conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Isolamento social pode causar problemas ginecológicos

Publicado

Ginecologista alerta sobre os problemas que podem aparecer nesse período e o que fazer para evitá-los

Problemas como ciclo menstrual desregulado, sintomas emocionais da TPM, inchaço, candidíase e crises de herpes são alguns dos problemas que podem surgir devido à mudança de hábitos causada pelo isolamento social.

O ginecologista José Bento de Souza, do Hospital Israelita Albert Einstein, afirma que o ciclo menstrual pode se desregular. Segundo eles, o estresse, além de outros fatores, como mudanças na pílula anticoncepcional, alterações hormonais e exercício físico em excesso podem provocar o problema. O estresse pode estimular a produção de hormônios como adrenalina e cortisol, que interferem no funcionamento desse processo, conforme explica o ginecologista.

Ele ressalta que, se um ciclo menstrual sempre se manteve regular e ficou desregulado durante a quarentena, o estresse é a causa mais provável. Muitas vezes, no entanto, um ciclo menstrual desregulado pode indicar disfunção hormonal. Por isso, é importante consultar um ginecologista para obter um diagnóstico preciso.

Durante o isolamento social, podem ocorrer também sintomas emocionais da TPM, como desânimo e ansiedade, nos dias que antecedem a menstruação. Isso acontece devido a uma desregulação hormonal causada pela mudança de hábitos neste período, de acordo com o ginecologista. Outra explicação estaria associada à baixa produção de ocitocina, hormônio ligado ao prazer que é estimulado também pelo contato físico.

Segundo o
especialista, adotar dois hábitos pode contribuir com a melhora desses sintomas: praticar exercícios físicos, que estimulam produção de endorfina, hormônio que
provoca sensação de recompensa e bem-estar, e meditar, que induz um estado profundo de relaxamento, reduzindo, assim, o estresse e a ansiedade

Segundo o especialista, adotar dois hábitos pode contribuir com a melhora desses sintomas: praticar exercícios físicos, que estimulam produção de endorfina, hormônio que provoca sensação de recompensa e bem-estar, e meditar, que induz um estado profundo de relaxamento, reduzindo, assim, o estresse e a ansiedade.

Outro sintoma que pode surgir no período pré-menstrual devido à desregulação hormonal é o inchaço, destaca José Bento. Isso acontece porque a progesterona ativa a produção de outro hormônio, a aldosterona, que influencia o sistema renal e provoca a retenção de líquidos.

Para combater esse problema, o especialista recomenda diminuir a ingestão de sal, pois o ingrediente faz com que o corpo retenha líquidos. As mulheres também podem aproveitar esse período de isolamento social para pôr as pernas para cima e caminhar pela casa. Isso facilita o retorno venoso, ou seja, o sangue retorna mais facilmente de outras partes do corpo até o coração, reduzindo, assim, o inchaço.

A candidíase é uma infecção vaginal causada pelo fungo Candida albicans e acomete 75% das mulheres ao longo da vida, segundo a Febrasgo (Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia). Esse fungo está presente no próprio organismo, mas, em caso de queda na resistência, pode causar o problema. O principal sintoma é a coceira, que pode vir acompanhada de corrimento esbranquiçado. Entre os motivos que tornam o canal vaginal propício à candidíase, segundo José Bento, está o consumo excessivo de doces e carboidratos, pois o fungo se alimenta de açúcar.

Uma das formas com as quais algumas pessoas lidam com a ansiedade é comendo alimentos que lhes dão prazer. O especialista alerta, no entanto, sobre a importância de aumentar a ingestão de verduras, legumes e hortaliças e incorporar à dieta bebidas probióticas, como kombucha e kefir, que melhoram a flora intestinal, prevenindo, assim, a candidíase.

Uma das formas com as quais algumas pessoas lidam com a ansiedade é comendo alimentos que lhes
dão prazer. O especialista alerta, no entanto, sobre a importância de aumentar
a ingestão de verduras, legumes e hortaliças e incorporar à dieta bebidas probióticas,
como kombucha e kefir, que melhoram a flora intestinal, prevenindo, assim,
a candidíase

O herpes labial ou genital também pode aparecer durante o período de quarentena. É comum que crises de herpes sejam desencadeadas em momentos de estresse, segundo o médico. Quando se está estressado, o nível do cortisol, o hormônio controlador do estresse, aumenta e o sistema imunológico cai.

José Bento destaca que a forma mais eficaz de prevenir crises de herpes é cuidando da saúde de forma geral. Isso inclui ter uma dieta balanceada, se hidratar, dormir bem, praticar exercícios físicos regularmente e, principalmente, cuidar da saúde mental.

Leia mais:  Fisioterapeuta ensina como fortalecer o sistema respiratório
publicidade

Medicina e Saúde

Desidratação é mais grave na terceira idade; saiba os riscos

Publicado

Percepção da sede é diminuída entre idosos; hidratação pode evitar infecções do trato urinário e diminuir chance de câncer 

Podemos sobreviver por vários dias sem comer, mas não sem beber, pois a água é essencial para muitos processos fisiológicos. Por isso, beber bastante água é essencial para qualquer pessoa, mas principalmente para os idosos, já que para eles as consequências da desidratação são mais graves.

Para que o corpo seja saudável é preciso mantê-lo bem hidratado. A água é essencial para a digestão, absorção e metabolismo dos nutrientes, bem como para a manutenção do sistema circulatório, transporte de nutrientes, eliminação de substâncias residuais e regulação da temperatura corporal.

Nesse sentido, a Sociedade Espanhola de Endocrinologia e Nutrição (SEEN) lembra que beber líquidos e se hidratar melhora a função digestiva e previne a constipação; diminui o risco de infecções do trato urinário e cálculos, além de poder ajudar a diminuir o risco de câncer colorretal e de bexiga.

A água em nosso corpo depende da idade. Com o passar dos anos, a quantidade de gordura no corpo aumenta e a porcentagem de massa muscular diminui e, paralelamente, a proporção de água

A água em nosso corpo depende da idade. Com o passar dos anos, a quantidade de gordura no corpo aumenta e a porcentagem de massa muscular diminui e, paralelamente, a proporção de água.

Os especialistas da Sociedade Espanhola de Geriatria e Gerontologia enfatizam que os idosos devem ser estimulados a beber água, mesmo que não tenham vontade, pois a percepção da sede é diminuída para eles. A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos indica que a ingestão adequada de água para adultos, incluindo idosos, seria de cerca de 2 litros por dia para mulheres e 2,5 litros para homens

Os especialistas da Sociedade Espanhola de Geriatria e Gerontologia enfatizam que os idosos devem ser estimulados a beber água, mesmo que não tenham vontade, pois a percepção da sede é diminuída para eles. A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos indica que a ingestão adequada de água para adultos, incluindo idosos, seria de cerca de 2 litros por dia para mulheres e 2,5 litros para homens.

 

Leia mais:  Laboratório Regional Norte de Saúde Pública recebe equipamento para exames rápidos de HIV e hepatite C

Continue lendo

Medicina e Saúde

Limonada com alho e açafrão: Aumenta a imunidade e previne doenças Share

Publicado

Diariamente estamos expostos a todo e qualquer tipo de doença.

Porém, quando o nosso organismo não está fortalecido, ficamos ainda mais vulneráveis.

Por isso, é essencial dar um “up” ao nosso sistema imunológico, afinal, ele é a linha de defesa do nosso corpo contra vírus, bactérias, fungos e outras ameaças.

Para evitar esse quadro, alguns alimentos naturais auxiliam as defesas do corpo.

Temos como exemplo o alho, o açafrão e o limão, que, quando combinados, formam uma limonada que aumenta a nossa imunidade.

Benefícios do alho

O alho contém propriedades antivirais, bactericidas, antibióticas, antissépticas, vitaminas A, B, C e E.

Por isso, fortalece o sistema imunológico e eleva os sistemas de defesa do corpo, auxiliando no combate e prevenção de gripes e resfriados.

Segundo estudo da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, o alho tem componentes que fazem dele um excelente antibiótico e antiviral.

O alho também é rico em ferro, enxofre, selênio, iodo e zinco, minerais que ajudam o nosso organismo a se manter livre de agentes infecciosos.

Além disso, ajuda a bloquear a atividade das enzimas proteases de cisteína e desidrogenases de álcool.

Estas duas enzimas estão envolvidas no metabolismo de parasitas amebianos, vírus, fungos e bactérias.

Benefícios do açafrão

O açafrão tem ação antioxidante, anti-inflamatória, antiviral, bactericida e antifúngica.

Além disso, contém vitaminas C, E e K, além de minerais como cálcio, cobre, ferro, sódio, potássio, magnésio e zinco.

Todos esses nutrientes, aliados às atividades antioxidantes, ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

Com isso, o organismo aumenta as suas defesas contra vírus, bactérias e infecções.

Benefícios do limão

O limão é rico em vitamina C, nutriente que atua diretamente nas células de defesa, protegendo-as dos danos causados pelos radicais livres.

Desse modo, aumenta a produção de glóbulos brancos, que são responsáveis por combater microrganismos.

Além do mais, possui minerais como ferro, cálcio, fósforo, potássio e magnésio, que contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico.

Limonada com alho e açafrão

Essa limonada ajuda a aumentar a imunidade, diminui as chances de ficarmos doentes e acelera a recuperação.

Ingredientes:

  • 3 dentes de alho
  • 1 colher (chá) de açafrão/cúrcuma em pó
  • 2 limões
  • 150 ml de água quente

Modo de preparo e consumo:

Descasque o alho, coloque no liquidificador ou mixer, adicione o suco dos limões, a cúrcuma e bata bem.

Adicione a água quente, misture bem e tome logo após o preparo três vezes ao dia, da seguinte maneira:

Pela manhã, em jejum – 30 minutos antes do café da manhã;

Ao meio-dia, 30 minutos antes do almoço;

À noite, meia hora antes de deitar.

Leia mais:  Anvisa rejeita uso de CoronaVac para crianças e adolescentes
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana