conecte-se conosco


Mundo Cristão

Jovem deficiente evangeliza na Internet e inspira multidões

Publicado

Grace Kyakuwa não só superou suas deficiências físicas por meio da palavra de Deus, mas também ajudou muitos a quebrar suas barreiras mentais

Deficiente física, a jovem cristã Grace Kyakuwa foi escolhida como exemplo de superação, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Aspirante a jornalista, há vários anos ela usa suas plataformas de mídia social como campo missionário para alcançar multidões com o Evangelho.

O mundo via Grace como deficiente, mas ela se via sem limites. A jovem não só superou suas deficiências físicas por meio da palavra de Deus, mas também ajudou muitos a quebrar suas barreiras mentais.

“Deus espera que sejamos luz na escuridão, esperança em um mundo sem esperança, paz nas tempestades e alegria no meio da tristeza”, escreveu ela em seu perfil no Facebook. “Eu acredito em ser uma bênção para outras pessoas.”

Grace percebeu que ouvir a opinião dos outros é uma das principais causas da baixa autoestima e de dúvidas. Ela diz que se recusa a deixar que as pessoas decidam seu valor, não importa o que aconteça em seu caminho. Sua forte crença em Deus a fortaleceu para não desistir e ela começou a se sentir sem limites em vez de se considerar desamparada.

“Não se julgue pela forma como o mundo o trata, porque eles são incapazes de discernir seu verdadeiro valor”, disse ela.

Pare de anunciar suas dúvidas

Grace costuma pregar em suas mídias sociais, trazendo histórias bíblicas e aplicando em questões da vida.

“Milagres acontecem apenas para quem crê. Então acredite. As dúvidas nunca produzem os resultados desejados. Pare de anunciar suas dúvidas. Comece a celebrar suas expectativas de um milagre. Quando os doze espias investiram trinta dias espionando, dez deles escolheram duvidar. Então, Deus deu a eles 40 anos de dor. Um único dia de dúvida pode trazer 365 dias de sofrimento. A experiência mais cara do mundo é a dúvida”, afirmou ela em outro post no Facebook.

“Você e eu podemos não ter absolutamente nenhum controle sobre o que acontece conosco, mas podemos controlar como respondemos. Se escolhermos a atitude certa, podemos superar quaisquer desafios que enfrentamos – o otimismo é fortalecedor, dá a você controle sobre suas emoções. O pessimismo enfraquece sua vontade e permite que seu humor o controle”, disse ela.

Esperança e fé

Grace mostrou a realidade ao mundo que a deficiência física não pode impedir ninguém de ser ilimitado. Tudo que precisamos é ter esperança e fé para quebrar nossas barreiras mentais e ser ilimitados.

Somos muito mais do que nossa aparência, simplesmente temos que ser gratos pelo que temos. Com fé e esperança, podemos transformar nossas paredes em portas para a felicidade e a oportunidade.

“Você nunca vai sair de onde está até decidir onde prefere estar. O dia em que você tomar uma decisão sobre sua vida é o dia em que seu mundo mudará. Mova-se decisivamente em direção às metas que você estabeleceu. A intolerância ao seu presente cria seu futuro. O hoje é sua semente para o amanhã. Seu futuro é decidido por quem você escolheu acreditar”, escreveu ela.

“Jeremias 32:27 diz ‘Eis que eu sou o Senhor, o Deus de toda a carne; acaso haveria alguma coisa demasiado difícil para mim? Diz que o Senhor’”, escreveu. “Deus tem um propósito para a tua dor, um motivo para a tua luta e um presente para a tua fidelidade. Confie em Deus e nunca desista”.

Leia mais:  Nego do Borel é batizado nas águas em igreja
publicidade

Mundo Cristão

Cego chora e louva a Deus após ter visão recuperada

Publicado

Idoso se emociona e agradece a Deus pela vida do médico que foi instrumento para recuperar a sua visão.

Depois de quase 20 anos sem enxergar por causa da catarata, um senhor das Filipinas, de 65 anos, cego, se emocionou depois de recuperar a sua visão em uma cirurgia de apenas sete minutos.

A operação ocorreu em 12 de março, no International Eye Center, uma clínica que fica na província de Pampanga, após a cirurgia o paciente voltou a enxergar e agradeceu a Deus por poder ver novamente.

Para que a operação fosse possível, o senhor, teve que contar com apoio de doações e também com uma instituição de caridade.

Noel Lacsamana, o médico que o operou disse que: “Foi um momento muito especial. O paciente conseguiu enxergar novamente depois de todos aqueles anos”, e parabenizou o homem que ficou 19 anos sem poder enxergar.

Um agradecimento especial ao Senhor

O paciente apertou fortemente a mão do Dr. Noel, o abraçou, agradeceu a ele e depois olhou para o seu e disse: “Meu Senhor, obrigado por abrir meus olhos”.

Para o homem que estava cego, ver era uma coisa muito distante, mas ele acredita que Deus usou a vida do médico para que ele pudesse voltar a enxergar novamente.

Sua esposa contou que eles ouviram falar do médico por meio de um programa de rádio, e foi através disso que a esperança acendeu em seu coração.

O médico que está a 16 anos na profissão, disse que abriu a sua própria clínica depois de trabalhar em grandes hospitais e que 60% dos seus pacientes são casos de caridade que ele faz para retribuir a bolsa integral que ganhou para estudar medicina.

 

Leia mais:  Cego chora e louva a Deus após ter visão recuperada

Continue lendo

Mundo Cristão

STF derruba lei que obriga Bíblia em bibliotecas e escolas estaduais, no Amazonas

Publicado

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) votou para derrubar uma lei que obriga escolas e bibliotecas públicas estaduais a manterem ao menos um exemplar do principal livro do Cristianismo nesses espaços.

Na avaliação deles, a norma viola a laicidade do Estado e a liberdade religiosa garantida na Constituição. A decisão não impede a aquisição da Bíblia ou livros sagrados de outras religiões, mas derruba a imposição de adquirir apenas um deles.

“Nas normas impugnadas, ao determinar-se a existência de exemplar da Bíblia nas escolas e bibliotecas públicas, institui-se comportamento, em espaço público estatal, de divulgação, estímulo e promoção de conjunto de crenças e dogmas nela presentes. Prejudicam-se outras, configurando-se ofensa ao princípio da laicidade estatal, da liberdade religiosa e da isonomia entre os cidadãos”, diz trecho do voto da relatora, a ministra Cármen Lúcia.

Segundo ela, a lei do Amazonas confere “tratamento desigual” uma vez que “assegura apenas aos adeptos de crenças inspiradas na Bíblia acesso facilitado em instituições públicas”. A ministra avaliou que a norma “desprestigia outros livros sagrados quanto a estudantes que professam outras crenças religiosas e também aos que não têm crença religiosa alguma”.

Até agora, já votaram da mesma forma os ministros Alexandre de Moraes, Marco Aurélio Mello, Edson Fachin, Rosa Weber, Ricardo Lewandowski e Dias Toffoli. Faltam os votos de mais quatro ministros: Nunes Marques, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, e do presidente da Corte, Luiz Fux. Eles têm até segunda-feira para fazer isso. O julgamento é no plenário virtual, em que eles não se reúnem, apenas colocando seus votos no sistema eletrônico da Corte.

A ação foi proposta em 2015 pelo então procurador-geral da República Rodrigo Janot. Cármen apontou que, em julgamento passado, o STF manteve decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro suspendendo uma lei local semelhante. A relatora não citou, mas, em 2019, o STF também manteve uma decisão do Tribunal de Justiça do Amazonas que derrubou uma lei municipal de Manaus que obrigava espaços públicos a manter exemplares da Bíblia.

Leia mais:  Bíblia, Alcorão e Torá são satirizados em papéis higiênicos, na França
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana