conecte-se conosco


São Mateus

Monumentos históricos de São Mateus não tem lei específica para sua proteção

Publicado

Somente o Sítio Histórico Porto de São Mateus é tombado pelo patrimônio histórico estadual

Por Paulo Borges – Correspondente

No Brasil a história e seus monumentos são relegados ao esquecimento ou ao desleixo de quem deveria preservá-los. Em São Mateus não é diferente e, se existe alguma preservação da sua história deve-se a alguns abnegados interessados e historiadores como Eliezer Nardoto e o escritor Maciel de Aguiar. O poder público municipal esteve com seus olhos vedados para esse passado histórico glorioso e importante no contexto histórico estadual e brasileiro. Apenas o Sítio Histórico Porto de São Mateus e em seu entorno – que corresponde aos imóveis das praças São benedito e da rua Barão dos Aymorés – é tombado pelo patrimônio histórico do Estado, através do Conselho Estadual de Cultura. Em São Mateus existem monumentos seculares como o Museu da Casa da Câmara e a Cadeia Pública; a Igreja Matriz, cuja data de fundação remonta a 1597; o Cemitério, com seus túmulos de personagens importantes da história do município; Igreja de São Benedito e a Igreja Velha.

Além desses documentos seculares e que contam parte da história de São Mateus, que começou com sua fundação em 1544, existem outros monumentos que também fazem parte da construção dessa história como o prédio da antiga Coletoria, outro da sede da companhia férrea, o Colégio Estadual, fundado em 1912, mas que as constantes reformas destruíram sua edificação original, dentre outros monumentos no interior do município. Somados a tudo isso, existem peças e mobiliários que estão em museus onde não existem qualquer prevenção de segurança, incluindo contra incêndio.

Leia mais:  Estado Presente: CRJ São Mateus abre seleção para contratação de sete profissionais

Com todo esse acervo histórico secular e o mais próximo ao nosso tempo contemporâneo, não sensibilizou as autoridades, até porque não existem campanhas educativas e de divulgação junto às escolas e um movimento turístico para atrair visitantes, assim como não existe nenhuma lei de proteção a todo esse acervo. Não existe lei que regulamenta o seu tombamento. Na Câmara de Vereadores a história não chegou, apesar de ter em seus arquivos documentos importantes que nunca fizeram parte de qualquer exposição para conhecimento das crianças, jovens e da população mateense em geral.

A Câmara Municipal de São Mateus também é uma instituição importantíssima nesse contexto histórico. Conta os historiadores que à época da Independência do Brasil, em 1822, ela se reuniu para aprovar ou não sua validade. Mais um dos motivos para que colabore na preservação da história do município.

Os prédios históricos, alguns de propriedade privada, deveriam ser tombados, porém, com recursos públicos para a sua manutenção. Se assim não for o proprietário ficaria impossibilitado de fazer melhorias diante de possíveis despesas para manter aquele patrimônio que tem alguma importância para a história mateense. Na Praça São Benedito, no centro da cidade, duas construções destoam do contexto. Uma construção que parece um caixote e de profundo mau gosto e um terreno em que havia um casarão antigo que foi demolido sem qualquer cerimônia e consulta aos órgãos que tem, de certa forma, uma informação histórica para que pudesse ser feita essa iniciativa de demolição. Não proibitiva, mas que se buscasse uma orientação, acima do interesse meramente comercial. Ao que parece existe um embargo que impedem construir ou continuar a construção naqueles dois locais.

Leia mais:  Equipes do Hemocentro de São Mateus percorrem Região Norte com ‘Projeto Coleta Externa’

Somado a tudo isso tem, nesse contexto, a ausência do Conselho Municipal de Cultura de São Mateus. O Conselho existe, o que não existe é a sua atuação visível e efetiva, com apoio da municipalidade. Muitos conselhos são criados e viram obras de ficção pela sua incapacidade de sensibilizar e mostrar ao governante e a sociedade sua importância. E a sociedade mateense também não deve e não pode viver de costas para a história da sua cidade, para a sua própria

trajetória como nativo de uma terra que teve, no passado uma importância que hoje alguns se esforçam para arquivá-la em um porão da sua ignorância.

publicidade

São Mateus

Filho do radialista e ex-vereador Glesson Borges se envolve em acidente de carro

Publicado

O acidente automobilístico com o jovem Wan Borges, filho do radialista Glesson Borges, aconteceu neste domingo no bairro Seac

O acidente com Wan Borges, que é filho do radialista e ex-vereador Glesson Borges, aconteceu neste domingo (7), na BR-101, na altura do bairro Seac, logo após o Centro de Detenção Provisório.

Wan Borges relatou em uma rede social que apesar dos susto, estava bem, sentido apenas algumas dores no corpo, devido ao impacto.

“Ontem sofri um acidente grave, muita gente mandando mensagem, ligando… Eu estou bem! Não houve fratura, nem perfuração interna, só algumas dores devido ao impacto, agradeço aos meus amigos que prestaram atendimento na hora, minha família, e principalmente a Deus por me livrar desse ocorrido”, disse Wan.

“Quero deixar aqui essa data registrada, para me lembrar o quanto Deus me ama e me protege sempre, por onde eu for. Obrigado Deus!”, completou.

Em contato com a nossa redação o radialista Glesson Borges, reforçou que o seu filho está bem e agradeceu por toda solidariedade e manifestações de apoio recebido.

Leia mais:  Prefeito capricha na festa e deixa os bairros e a população de ressaca

Continue lendo

São Mateus

São Mateus continua recebendo benefícios do Governo do Estado e governador quer fazer mais pelo Espírito Santo

Publicado

O governador Renato Casagrande participou de encontro regional e afirma compromisso com o ES e o Norte capixaba

A região Norte capixaba recebeu mais uma visita do governador Renato Casagrande (PSB), principalmente São Mateus e Jaguaré. Em São Mateus participou do Encontro Regional para a Construção do Plano de Governo 2023-2026, quando teve a oportunidade de falar das realizações do seu governo em todos os 78 municípios e que o voto não deve ser analisado não só pelo que fez, mas o que o governo está fazendo.

São Mateus é um dos 78 municípios que recebeu muitos investimentos do seu governo e programas sociais, demonstrando mais uma vez o compromisso e o cumprimento de descentralizar os investimentos da Grande Vitória, pulverizando pelos outros da composição estadual.

O mateense lembrou de que perdeu a montadora de aviões por pura briga de vaidades do prefeito para Jaguaré, quando o governador do Estado, Renato Casagrande, esteve em Jaguaré, quando Casagrande participou de uma visita à filial da montadora de aviões Sling Aircraft, em Água Limpa. A empresa é coirmã da TAF – The Airplane Factory, de Johannesburgo, África do Sul, e é responsável pelo desenvolvimento e produção de aeronaves monomotores de 2 e 4 lugares no Brasil. Fez também visita às instalações industriais da Oxford Porcelanas, no Polo Industrial localizado no Bairro São Benedito (Rodocon), em São Mateus.

Leia mais:  Vereadores e secretário articulam para trazer escolinha de futebol de Léo Moura para São Mateus

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana