conecte-se conosco


São Mateus

Partidos protocolam impeachment de Daniel e esperam que a Câmara cumpra o seu papel

Publicado

Jeziel (advogado), Nillis (PL), Eliezer (PRTB) e Eguinado (PCdoB).

PRTB, PP, PCdoB e PL foram os únicos que defendem a cassação do prefeito e estranham omissão de lideranças e entidades

Numa ação de respeito e responsabilidade com o destino do município de São Mateus, apenas quatro partidos políticos de São Mateus protocolaram o pedido de impeachment do prefeito afastado, Daniel Santana, na Câmara de Vereadores. O fato aconteceu nesta segunda-feira (25) e os partidos PRTB, PL, PCdoB e PP, juntamente com o advogado Jeziel Oliveira de Almeida estiveram representados pelos seus presidentes municipais. Outro pedido de impeachment foi protocolado semana passada.

O que fato que vem causando estranheza para a população mateense é a omissão de lideranças e entidades em favor dos interesses do município, uma vez que o fato que gerou o afastamento do prefeito foi gravíssimo e levou a Polícia Federal a dar voz de prisão, não só ao chefe do Executivo como a vários de seus assessores.

“Por onde andam o deputado e os outros candidatos nessa hora? ”, questionou José Maurício dos Santos, aposentado, morador do bairro Santo Antônio. “Nos causa indignação também que a justiça, a OAB, Ministério Público do Estado, outros partidos políticos e até mesmo o Tribunal de Contas deram às costas para São Mateus”, completou.

Eliezer Nardoto (PRTB), Nillis Castberg (PL), Cassio Caldeira (PP) e Eguinaldo Santana (PCdoB) foram os únicos que se apresentaram em defesa do município e fizeram valer o papel político de seus partidos que desejam cumprir o seu papel em sintonia com a maioria da população mateense. “Agora esperamos que a Câmara de Vereadores cumpra o seu papel”, disse Eliezer, acreditando que o Legislativo saberá fazer o que todos esperam que faça, “que é ser justo com a nossa demanda apresentada nesta segunda-feira”, enfatizou.

Podemos justifica ausência

De acordo com os presidentes dos partidos que protocolaram o pedido de impeachment na Câmara Municipal, o presidente do Podemos, Valdemir Andrade de Santana, não esteve presente e não assinou o documento por estar fora da sede do município e no lugar que se encontrava, Nova Lima, a comunicação por celular foi o empecilho para avisá-lo do horário, em que todos estariam dando entrada no documento pedindo a cassação do prefeito afastado Daniel da Açaí.

Leia mais:  Projeto trabalha autoestima e empreendedorismo com internos do Centro de Detenção Provisória de São Mateus
publicidade

São Mateus

Assentados do Zumbi dos Palmares pedem reformas e reabertura de escola

Publicado

O Comitê de Educação no Campo pede ao prefeito Caffeu que a escola volte a funcionar

Os moradores do Assentamento Zumbi dos Palmares realizaram uma manifestação pedindo ao prefeito de São Mateus em exercício, Ailton Caffeu, que reabra a Escola Municipal do Ensino Infantil e Fundamento (EMEIEF). De acordo com os membros do Comitê da Educação do Campo, que tem o apoio do Movimento dos Pequenos Agricultores e outras 31 representações, “a luta vem de antes do atual prefeito assumir a Prefeitura, mas as famílias contam com o seu apoio para a recuperação da escola, que apresenta problemas estruturais, rachaduras, infiltrações, dentre outros problemas”. Ainda segundo os moradores do Assentamento Zumbi dos Palmares, pertencente ao Distrito de Nestor Gomes, a escola corre o risco de desabar, por isso “pode não mais voltar a funcionar se não houver a iniciativa da Prefeitura de São Mateus em reformá-la atendendo o que foi constatado pela Defesa Civil e por engenheiros”, é o que temem os assentados, caso os serviços de recuperação do prédio não aconteçam.

Os representantes e membros do Comitê, têm procurado a Secretaria Municipal de Educação e realizado manifestações como forma de despertar a atenção das autoridades para a situação em que se encontrar a escola.

A municipalidade não se manifestou, após contato da reportagem.

Leia mais:  Escalão avançado da presidência da república já está em São Mateus
Continue lendo

São Mateus

Câmara convoca secretárias de Educação e de Finanças para esclarecimentos

Publicado

O requerimento aprova a convocação das secretárias para esclarecimento sobre FUNDEB, transporte escolar e situação financeira da prefeitura

São Mateus – Em requerimento aprovado por unanimidade, a Câmara de São Mateus convocou as secretárias municipais de Educação, Edna Rossim, e de Finanças, Leila Maria Oliveira de Mattos, para comparecerem à sessão legislativa da próxima terça-feira (7/12). Pelo Requerimento 029/2021, assinado por dez vereadores, as duas convocadas deverão prestar esclarecimentos em relação aos recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), ao transporte escolar, ao percentual de folha de pagamento e à atual situação financeira da Prefeitura.

Na sessão desta semana, realizada dia 30, o Parlamento aprovou ainda, também por unanimidade, mais dois requerimentos com pedidos de informações, de autoria dos vereadores Isael Aguilar (027/2021) e Cristiano Balanga (028/2021), além de 17 Indicações, quatro Moções e um Projeto de Lei do Executivo, autorizando a contratação de guarda-vidas para a temporada de Verão.

REQUERIMENTOS
No Requerimento 027/2021, apresentado por Isael, a Câmara requer a relação de todos os repasses financeiros, realizados pelos governos Federal e Estadual, ao Município de São Mateus exclusivamente para o enfrentamento da pandemia do novo coronavírus, desde janeiro até o momento. Requisita ainda a relação de todos os contratos celebrados para o enfrentamento da pandemia, separados por atividade e modalidade de contratação (licitação, ou dispensa de licitação). Por fim, o Parlamento requer também a relação de todos os pagamentos efetuados neste ano, devidamente separados por secretaria e número de contrato celebrado.

A Câmara Municipal aprovou também o Requerimento 028/2021, apresentado por Balanga, requisitando a relação de todos os profissionais do magistério contratados por designação temporária em 2021, além da folha salarial detalhada dessa categoria no ano em curso. Também está sendo requerido apontamento quanto a receita mensal e total do Fundeb transferida ao Município, “discriminada em Fundeb 70% e Município 30%”.

Ainda por meio deste requerimento, a Câmara requer relatório dos pagamentos realizados aos DTs do magistério, “a título de salário bruto, separados por fonte de recurso e por competência do mês”. Um segundo relatório está sendo requerido com os pagamentos “a título de salários brutos, separados por fonte de recurso, dos servidores comissionados que exercem suas atividades junto a Secretaria Municipal de Educação”.

SINDSERV
O Requerimento 029/2021 foi decidido durante a participação, na tribuna popular, do presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de São Mateus (Sindserv), Herickson Locatelli de Mattos, que defendeu reajuste salarial e concessão de abono à categoria. De acordo com o sindicalista, os servidores estão sem correção nos salários desde 2015. Ele comentou ainda a situação dos profissionais da educação, especialmente os que trabalham por designação temporária, e sobre a aplicação do Fundeb no Município.

Os vereadores reforçaram a importância de remunerar dignamente os servidores. Contudo indicaram a necessidade de saber a real situação financeira da Prefeitura, inclusive do índice de comprometimento das receitas municipais com pagamento da folha salarial.

Por isso, para esclarecer informações contraditórias, os vereadores aprovaram a convocação das secretárias municipais Edna Rossim (Educação) e Leila Maria de Oliveira Mattos (Finanças) para participação na sessão ordinária do próximo dia 7, às 15h.

Leia mais:  Ipem-ES realiza verificação de taxímetros em São Mateus no mês de março
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana