conecte-se conosco


Política e Governo

Mulheres vítimas de violência recebem doação do programa ES Solidário

Publicado

Mulheres vítimas de violência atendidas pela Casa Abrigo Maria Cândida também serão beneficiadas pelo programa ES Solidário. Nessa quinta-feira (30) foram repassadas cestas básicas, máscaras de proteção e álcool 70%, para a Divisão Especializada de Atendimento à Mulher. A doação também vai beneficiar servidoras das Delegacias da Mulher e vítimas que procurarem esses locais.

As máscaras foram confeccionadas por voluntárias do Grupo Costureiras Abençoadas, de Santa Leopoldina, pela Afago e também por mulheres que estão fazendo os artigos de proteção para doação e entraram em contato com o ES Solidário.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, que coordena o programa ES Solidário, acompanhou a entrega e comentou a doação. “As máscaras fazem parte de uma importante entrega, para que as servidoras do Estado que trabalham nas delegacias, assim como as mulheres que vão a esses locais em busca de ajuda, sejam devidamente protegidas contra o Covid-19. É uma dupla entrega, pois também há o álcool e as cestas básicas para a Casa Abrigo. Quero agradecer a todas e todos que têm somado esforços para que a nossa população mais necessitada seja alimentada e devidamente protegida”, disse a secretária.

A vice-governadora Jaqueline Moraes destacou que, para além do ato de doação, há uma relevância simbólica para o momento. “O importante dessa ação é essa ligação de solidariedade que está acontecendo. São mulheres de coletivos e associações que estão empreendendo e também fazendo ações de forma a ajudar outras mulheres. É simbólico para nós também, porque somos mulheres que fazemos parte do núcleo do Governo e estamos cuidando das mulheres do Espírito Santo, sabendo que precisamos fortalecer as ações de solidariedade”, afirmou a vice-governadora.

Leia mais:  Educação Especial receberá investimento de quase R$ 9,5 milhões

A delegada-chefe da Divisão Especializada de Atendimento à Mulher, Cláudia Dematté, falou sobre denúncias de casos de violência doméstica durante a pandemia. “Essa entrega é muito válida para ajudar a proteger nossas mulheres. Nessa época de pandemia, os estudos mostram que os casos de violência contra a mulher podem aumentar e pode, além de tudo, haver uma subnotificação. Reforço que é muito importante denunciar e isso pode ser feito de forma on-line, sem sair de casa”, defendeu a delegada.

A gerente de Proteção à Mulher da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), delegada Michelle Meira Costa, que coordena a Casa Abrigo Maria Cândida, exemplificou a relevância da doação para as vítimas que são atendidas no local. “Vivemos um momento muito complicado de pandemia, e poder ajudar essas mulheres que já vivem uma situação delicada a saírem da Casa Abrigo com uma cesta básica nas mãos, pode parecer pouco, mas não é. Para aquela mulher que está retomando a sua vida, faz toda a diferença”, explicou.

Leia mais:  Incaper apresenta novos laboratórios de pesquisa e Centro de Cafés Especiais

Também participaram da entrega a subsecretária de Políticas para Mulheres da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), Juliane Barroso; e a superintendente de Polícia Especializada, delegada Denise Carvalho.

Como doar

As cestas básicas, kits de higiene pessoal e de limpeza podem ser entregues em uma das 17 bases operacionais do Corpo de Bombeiros em todo o Estado ou nas unidades de Defesa Civil nos municípios. É possível também fazer doações em dinheiro por meio de Documento Único de Arrecadação (DUA) ou depósito em conta bancária do Governo do Estado, além da doação de serviços comuns, bens móveis ou imóveis, licenças de softwares e o comodato a favor de órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, enquanto perdurar o Estado de Emergência em Saúde Pública.

Saiba mais informações sobre como doar em: https://coronavirus.es.gov.br/ESsolidario

publicidade

Política e Governo

Ramalho decide disputar a Câmara Federal

Publicado

Após ser rifado pelo partido na disputa do Senado e ter desabafado que o “sistema” tinha retirado o seu sonho, o ex-secretário da Segurança Pública Coronel Alexandre Ramalho (Podemos) vai disputar uma vaga de deputado federal. Ele vai se somar à chapa que já tem o ex-prefeito Gilson Daniel e o vice-prefeito de Vila Velha, Victor Linhalis, entre outros.

A decisão foi divulgada em nota na tarde desta quinta-feira (11), por sua assessoria. O comunicado diz que a homologação da candidatura foi deferida pelo prefeito de Viana, Wanderson Bueno, que representou a Executiva estadual.

Nos bastidores, a ida de Ramalho para a chapa federal do Podemos dá mais tranquilidade aos candidatos que temiam não alcançar nenhuma das 10 vagas. Agora, os cálculos dão conta da possibilidade de conquistar até duas cadeiras, segundo analistas políticos. O Podemos faz parte da base aliada do governo e vai apoiar a senadora Rose de Freitas (MDB) à reeleição.

Leia a nota na íntegra:

“Nesta quinta-feira (11), após refletir sobre a negativa da homologação da sua candidatura ao Senado, o Coronel Ramalho, ex-secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo, decidiu continuar na disputa eleitoral de 2022, agora como candidato a deputado federal.

Sua candidatura foi homologada pelo prefeito de Viana, Wanderson Bueno, que representou a Executiva estadual do Podemos, que também o orientou e motivou a permanecer com seu nome à disposição da sociedade capixaba.

A decisão foi tomada após ouvir sua família, amigos e principalmente as pessoas que o incentivaram a continuar lutando por uma vaga no Congresso Nacional. A deliberação final foi pautada ainda na possibilidade concreta de ser o único candidato com experiência e propostas efetivas no campo da segurança pública.

Ramalho continuará defendendo a modernização e adequação da Legislação Penal Brasileira, que no seu entender, não atende aos anseios dos operadores de segurança pública e das famílias brasileiras, que sofrem nas mãos dos criminosos e não são devidamente alcançados e punidos”.

Leia mais:  Renato Casagrande: 'Estamos preparados para começar a vacinar'
Continue lendo

Política e Governo

Profissionais da Educação do ES vão receber bônus de até um salário a mais este mês

Publicado

Segundo a Sedu, recebem o Bônus Desempenho todos os profissionais da Educação (efetivos, comissionados e de Designação Temporária)

Conforme divulgado pelo governador do Estado, Renato Casagrande, por meio das redes sociais, nesta quarta-feira (10), o “bônus desempenho”, benefício pago aos profissionais ativos da educação, referente ao exercício de 2021, será pago na folha de pagamento de agosto deste ano.

Sobre o assunto, a Secretaria de Educação (Sedu) informou, em nota, que a concessão do bônus por desempenho para profissionais ativos da Educação é um direito e um reconhecimento do trabalho dos professores e servidores, regulamentado pela Lei Complementar nº 504 e pelo Decreto nº 2761-R, alterado pelo Decreto 3949-R e Lei Complementar 887, que concede aos profissionais ativos no âmbito da Secretaria da Educação (Sedu), sendo que o período de avaliação é de acordo com o calendário escolar.

Leia mais:  Governador anuncia novos serviços de saúde em Cachoeiro de Itapemirim

Também segundo a Sedu, recebem o Bônus Desempenho todos os profissionais da Educação (efetivos, comissionados e de Designação Temporária). Ao todo, serão beneficiados 12.975 profissionais neste ano.

A bonificação é concedida anualmente aos profissionais que atuam em escolas e outras unidades da Sedu e é calculada com base em indicadores coletivos e individuais. Desse modo, o profissional pode receber até um salário a mais, conforme os resultados apurados pela unidade de ensino onde exerce suas funções.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana