mundo e era exercida por Hipócrates (460 a.C.-377 a.C.), um médico grego, considerado o pai da Medicina e o mais célebre médico da Antiguidade. Hipócrates nasceu na Ilha grega de Cós, na costa da Ásia Menor, por volta do ano 460 a.C. É atribuída a ele a seguinte frase: “Curar quando possível; aliviar quando necessário; consolar sempre.”

Leia mais:  Especialistas destacam importância de exercer a fé durante a pandemia
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana