conecte-se conosco


Segurança

MPES deflagra Operação Bate-Estaca em Fundão

Publicado

O Ministério Público do Estado do Espírito Santo (MPES), por meio da Promotoria de Justiça de Fundão, com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco-Central), deflagrou na quinta-feira (23/01) a Operação Bate-Estaca. O objetivo é apurar irregularidades graves e fraudes na contratação e execução de serviços/peças destinados à manutenção preventiva e corretiva de máquinas e veículos pertencentes ao município de Fundão, com suposto direcionamento e superfaturamento em favor da empresa envolvida no esquema.

Durante a operação, cinco pessoas foram presas temporariamente: o secretário municipal de Transportes e Serviços Urbanos de Fundão, três servidores municipais e um empresário. A Justiça também acatou o pedido cautelar do MPES e determinou a suspensão do exercício da função pública do secretário e dos três servidores municipais.

Os quatros homens presos foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória de Aracruz (CDPA) e a mulher para o Centro Prisional Feminino de Colatina.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da Prefeitura de Fundão e repartições públicas ligadas à Secretaria Municipal de Transportes e Serviços Urbanos e nas sedes da empresa envolvida na fraude, localizadas nos municípios de Cariacica e Serra. Caberá à Promotoria de Justiça de Fundão analisar os documentos e equipamentos apreendidos, além de ouvir os depoimentos dos presos.

Esquema

As investigações apontam possível esquema fraudulento montado na Secretaria Municipal de Transportes e Serviços Urbanos de Fundão, entre os anos de 2018 e 2019, com envolvimento de servidores públicos e particulares privilegiando indevidamente uma empresa, com aprovação de orçamentos, emissão de notas fiscais e pagamentos por serviços e peças não fornecidos ou fornecidos em desconformidade com o declarado, gerando prejuízo aos cofres públicos e enriquecimento indevido. As apurações iniciais indicam que entre dezembro de 2018 e março de 2019 a empresa envolvida no esquema recebeu R$ 476.927,06 da prefeitura. Mas ainda estão sendo levantados os valores do prejuízo aos cofres públicos.

A operação recebeu o nome de “Bate-Estaca” porque a empresa envolvida no esquema foi constituída para atuar na construção de prédios. A Prefeitura de Fundão, entretanto, fez contrato com essa empresa para a execução de serviços e peças destinados à manutenção preventiva e corretiva de máquinas e veículos pertencentes ao município.

Leia mais:  Política de combate à violência do Espírito Santo reduz homicídios em 10,2%
publicidade

Segurança

Homem apontado como maior ladrão de caminhões do ES é preso após acidente na BR-262

Publicado

A Polícia segue investigando se realmente o suspeito era quem dirigia o veículo no momento do acidente

Policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos prenderam um homem, apontado como um dos maiores ladrões de caminhões do Espírito Santo e da Bahia. Ele estava internado em um hospital da Serra, depois de sofrer um acidente na BR-262.

De acordo com as informações da Polícia Civil, Juscelio Hermogenes de Freitas, vulgo Carioca, era procurado desde o cumprimento da Operação Carga Pesada, realizada em julho deste ano.

Ele estava foragido e foi localizado internado no Hospital Jayme dos Santos Neves, na Serra, após sofrer um acidente na Ponte da Macumba, situada entre os municípios de Viana e Domingos Martins, após ter furtado um caminhão carregado de bebidas, em Paraju, na Região Serrana.

O suspeito teria sido resgatado por um comparsa, que servia como batedor. A Polícia segue investigando se realmente o suspeito era quem dirigia o veículo no momento do acidente. Ele se encontra sob escolta policial.

Leia mais:  Familiares reclamam que não têm notícias de detentos no Estado
Continue lendo

Segurança

Governador anuncia mais 500 vagas para soldados em concurso da Polícia Militar

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, nesta sexta-feira (26), a ampliação das vagas para soldados combatentes no próximo concurso público da Polícia Militar do Espírito Santo (PMES). Serão mais 500 vagas no certame anunciado em agosto, que previa inicialmente o preenchimento de 671 postos disponíveis na corporação. Agora serão 1.111 vagas, sendo 1.000 delas para soldados combatentes.

O próximo concurso da PMES também prevê 30 vagas para soldados auxiliares de saúde; 22 para soldados músicos; 20 para oficiais médicos; 20 para oficiais dentistas; dez para oficiais enfermeiros; cinco para oficiais farmacêuticos/bioquímicos; duas para oficiais médicos veterinários e duas para oficiais músicos.


O anúncio foi feito durante solenidade de formatura dos alunos do Curso de Formação de Soldados (CFSd) da Polícia Militar. A solenidade militar aconteceu no Ginásio da UniSales, no bairro Forte São João, em Vitória. Ao todo, 252 militares finalizaram o curso e agora são considerados soldados combatentes e passarão a compor o efetivo da PMES.

Durante a solenidade, o governador lembrou que a última formatura de uma turma de soldados ocorreu durante sua gestão passada. “É muito bom rever esse ginásio lotado de policiais e seus familiares. Não se faz segurança pública somente com policiais e, em hipótese nenhuma, se faz segurança pública sem policiais.  Quando autorizamos o novo concurso, compreendemos que o trabalho dos policiais é essencial para que tenhamos segurança pública no Estado”, afirmou.

Casagrande prosseguiu: “A hora em que um cidadão toma a decisão de ser policial militar, ele muda sua vida. Muitos governantes não gostam de tratar de segurança pública. Só que desde o meu primeiro mandato eu lidero essa área junto com minha equipe, pois sei que esse é um dos desafios desse Estado. Os anos de 2019, 2020 e 2021 terão os menores índices de homicídios da história do Espírito Santo. Um resultado que se deve a integração de nossas forças de segurança e pelo ótimo trabalho realizado por vocês. Desejo aos formandos que possam ser abençoados por Deus e que possamos caminhar juntos.”

Os novos militares são oriundos do concurso público iniciado em 2018, que foi finalizado, com aumento de vagas autorizado pelo governador Casagrande, nesse ano de 2021. A turma CFSd 2020 será a primeira a receber o título de Tecnologia em Segurança Pública. A construção do conhecimento dos novos soldados proporciona condições para que eles atuem em situações de extrema exigência física, mental e emocional.

Todo o processo de formação da turma atual foi realizado integralmente na Academia de Polícia Militar do Espírito Santo (APM), totalizando 374 dias letivos com 48 disciplinas, práticas e teóricas, dentre elas: direitos humanos, legislação policial militar, policiamento ostensivo geral, uso da força e armas de fogo, direito constitucional, entre outros.

Além das atividades letivas, os novos soldados foram empenhados em atividades operacionais, como o estágio operacional supervisionado, que resultou em inúmeras ocorrências de destaque, como apreensões de armas de fogo, prisões de criminosos evadidos do sistema prisional, condução de indivíduos detidos em flagrante no crime de tráfico de drogas.

O secretário de Estado da Segurança Pública, coronel Alexandre Ramalho, enfatizou a importância do investimento nos recursos humanos dentro da atual gestão. “Os concursos foram retomados e as vagas do concurso anterior foram aumentadas em mais do que o triplo. Tudo isso para tentarmos iniciar a recuperação de algo que o governador Renato Casagrande deixou completo, quando finalizou o seu primeiro mandato em 2014, que foi o efetivo da Corporação”, pontuou.

Ramalho acrescentou que uma nova turma está passando pelo curso de formação, com mais 278 alunos. “Esperamos realizar a formatura dessa nova turma no próximo ano. Além disso, novos concursos já estão autorizados e sendo construídos pelo Comando-Geral da Polícia Militar. São investimentos nunca antes feitos na história da Segurança Pública do Espírito Santo. Temos que valorizar isso”, afirmou.

O comandante-geral da PMES, coronel Douglas Caus, destacou que é uma imensa satisfação entregar mais de 200 novos soldados para servir aos cidadãos capixabas, sendo estes os primeiros formandos a obter o grau Tecnólogo em Segurança Pública, completamente qualificados profissionalmente para bem cumprir a missão constitucional da Polícia Militar de promover o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública.

“Esses novos militares atuarão, desde já, no patrulhamento ostensivo das mais diversas localidades do nosso Estado, conforme um criterioso planejamento elaborado pelo Estado-Maior Geral da Corporação, de acordo com as orientações do Governo do Estado e do Comando Geral da PMES, numa demonstração inequívoca de que estamos formando de novos e, ainda, mais qualificados profissionais de segurança pública”, frisou o comandante-geral da Corporação.

Leia mais:  Detento é espancado até a morte em Penitenciária de Viana
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana