conecte-se conosco


Brasil

Instituto Votorantim e BNDES lançam chamada para cidades receberem mentoria e apoio em saúde e no enfrentamento à pandemia

Publicado

O programa já está em 33 localidades e, com a chamada, a atuação poderá passar de 70 municípios beneficiados

São Paulo, 29 de junho de 2021 – O Instituto Votorantim, em parceria com o BNDES, está lançando hoje (29), uma chamada para selecionar até 40 municípios de até 350 mil habitantes, que receberão gratuitamente apoio para enfrentar a pandemia e também para aprimorar sua oferta de assistência integral à saúde. O programa, que atualmente já atende 33 cidades brasileiras, poderá ampliar sua atuação para mais de 70 cidades, a partir da seleção via chamada pública.

As cidades interessadas têm prazo até 9 de julho para se inscrever, a partir do site https://www.institutovotorantim.org.br/municipioscontraocorona/. A divulgação dos municípios selecionados será realizada em 21 de julho e o programa terá início em agosto. Serão priorizados municípios com maior população dependente do Sistema Único de Saúde (SUS) e que ofereçam maior cobertura da Atenção Básica à saúde. As cidades selecionadas na chamada receberão até o final do ano, mentorias online com especialistas em saúde e gestão, além de outras ferramentas de apoio.

Essa é uma das diversas iniciativas adotadas pela Votorantim, desde março de 2020, para apoiar a sociedade no enfrentamento à pandemia. Os acionistas, a holding investidora Votorantim S.A. e as empresas de seu portfólio (banco BV, CBA, Citrosuco, Legado das Águas, Nexa, Votorantim Cimentos e Votorantim Energia), por meio do Instituto Votorantim, direcionaram juntos R$ 150 milhões para combater a Covid-19.

“Fizemos uma análise de impacto das nossas iniciativas de 2020 que revelou maior eficácia, em termos de vidas poupadas e casos evitados, quando existe a melhoria da gestão pública do sistema de saúde. Isso vem pautando nossas ações em 2021”, afirma Cloves Carvalho, diretor-presidente do Instituto Votorantim. Esse estudo de impacto, realizado por um parceiro externo, o Metas Sociais, mostrou que, nos 151 municípios em que ocorreu a mentoria de apoio à gestão pública em 2020, quase 1 mil vidas foram poupadas, houve a redução de mais de 33 mil casos de Covid e um custo evitado de R$ 120 milhões em gastos com UTI. “Neste ano, já estamos atendendo 33 municípios no Programa de Apoio à Gestão Pública em Saúde e agora, com o edital, vamos estender a parceria para outras 40 cidades, alcançando mais de 70 municípios, que terão melhores condições de enfrentar a pandemia”, diz Carvalho.

Leia mais:  Festas de Réveillon são canceladas devido à pandemia de covid-19
No contexto da pandemia, o BNDES também vem realizado uma série medidas emergenciais para ajudar o País a enfrentar os efeitos econômicos e impactos sociais da pandemia de coronavírus, tais como linha de crédito para pequenas e médias empresas, capital de giro para setores ligados à saúde (Crédito Direto Emergencial – Saúde), crédito para ampliação de leitos e da oferta de equipamentos e materiais hospitalares (Linha Emergencial – Saúde), campanha de financiamento coletivo “Matchfunding Salvando Vidas”, cujo valor arrecadado é aplicado para compra de materiais, insumos e equipamentos para Santas Casas e Hospitais Filantrópicos com um total arrecadado de mais de R$ 100 milhões, além do Apoio à Gestão Pública. “Acreditamos que a atuação em parceria com outras instituições potencializa os resultados das ações do BNDES, contribuindo para mitigar os efeitos da pandemia da Covid-19 na vida da população brasileira”, informa Conrado Leiras, Chefe de Departamento de Educação e Investimentos Sociais do BNDES.

Ao participar do AGP Saúde, as administrações municipais e suas equipes técnicas de saúde podem avaliar suas estratégias e, com a iniciativa, aprimorar processos, práticas e níveis de gestão.

O primeiro passo do programa é a aplicação de um diagnóstico rápido da atuação do município na área da saúde, com ênfase para atenção primária e vigilância epidemiológica. A partir disso, o município define o que é mais urgente e prioritário, assim como metas e objetivos. A cidade deve montar uma equipe multidisciplinar para participar da mentoria online. Esse time é responsável, com as orientações dos consultores do programa, por implementar os planos de ação definidos e por acompanhar a evolução prática das iniciativas. Ao final do período de mentoria, o diagnóstico inicial é reaplicado para identificar se o município conseguiu cumprir suas metas e se avançou nas competências de gestão priorizadas.

Leia mais:  Auxílio Brasil de R$ 400 começa a ser pago em 10 de dezembro
Dentro dos eixos de enfrentamento à Covid-19 e de assistência integral à saúde, o AGP Saúde tem seis temáticas prioritárias:

• Fluxo de dados Epidemiológicos: Monitoramento da Covid-19 e comunicação dos dados municipais para medidas preventivas efetivas.

• Rastreamento de Contatos: Estratégias para testagem e acompanhamento do contágio, para evitar a transmissão comunitária.

• Vacinação: Apoio ao plano municipal de vacinação, monitoramento de insumos e da cobertura de vacinação e vacinados.

• Comunicação de Risco: Estratégias para que a população tenha acesso contínuo a informações corretas e atualizadas.

• Cobertura da Atenção Primária: Mapeamento da cobertura e estratégia para expansão da Atenção Básica no território, com identificação de áreas de vazios sanitários e vulnerabilidades.

• Previne Brasil (iniciativa de repasse de recursos do Ministério da Saúde): Apoio no monitoramento e reporte de indicadores que garantam o repasse de recursos.

As 33 cidades que já estão participando do AGP Saúde 2021 somam 2 milhões de habitantes e estão localizadas em 10 estados:
Serviço – Programa de Apoio à Gestão Pública em Saúde (AGP Saúde)

Quem pode participar: municípios de todo o país que tenham até 350 mil habitantes

Onde realizar a inscrição e mais informações: https://www.institutovotorantim.org.br/municipioscontraocorona/

Prazo de inscrição: de 29 de junho a 9 de julho

Divulgação dos municípios selecionados: 21 de julho

publicidade

Brasil

Avião cai em condomínio de luxo no Rio e deixa dois feridos

Publicado

Vítimas do acidente na Barra da Tijuca seriam o piloto e o copiloto. Ambos estão em condições estáveis de saúde, segundo hospital

Um avião bimotor caiu em um condomínio de luxo na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, na tarde desta segunda-feira (15), e deixou duas pessoas feridas.

A informação foi confirmada pela Polícia Militar, que recebeu um chamado para atender à ocorrência ainda em andamento (leia a nota na íntegra abaixo).

Equipes do Corpo de Bombeiros se deslocaram para o Condomínio Santa Mônica, na zona oeste carioca, para realizar o atendimento às vítimas, que foram encaminhadas ao Hospital Municipal Lourenço Jorge.

A direção da instituição informou que ambos estão em condições estáveis de saúde.

Fabricada em 2010, a aeronave modelo Conquest 180 realizava um voo experimental na região. O bimotor não possui operação autorizada para táxi aéreo e está registrado em nome de Milton Augusto Loureiro Júnior, de acordo com informações da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).

Leia a nota da Polícia Militar:

Leia mais:  Produção de veículos cai 20,8% em fevereiro

“A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informa que, durante a tarde desta segunda-feira (15/8), policiais militares do 31° BPM (Recreio dos Bandeirantes) foram acionados para verificar uma queda de aeronave, no interior de uma residência localizada na Rua Josué de Castro, na Barra da Tijuca. No local, os militares constataram que a aeronave se tratava de um avião modelo monomotor. Duas pessoas ficaram feridas na ocorrência que ainda está em andamento.”

Continue lendo

Brasil

Inscrições abertas para a 2ª edição do Santander X Brazil Award 2022, programa de empreendedorismo destinado a universitários e startups

Publicado

  • Ganhadores do Santander Award receberão uma mentoria com especialistas e até R$ 80 mil para acelerar seus projetos

  • Os três vencedores por categoria terão a oportunidade de participar do Santander Global Award, extensão internacional do projeto que leva as melhores startups para competir com empreendedores globais.

  • As inscrições permanecerão abertas até 23/08 na plataforma Santander X; o programa é divido na categoria Launch, voltado para universitários empreendedores, e a Accelerate, focada em Startups que deverão ser formadas por universitários

O Santander Universidades Brasil está com inscrições abertas para a 2ª edição do Santander X Brazil Award, programa que apoia universitários e startups com mentoria, incentivo financeiro, assessoria personalizada para o lançamento e aceleração dos projetos, além de promover conexões com pessoas do universo do empreendedorismo.

O Santander Award foi lançado para apoiar o empreendedorismo para aqueles que são entusiastas no tema. O programa é composto por 2 categorias: a primeira é a categoria Launch, focada em universitários que estejam realizando a graduação ou que já sejam pós-graduados nos últimos 5 anos para apresentar o seu projeto inovador e conhecer melhor o universo do empreendedorismo. Os participantes devem possuir um MPV (Mínimo Produto Viável) desenvolvido dentro do ambiente acadêmico. Para se inscrever nesta categoria, acesse https://www.santanderx.com/calls/santander-x-award-brazil-2022-launch?utm_source=Web&utm_medium=Referral&utm_campaign=XAwardBr_Launch_Brasil_NDP.

Leia mais:  Petrobras abre concurso com 757 vagas de nível superior

Os inscritos passarão por uma primeira avaliação e apresentarão o protótipo da sua ideia. Os 100 pré-selecionados serão avaliados pela equipe organizadora do projeto, tendo a chance de serem escolhidos para os 10 semifinalistas que apresentarão o seu MVP – uma versão compacta de uma solução – em um pitch de até no máximo de 4 minutos em inglês para executivos do Santander e de mercado. Os 3 melhores projetos, o Santander dará um prêmio em dinheiro. Para o grande vencedor será R$ 10.000, para o 2º colocado R$ 7.500 e para o 3º colocado R$ 5.000.

A categoria Accelerate é focada em Startups que deverão ser formadas por universitários, professores ou empreendedores da incubadora de universidades que desejam apresentar sua empresa e alavancar seu negócio. As startups inscritas passarão por uma primeira avaliação dos critérios de seleção e apresentarão os projetos e produtos. A empresa precisa ser fundada em território brasileiro e possuir um investimento captado de até US$ 100 mil – US$ 1 milhão. Para concorrer nesta categoria, se inscreva pelo link https://www.santanderx.com/calls/santander-x-award-brasil-2022-accelerate?utm_source=Web&utm_medium=Referral&utm_campaign=XAwardBR_Accelerate_Brasil_NDP

Leia mais:  Auxílio Brasil de R$ 400 começa a ser pago em 10 de dezembro

“O Santander Award visa não só o apoio financeiro, mas também a conexão de atuais e futuros empresários a uma rede de especialistas em empreendedorismo espalhados pelo mundo, com foco em inovação e tecnologia. Nenhuma outra iniciativa conecta todos esses benefícios juntos”, explica Nicolás Vergara, Superintendente Executivo do Santander Universidades no Brasil.

As 100 pré-selecionadas também passarão por uma triagem para a semifinal, que será realizada entre as 10 melhores startups. Nesta fase, os selecionados para a banca de executivos do Santander e de mercado farão uma apresentação de 4 minutos.

Para as 3 melhores Startups, o Santander dará um incentivo financeiro, para que possam acelerar seu negócio. Os prêmios serão de R$ 80.000 para o 1° colocado, R$ 60.000 para o 2° e de R$ 40.000 para o 3° colocado. Os 6 vencedores terão a oportunidade de participar do processo de seleção do Santander Global Award, competindo não só com empreendedores nacionais, mas com universitários e startups de todo o mundo. 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana