conecte-se conosco


Internacional

Ovelha perdida reaparece ‘gigante’ sem tosa após 7 anos e motiva campanha

Publicado

Crickles se perdeu do rebanho durante incêndio florestal em 2013 na Tasmânia. Dona aproveitou o visual curioso para fazer bolão sobre peso da lã e juntar doações para refugiados.

Uma ovelha que se perdeu do rebanho durante incêndios florestais na Tasmânia em 2013 reapareceu na fazenda de sua dona depois de 7 anos e impressionou após tanto tempo sem ser tosada. O novo visual de Prickles, a ovelha, motivou a criadora Alice Gray a tirar das brincadeiras um bom propósito e ajudar quem precisa.

Depois que a fazenda da família Gray foi atingida por um incêndio e teve várias cercas destruídas, alguns animais fugiram. Prickles foi um deles, ainda filhote, mas sua ausência sequer foi notada em meio ao rebanho de milhares de ovelhas.

Depois de tanto tempo, foi o sogro de Alice que observou a primeira reaparição da caprina. Ele viu um bicho enorme e redondo aparecer nas filmagens de uma câmera noturna da propriedade. Dias depois, a família comemorava o aniversário de 6 anos do filho, Barclay, quando notou ao longe “uma coisa grande e redonda”.

Tamanho da ovelha Prickles motivou bolão para tentar acertar o peso da lã que será tosada do animal — Foto: Reprodução/Facebook/Alice Gray

O marido de Alice conseguiu segurar Prickles, mas precisou de ajuda para carregá-la até o carro, já que ela estava com tamanho equivalente ao de 5 ovelhas tosadas. No meio da lã há bastante sujeira e espinhos acumulados ao longo dos anos, o que inspirou o nome dado ao animal. ‘Prickles’ quer dizer espinhos em inglês.

Família e amigos brincaram considerando a ovelha uma profissional em distanciamento social em meio à quarentena após os 7 anos vivendo isolada. Foi quando a criadora teve uma ideia.

Alice começou um bolão para ver quem acerta quantos quilos de lã serão tirados de Prickles na nova tosa, marcada para o dia 1º de maio. Pode palpitar quem contribuir com doação para pessoas amparadas pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados (Acnur) em tempos de coronavírus. O prêmio é um certificado de excelência. Após 2 semanas de campanha, ela já arrecadou o equivalente a mais de R$ 30 mil.

Leia mais:  China dá proteção máxima a animal que pode ter passado o coronavírus
publicidade

Internacional

Baixa procura por vacina contra covid preocupa Uruguai

Publicado

Último país da América do Sul a iniciar a vacinação ainda não conseguiu fazer deslanchar a campanha de imunização

A inscrição dos uruguaios para receber a vacina contra a covid-19 da farmacêutica chinesa Sinovac foi menor que o esperado, o que gerou nesta quarta-feira (3) críticas por parte das autoridades, que mais uma vez defenderam a eficácia do imunizante.

O presidente da Administração dos Serviços de Saúde do Estado (Asse), Leonardo Cipriani, declarou que a CoronaVac é altamente eficaz e que a vacina pode evitar “praticamente 100%” que uma pessoa morra em decorrência da doença causada pelo vírus SARS-CoV-2.

Em testes realizados no Brasil pelo Instituto Butantan, a vacina da Sinovac teve 50,38% de eficácia global, percentual que sobe para 78% quando se trata de casos leves de Covid-19 e 100% contra casos graves e mortes. Nesta quarta, a Universidade Hacettepe, da Turquia, país que também usa a CoronaVac, divulgou uma eficácia global de 83,5%.

Pedido de cooperação

Cipriani destacou que a forma como a vacina foi negociada permitirá ao Uruguai, com 3,5 milhões de habitantes, se tornar um dos primeiros a imunizar toda a população, apesar de ter iniciado o processo depois de outros países.

“O Uruguai vai ser capaz de fazer uma boa surpresa se as pessoas cooperarem”, afirmou o presidente da Asse, que acredita que até o meio do ano 80% da vacinação poderia ser concluída.

Nesse contexto, o Ministério de Saúde Pública do Uruguai planeja distribuir as sobras de doses para grupos de prisioneiros e moradores de rua. Esses grupos começariam a ser vacinados na terceira semana do plano, juntamente com residentes de asilos e casas de repousos e funcionários desses espaços, trabalhadores da área da saúde e pessoas com menos de 60 anos com doenças crônicas.

Os centros de vacinação abriram suas portas na última segunda-feira para administrar as 192 mil doses da CoronaVac a policiais, militares, bombeiros, professores e trabalhadores do Instituto Nacional da Criança e do Adolescente (Inau) com menos de 60 anos de idade.

Os trabalhadores da saúde começarão a ser vacinados na próxima segunda-feira, quando chegará ao país vizinho o primeiro lote de imunizantes da Pfizer, procedente dos Estados Unidos.

O Uruguai, que é o último país da América do Sul a iniciar a vacinação, registrou 59.171 casos de coronavírus até hoje, dos quais 7.189 são considerados ativos. Há 75 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva, e 617 pessoas morreram de Covid-19.

Leia mais:  EUA aprovam uso emergencial de vacina da Pfizer contra covid
Continue lendo

Internacional

Cinzas do vulcão Sinabung chegam a 5.000 metros de altura na Indonésia

Publicado

Autoridades indonésias elevaram o nível de alerta para três de uma escala que vai até quatro e limitaram acesso a até 5 km de distância do local

O vulcão Sinabung, na Indonésia, entrou em erupção nesta terça-feira (2) e chegou a expelir fumaça a 5.000 metros de altura nos céus da localidade de Karo, no norte da ilha de Sumatra.

Uma fazendeira da região trabalha normalmente enquanto as cinzas do vulcão do Monte Sinabung, na Indonésia, dominam os céus de Karo, ao norte da ilha de Sumatra neste terça-feira (2)

Uma fazendeira da região trabalha normalmente enquanto as cinzas do vulcão do Monte Sinabung, na Indonésia, dominam os céus de Karo, ao norte da ilha de Sumatra neste terça-feira (2).

Nesta outra imagem, donos das terras da região tentaram seguir a vida normalmente

Nesta outra imagem, donos das terras da região tentaram seguir a vida normalmente.

A Agência Geológica da Indonésia liberou imagens da erupção do vulcão Sinabung 

As autoridades indonésias elevaram o nível de alerta para o vulcão, que já está no terceiro de uma escala de quatro.

As autoridades indonésias elevaram o nível de alerta para o vulcão, que já está no terceiro de uma escala de quatro

Os cientistas registraram mais de 13 projeções que alcançaram 5.000 metros de altura sobre a ilha de Sumatra.

Leia mais:  Kim Jong-un teria morrido após complicações em cirurgia, afirma site norte-americano
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana