conecte-se conosco


Brasil

Municípios de MG e do ES recebem cerca de R$ 370 milhões para investimentos em saúde

Publicado

Recursos compensatórios são destinados à reestruturação das redes de atenção à saúde pública nas localidades impactadas 

Os municípios mineiros e capixabas impactados pelo rompimento da barragem da Fundão, em Mariana (MG), têm à disposição cerca de R$ 370 milhões em recursos compensatórios para estruturar as redes de atenção à saúde e assegurar a integralidade do cuidado e da assistência médica aos atingidos e à população em geral. Parte dos recursos, cerca de R$ 150 milhões, foi depositada em juízo no dia 20 de setembro.

Os recursos de caráter compensatórios, desembolsados antes e durante a pandemia causada pelo novo coronavírus, representam no médio e longo prazo investimentos em ações estruturantes na área de saúde para as comunidades atingidas.

“O financiamento de ações compensatórias pela Fundação Renova para o fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS) contribuirá para a atenção à saúde de toda população nos municípios atingidos pelo rompimento da barragem de Fundão. A alocação dos recursos foi definida pelos gestores estaduais”, diz Wagner Tonon, gerente do Programa de Apoio à Saúde Física e Mental da População Impactada.

Alocação dos recursos 

Parte do montante, cerca de R$ 150 milhões, será aplicada na estruturação do Sistema Único de Saúde (SUS), fortalecendo e otimizando as Redes de Atenção à Saúde ao longo da bacia do rio Doce. Serão R$ 82,8 milhões para o Estado de Minas Gerais, R$ 60 milhões para o Estado do Espírito Santo e R$ 7,2 milhões para 36 municípios mineiros. A homologação da destinação dos valores aconteceu no último dia 23 de agosto pela 12ª Vara Federal de Belo Horizonte (MG) e estava prevista no Eixo Prioritário 11, atendendo à deliberação 470 do Comitê Interfederativo (CIF).

DISTRIBUIÇÃO DOS RECURSOS – R$ 150 MILHÕES

MINAS GERAIS
HOSPITAL DE GOVERNADOR VALADARES

R$ 54,3 milhões

SAMU LESTE DO SUL

R$ 28,4 milhões

R$ 82,8 milhões

ESPÍRITO SANTO
UPA LINHARES

R$ 9,6 milhões

UPA COLATINA

R$ 9,6 milhões

HOSPITAL BAIXO GUANDU

R$ 25,5 milhões

EQUIPAMENTOS E AMBULÂNCIAS

R$ 15,2 milhões

R$ 60 milhões

MUNICÍPIOS DE MINAS GERAIS
APOIO À SAÚDE PÚBLICA MUNICIPAL

R$ 7,2 milhões

TOTAL (cerca de)

R$ 150 milhões

Combate ao coronavírus

Além disso, mais de R$ 120 milhões já foram repassados, em abril de 2020, para serem usados nas ações de combate à pandemia do novo coronavírus. Desse valor, R$ 84 milhões foram para Minas Gerais e R$ 36 milhões para o Espírito Santo. 

Minas Gerais destinou mais de R$ 51,2 milhões para a aquisição de 1047 respiradores para o combate à Covid-19. Já o Espírito Santo destinou mais de R$ 18,7 milhões para aquisição de 250 respiradores para o combate à Covid-19. Também foram alocados cerca de R$ 6,8 milhões para reformas e adequações no Hospital e Maternidade Sílvio Avidos, em Colatina, e no Hospital Geral de Linhares, e para a aquisição e instalação de estativas no Hospital Estadual de Urgência e Emergência de Vitória (HEUE – Antigo Hospital São Lucas). Como resultado, a oferta de leitos nos hospitais está sendo ampliada. Ao todo, estão sendo abertos 95 novos leitos, sendo 44 em Linhares, 18 em Colatina e 33 em Vitória. 

Os dois estados planejam a aplicação do valor restante disponível.

DISTRIBUIÇÃO DOS RECURSOS – R$ 120 MILHÕES

MINAS GERAIS
AQUISIÇÃO DE VENTILADORES PULMONARES

R$ 51,3 milhões

RECURSOS EM PLANEJAMENTO PELO ESTADO

R$ 32,8 milhões

R$ 84,1 milhões

ESPÍRITO SANTO
AQUISIÇÃO DE VENTILADORES PULMONARES

R$ 18,8 milhões

HOSPITAL COLATINA E LINHARES 

R$ 5,2 milhões

HOSPITAL VITÓRIA

R$ 1,7 milhão

RECURSOS EM PLANEJAMENTO PELO ESTADO

R$ 10,4 milhões

R$ 36 milhões

TOTAL (cerca de)

R$ 120,1 milhões

Destaca-se, também, a destinação de recursos para a saúde pela Agenda Integrada para a conclusão das obras do Hospital Regional de Governador Valadares (MG) com investimento total de R$ 75,3 milhões. 

Mariana e Barra Longa

Em Mariana (MG), os investimentos para o fortalecimento do SUS chegaram até o momento ao valor de R$ 16,2 milhões. As ações incluem o financiamento de 34 profissionais de saúde, após processo seletivo e contratação direta pela Prefeitura de Mariana; reforma e ampliação do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSij), que proporciona atendimento psicológico, psiquiátrico e psicossocial para crianças e adolescentes; locação de imóvel específico com a aquisição dos equipamentos e mobiliário necessários para atuação da equipe do Conviver, que presta serviços à população atingida na área de saúde mental; disponibilização de veículos e outras.

Já as ações em Barra Longa (MG), preveem o valor de R$ 8 milhões para fortalecimento do SUS local, ao longo de dois anos, prestando apoio para execução do plano de ação de saúde.  A maior parte do investimento, cerca de R$ 6 milhões, é destinada à contratação de 16 profissionais de saúde para atuação nas áreas de Atenção Primária da Saúde (médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem), Saúde Mental (psicóloga e psiquiatra) e Vigilância em Saúde (profissionais de nível médio, técnico e superior). Além disso, a Fundação Renova está financiando um Programa de Capacitações Técnicas, já em andamento, para os profissionais do SUS.

CERCA DE R$ 370 MILHÕES EM INVESTIMENTOS

AÇÕES ESTRUTURANTES

R$ 150 milhões

AÇÕES COVID-19

R$ 120 milhões

AGENDA INTEGRADA

R$ 75,3 milhões

AÇÕES MARIANA

R$ 16,2 milhões

AÇÕES BARRA LONGA

R$ 8 milhões

TOTAL (cerca de)

R$ 370 milhões

Sobre a Fundação Renova

A Fundação Renova é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, constituída com o exclusivo propósito de gerir e executar os programas e ações de reparação e compensação dos danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão.

A Fundação foi instituída por meio de um Termo de Transação e de Ajustamento de Conduta (TTAC), assinado entre Samarco, suas acionistas Vale e BHP, os governos federal e dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo, além de uma série de autarquias, fundações e institutos (como Ibama, Instituto Chico Mendes, Agência Nacional de Águas, Instituto Estadual de Florestas, Funai, Secretarias de Meio Ambiente, dentre outros), em março de 2016.

Leia mais:  Morre aos 98 anos Erling Lorentzen, fundador da Aracruz Celulose
publicidade

Brasil

Ministro do TCU sofre tentativa de assalto e é salvo por cachorra

Publicado

Dorinha, uma cadela da raça spitz-alemão, fez o alerta sobre a movimentação estranha na residência do ministro

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU) Benjamin Zymler foi salvo da ação de criminosos por uma cadela, neste sábado (4). A tentativa de assalto aconteceu na casa onde o ministro mora com a família, no Lago Sul, área nobre do Distrito Federal.

Zymler contou que os criminosos entraram armados na residência da família por volta das 15h do sábado. Ele estava trabalhando no computador, no térreo da casa, no momento da abordagem. Os criminosos colocaram uma arma na cabeça do ministro e o renderam, juntamente com a esposa e a filha. Eles pretendiam trancar a família em um cômodo para roubar objetos.

Dorinha salvou a família do ministro Benjamin Zymler de uma tentativa de assalto

Enquanto subiam as escadas, a cachorra da família, Dorinha, da raça spitz-alemão, colocou-se na frente dos criminosos. “Ela tem um lado territorial muito forte, ela late e protege muito. Quando eles nos conduziram, ela latiu muito. Eles falaram ‘sujou’, perceberam que os seguranças estavam por perto e desistiram da ação”, afirmou o ministro.

Os dois criminosos fugiram sem levar nada. Na casa do ministro, ficaram o medo e a sensação de gratidão a Dorinha, uma cadelinha preta de 3 anos. “Ela já era muito querida, agora ficou muito mais. Virou nossa heroína e ganhou até direito a ração especial”, disse o ministro.

A Polícia Militar do Distrito Federal confirmou ter atendido a uma ocorrência na região às 15h30 do sábado. A perícia da Polícia Civil foi acionada para investigar o caso. Até a última atualização desta reportagem, ninguém foi identificado.

“Graças a Deus, não teve consequências materiais maiores, ninguém nos agrediu, mas nos deixou com medo, nunca tinha sofrido violência armada”, finalizou o ministro, que mora em Brasília desde 1985.

Leia mais:  Homem invade estúdios da Globo e faz repórter de refém
Continue lendo

Brasil

Feriados de 2022: veja o calendário e programe-se!

Publicado

O primeiro feriadão é o Carnaval, que neste ano começa na terça-feira, 1º de março

O ano ainda nem acabou, mas muita gente já está de olho nos feriadões de 2022. Desta vez, o ano já começa sem ‘folga’ para os trabalhadores, já que o Ano Novo, celebrado no dia 1º de janeiro, será em pleno sábado. 

Assim como a virada de ano, outros feriados nacionais vão cair no sábado ou domingo. Mas também tem os feriadões, que podem render folgas de até cinco dias. 

O primeiro deles é o Carnaval, que neste ano é comemorado na terça-feira, 1º de março. Geralmente os trabalhadores são dispensados na sexta-feira e só voltam na quarta-feira, após o meio-dia. 

Passando os dias de folia, chega a Páscoa, que começa na sexta-feira, 15 de abril. Em seguida, tem o feriado de Tiradentes, que será em uma quinta-feira, 21 de abril. Em junho, no dia 16, tem o feriado de Corpus Christi, que também cai em uma quinta-feira. 

Veja o calendário de feriados nacionais em 2022

1º/01/2022 -Confraternização Universal | sábado
1º/03/2022- Carnaval | terça-feira
15/04/2022- Paixão de Cristo | sexta-feira
21/04/2022- Tiradentes | quinta-feira
1º/05/2022- Dia do Trabalho domingo
16/06/2022- Corpus Christi quinta-feira
07/09/2022- Independência do Brasil | quarta-feira
12/10/2022- Nossa Senhora da Aparecida quarta-feira
02/11/2022- Finados quarta-feira
15/11/2022- Proclamação da República terça-feira
25/12/2022- Natal | domingo

Leia mais:  Suzano assina acordo de Empoderamento das Mulheres da ONU
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana