conecte-se conosco


Mundo Cristão

Igreja Católica dos EUA tira mais de 900 padres de lista de abuso sexual

Publicado

Se membro não admite culpa, nome deve ser preservado a fim de evitar prejuízos à reputação, informam autoridades da entidade

Os nomes de mais de 900 padres, suspeitos de abuso sexual de crianças nos Estados Unidos, foram deixados de fora da lista da Igreja Católica que apura os crimes, segundo um relatório obtido pela AP (Associated Press) no final de 2019.

Apesar de divulgar os nomes de quase 5.300 padres – incluindo 200 em Nova Jersey -, a igreja deixou centenas de membros do clero fora das listas apresentadas por dioceses e ordens religiosas em todo o país, segundo a investigação.

A constatação ocorreu depois de uma comparação de um banco de dados mantido pelo grupo BishopAccountability.org, que reúne documentos de falência, ações judiciais, informações de liquidação, relatórios de júri e contas da mídia.

Mais de 100 ex-membros do clero que não constavam das listas da Igreja Católica foram acusados ​​de crimes sexuais, como estupro, pedido e recebimento ou visualização de pornografia infantil.

Outros 400 nomes documentados pela AP pertencem a clérigos que serviram em dioceses que não divulgaram nenhuma lista.

“Existem muitas lacunas nessas listas”, disse Terence McKiernan, co-fundador da BishopAccountability.org. “Ainda há muito a fazer para chegar à transparência real e verdadeira”, completou.

Autoridades da Igreja Católica disseram que, se um membro do clero não admite culpa, as acusações devem pesar na hora da divulgação de um nome, uma vez que pode prejudicar a reputação daqueles que podem ter sido falsamente acusados.

Ao nomear padres acusados, eles também ficam vulneráveis ​​a ações judiciais mesmo que inocentes, explicou a igreja.

Leia mais:  Hoje convertido, Yudi diz que saía de programa infantil no SBT e ia para prostíbulo
publicidade

Mundo Cristão

Governador acompanha visita da imagem de Nossa Senhora da Penha ao Hospital Dr. Jayme

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, ao lado da primeira-dama, Maria Virgínia Casagrande, participou, na manhã de sábado (10), da visita da imagem de Nossa Senhora da Penha ao Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, no município da Serra. Na área externa da unidade, foi realizada uma celebração em homenagem aos enfermos e vítimas do novo Coronavírus (Covid-19) e também aos profissionais de saúde, presidida pelo arcebispo de Vitória, Dom Dario Campos. O hospital é referência no Espírito Santo para tratamento da doença.


A celebração foi restrita devido às medidas de biossegurança para evitar o contágio do vírus e contou com a presença da direção do hospital, de profissionais da saúde e familiares dos pacientes. A vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, e o prefeito da Serra, Sérgio Vidigal, também acompanharam a celebração.


Casagrande pontuou a importância do alimento espiritual nesse momento de pandemia que vivemos:

“Estamos em uma jornada longa. É muito bom receber hoje as bênçãos de Nossa Senhora da Penha, que está descendo o monte e vindo ao Hospital Dr. Jayme dos Santos Neves, que é o nosso hospital referência no tratamento da Covid-19. Muitas pessoas se entristeceram aqui e viram seus entes partirem, mas muitos se alegraram, pois muitos foram salvos no Jayme. Que Nossa Senhora da Penha dê resistência aos profissionais de saúde e que nós, que estamos governando, tenhamos senso de justiça. Obrigado a todos por estarem aqui neste momento, nos fortalecendo espiritualmente”, afirmou o governador.


O arcebispo de Vitória comentou a visita da imagem de Nossa Senhora da Penha ao hospital que é referência no enfrentamento à Covid-19.

“Estamos hoje no Hospital Dr. Jayme com Nossa Senhora da Penha para que possamos encontrar todos os profissionais da saúde, para que a Virgem da Alegria possa pousar seus olhos em todos eles. Um olhar materno, compassivo, que se volta a todos os doentes e suas famílias; a todos que se foram e de seus familiares que padecem da perda e vivem seu luto. Importante ressaltar que a dureza do trabalho tem deixado marcas profundas nos profissionais de saúde. Esgotamento mental, espiritual e também a perda de colegas. A Virgem desce a montanha do Convento para todos os hospitais do Espírito Santo”, declarou Dom Dario Campos.

Leia mais:  Abuso sexual e agressão física também são motivos para divórcio, diz teólogo
Continue lendo

Mundo Cristão

Luiz Hermínio convoca oração pelo Brasil: “Vamos orar até que algo aconteça”

Publicado

O pastor Luiz Hermínio, fundador da igreja MEVAM, iniciou na segunda-feira (5) uma campanha de oração pelo País, incentivando os cristãos brasileiros a intercederem usando a bandeira do Brasil.

De acordo com Hermínio, em um vídeo publicado nas redes sociais, as instruções da campanha de oração vem “debaixo de uma instrução do Senhor, de uma diretiva dos céus”.

“Vamos orar até que algo aconteça! A nação brasileira pertence ao Senhor!”, declarou o pastor.

As instruções da campanha de oração são formadas por 5 pontos principais, que são:

1. Compre uma bandeira do Brasil;

2. Levante um altar na sua casa e ore pelo Brasil;

3. Leve a bandeira com você quando for buscar a Deus nos cultos, montes e vigílias;

4. Publique uma foto ou vídeo de sua família orando com a bandeira. “Não com o objetivo de mostrar o que você está fazendo, mas incentivar outras famílias a fazer o mesmo”, Hermínio explica;

5. Ore até que algo aconteça no Brasil.

Em um momento de clamor, o pastor orou: “Brasil, que nasça o teu filho chamado Justiça. Que a Justiça do Senhor reine sobre o solo desta nação. Ó Brasil, dos filhos deste solo és mãe gentil”.

 

Leia mais:  Evangélicos vão ao STF para derrubar decretos que impedem igrejas de fazer cultos online

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana