conecte-se conosco


Camisa 10

João de Deus tem o apoio dos jogadores, se Jesus for embora

Publicado

Clube já estuda nomes para substituir Jorge Jesus, caso ele decida voltar para Portugal. Seu auxiliar manteria a mesma filosofia. Mas há concorrência

O Flamengo já pode ter o substituto de Jorge Jesus.

Ele inclusive tem contrato com o clube.

Seu nome, João Carlos Pires de Deus.

Auxiliar de Jesus há dois anos, ele é próximo do técnico há cinco, quando comandava o Sporting B. Não só seguia as ideias, como sugeria estratégia, mudanças táticas a Jorge, comandante do time principal.

Os dois passaram a trabalhar juntos no Al-Hilal, em 2018.

Seguem pela mesma escola.

Ambos são formados preparadores físicos e defendem o futebol intenso, vibrante, de posse de bola, domínio do adversário.

João de Deus tem 43 anos. 

Mas trabalhou como técnico por dez anos, até passar a auxiliar Jesus.

Ele comandou desde a Seleção de Cabo Verde, passando por times pequenos portugueses, como Gil Vicente, Nacional da Ilha da Madeira;  Celta na Espanha; NorthEast, da Índia; Ermis Aradippou, de Chipre.

Os jogadores do Flamengo têm muita proximidade com João de Deus. Desde que chegou, Jorge Jesus deu liberdade ao auxiliar para trabalhar próximo e cobrar dos atletas nos treinamentos.

Há enorme afinidade entre Jesus e João de Deus. A diretoria do Flamengo sabe

Nas substituições, João de Deus costuma orientar os atletas, seguindo as determinações combinadas com Jesus.

O treinador campeão da Libertadores tem plena confiança no seu auxiliar.

E, se confirmada a despedida de Jesus, depois da final de hoje, contra o Fluminense, cresce o lobby pelo auxiliar.

Até mesmo indicado por Jesus, para seguir exatamente o que havia planejado com o atual elenco do Flamengo.

Principalmente os mais experientes.

Mas João de Deus tem concorrente.

Marco Silva. Desde 2011 como treinador principal, já esteve à frente do Estoril, Sporting, Olimpiakos, Hull City, Watford, Everton.

Também tem 43 anos. Tem como marca registrada, a intensidade, vibração e ofensividade dos seus times.

Está desempregado.

Renato Gaúcho sempre foi objeto de desejo na Gávea.

Só que ele tem contrato com o Grêmio até o final do ano.

Todo o projeto do clube gaúcho, para a tentativa de reconquista da Libertadores foi feito por ele.

Sua saída, no meio da temporada, é algo muito difícil.

E Renato já despertou mais empolgação, no passado.

Depois da facilidade com que o Flamengo eliminou o Grêmio na Libertadores de 2019, inclusive com goleada por 5 a 0, a confiança nele foi abalada.

Desde que o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, postou no twitter, que iria ‘dormir tranquilo’, diante do assédio do Benfica a Jorge Jesus, há 13 dias, tudo mudou.

E inclusive ele trabalha para a eventual troca de treinador.

A análise do substituto de Jorge Jesus já acontece há mais de dez dias.

Por enquanto os portugueses João de Deus e Marco Silva estão na frente.

Por enquanto…

Leia mais:  Sesport visita municípios do norte do Estado para debater projetos e parcerias com prefeituras
publicidade

Camisa 10

Nova Venécia bate o Aster Brasil nos pênaltis e conquista a Copa ES 2021 invicto

Publicado

Harrison defende pênalti decisivo após empate no tempo normal e se consagra herói do título do Leão do Norte, que disputará as competições nacionais de 2022

Pode soltar o grito de é campeão torcedor! O Nova Venécia é o grande vencedor da Copa Espírito Santo de 2021. Na tarde deste domingo, o Leão do Norte bateu o Aster Brasil nos pênaltis e conquistou o título inédito no estádio Kléber Andrade, em Cariacica.

As duas equipes empataram no tempo normal por 1 a 1. Os gols só saíram no segundo tempo João Moura, de cabeça, abriu o placar para o Aster Brasil logo no início da etapa final, mas Rafael Castro, também de cabeça, deixou tudo igual para o Leão do Norte aos 28 minutos. 

Nova Venécia é campeão da Copa Espírito Santo - ESHOJE

Nas penalidades máximas, todos os cobradores acertaram e a disputa foi para as alternadas. Na sétima e última do time da Grande Vitória, Harrison defendeu e se consagrou o herói da conquista do Nova Venécia.

Calendário cheio

Com a conquista da Copa Espírito Santo, o Aster Brasil/Nova Venécia garantiu um calendário cheio para a temporada de 2022. Dessa forma, o Leão do Norte disputará a Copa Verde, a Copa do Brasil e o Brasileirão Série D do ano que vem assim como o Real Noroeste (campeão Capixaba de 2021).

Leia mais:  Paulo André Camilo fica em 3º na eliminatória e avança às semifinais dos 100m rasos
Continue lendo

Camisa 10

Direção do Grêmio não sabe o que fazer para evitar o rebaixamento

Publicado

Desespero bateu na porta da direção gremista

Mais uma vez o Grêmio foi derrotado. No entanto, dessa vez pode ter sido a derrota que selará o destino do clube para 2022, o Imortal foi derrotado por 3 a 1 pelo Bahia.

Após a partida, Denis Abrahão concedeu uma entrevista coletiva onde ele disse não saber mais o que fazer para mudar a situação do clube. Talvez essa fala do dirigente tenha sido um desabafo de alguém que está perdido em meio a um grupo de jogadores que não formam um time.

“Fizemos bate papo coletivos, viemos dois dias antes para reforçar a concentração, tivemos conversas individuais, mostramos a importância do jogo de hoje, fizemos um trabalho junto com o marketing. Fizemos de tudo”, contou Denis Abrahão.

Depois disso ele ainda completou sua fala, relatando mais alguns fatos e indagando qualquer um que apresente uma solução para evitar o rebaixamento.

“Impossível ser mais claro do que estou sendo. Fizemos de tudo, reunião com jogadores, departamento de marketing fez um trabalho muito bonito. Criamos cenários, mostramos posicionamento, demos carinho, demos força. O que mais se pode fazer?”, indagou Denis Abrahão.

Talvez a resposta que possamos dar a ele é a ruptura que Felipão propôs antes de ser demitido do Grêmio. O técnico experiente queria implodir lideranças nocivas do tricolor, mas  ele quem foi mandado embora e como podemos ver, não deu nada certo.

O Grêmio seguiu um caminho de abraçar os seus jogadores acima de qualquer um. Por isso, já está em seu quarto técnico na temporada. Afinal, se o time não rende é culpa dos treinadores, mas, parece que na verdade os culpados eram os jogadores desde o princípio.

Leia mais:  Açúcar zero e nada de álcool, Tom Brady busca 7° título na NFL aos 43
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana