conecte-se conosco


Cidades

Parque Estadual da Pedra Azul passa por melhorias e reformas

Publicado

O Parque Estadual da Pedra Azul (PEPAZ), localizado no município de Domingos Martins, está passando por reformas para melhor atendimento ao público. No momento, todas as unidades de conservação do Espírito Santo encontram-se fechadas, devido à pandemia provocada pelo novo Coronavírus (Covid-19) no mundo. No entanto, os servidores do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) estão preparando melhorias no local.

Uma delas é a melhoria das trilhas, com a produção de novas placas que vão trazer informações de árvores, fisionomias da Mata Atlântica, além de curiosidades. “Estamos fazendo melhorias, pois identificamos a necessidade de trilhas mais interpretativas para promoção da educação ambiental. Assim, haverá uma proximidade maior com o turista que visita a unidade de conservação, tendo maior conexão”, considera a bióloga e técnica do PEPAZ, Tamires Mutz.

O percurso total da trilha do Parque Estadual da Pedra Azul possui três quilômetros e meio até as piscinas naturais. Ao longo da trilha, o Iema está construindo decks para acesso ao mirante e há um deck especificamente que é estratégico, pois fica na base de uma pedra, permitindo que o visitante possa tirar foto embaixo na Pedra do Lagarto, num cenário de pura beleza.

“Vamos fazer outro deck, no mirante do Forno Grande, de onde se tem a vista para o Parque Estadual do Forno Grande (PEFG), no município de Castelo. Há também outro deck que já está sendo elaborado, que é um mirante virado para a Pedra Azul, localizado na Trilha das Orquídeas”, revela Tamires Mutz.

Novas placas

A trilha do PEPAZ, embora seja uma só, com 3,5 quilômetros, possui várias denominações e variedades. Assim, o Iema irá colocar placas informando a distância percorrida para o visitante ter noção do quanto já foi alcançado. Outras placas estão sendo reformadas, com explicações sobre o local, fauna, flora, mirantes e tipo de solo.

O atrativo principal da trilha do PEPAZ são as piscinas naturais, localizadas ao lado da Pedra Azul, onde as pessoas podem se banhar. Acima dessa região, há os mirantes para que os visitantes tirem fotos.

“Estamos planejando terminar todo esse trabalho até outubro deste ano, pois será o aniversário do PEPAZ e do PEFG. Irão completar 60 anos devido ao decreto que os transformou em unidades de conservação, em 31 de outubro de 1960. Antes, eram reservas florestais. Por sua vez, em janeiro de 2021, serão comemorados os 30 anos do PEPAZ, pois foi quando ele ficou definido como Parque Estadual”, informa Tamires Mutz.

Saiba mais:

O Parque Estadual da Pedra Azul (PEPAZ) foi criado para proteger amostras significativas dos ecossistemas regionais, que se destacam pelas formações rochosas de granito e gnaisse (Lei Estadual n° 4.503/91). Abriga um dos mais importantes cartões postais do Estado, a Pedra Azul, que possui 1.822 metros, além da Pedra das Flores, com 1.909 metros de altitude, e o detalhe interessante é a Pedra do Lagarto unida à Pedra Azul.

Trilhas interpretativas: guiadas ou autoguiadas, são recomendadas e utilizadas em interpretação ambiental por oferecerem oportunidades de um contato direto com o ambiente natural, direcionado ao aprendizado e à sensibilização.

Reserva Florestal: áreas protegidas, cujas definições podem variar de acordo com a legislação local. São áreas de importância para a preservação da vida selvagem, flora, fauna ou características geológicas e outras de especial interesse, as quais são reservadas e gerenciadas para sua conservação ética e para favorecer o estudo e a pesquisa em condições favoráveis.

Unidade de Conservação: áreas com características naturais relevantes, criadas e protegidas pelo Poder Público com objetivos de conservação. 

Parque Estadual: denominação dada às unidades de conservação de proteção integral da natureza, quando criadas na esfera administrativa estadual.

Leia mais:  Vacinação de crianças contra o sarampo supera 93% em Vila Velha
publicidade

Cidades

Cidades da Grande Vitória começarão a vacinar idosos e profissionais da saúde

Publicado

Prefeituras seguirão protocolos do Ministério da Saúde e pretendem implantar agendamento online e além de ampliar horário de atendimento nas unidades dos bairros

As prefeituras da Grande Vitória começarão a vacinação contra a covid-19 junto aos idosos e aos profissionais da saúde. A previsão é que a imunização seja feita imediatamente assim que as doses sejam repassadas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) aos municípios. Na manhã desta segunda-feira (18), o governador Renato Casagrande participou em São Paulo da entrega simbólica do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para o Espírito Santo. Serão 95 mil doses disponíveis. A distribuição será definida em reunião com os municípios ainda nesta tarde.

Em Vitória, os primeiros a serem vacinados serão pessoas de maior vulnerabilidade como os idosos acima dos 60 anos que vivem em instituições de longa permanência (ILPIs) e profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid. As equipes de saúde irão até os locais vacinar essas pessoas. Pessoas idosas com mais de 75 anos irão completar o grupo prioritário da primeira fase, conforme orientação do Ministério da Saúde. Na capital, a primeira fase é composta por 32 mil pessoas. “Para esse primeiro público, não será necessário agendar atendimento nem ir às unidades de saúde. Assim que formos informados sobre a quantidade de novas doses que receberemos, iniciaremos o agendamento on-line, seguindo o calendário definido pelo Ministério da Saúde”, detalha a secretária de Saúde de Vitória, Thais Cohen.

Em Vila Velha, o público-alvo dessa primeira etapa também será formado por idosos em instituições de longa permanência, além de pessoas a partir de 18 anos com deficiência que moram em residências inclusivas, trabalhadores da saúde e população indígena. A secretaria de saúde informa, ainda, que os idosos nas instituições de longa permanência serão imunizados nos próprios locais. Quando a imunização for ampliada para grande parte da população, será disponibilizado no site da prefeitura um link de acesso para realizar o agendamento on-line. Caso o morador não tenha acesso à internet, as marcações serão feitas através das unidades de saúde. Futuramente, o município estuda implantação de drive-thru e vacinações em escolas, igrejas e shoppings.

Horário estendido

Em Cariacica, a prioridade também será para os idosos em instituições de longa permanência, que receberão as vacinas nesses locais, sem necessidade de deslocamento. Pacientes acamados entrarão no agendamento quando forem incluídos nas próximas etapas da vacinação. A Secretaria de Saúde (Semus) de Cariacica aguarda um comunicado oficial em relação à quantidade de doses de vacina que o município terá direito, para decidir se haverá necessidade de implantar outros pontos de vacinação como drive thru e utilização de escolas e shopping. Mas já planeja ampliar o horário de funcionamento das unidades básicas de saúde, para além das 16h, bem como ampliar o número de pontos de vacinação. Também foi providenciada a compra de novas câmaras frias para armazenar o total de doses ao qual o município terá direito. A Semus contabiliza  17 salas de vacinação preparadas para a imunização, com a previsão de implantar outras cinco. Cariacica também pretende utilizar serviço de agendamento on-line que será implantado por meio do site oficial da prefeitura.

A prefeitura de Guarapari informou que aguarda a sinalização do Estado quanto ao quantitativo de doses que serão disponibilizadas para o município, para que possa finalizar todas as ações estratégicas da campanha e avaliar a quantidade de pessoas que serão vacinadas, dentro do público prioritário da primeira fase da campanha. Como as outras prefeituras, serão contemplados idosos acima de 60 anos que vivem em instituições de longa permanência e profissionais de saúde que estão na linha de frente em atendimentos da doença. Dependendo da quantidade de vacinas, o município estuda a possibilidade de criação de drive-thru. 

A reportagem demandou também as prefeituras da Serra e de Viana. Assim que elas retornarem, a matéria será atualizada.

Leia mais:  Sine-VV: 103 vagas de emprego nesta segunda (8)
Continue lendo

Cidades

Obras do novo complexo de esporte e lazer chegam à fase final no bairro Canivete

Publicado

Um sonho antigo dos moradores do bairro Canivete está prestes a se tornar realidade. É que as obras do novo complexo de esporte e lazer chegam à fase final do projeto, que contará com um espaço exclusivo para a realização de atividades esportivas, de convivência e lazer.

Visualização da imagem

Com investimentos na ordem de R$ 3,3 milhões, provenientes de recursos próprios do Município, o empreendimento está sendo construído em uma área total de 8.134,36 metros quadrados. A obra compreende a construção de quadra de areia, campo society, arquibancadas com piso em concreto, pista de caminhada, academia ao ar livre, playground, vestiários, banheiros com acessibilidade e lanchonete, além de espaço destinado à Educação Ambiental.

Visualização da imagem

“O complexo de esporte e lazer é uma solicitação da comunidade e que estamos tornando realidade, após a dedicação e o empenho da gestão municipal em organizar as finanças do Município e investir em obras e equipamentos que proporcionarão maior qualidade de vida à população linharense”, destaca o secretário municipal de Obras e Serviços Urbanos, João Cleber Bianchi.

Visualização da imagem

Ao final das obras do novo complexo do bairro Canivete serão instaladas placas informativas, alertando os moradores da região sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e do distanciamento entre os visitantes, a fim de evitar a propagação do novo coronavírus (Covid-19).

Leia mais:  Certificação internacional atesta a excelência ambiental da celulose fluff da Suzano por meio do selo EU Ecolabel
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana