conecte-se conosco


Política Nacional

Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Temer por danos morais

Publicado

Na ação, Michel Temer alegou que o empresário, em entrevista, fez afirmações caluniosas, afim de atingir a honra e reputação do ex-presidente

O empresário Joesley Batista terá que pagar uma indenização de R$ 300 mil por danos morais ao ex-presidente Michel Temer. De forma unânime, a Terceira Turma do STJ (Superior Tribunal de Justiça) manteve a decisão do TJDFT (Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios) que fixou a multa a ser paga para o antigo Chefe do Executivo. 

Na ação, Temer alegou que o empresário, em entrevista concedida a uma revista, fez afirmações inverídicas, caluniosas, difamatórias e injuriosas, que atingiam a honra e prejudicaram reputação política do ex-presidente. 

A sentença, no entanto, julgou o pedido de Temer improcedente, por considerar que os fatos narrados na entrevista de Joesley seriam, de modo geral, os mesmos já afirmados em acordo de delação premiada firmada com o MPF (Ministério Público Federal). 

Já o TJDFT reformou a sentença e fixou a multa de R$ 300 mil, ao entender que a entrevista foi concedida com objetivo específico de macular a honra e reputação do ex-presidente. 

Leia mais:  Partido Novo quer Bernardinho disputando a presidência em 2022
publicidade

Política Nacional

‘Fui traído’, diz Bolsonaro sobre vazamento de conversa telefônica

Publicado

Presidente criticou divulgação de áudio no qual cobra abertura de impeachment contra ministros do STF para barrar CPI

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (12), em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, que foi “traído” ao ser gravado pelo senador Jorge Kajuru (Cidadania-GO) em uma conversa telefônica. A ligação foi divulgada pelo próprio parlamentar.

“A gravação é só com autorização judicial. Gravar o presidente e divulgar? Só para controle, falei mais coisas naquela conversa lá. Pode divulgar tudo da minha parte”, disse o presidente.

Na conversa com Kajuru sobre a instalação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) a respeito da condução da do governo federal na pandemia, Bolsonaro pressionou o senador a ingressar com pedidos de impeachment contra ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

A avaliação é que pode haver mudanças nos rumos da CPI diante do pedido de afastamento dos ministros. “Você tem de fazer do limão uma limonada. Tem de peticionar o Supremo para colocar em pauta o impeachment [de ministros] também. […] Sabe o que eu acho que vai acontecer, eles vão recuperar tudo. Não tem CPI, não tem investigação de ninguém do Supremo”, avaliou o presidente.

Bolsonaro ainda defendeu o reestabelecimento do direito de ir e vir no Brasil para reestruturar o Turismo. “O problema aqui é mais sério do que se pode imaginar. Eu estou vendo alguns protótipos de ditadores por aí fazendo barbaridades nos seus Estados”, esbravejou.

Leia mais:  Gleisi pede ao STF absolvição no inquérito do Quadrilhão do PT
Continue lendo

Política Nacional

Magno Malta recebe convite de Roberto Jefferson para disputar o governo da Bahia

Publicado

O ex-deputado Federal Roberto Jefferson convidou o ex-senador Magno Malta para ser candidato pelo PTB da Bahia ao Governo, nas eleições de 2022. Jefferson que é o presidente Nacional do Partido Trabalhista Brasileiro, vê no ex-senador um nome forte para está disputa.

Malta, com título no ES, tem o desejo de voltar ao senado Federal e tem por objetivo colocar seu nome novamente como opção aos eleitores capixabas.

Magno é um nome forte na política nacional, foi senador de 2003 a 2019, muito respeitado, ficou ainda mais conhecido pelo seu trabalho a frente da CPI de combate à Pedofilia no senado. Foi um dos braços direito de Jair Bolsonaro na corrida presidencial em 2018, acreditava ser convidado para ocupar um dos ministérios do presidente, o que não ocorreu.

Leia mais:  Senado aprova PEC do auxílio emergencial em segunda votação
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana