conecte-se conosco


Segurança

Operação contra lavagem de dinheiro é realizada no Espírito Santo e em outros três estados

Publicado

Entre as ordens de busca e apreensão foram encontrados 12 imóveis, 3 veículos de luxo, 12 motos aquáticas e 11 embarcações

Uma operação para apurar crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e falsificação de documentos foi desencadeada, na manhã desta terça-feira (15), pela Polícia Civil do Espírito Santo (ES) e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Espírito Santo (MPES).

A ação, batizada de Pìanjú, também ocorre simultaneamente no Espírito Santo, Ceará e Alagoas. Em São Paulo, até o momento, três alvos foram presos e conduzidos ao Departamento de Operações Policiais Estratégicas (DOPE), na Sede da Polícia Civil, no centro de São Paulo.

A Polícia Civil do Espírito Santo, com apoio das polícias de São Paulo, Alagoas e Ceará, realiza uma operação para desarticular um grupo criminoso, que atuava de forma estruturada com a finalidade de praticar diversos crimes, entre eles: organização criminosa, lavagem de dinheiro, falsificação de documentos públicos e particulares, inserção de dados falsos em sistemas informatizados, falsidade ideológica, estelionato e falsa comunicação de crime.

A operação ocorreu de forma simultânea no Espírito Santo (Vitória, Vila Velha, Serra e Cariacica), em São Paulo (Capital, Santos e Jaguariúna), Ceará (Fortaleza) e Alagoas (Maceió), tendo sido empregados 118 agentes das Polícias Civis dos Estados do Espírito Santo, São Paulo, Ceará e Alagoas.

Foram expedidos 126 mandados judiciais, sendo, 18 mandados de prisão preventiva, 5 mandados de prisão temporária, 30 mandados de busca e apreensão, 23 sequestros de embarcações, 43 ordens judiciais de bloqueio de contas bancárias e 2 ordens judiciais de suspensão de atividades econômicas.

Entre as ordens de busca e apreensão foram encontrados 12 imóveis, 3 veículos de luxo, 12 motos aquáticas e 11 embarcações.

Durante dois anos de investigação, a polícia comprovou que a organização criminosa, que atuava no Estado do Espírito Santo, composta por dois grandes empresários capixabas (além de diversos outros membros), agia como “prestadora de serviços” de lavagem de capitais para outras organizações, inclusive, com ligação com empresas e pessoas investigadas e denunciadas em fases da operação Lava Jato.

Segundo a polícia, foram cumpridos os mandados de prisão expedidos dos membros responsáveis pelo esquema de lavagem de capitais, que era realizada por meio de empresas de fachada e fictícias, que eram criadas com de identidades falsas, expedidas pelo setor de identificação da Policia Civil do Estado do Espírito Santo.

 

Leia mais:  Polícia Militar comemora 37 anos do ingresso das primeiras mulheres na instituição

publicidade

Segurança

Três pessoas são detidas após denúncia de aglomeração e som alto

Publicado

Durante a confusão, o dono da caixa de som tentou jogar uma moto contra a equipe e tentou agredir um policial

Três pessoas foram detidas após uma confusão no bairro Nova Carapina 1, na Serra. A Polícia Militar informou que recebeu uma denúncia de aglomeração e som alto na região, e assim que chegou ao local, a equipe se deparou com cerca de 20 pessoas ouvindo música em uma rua.  

Uma delas, segundo a polícia, se apresentou como dono de uma caixa de som que estava sendo usada, se exaltou e desobedeceu a ordem de desligar o aparelho. Após o ocorrido, o grupo foi para uma casa e o som, novamente, foi ligado. Desacatando os policiais, o dono do aparelho teria dito ainda que dentro da residência ninguém desligaria o som. 

A polícia deu voz de prisão e exigiu que o homem saísse da residência. Diante disso, segundo a PM, o homem pediu que os moradores agredissem os policiais para evitar a prisão. Durante a confusão, o dono da caixa de som ainda tentou jogar uma moto contra a equipe e tentou agredir um policial.

Assim que os policiais entraram na casa, dois homens tentaram jogar copos de vidro em direção à eles, além do dono da casa também ter jogado uma garrafa de vinho contra a equipe. Os policiais então fizeram disparos de arma não letal, mas o suspeito não se rendeu e pegou até um facão. 

Depois de tanta confusão, a polícia conseguiu conter o homem, que precisou ser levado para hospital por conta de ferimentos. Em seguida, ele foi encaminhado para a Delegacia Regional da Serra. Duas pessoas que se envolveram na briga também acabaram detidas. 

A Polícia Civil informou que o conduzido de 37 anos foi autuado em flagrante pelos crimes de resistência e desacato, pagou fiança estipulada pela autoridade policial e vai responder em liberdade. Os outros dois foram autuados por resistência, assinaram Termo Circunstanciado e vão responder em liberdade.

Leia mais:  Policial que faz segurança de senador é espancado em Vitória
Continue lendo

Segurança

Corpo de jovem é encontrado dentro de poço em fazenda entre Boa Esperança e São Mateus

Publicado

O corpo de um jovem foi encontrado dentro de um poço desativado de, aproximadamente, 20 metros de profundidade, na tarde desta quarta-feira (07), em uma fazenda na comunidade de Santa Lúcia, localizada entre os municípios de Boa Esperança e São Mateus.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Nova Venécia, a equipe foi acionada para uma ocorrência de um possível corpo que estaria dentro do poço, após o solicitante informar que o cheiro estava insuportável na região.

A equipe foi até o local e constatou que havia um corpo no fundo do poço, que, segundo informações do Corpo de Bombeiros, trata-se de Maicon Douglas de Aquino Almeida, visto pela última vez no domingo (04).

De acordo com os militares, o corpo estava coberto por entulhos e muitos galhos, além de estar em estado avançado de decomposição.

A perícia da Polícia Civil foi acionada para a remoção do corpo, que foi retirado do poço por uma equipe do Corpo de Bombeiros. A Polícia Militar está no local e isolou a área.

Fonte: redenoticia

Leia mais:  Polícia Militar comemora 37 anos do ingresso das primeiras mulheres na instituição
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana