conecte-se conosco


Internacional

Interferência em equipamento eletrônico faz Jumbo pousar fora da pista

Publicado

Avião chegou a tocar com as rodas no gramado ao lado da pista e arremeteu para evitar um acidente. Relatório final foi divulgado hoje pelo NTSB, nos EUA

Uma distorção do sinal eletrônico irradiado pelo equipamento de auxílio de pouso fez com que um “Jumbo” da China Airlines iniciasse um procedimento de aproximação para fora da pista e tocasse o gramado ao lado do asfalto, no Aeroporto de Chicago. 

A conclusão do incidente, ocorrido em 21 de junho de 2018, está no relatório final da Conselho Nacional de Segurança de Transporte dos Estados Unidos (National Transportation Safety Board – NTSB), divulgado neste sábado (21).

O incidente – capturado pelas câmeras do terminal – mostra o enorme avião tocando as rodas na grama ao lado da pista e arremetendo logo em seguida. Este tipo de ocorrência é chamada de excursão de pista (runway excursion). 

A imagem pode ser vista a partir dos 27 segundos do vídeo. No canto superior direito aparece o toque do Boeing 747 na grama e a arremetida logo a seguir.

Leia mais:  Testamento de príncipe Philip só poderá ser aberto daqui a 90 anos, diz jornal

O Boeing 747-400 cargueiro da China Airlines, registro B-18711, cumpria o voo CI-5148 de Anchorage, no Alasca, para Chicago O’Hare, nos Estados Unidos.

4 tripulantes estavam a bordo. O avião estava em uma aproximação pelo Sistema de Pouso por Instrumentos (Instrument Landing System – ILS) para a pista 10L às 09:57 ( 14:57Z). 

Logo após o incidente, os pilotos do Jumbo avisaram que estavam arremetendo por causa de um desvio de última hora na pista.

A tripulação de um outro avião que estava taxiando informou à torre que o Jumbo havia saído da pista. E uma uma terceira tripulação solicitou que a pista precisava ser inspecionada [para o caso de alguma peça do Jumbo ter se soltado durante o impacto].

De acordo com o Aviation Herald, uma inspeção de pista confirmou as suspeitas e encontrou detritos no local. A biruta, que indica a direção do vento (Wind Direction Indicator – WDI) foi encontrada danificada.

A pista ficou fechada por cerca de 50 minutos.

O Jumbo da China Airlines se posicionou para outra aproximação e pousou com segurança em outra pista, a 09R, cerca de 25 minutos após a arremetida.

Leia mais:  Nasa lança foguete para jornada de 12 anos até Júpiter

Diz um trecho do relatório final do NTSB sobre a provável causa do incidente:

“Interferência com o sinal do localizador, resultando em uma condição Multipath experimentada durante a condução de uma abordagem ILS CAT III (autoland). Esta condição resultou em uma excursão de pista e subsequente arremetida”.

Multipath é um termo usado para descrever a distorção do sinal irradiado.

publicidade

Internacional

Três pessoas são presas após ao menos 50 mortos serem encontrados em caminhão abandonado nos EUA

Publicado

Além dos cerca de 50 cadáveres, dezesseis pessoas foram encontradas com vida no veículo, sendo quatro crianças. Elas foram levadas a hospitais da região

A polícia dos Estados Unidos prendeu três pessoas supostamente ligadas ao caminhão encontrado com ao menos 50 mortos próximo à cidade de San Antonio, no Texas.

O Departamento Interno de Segurança Interna dos EUA assumiu a investigação do caso. A prisão do trio foi confirmada, mas não se sabe qual a ligação dos suspeitos com as mortes.

O caminhão onde estavam as vítimas foi abandonado em uma estrada remota pouco antes das 18h locais da última segunda (27).

Conforme o chefe da polícia local, William McManus, um funcionário da cidade ouviu um grito de socorro de dentro do veículo e descobriu a situação. Um funcionário do Corpo de Bombeiros da cidade disse que encontrou “pilhas de corpos” e nenhum sinal de água no local.

“Os pacientes que vimos estavam quentes ao toque, estavam sofrendo de insolação, exaustão. Era um trator-reboque refrigerado, mas não havia unidade de ar condicionado visível naquela plataforma”, afirmou o chefe dos bombeiros de San Antonio, Charles Hood, em entrevista coletiva.

Leia mais:  Comunismo: China limita videogames a 3 horas por semana para menores

A hipótese inicial é que as vítimas sejam imigrantes, que entraram no país de forma ilegal. A tragédia levantou mais uma vez o debate sobre as políticas migratórias dos Estados Unidos.

Além dos cerca de 50 cadáveres, dezesseis pessoas foram encontradas com vida no veículo, sendo quatro crianças. Elas foram levadas a hospitais da região.

Governador culpa Biden

Governador do Texas, o republicano Greg Abbott repercutiu na última segunda o episódio e responsabilizou o presidente norte-americano, Joe Biden, pelo ocorrido.

“Essas mortes são culpa de Biden. São resultado de sua política mortal de fronteiras abertas. Elas evidenciam as consequências mortais de sua recusa em fazer cumprir a lei”, afirmou em postagem no Twitter.

Continue lendo

Internacional

Hotel voador para 5 mil hóspedes pode ficar anos sem pousar

Publicado

Um projeto ousado apresentou o Sky Cruise, “um hotel futurista acima das nuvens”, capaz de comportar 5 mil hóspedes sem ter que pousar por vários anos.

Trata-se de um misto de megaembarcação de cruzeiro e estação espacial. O enorme veículo “nunca ficaria sem combustível”, permanecendo no ar por anos a fio, conforme explicam os criadores.

Pilotado por inteligência artificial (IA), o gigantesco hotel voador teria sua própria torre de observação (também enorme) em forma de disco. Nela, os passageiros poderiam ver as paisagens ao redor, nas alturas, “acima das nuvens”, como explica um vídeo publicado pelo cientista Hashem Al-Ghaili, um dos autores do projeto, no YouTube.

O vídeo acrescenta que o Sky Cruise teria 20 motores elétricos, responsáveis pela propulsão da estrutura, alimentados apenas por um “pequeno reator nuclear” trabalhando sob reação de fusão altamente controlada. Qualquer turbulência ou outro tipo de problema durante os voos seriam previstos e analisados pela IA do veículo futurista. Assista:

“Graças à energia nuclear, o hotel nunca fica sem combustível e pode permanecer suspenso no ar por vários anos sem nunca tocar o solo”, afirmam os criadores do veículo revolucionário.

Leia mais:  Comunismo: China limita videogames a 3 horas por semana para menores

Os hóspedes voariam para o hotel nas alturas em jatos comerciais ou particulares e deixariam o local da mesma forma – e todos os reparos do veículo seriam feitos no ar.

Sky Cruise

Hóspedes desembarcaria no Sky Cruise via jatos comerciais

Perguntado pelo “Daily Star” sobre quantos pilotos seriam necessários para voar no Sky Cruise, chamado também de “o epítome do luxo”, Hashem respondeu:

“Toda essa tecnologia e você ainda quer pilotos? Acredito que será totalmente autônomo.”

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana