conecte-se conosco


Moda e Beleza

Mapa das espinhas: saiba o que significa a acne em cada área do rosto

Publicado

Muito comum nos jovens, as espinhas aterrorizam (e muito) a adolescência de milhares de pessoas ao redor do mundo. Apesar de, na maioria das vezes, o problema persistir apenas durante a puberdade, em certos casos a acne pode continuar se manifestando ao longo da vida adulta. Mas calma! Normalmente, fruto de um processo inflamatório das glândulas produtoras de sebo e dos folículos pilosos, um anexo da pele responsável pela produção e crescimento do pelo, a acne pode ser tratada com o devido acompanhamento médico.

Segundo Mayla Carbone, dermatologista do Hospital San Gennaro, a acne é multifatorial, possui um pouco de origem tanto hereditária e genética, como também ela é muito decorrente de alterações hormonais. Daí sua frequência na adolescência, principalmente dos 12 aos 18 anos. “Essa fase que é onde se tem uma maior produção de hormônios androgênios, principalmente a testosterona, e o aumento desses hormônios contribuem para o aumento da oleosidade da pele”, explica.

A oleosidade em excesso obstrui o folículo piloso e acaba, por consequência, aumentando a produção desse sebo. De acordo com a médica, como possuímos bactérias na pele, em especial a Propionibacterium acne, elas acabam penetrando na região dos folículos, causando essa inflamação crônica e, dessa forma, formando a acne como a conhecemos.

Logo, ter apenas uma rotina de skincare pode não gerar resultados efetivos. Lembre-se: essas feridas na pele ocorrem por uma conjuntura de fatores – principalmente hormonais. No entanto, ainda assim a causa principal das espinhas e cravos pode diferir dependendo de onde a acne está localizada.

Dessa forma, confira o chamado mapa da acne e o que as espinhas querem dizer em cada parte do rosto!

Zona T

Quem ama cuidar da pele sabe bem qual é a zona T do rosto, certo? Mas, para quem a desconhece, é a região que consiste na área da testa, nariz e queixo. Segundo Mayla, geralmente, as espinhas aparecem nessa área visto que os hormônios sexuais, produzidos tanto nos ovários da mulher quanto nos testículos do homem, são responsáveis pelo início do funcionamento dessas glândulas sebáceas, que são muito mais ativos principalmente nessa “zona T”.

De acordo com Luzia Costa, fundadora da Sóbrancelhas e especialista em estética, além da área da testa possuir uma maior concentração de glândulas sebáceas, o contato diário com cosméticos, como shampoos e condicionadores, pode influenciar no aparecimento da acne. Já no nariz e queixo, o acumulo de sebo é naturalmente maior, aumentando o processo inflamatório.

Têmporas

As têmporas são acometidas pelos mesmos fatores que geram mais espinhas na testa. Com isso, é preciso repensar na hora de selecionar os produtos que você está passando nas madeixas e prestar atenção no rótulo quando você for comprar certo item de cuidado.

Dessa forma, a dica é checar se o produto tem excesso de ingredientes como silicone e pantenol, visto que ambos podem contribuir para a inflamação da pele.

Bochechas

Por acaso você dorme sem tirar a make do rosto? Se sim, saiba que você está cometendo um grande erro.

Segundo Costa, as espinhas na região das bochechas podem ser agravadas por resquícios de produtos na pele; por isso, é importante sempre remover corretamente a maquiagem.

E os cuidados com a pele?

Para evitar o aumento das manchas e lesões, principalmente agora com o uso intenso da máscara de proteção, você pode começar se alimentando melhor! Segundo Natália Ribeiro, dermatologista, evite frituras e guloseimas, visto que o excesso de oleosidade e açúcar no organismo pode aumentar a proliferação de bactérias, causando mais inflamação e manchas na área afetada. Opte por alimentos naturais, eles são uma boa pedida para uma pele menos acneica.

Outra dica é não cutucar as feridas! De acordo com Ribeiro, além de formar cicatrizes pelo rosto, isso acaba forçando o pus a sair, machucando a pele e deixando a área aberta para entrada de novas bactérias. “Para diminuir o inchaço e vermelhidão na região, faça uma compressa de água quente e deixe agir na área afetada até que saia de forma natural ou, aplique gelo na área por cerca de 10 minutos”, explica.

E, por último, lembre-se de beber muita água! Ela é uma grande aliada para renovação e desintoxicação da pele, e garante uma melhora na aparência e sustentação das fibras de colágeno, que precisam do H2O para funcionar adequadamente.

Leia mais:  Itália inspira a nova coleção da linha de calçados de empresária capixaba
publicidade

Moda e Beleza

Comfy: looks confortáveis são a nova tendência!

Publicado

Quando se fala em moda, parece não haver nada melhor do que se sentir confortável com a roupa escolhida e mesmo assim ainda estar estilosa, não é mesmo? Por muito tempo foi difícil associar tendências fashions ao conforto, mas isso acabou! 

Looks comfy

Os novos hábitos adotados durante a pandemia da Covid-19 impactaram e propuseram modificações em todos os setores da sociedade, inclusive na moda. Um novo jeito de pensar e se vestir surgiu em meio ao caos, assim, outros sentidos foram atribuídos às peças e seus verdadeiros propósitos. Será que vale mesmo passar o dia desconfortável em nome da beleza? A resposta é definitivamente não!

Portanto, para atender essa nova demanda, um novo estilo se consolidou como tendência: o comfy. A proposta é unir tudo o que a mulher precisa para se sentir segura, bonita e pronta para seus afazeres no dia a dia, considerando sempre o seu bem-estar e conforto.

Essa busca por conforto se torna ainda maior durante a onda de frio que atinge o Brasil. É justamente no inverno que as pessoas precisam investir em roupas que, além de aquecer, proporcionem uma sensação de aconchego, para que o vestuário não atrapalhe no trabalho e nem nas demais tarefas.

Reprodução / Instagram @pametropia

O que é considerado comfy? 

Nada de pensar em pijama, viu? Estamos falando de sofisticação e modernidade com uma pegada de leveza e liberdade! “A moda comfy tem uma influência urbana, que vem das ruas, mas mira no conforto de estar em casa. O fato das peças terem tons mais neutros, proporciona diversas combinações”, conta a consultora de moda e imagem Maristela Barbosa.

Veja abaixo os principais aspectos dessa nova tendência:

  • modelagens amplas (oversized);
  • conjuntos;
  • tênis e sapatos rasteiros;
  • cores neutras e monocromáticas;
  • tecidos macios e malhas maleáveis;

Divulgação / Loja Damylla

Aposte nas combinações

“Quando se combina o básico com peças elegantes, como um blazer, a tradicional camisa branca ou peças mais esportivas, elas se encaixam ao estilo. Exemplos disso são as camisetas e joggers – calças de moletom tradicionais, com elásticos que, hoje, frequentam todos os lugares!”, indica Maristela. 

Divulgação / Loja Damylla

A dica de ouro é inspirar-se nos looks comfy, priorizando seu conforto, e sempre considerar aquilo que você já tem no guarda-roupa, combinando peças, tendências e estilos. O que vale na moda é se sentir bem consigo mesmo, estar confortável e usar as roupas em prol da autoestima e autoconfiança! 

Leia mais:  Bruma facial: tudo o que você precisa para uma pele limpa e hidratada
Continue lendo

Moda e Beleza

Saias no inverno: saiba usar a peça em dias frios

Publicado

No inverno, é de praxe optarmos por roupas mais robustas, como agasalhos de tricot, calças jeans, ou até mesmo o clássico conjunto de moletom. Porém, como o isolamento social aguçou o desejo de mudar o visual, mesmo com as temperaturas baixas, o ideal é entrar na onda das peças diferenciadas e apostar em produções cada vez mais fora da curva. Dessa forma, que tal investir nas saias durante os dias mais gelados?

Pode ser uma experiência muito diferente para muitas pessoas, porém, nada como uma meia calça e um casaco robusto da sua preferência para ajudar esse look ficar o mais quentinho e fashion possível!

Sendo assim, confira 6 ideias de outfits com as saias para você arrasar no visual!

Reprodução / Instagram @hansiniv

Sabe quando o inverno dá aquela trégua? Então, quando estiver um clima mais ameno, não deixe de apostar nas saias mais curtas, porém, sempre com um casaco em mãos para se proteger do vento gelado! Use e abuse também em botas tratoradas e bolsas baguette para compor um look moderno.

Reprodução / Instagram @alexincolour

Animal print no inverno é a aposta certeira para produções estilosas! Opte por combinar a estampa divertida com cores vivas, como amarelo, vermelho ou um azul mais claro.

Reprodução / Instagram @gabrielagriffith

Como, geralmente, a estação mais fria do ano no Brasil não chega a atingir temperaturas negativas, é possível optar pela saia midi e a clássica camisa branca. O pulo do gato é se jogar em assessórios chunky.

Reprodução / Instagram @georgia_3.0

Quer usar a mini saia a qualquer custo? É mais do que viável optar pelo comprimento mini nos dias de hoje, até porque roupas curtas não saem do corpo das fashionistas. O truque é combinar com agasalhos pesados, botas de cano alto e meias compridas.

Reprodução / Instagram @simply.cie

Outra tendência que está em alta são as roupas de crochê. Além de serem peças super quentinhas, são muito estilosas para compor aquele outfit de roupas oversized.

Reprodução / Instagram @mariakragmann

Para quem ainda não pretende sair da zona de conforto, mas adora um truque básico, nada melhor do que apostar no clássico blazer na hora de compor looks para o inverno. Por seu uma peça statement, ela não será usada apenas no frio, e sim ficará um bom tempo no seu guarda-roupa para combinar tanto com saias longas, até a clássica calça jeans azul.

Leia mais:  Saias no inverno: saiba usar a peça em dias frios
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana