conecte-se conosco


Entretenimento

Morre José Luiz Gobbi, personalidades do ES lamentam a morte do artista 

Publicado

José estava intubado por complicações a partir de uma insuficiência respiratória e morreu na noite de quinta-feira (13), na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí

Após a notícia da morte do ator, produtor e diretor teatral José Luiz Gobbi,  personalidades capixabas usaram as redes sociais para lamentar a perda do artista, que ficou eternizado pelo papel de Marly, na peça “Hello Creuzodette”. 

José estava intubado por complicações a partir de uma insuficiência respiratória e morreu na noite de quinta-feira (13), na Santa Casa de Misericórdia de Guaçuí, no sul do Espírito Santo. O governador do Estado, Renato Casagrande, foi um dos primeiros a comentar a morte do artista, destacando que “a cultura está em luto”. 

O secretário de Cultura do Espírito Santo, Fabrício Noronha, também se pronunciou nas redes sociais. “A nossa cultura e o nosso teatro em luto com a partida do querido José Luiz Gobbi”.

A vereadora de Vitória, Karla Coser, afirmou que o artista foi muito importante para a cultura capixaba, além de um amigo de sua família. “Com o teatro tocou minha vida e minha formação.”

Sobre o artista
Aos 66 anos, o artista, servidor público aposentado pelo Tribunal de Contas do Espírito Santo (TC-ES) se mudou de Vitória e morava, desde 2020, em Patrimônio da Penha, na região do Alto Caparaó, em Divino São Lourenço. 

Gobbi encarnou a personagem Marly pela primeira vez no espetáculo “Hello Creuzodete” em 1992. A personagem é uma mulher que vive sozinha em seu apartamento e que não consegue arranjar um namorado, e passa o tempo falando com a amiga Creuzodete pelo telefone.

Ela foi criada em 1973 pelo jornalista, ator, escritor, poeta e cartunista Milson Henriques (1938-2016). Originalmente, Marly existia apenas nas tiras de quadrinhos, publicadas no extinto jornal impresso “A Gazeta”, até ganhar vida através de Gobbi nos palcos. A personagem é reverenciada como ícone da cultura capixaba.

“Hello Creuzodete” foi sucesso absoluto, com 133 apresentações ininterruptas ao longo de um ano e meio. Outros três espetáculos foram criados. O último deles apresentado em 2007. Gobbi fazia performances com a personagem em eventos privativos. 

Leia mais:  Ex-paquita cai em golpe na internet e perde quase R$ 2 mil
publicidade

Entretenimento

Arthur Picoli confirma que já ganhou R$ 1,5 milhão e será apresentador

Publicado

Ex-BBB capixaba de 27 anos de idade comemora sucesso como influenciador e dá detalhes de sua estreia como apresentador na TV do Flamengo com programa semanal

Com campanhas publicitárias que fez depois de ser eliminado do BBB 21, Arthur Picoli já faturou seu primeiro milhão de reais. Mais que isso, o bonitão confirma que já conquistou valor igual ao prêmio do reality da Globo – de R$ 1,5 milhão. 

Além disso, o capixaba também adianta que foi contratado como apresentador da FLATV, a TV do Flamengo, e em breve estreará na emissora com programa semanal. Na atração, vai mostrar os esportes e projetos que o time apoia. 

Em entrevista ao canal de Laís Moreira, no YouTube, que vai ao ar às 20h desta quarta-feira (22), o bonitão também lembra das polêmicas em que se envolveu durante o Big Brother, vida pessoal e novos objetivos. 

Leia mais:  Por que o príncipe William não usa aliança?
Continue lendo

Entretenimento

Festival Vila Musical abre inscrições para oficinas infantis de canto e percussão

Publicado

As atividades, que serão realizadas nos dias 2 e 3 de outubro, são gratuitas e buscam conectar o público infantil com a cultura musical capixaba

Nesta segunda-feira (20), o Festival Vila Musical abre inscrições gratuitas para oficinas infantis de percussão e canto. Serão apresentados para as crianças instrumentos de batucada e ritmos voltados para a cultura capixaba. As atividades, que acontecem nos dias 02 e 03 de outubro, serão online. São 15 vagas para cada oficina e as inscrições poderão ser feitas no site do Festival Vila Musical até o dia 27 de setembro: https://linktr.ee/festivalvilamusical

As atividades, ministradas pelos professores Eduardo Ojú e Yuri Guijansque, buscam incentivar a representatividade afro-capixaba e a cultura do interior do Estado para o público infantil da cidade de Vitória.

Visualização da imagem

Na primeira oficina, marcada para o dia 02 de outubro, o escritor e compositor Eduardo Ojú apresentará aos pequenos variadas práticas de percussão e suas representatividades. Ao final, as crianças, com o acompanhamento dos pais, vão realizar um grande cortejo musical com um instrumento produzido com material de casa, como baldes, panelas, cabos de vassoura e outros.

Visualização da imagem

Já no segundo dia (3), o músico, compositor e professor de música Yuri Guijansque será o responsável pela aula de canto, onde ele, num momento lúdico com as crianças, irá explorar ritmos e repertórios voltados para a cultura popular e a cultura da infância na perspectiva de cidades do interior.

As atividades vão acontecer via plataforma de videoconferência.

O Festival

As oficinas fazem parte do Festival Vila Musical que acontecerá nos dias 11 e 12 de outubro, em comemoração da semana da criança. O Festival será uma grande vila brincante — em formato virtual — em que tudo vira música. As transmissões serão no Canal do Youtube do festival com apresentações de bandas e grupos de manifestações tradicionais capixabas. Tudo isso guiado por três personagens: Catarina, Juvenal e Bartolomeu! 

O projeto é uma realização da Expurgação, EXP Filmes e Tangerinas e foi aprovado em edital setorial de Música 033/2019 da Secult/ES e recebe recursos do Funcultura.

Acesse o canal do Festival e aguarde novidades: https://linktr.ee/festivalvilamusical 

Serviço:

OFICINA DE CORTEJO PERCUSSÃO AFRO CAPIXABA

DIA: 02/10 

HORÁRIO: 10H às 11H30

VAGAS: 15

Público-Alvo: Crianças até 12 anos

Professor Eduardo Ojú: Escritor e compositor popular, propôs os projetos culturais A Porta do Tapete Voador (2011), Música de Mangueio (2013), Marujada de Cabôco (2011, 2015) e #tambordialético | QUILOMBO (2017). Como ceramista, registrado pelo Programa do Artesanato Brasileiro (2018), participou da Bienal Naifs do Brasil do Sesc Piracicaba (2020) com a obra Igreja Velha. Atualmente reside em São Mateus, ES, e coordena o projeto e pesquisa #tambordialético | o barro pensa, a forma o tempo é quem dá, sobre Educação do Campo e Filosofia Africana no contexto das brincadeiras em devoção à São Benedito das Piabas e Caboclo Bernardo.

OFICINA DE CANTO

DIA: 03/10 

HORÁRIO: 14h às 15h30

VAGAS: 15

Público-Alvo: Crianças até 12 anos

Professor Yuri Guijansque: Yuri é músico, compositor e professor de música licenciado pela Universidade Federal do Espírito Santo. Como professor, Yuri faz trabalha com musicalização infantil em escolas regulares e projetos sociais desde 2015 atuando com ensino de canto, violão, flauta, teoria musical, harmonia entre outros. Como músico e compositor, atua em diversos projetos como o grupo capixaba de música autoral “Pó de Ser Emoriô”, é solista da Orquestra Pop&Jazz do IFES, além de ter seu projeto solo como compositor e intérprete.

 

Leia mais:  Sem Ana Maria Braga, 'Louro José' se casa com nova namorada

Inscrições gratuitas pelo site: https://linktr.ee/festivalvilamusical 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana