conecte-se conosco


Cidades

Novidades na Educação, Obras e Meio Ambiente em Vila Velha

Publicado

Vila Velha – Quatro fatos importantes para Vila Velha foram abordados nesta quinta-feira (24), no Centro. Os temas do encontro com moradores da localidade conhecida como Sítio Batalha foram referentes à Educação, um amplo projeto de obras de infraestrutura e tratativas históricas para o município.

O prefeito Max Filho sancionou a Lei n° 6.256/2019, que confirma a concessão de abono salarial aos profissionais da Rede de Ensino; assinou a ordem de serviço para a construção da Unidade Municipal de Educação Infantil (Umei) Maria da Penha Freitas Mauro (Dona Pepenha); anunciou, que na próxima semana, viajará à Brasília para tratar do histórico e inédito plano de financiamento internacional destinado a obras de infraestrutura e da implantação de quatro parques na cidade; e também abordou os avanços nas tratativas referentes à concessão dos royalties do petróleo à Vila Velha.

“É um momento feliz para a Educação na cidade, com a sanção da lei que concede o abono salarial aos profissionais do magistério municipal e assinatura da ordem de serviço para a construção da Umei Maria da Penha de Freitas Mauro”, afirmou Max Filho, ao lado do vice-prefeito Jorge Carreta, de secretários e subsecretários municipais, além de diversos moradores do Centro.

O ex-governador Max Mauro, filho de Dona Pepenha, se emocionou ao lembrar de sua mãe: “Espero que todas as mulheres sintam-se homenageadas com o nome da futura creche do Centro. Minha mãe era uma mulher de fibra. Devo muito à ela. Agradeço também ao vereador Oswaldo Maturano, autor desta singela homenagem (o parlamentar é autor da Lei nº 6.149/2019, que dá nome à futura Umei)”.

Estrutura da creche

A creche atenderá 200 crianças, de 1 a 3 anos, em dois turnos (manhã e tarde), de acordo com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). A unidade contará com cinco salas de aula e uma multiuso.

Por meio de licitação pública, em processo coordenado pelas secretarias municipais de Obras e pela Semed, a empresa contratada para executar as intervenções foi a Thiell Construções e Representações LTDA. A obra está orçada em R$ 1.696.572,14, com recursos próprios da Prefeitura de Vila Velha/Semed. A unidade será entregue à população no segundo semestre de 2020. A Umei Dona Penha será onde funcionava o prédio da antiga “Expenha”.
 
Abono para o magistério
 
De autoria do Poder Executivo Municipal, o abono salarial de R$ 2,1 mil, concedido ao magistério, contemplará 4.220 profissionais da categoria. A primeira das três parcelas no valor de R$ 700,00 foi paga nesta sexta-feira (25). As duas próximas, deste mesmo valor serão pagas nos dias 29 de novembro e 20 de dezembro.
 
Em março deste ano, o magistério foi a primeira categoria de servidores da Prefeitura a receber um reajuste salarial de 5% e de 50% sobre o auxílio-alimentação.
 
Financiamento internacional
 
O prefeito Max Filho também ressaltou a proximidade de Vila Velha contar com um financiamento internacional inédito e histórico. Na segunda-feira (21), o Governo Federal sinalizou positivamente para a contratação de crédito externo da ordem de US$ 27,6 milhões junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) para investimentos no Programa de Requalificação Urbana e Melhorias Ambientais no município.

Na segunda-feira (21), a Presidência da República publicou, no Diário Oficial da União, a Mensagem nº 537, de 18 de outubro de 2019, enviada ao Senado Federal com a proposta de crédito externo, com garantia da União, a ser firmada entre o município e a instituição financeira.

“Na segunda-feira (28) irei à Brasília. Existe a expectativa de que o Senado vote a proposta de crédito externo para Vila Velha”, afirmou o prefeito.

Os recursos da operação de crédito serão investidos na execução de obras de drenagem e pavimentação de vias, calçadas e ciclovias, além da instalação de pontos e abrigos de ônibus, em pelo menos, de 30 bairros do município. Também serão utilizados para estruturação das unidades de conservação da Manteigueira, Penedo, Parque Urbano do Sítio Batalha (Marista), e na Área de Preservação Ambiental da Lagoa Grande.

Max Filho também informou que prosseguem as tratativas com o Governo do Estado, referente ao repasse dos royalties do petróleo ao município.

 

Leia mais:  Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves recebe mais 30 respiradores

publicidade

Cidades

Aberta as inscrições para o Nossa Bolsa 2021 com mais de mil oportunidades

Publicado

Quem sonha em começar um curso superior em 2021 tem que ficar de olho nas 1.021 oportunidades abertas pelo Programa Nossa Bolsa para este ano. Os interessados devem se inscrever pelo www.nossabolsa.es.gov.br entre os dias 25 e 29 de janeiro. O quadro de vagas com os cursos disponíveis e as instituições de ensino que os ofertam está disponível no site da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes).

Devido ao adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, o Governo do Espírito Santo vai garantir a realização do Nossa Bolsa 2021 a partir dos resultados referentes aos anos de 2015 a 2019. Ou seja, só podem participar deste processo seletivo os candidatos que já concluíram o Ensino Médio e já realizaram uma das provas do Enem nesse período.

Como a missão do programa é atender a quem mais precisa, as oportunidades são direcionadas à população de baixa renda e são ofertadas em 33 instituições de Ensino Superior privadas espalhadas por 15 municípios em todas as regiões do Estado. A maior parte das bolsas cobre o valor integral da mensalidade, sendo que apenas 39 bolsas parciais serão disponibilizadas.

Quem pode?

O Programa Nossa Bolsa concede bolsas em cursos de graduação ofertados por instituições privadas e é dirigido aos estudantes egressos do Ensino Médio da rede pública ou da rede particular que estiveram na condição de bolsistas integrais.

Se o grupo familiar do candidato possui renda per capita de até um salário mínimo, ele poderá concorrer a bolsas integrais que correspondem a 100% da mensalidade; se a renda per capita for de até três salários mínimos, o aluno poderá concorrer a bolsas parciais de 50%.

O processo seletivo do Nossa Bolsa prioriza o ingresso de pessoas que moram em bairros com alto índice de vulnerabilidade social e de quem se autodeclara afrodescendente no ato da inscrição. Por isso, é preciso informar o Código de Endereçamento Postal (CEP) para verificar se o candidato está em um bairro atendido pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Só serão aceitas as inscrições de candidatos que alcançarem média global de 500 pontos, considerando as provas objetivas e de redação do Enem realizado pelo candidato entre os anos de 2015 e 2019.

Também podem participar do processo candidatos que concluíram o curso técnico em um Centro Estadual de Educação Técnica (CEETs) do Espírito Santo e também os que cursaram o Ensino Médio ou Técnico nas escolas do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (Mepes).

Não é permitida a participação de candidatos que já possuam outro diploma de graduação, nem de selecionados em edições anteriores do programa e que abandonaram o curso.

O programa também não realiza a contratação de selecionados que estejam matriculados em outro curso superior, nem dos que já foram contemplados por outros programas de bolsa de graduação ou de financiamento estudantil.

Cronograma do Nossa Bolsa 2021

1) Período de inscrição:

de 25 a 29 de janeiro

2) Resultado da 1º Chamada:

03 de fevereiro

3) Entrega de documentos e matrícula nas faculdades:

de 04 a 10 de fevereiro

4) Resultado da 2º Chamada:

12 de fevereiro

5) Entrega de documentos e matrícula nas faculdades:

de 18 de fevereiro a 24 de março

6) Manifestação de interesse na lista de espera:

de 01 a 03 de março

7) Resultado da lista de espera:

05 de março

8) Entrega de documentos e matrícula nas faculdades:

de 08 a 12 de março

Leia mais:  Alunos de Colatina fazem pesquisa sobre população local
Continue lendo

Cidades

Homem morre e sete pessoas ficam feridas em grave acidente na BR-101

Publicado

Uma das pistas precisou ser interditada e o tráfego está seguindo em sistema pare e siga

Um homem morreu e outras setes pessoas ficaram feridas após se envolverem em um grave acidente, no início da tarde deste sábado (23). A colisão envolvendo dois veículos de passeio, ocorreu na altura do km 232,3 da BR 101, em Fundão

De acordo com o Centro de Controle Operacional da Eco101, concessionária responsável pela administração da via, a vítima fatal era motorista de um dos veículos envolvidos no acidente. O homem morreu no local.  

Dentre os feridos, três pessoas foram encaminhadas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, uma para o Hospital Infantil, também na capital, e outras três para o Hospital São Camilo, em Aracruz. 

Ambulâncias, viatura de inspeção e guincho da Eco 101, além da Polícia Rodoviária Federal, Samu, Corpo de Bombeiros, perícia da Polícia Civil e IML foram acionados para dar apoio a ocorrência. 

Ainda não há informações sobre como o acidente ocorreu. Uma das pistas precisou ser interditada e o tráfego está seguindo em sistema pare e siga.

Leia mais:  Gabinete de gestão de crise divulga orientações acerca do manejo do óleo localizado no litoral capixaba
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana