conecte-se conosco


Internacional

Loja no Canadá paga R$ 160 por hora para experimentar doces

Publicado

Candidatos selecionados poderão trabalhar remotamente em tempo integral ou parcial para avaliar 3  mil itens

A empresa canadense The Candy Funhouse, uma loja de doces online, anunciou que está disposta a pagar U$ 30, aproximadamente R$ 162, por hora a pessoas que possam trabalhar em tempo integral (40 horas por semana) ou parcial (15 horas por semana) para a experimentar e avaliar honestamente seus doces e chocolates. 

Para se candidatar, segundo a empresa, basta ter “entusiasmo e vontade de experimentar produtos de confeitaria” – que ao todo, somam 3  mil.

“Procuramos opiniões honestas e objetivas sobre os produtos que serão testados”, afirmou a The Candy Funhouse.

A pessoa selecionada para o cargo ajudará a selecionar dez criações de doces novas e originais, estreitando suas seleções entre centenas de opções possíveis.

Nenhuma experiência é necessária e todas as inscrições devem ser feitas até 15 de fevereiro – um dia após o Dia dos Namorados nos Estados Unidos.

Leia mais:  Covid-19: Enfermeiras sofrem com esgotamento mental e violência
publicidade

Internacional

Cinzas do vulcão Sinabung chegam a 5.000 metros de altura na Indonésia

Publicado

Autoridades indonésias elevaram o nível de alerta para três de uma escala que vai até quatro e limitaram acesso a até 5 km de distância do local

O vulcão Sinabung, na Indonésia, entrou em erupção nesta terça-feira (2) e chegou a expelir fumaça a 5.000 metros de altura nos céus da localidade de Karo, no norte da ilha de Sumatra.

Uma fazendeira da região trabalha normalmente enquanto as cinzas do vulcão do Monte Sinabung, na Indonésia, dominam os céus de Karo, ao norte da ilha de Sumatra neste terça-feira (2)

Uma fazendeira da região trabalha normalmente enquanto as cinzas do vulcão do Monte Sinabung, na Indonésia, dominam os céus de Karo, ao norte da ilha de Sumatra neste terça-feira (2).

Nesta outra imagem, donos das terras da região tentaram seguir a vida normalmente

Nesta outra imagem, donos das terras da região tentaram seguir a vida normalmente.

A Agência Geológica da Indonésia liberou imagens da erupção do vulcão Sinabung 

As autoridades indonésias elevaram o nível de alerta para o vulcão, que já está no terceiro de uma escala de quatro.

As autoridades indonésias elevaram o nível de alerta para o vulcão, que já está no terceiro de uma escala de quatro

Os cientistas registraram mais de 13 projeções que alcançaram 5.000 metros de altura sobre a ilha de Sumatra.

Leia mais:  Bases que abrigam tropas dos EUA são atacadas no Iraque
Continue lendo

Internacional

Jovem finge o próprio sequestro para não ter que trabalhar

Publicado

O rapaz acabou descoberto por detalhes na cena do crime e por não ter criado uma história consistente

Um rapaz de 19 anos forjou o próprio sequestro para não ter que ir trabalhar. Brandon Soules era funcionário de uma fábrica em Coolidge, nos Estados Unidos. 

No dia 10 de fevereiro ele colocou um lenço na boca, amarrou as mãos com o próprio cinto e deitou perto de uma rua movimentada. Quando o encontraram e chamaram a polícia, ele afirmou que havia sido sequestrado por dois homens mascarados.

“Ele nos informou que foi atingido na cabeça e colocado em um carro na frente de sua casa, por volta das 7 horas, mas quando localizamos imagens de uma câmera de vigilância na frente de sua casa, não vimos isso acontecer”, afirmou Mark Tercero, investigador de polícia local, em entrevista à NBC News.

Quando questionado do motivo do sequestro, o jovem disse que o pai dele “escondera dinheiro em alguma parte da cidade”, o que não foi confirmado por policiais.

O plano chegou a funcionar por alguns dias, mas uma análise feita em uma foto obtida pela polícia também revelou a farsa, como o cinto frouxo na mão dele. Chamado para depor novamente no dia 17, Brandon afirmou que inventou a história.

Logo depois, a polícia divulgou um comunicado sobre a resolução do caso para evitar pânico com a possibilidade de sequestradores estarem soltos na região. Não foi divulgada uma possível punição para Brandon, mas o jovem acabou perdendo o emprego.

Leia mais:  OMS não classifica coronavírus como pandemia, mas é emergência
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana