conecte-se conosco


Brasil

Países produtores importam 671 mil sacas dos Cafés do Brasil no período de janeiro e maio de 2022

Publicado

Volume físico total de café exportado em cinco meses atingiu 16,62 milhões de sacas com receita cambial de US$ 3,86 bilhões

O total acumulado das exportações dos Cafés do Brasil no ano-cafeeiro em curso, especificamente no período de janeiro a maio de 2022, atingiu o equivalente em volume físico a 16,62 milhões de sacas de 60kg, as quais foram adquiridas por 112 países, com preço médio de US$ 232,91, gerando assim uma receita cambial ao nosso País de US$ 3,86 bilhões.

Em relação a esse volume físico total exportado, constata-se que os cafés da espécie arábica somaram 14,46 milhões de sacas, que correspondem a 87% das exportações de café, enquanto que os cafés da espécie robusta atingiram a soma de 639,35 mil sacas, que equivalem a 3,8% das vendas, totalizando assim 15,10 milhões de sacas de cafés verdes, os quais representam em torno de 90% do adquirido pelos 112 países. Em complemento, também foram exportados cafés solúvel, torrado e moído, sendo 1,50 milhão de sacas de café solúvel (9%) e 16,87 mil sacas de café torrado e moído (1%).

Leia mais:  Procon encontra diferença de mais de 300% em material escolar

Neste contexto das exportações dos Cafés do Brasil, chama a atenção e também merece destaque o fato de que dez países produtores de cafés terem importado do nosso País, no período em destaque, o equivalente a 671,25 mil sacas de 60kg, obviamente para suprir suas demandas internas e/ou de exportações.

Assim, um ranking em ordem decrescente das seis maiores importações realizadas por esses países produtores de cafés, de janeiro a maio de 2022, revela o seguinte: na primeira posição destaca-se a Colômbia com a aquisição de 506,54 mil sacas, o que equivale a 75,5% do total exportado dos Cafés do Brasil. E, na segunda colocação, vem a República Dominicana com a compra de 60,11 mil sacas (9%); seguido do México com 47,61 mil sacas (7,1%).

De acordo com Conselho dos Exportadores de Café do Brasil – Cecafe, conforme retrata o seu Relatório mensal maio 2022, do qual foram extraídos os dados que permitiram subsidiar esta análise para divulgação no Observatório do Café, do Consórcio Pesquisa Café coordenado pela Embrapa Café, exclusivamente no mês de maio do ano em curso, as exportações brasileiras de café totalizaram 2,80 milhões de sacas de 60 kg, volume que representa crescimento de 5,1% em relação ao mesmo mês do ano anterior.

Leia mais:  Prouni divulga resultado da 2ª chamada

publicidade

Brasil

Bebê passa mal e família morre em acidente de carro ao tentar socorrê-lo

Publicado

A mãe, de 32 anos, chegou a ser socorrida e levada na ambulância do município para uma unidade de saúde, mas também não resistiu aos ferimentos

O capotamento de um carro deixou três pessoas da mesma família mortas em Jaraguari (MS) – a 55 km de Campo Grande, na tarde da última quinta-feira (30). Entre as vítimas, havia uma bebê de 3 meses, segundo a Polícia Civil.

A família estava a caminho do posto de saúde da cidade, quando o motorista perdeu o controle do veículo na MS-244. De acordo com a Polícia Civil, a família estava na cidade há cerca de três meses, onde o casal trabalha em uma fazenda.

Conforme apurado, enquanto o pai trabalhava, o recém-nascido começou a passar mal. Desesperados, o casal saiu correndo a caminho de uma unidade de saúde. No caminho, o condutor perdeu o controle da direção e o carro acabou capotando.

A polícia informou que com o impacto da batida o bebê acabou arremessado pela janela traseira. Ele e o pai, de 34 anos, morreram no local do acidente.

Leia mais:  Motorista não pagará DPVAT pelo segundo ano seguido. Entenda

A mãe, de 32 anos, chegou a ser socorrida e levada na ambulância do município para uma unidade de saúde, mas também não resistiu aos ferimentos.

Dinâmica do acidente está sendo investigada — Foto: Reprodução

Além do bebê, as vítimas do acidente também possuem uma filha, de 12 anos. A menina estava na escola, no momento da capotagem, por isso não estava no veículo.

Segundo apurado pela reportagem, ela ficará com parentes, em Rio Verde de Mato Grosso.

Perícia foi acionada e a dinâmica do acidente está sendo investigada.

Continue lendo

Brasil

Preço médio da gasolina cai 3,5% nos postos com efeito do ICMS

Publicado

Segundo a ANP, litro do combustível foi de R$ 7,390 para R$ 7,127; já o diesel tele leve queda, de R$ 7,568 para R$ 7,554

Os preços dos combustíveis registraram queda nos postos na semana, segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis), divulgado nesta sexta-feira (1º). Os valores já refletem a redução de tributos do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) nos estados.

O valor médio da gasolina caiu 3,5%, de R$ 7,390 para R$ 7,127. O etanol recuou 3,07%, passando de R$ 4,873 para R$ 4,723. Já o preço médio do diesel teve leve queda, de R$ 7,568 para R$ 7,554 (0,18%). 

Na semana anterior, os combustíveis havia registrado aumento, com o diesel superando o preço da gasolina pela primeira vez, após reajuste nas refinarias, de 5,2% na gasolina e de 14,2% no diesel, no último o dia 17. 

Numa tentativa de abaixar os preços nos posto, os impostos federais foram zerados, e o ICMS (tributo estadual) passou a ser limitado a 18%. Lei sancionada no dia 23 de junho pelo presidente Jair Bolsonaro fixou um teto para a cobrança do imposto sobre combustíveis, energia elétrica, telecomunicações e transporte urbano. 

Leia mais:  COVID-19: Brasil registra 4.180.376 milhões de pessoas recuperadas

Alguns estados constestaram, alegando que a lei federal prejudica o orçamento estadual, dada a importância do ICMS para a arrecadação, e por isso esperam reverter a determinação no STF. Outros já anunciaram a redução, como São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana