conecte-se conosco


Camisa 10

Internacional e Flamengo ponto a ponto: veja as contas para o título

Publicado

Campeonato Brasileiro chega à penúltima rodada com líder e vice-líder separados por apenas um ponto na tabela de classificação

A duas rodadas do fim e alguns jogos adiados que serão disputados nesta semana, Inter e Flamengo disputam o título do Brasileirão ponto a ponto. Enquanto isso, Botafogo e Coritiba já estão rebaixados. A reportagem montou uma galeria atualizada com as chances de cada clube – conforme a tabela no momento – de título, vaga para a Libertadores (G6) e rebaixamento. Os dados são do Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

1º colocado – Internacional (69 pontos/36 jogos): 69.3% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

1º colocado – Internacional (69 pontos/36 jogos): 69.3% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

2º colocado – Flamengo (68 pontos/36 jogos): 30.5 % de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

2º colocado – Flamengo (68 pontos/36 jogos): 30.5 % de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

3º colocado – Atlético-MG (62 pontos/36 jogos): 0% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

3º colocado – Atlético-MG (62 pontos/36 jogos): 0% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

4º colocado – São Paulo (62 pontos/35 jogos): 0.24% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

4º colocado – São Paulo (62 pontos/35 jogos): 0.24% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

5º colocado – Fluminense (57 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

5º colocado – Fluminense (57 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

6º colocado – Palmeiras (56 pontos/34 jogos): 0.00% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

6º colocado – Palmeiras (56 pontos/34 jogos): 0.00% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

7º colocado – Grêmio (56 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

7º colocado – Grêmio (56 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 100% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

8º colocado – Athletico-PR (50 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 22.7% de chances de Libertadores (G6); 0.0% de chances de rebaixamento.

8º colocado – Athletico-PR (50 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 22.7% de chances de Libertadores (G6); 0.0% de chances de rebaixamento.

9º colocado – Santos (50 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 40.9% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

9º colocado – Santos (50 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 40.9% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

10º colocado – Corinthians (49 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 23.6% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

10º colocado – Corinthians (49 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 23.6% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

11º colocado – Bragantino (48 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 12% de chances de Libertadores (G6); 0.00% e chances de rebaixamento.

11º colocado – Bragantino (48 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 12% de chances de Libertadores (G6); 0.00% e chances de rebaixamento.

12º colocado – Ceará (46 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 2.9% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

12º colocado – Ceará (46 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 2.9% de chances de Libertadores (G6); 0% de chances de rebaixamento.

13º colocado – Atlético-GO (46 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.006% de chances de Libertadores (G6); 0.0% de chances de rebaixamento.

13º colocado – Atlético-GO (46 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.006% de chances de Libertadores (G6); 0.0% de chances de rebaixamento.

14º colocado – Sport (41 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 0.27% de chances de rebaixamento.

14º colocado – Sport (41 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 0.27% de chances de rebaixamento.

15º colocado – Fortaleza (41 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 3.5% de chances de rebaixamento.

15º colocado – Fortaleza (41 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 3.5% de chances de rebaixamento.

16º colocado – Bahia (38 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 38.6% de chances de rebaixamento.

16º colocado – Bahia (38 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 38.6% de chances de rebaixamento.

17º colocado – Vasco da Gama (37 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 77.5% de chances de rebaixamento.

17º colocado – Vasco da Gama (37 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 77.5% de chances de rebaixamento.

18º colocado – Goiás (36 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 80.2% de chances de rebaixamento.

18º colocado – Goiás (36 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 80.2% de chances de rebaixamento.

19º colocado – Coritiba (28 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 100% de chances de rebaixamento.

19º colocado – Coritiba (28 pontos/35 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 100% de chances de rebaixamento.

20º colocado – Botafogo (24 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 100% de chances de rebaixamento.

20º colocado – Botafogo (24 pontos/36 jogos): 0.0% de chances de ser campeão; 0.0% de chances de Libertadores (G6); 100% de chances de rebaixamento.

 

Leia mais:  Neymar lamenta ausência em jogo decisivo do PSG contra o Barça

publicidade

Camisa 10

Ministério Público recomenda que CBF suspenda o futebol no Brasil

Publicado

Presidente da Comissão Nacional de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios, do MP, quer a suspensão de todas as competições nacionais como medida para conter o avanço da Covid-19

O Ministério Público vai recomendar à CBF a suspensão de todas as partidas de futebol no Brasil. A carta deverá ser assinada em conjunto pelos presidentes das comissões estaduais que tratam da segurança nos estádio.

– A Comissão Nacional decidiu emitir uma nota técnica recomendando à CBF a suspensão de toda e qualquer competição por ela organizada, em face da situação que hoje o Brasil atravessa, com o crescente número de pessoas falecidas e contaminadas. (Valberto Lira)

– Todos os colegas que integram a comissão entendem que se não houver o acatamento dessa recomendação, serão ajuizadas ações em todos os estados. Vivemos uma situação que preocupa a todos e esses deslocamentos de equipes de um estado para outro trará mais possibilidade de contágio – explicou o presidente da Comissão Nacional de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios do Ministério Público.

Mais cedo, Valberto Lira já havia se posicionado contra a realização de partidas de futebol na Paraíba. Em ofício que será enviado à CBF, ele recomendou que a partida entre Treze x Altos, pela Copa do Nordeste, marcada para sábado, seja cancelada. O mesmo vale o jogo Campinense x Bahia, na próxima terça-feira, pela Copa do Brasil.

– Futebol não é atividade essencial. As atividades essenciais estão elencadas no decreto do governo do estado. Nós estamos dizendo à CBF que não poderão acontecer esses jogos. Estamos recomendando também à Polícia Militar para impedir esses jogos no estado da Paraíba – disse Valberto, que também é presidente da Comissão de Combate e Prevenção à Violência nos Estádios da Paraíba.

Valberto Lira, presidente da Comissão Nacional de Prevenção e Combate à violência nos estádios, pede a suspensão do futebol no país — Foto: Lucas Barros / GloboEsporte.com

Valberto Lira, presidente da Comissão Nacional de Prevenção e Combate à violência nos estádios, pede a suspensão do futebol no país

Leia mais:  Retomar jogos seria irresponsável, dizem dirigentes de Bahia e Botafogo
Continue lendo

Camisa 10

Corinthians tem 19 casos positivos de Covid-19; oito são jogadores

Publicado

O Corinthians confirmou na tarde desta terça-feira que teve diagnosticados 19 casos positivos de Covid-19. São jogadores, integrantes da comissão técnica e da diretoria que foram afastados e iniciaram isolamento social em suas casas.

Nesta quarta-feira, às 19h, na Neo Química Arena, o Corinthians recebe o rival Palmeiras, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. A diretoria não irá pedir o adiamento do confronto.

Os infectados são:

  • Goleiros: Cássio e Guilherme
  • Laterais: Fábio Santos e Fagner
  • Zagueiro: Raul Gustavo
  • Meias: Gabriel e Ramiro
  • Atacante: Cauê
  • 11 colaboradores (sem funções detalhadas ou nomes revelados)

Os exames foram realizados na segunda-feira e os resultados foram conhecidos nesta terça. O clube pediu que o laboratório responsável refizesse os exames nos infectados, e os positivos foram mantidos. Cássio foi infectado pela segunda vez.

O Corinthians tem, atualmente, 18 atletas inscritos na “lista A” e mais 11 na “lista B”. O clube tem a possibilidade de registrar um número ilimitado de jovens jogadores na “lista B”, mas o regulamento permite que o time vá a campo com apenas sete atletas desta categoria de maneira concomitante.

Em janeiro, um erro do laboratório Alra Diagnósticos apontou dez falsos positivos no elenco do Corinthians, tirando vários atletas do jogo contra o Bahia, pelo Brasileirão, em Salvador. Na contraprova, todos os casos foram negativos.

Em nota oficial ao clube na época, o laboratório afirmou que “a avaliação das amostras do dia anterior demonstrou tratar-se de resultados falso positivos, que podem ser relacionados a variação de carga viral nas amostras ou inerentes ao processo de exames de biologia molecular”.

Leia mais:  Cristiano aceita corte salarial e doa respiradores a hospital na Madeira
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana