conecte-se conosco


São Mateus

Na Câmara, Sest/Senat reforça prevenção de mortes no trânsito

Publicado

São Mateus – Com a proposta de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito, a campanha Maio Amarelo segue arregimentando apoios. Em São Mateus, a parceira da vez é a Câmara Municipal, que abriu espaço na sessão plenária desta semana para que representantes do Serviço Social do Transporte e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest/Senat) mostrassem, à sociedade mateense, a importância do engajamento de todos em atitudes preventivas.

Acompanhado de outros componentes do Sest/Senat, incluindo o diretor Nelson Hespanha Borges Filho, o técnico José Vanderlúcio dos Santos explicou o tema do Maio Amarelo 2022 – Juntos Salvamos Vida – a fim de enfatizar a relevância do contexto da segurança viária, da educação, informação e mobilização da população para um comportamento mais seguro e pacífico no trânsito.

Ele salientou que a campanha foi criada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, junto com a Organização das Nações Unidas (ONU). Hoje tem a adesão de 178 países, sempre buscando uma ação coordenada entre o poder público e a sociedade civil.

Leia mais:  São Mateus investe em mais ações no Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra crianças e adolescentes

A fim de reforçar o que disse, Vanderlúcio exibiu um vídeo referente aos riscos do uso do celular no trânsito. “Vamos desligar a internet pelo menos na hora em que a gente estiver dirigindo”, conclamou.

Aproveitando a ocasião, o diretor Nelson Hespanha lembrou que o Sest/Senat tem cinco unidades no Espírito Santo e deve concluir a sede própria mateense em setembro ou outubro, com investimento de R$ 19 milhões. Para tanto, pediu atenção do poder público no calçamento de um curto trecho do acesso. Nesse assunto, o vereador Cristiano Balanga, líder do Prefeito na Câmara, disse que encaminharia imediatamente a demanda ao Executivo.
Os vereadores Ciety Cerqueira e Delermano Suim reforçaram a importância da campanha Maio Amarelo, para evitar que mais vidas sejam ceifadas por imprudência no trânsito.

Na mesma sessão, o Sest/Senat foi agraciado com um Voto de Congratulação, aprovado por unanimidade pelo plenário. Na entrega, aconteceu a tradicional foto dos homenageados com os vereadores.

MAIO AMARELO

Mobilizando segmentos diversos, como órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e a sociedade civil organizada, o Maio Amarelo busca “fugir de falácias cotidianas e costumeiras, e efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas”.

Leia mais:  Oxford confirma investimentos de R$ 60 milhões em São Mateus

No mundo, conforme levantamento com dados da ONU em 2009, os números ficaram perto de três mil vidas perdidas por dia nas estradas e ruas, ou a nona maior causa de mortes no mundo. “Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos”. De acordo com os dados computados, esses acidentes já representam um custo de 518 bilhões de dólares por ano.

publicidade

São Mateus

Vereadora Ciety participa de reunião na APAE sobre atendimentos prioritários e acolhida das pessoas com deficiência

Publicado

Na ocasião, estiveram presentes, a diretora da APAE, Maria Aparecida da Silva Britto, Eduardo Ribeiro Moraes, Diretor Geral do Hospital Roberto Arnizaut Silvares, Ludnéia Francisco, representando a mãe do Grupo Autista, Vanete Timóteo e outros convidados

Na tarde de segunda-feira (04), na sede da APAE de São Mateus, a Vereadora Ciety Cerqueira, participou de uma reunião de alinhamento sobre atendimentos prioritários e acolhida das pessoas com deficiência, referenciados em nosso município, a fim de estabelecer um fluxo de atendimento para essa demanda.

Na ocasião, estiveram presentes, a diretora da APAE, Maria Aparecida da Silva Britto, Eduardo Ribeiro Moraes, Diretor Geral do Hospital Roberto Arnizaut Silvares, Ludnéia Francisco, representando a mãe do Grupo Autista, Vanete Timóteo e outros convidados.

A diretora da APAE, Maria Aparecida da Silva Britto, relatou sobre a reivindicação o atendimento prioritário nos estabelecimentos de saúde e demais órgãos públicos de atendimento para as pessoas com deficiência, sendo necessária uma maior humanização nesses atendimentos.

O gestor do Hospital Roberto Arnizaut Silvares, Eduardo Ribeiro Moraes , falou que é necessário estabelecer regras de protocolo para atendimento e que está sendo construído uma comissão para trabalhar essa demanda de prioridade para pessoas com deficiência, junto ao hospital.
Disse ainda que, o HRAS trabalha com a classificação de risco “Protocolo de Manchester”. Portanto, o protocolo está sendo construído, e convidou a APAE para que disponibilize uma equipe multidisciplinar para organizar o fluxo de atendimento de porta de atendimento do HRAS.

Leia mais:  Carlinhos e Ferreira Jr. podem fechar acordo para as próximas eleições

Por fim, a Vereadora Ciety Cerqueira, falou sobre a necessidade de criação do projeto de lei para que em conjunto com a Secretaria Municipal de Saúde e demais órgãos competentes sejam regulamentados o processo de atendimento prioritário para pessoas com deficiência.

Continue lendo

São Mateus

Placas educativas revelam flora e fauna da restinga e encantam frequentadores da orla de Guriri

Publicado

As placas educativas instaladas na orla de Guriri compõem a estratégia de informação e conscientização do Projeto Nossa Restinga. As fotos estampadas, que revelam em detalhes a biodiversidade da restinga

Lançado em abril de 2022, o Projeto surgiu da necessidade de preservar aquele ecossistema, que contém plantas que fixam as dunas e impedem seu avanço em direção à parte urbanizada da orla, e é também a fronteira vegetal entre a Mata Atlântica e o oceano, com um importante papel para a diversidade da fauna.

O secretário municipal de Meio-Ambiente, Ricardo Louzada, lembrou que as ações de preservação e recuperação começaram com a demarcação da área de proteção e a construção das passarelas. “O Projeto Nossa Restinga é uma continuidade desse processo. A consciência ambiental coletiva é um dos objetivos mais importantes. Sem ela, não existe preservação”. 

FUNDAMENTAÇÃO CIENTÍFICA

 

As belas fotos das placas exigiram mais que apenas um olhar fotográfico atento. A preferência é para as imagens produzidas por pesquisadores da área ambiental, o que enriquece o aspecto educativo da ação.

Leia mais:  Em sua volta à prefeitura de São Mateus, Daniel da Açaí exonera mais de 300 servidores

A nomenclatura científica, o nome popular e outras informações ajudam na familiarização com as espécies. “As pessoas precisam saber o que é da restinga e o que é invasor. Muita gente acha que castanheiras, casuarinas e coqueiros, por exemplo, são nativos e não são” – complementa Ricardo Louzada.

PRATA DA CASA

A consciência ambiental vem crescendo também junto aos mateenses. Entre os fotógrafos que tiveram suas fotos selecionadas está a pesquisadora local Bárbara Teixeira Costa, autora de uma das fotos que ilustra a matéria. Ela é moradora de São Mateus e cursa o oitavo e último período de Ciências Biológicas no Ceunes.

A foto escolhida foi a de uma Libélula, que ela flagrou em uma mata na Estrada das Meleiras. “Vi a mata, peguei a máquina e entrei com a certeza de que teria belas imagens. E foi o que aconteceu” – contou Bárbara, que tem 21 anos e fotografa “mato e bichos desde os 15.”

Conforme contou a orgulhosa mãe de Bárbara, Otília Maria dos Santos Costa Coelho, servidora municipal, “aos 15 anos ela escolheu um equipamento fotográfico ao invés de uma festa. De lá para cá está constantemente se aperfeiçoando em fotografia, ao mesmo tempo em que se dedica com afinco aos estudos e pesquisa ambiental.”

Leia mais:  Jorginho se destaca na defesa de um legislativo atuante e em sintonia com a população

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana