conecte-se conosco


Segurança

Mulher presa por deixar filha de 1 ano sozinha em casa é liberada após audiência de custódia

Publicado

Segundo a polícia, ao ser presa, a suspeita escondia maconha e cocaína nas partes íntimas. Ela foi autuada em flagrante por abandono de incapaz e por posse de drogas para consumo próprio

A mulher de 25 anos que foi presa por deixar a filha de 1 ano e 4 meses sozinha em casa foi liberada nesta quarta-feira (28), após passar por audiência de custódia. A criança foi encontrada por vizinhos em um apartamento sujo, com roupas espalhadas pelo chão, pinos de cocaína usados e restos de cigarro, além de fraldas descartáveis e papel higiênico sujos. O apartamento onde a criança foi resgatada fica em um prédio de quatro andares, no bairro Cocal, em Vila Velha.

Os vizinhos arrombaram a porta após ouvirem o choro da criança vindo de dentro do apartamento. A polícia e o Conselho Tutelar foram chamados. A mulher foi detida e o bebê encaminhado para um abrigo.

Segundo a polícia, ao ser presa, a mulher escondia maconha e cocaína nas partes íntimas. A suspeita foi autuada em flagrante por abandono de incapaz e por posse de drogas para consumo próprio.

O uso de entorpecentes, aliás, foi apontado por especialistas como possível motivador do crime. “Uma usuária de drogas, jovem. Ela, sob efeito da droga, não tem noção de gravidade. Provavelmente, ela nem lembra do filho. Essa mãe é incapaz de cuidar e deixa uma pessoa que é frágil, que é incapaz”, frisou a pediatra Iria Giacomin. 

Apesar de não saber se expressar, a criança sente o abandono, mesmo tão nova. A psicóloga infantil Paula Santos afirma que o trauma pode ter consequências para o resto da vida. “Pode ser tornar um sujeito muito inseguro, com muitos medos, com uma probabilidade muito grande de ter crises de pânico, de ansiedade e com muita dificuldade de confiar no outro e se relacionar com outras pessoas”, destacou.

Abandono

De acordo com a Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp), de janeiro a setembro, foram registrados 267 casos de lesão corporal em crianças de 0 a 12 anos em todo o Espírito Santo. A produção da TV Vitória/Record TV também perguntou à secretaria sobre os dados relativos ao abandono de incapaz, mas ainda não houve retorno.

A conselheira tutelar Rúbia Barros diz que recebe muitas denúncias semelhantes. Segundo ela, as consequências vão desde problemas psicológicos a danos irreversíveis. “A menor consequência é realmente o medo, se sentir sozinho. Infelizmente, a maior consequência são os óbitos. Pode vir a acontecer. A criança não tem noção do perigo que tem dentro de casa”, ressaltou.

A pediatra confirma o perigo de uma criança sozinha em casa. “Criança abaixo de 2 anos é uma criança que ainda não verbaliza. A parte nutricional é muito grave. Uma criança que fica abandonada, que fica presa num quarto, pode até não aprender a falar, a não se verbalizar. Porque isso é um aprendizado. E se ela fica presa num quarto escuro, pior ainda”, afirmou Iria Giacomin.

Leia mais:  ​Vila Velha: Frota da Guarda Municipal é renovada para atender melhor a população
publicidade

Segurança

Presos padrasto e mãe de menina de 6 anos que foi espancada e estuprada no ES

Publicado

Foi preso o padrasto da menina de 6 anos que precisou ser internada após ser espancada e estuprada no município de Ecoporanga, no norte do Espírito Santo. O suspeito foi encontrado na manhã deste domingo (16) em um colchão no meio do mato. 

A Polícia Civil informou que a ocorrência foi entregue pela Polícia Militar e está em andamento no plantão vigente da Delegacia Regional de Barra de São Francisco, e que somente após a finalização das oitivas da ocorrência haverá informações sobre depoimento e para qual presídio o padrasto será encaminhado.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que tomou conhecimento dos fatos na manhã de sexta-feira (14), após a criança dar entrada no hospital de Barra de São Francisco, na mesma região. Após diligências iniciais e oitivas, a polícia pediu a prisão temporária da mãe e do padrasto, ambos de 43 anos.

Durante a manhã deste domingo, policiais militares receberam uma denúncia anônima de que um indivíduo, suspeito de ter agredido e abusado a enteada, estava escondido na localidade do Córrego do Beirador, também no município. No local, os militares encontraram o suspeito em um colchão escondido no meio de um mato. Ele foi encaminhado à 14ª Delegacia Regional de Barra de São Francisco.

Assim que o pedido foi deferido pelo Judiciário, a mãe foi detida, ainda no hospital. Já o padrasto, segundo as investigações, deixou a mãe e a criança no hospital e fugiu logo em seguida.

Ainda segundo a Polícia Civil, em depoimento, a mãe da criança confessou que as agressões contra a vítima ocorreram na quinta-feira (13), versão que coincide com os hematomas e lesões relatados pela equipe médica. Segundo o delegado que está à frente das investigações, a mãe também confessou que, em uma outra ocasião, não precisando dia, a criança teria aparecido com a roupa cheia de sangue, mas não denunciou o estupro à polícia.

De acordo com a PCES, as investigações sobre o crime continuam em andamento na Delegacia Regional de Barra de São Francisco e, para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será divulgada. A assessoria de comunicação da Polícia Civil informou ainda que não tem acesso ao estado clínico da criança.

Leia mais:  Homem é detido ao tentar furtar placa de sinalização de rua
Continue lendo

Segurança

Adolescentes são apreendidos em São Mateus por diversos furtos

Publicado

Nessa quarta-feira (12), policiais civis de Jaguaré, em operação conjunta com a Polícia Militar (PMES) de São Mateus, realizaram incursões nos bairros Alvorada, Pedra D’água e no Centro da cidade de São Mateus, com o objetivo de localizar e apreender os adolescentes de 13 e 17 anos, que praticaram furtos no comércio no município de Jaguaré. Durante a ação, foi apreendida em poder dos adolescentes uma quantia de R$ 3.277,50, em espécie, proveniente do furto ao comércio de Jaguaré.

Os adolescentes, moradores de São Mateus, são autores de diversos furtos em estabelecimentos de municípios vizinhos, como Pinheiros, Nova Venécia e Montanha. Os adolescentes estão sob liberdade assistida, pelo fato de terem praticado crimes da mesma natureza anteriormente.

“Um dos adolescentes estava na praça da rodoviária de São Mateus, quando os policiais civis chegaram, abordando-o, e com o desenrolar da conversa para o descobrimento dos fatos, o adolescente contou onde estaria seu cúmplice que ajuda na prática dos furtos”, contou a titular da Delegacia Regional de Jaguaré, delegada Gabriella Zaché dos Santos.

Os adolescentes foram conduzidos ao plantão da 18ª Delegacia Regional (DR) de São Mateus, sendo autuados e, após familiares assinaram um termo de compromisso, os adolescentes foram reintegrados para as suas famílias.

Leia mais:  Fim de semana de apreensões no Noroeste do Estado
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana