conecte-se conosco


Política e Governo

Pedido de impeachment de Casagrande é criticado

Publicado

Deputados solicitaram que a Mesa Diretora rejeitasse o requerimento, mas o autor reforçou que pedido de impedimento teria embasamento na legislação

A sessão ordinária de terça-feira (10) na Assembleia Legislativa (Ales) ficou marcada pela defesa do governador Renato Casagrande (PSB) diante do pedido de impeachment protocolado pelo deputado Capitão Assumção (PSL) no dia anterior. Alguns parlamentares pediram que a Mesa Diretora rejeitasse o requerimento, mas o autor reforçou que ele não seria retirado porque havia embasamento na legislação. 

O primeiro a se manifestar foi Enivaldo dos Anjos (PSD). Ele argumentou que não havia justificativa para levar adiante o pedido e cobrou uma resposta da Mesa em 24 horas. “Ao invés de impeachment deveria ter moção de aplausos, pois é um dos governadores mais competentes do País, que mantém a regularidade do Estado e cria condições para caminhar no presente e futuro, gerando um Fundo que vai estabelecer a possibilidade de segurança econômica por mais de 20, 30 anos”, disse. 

Outro ponto levando pelo pessedista diz respeito aos efeitos que a aprovação do requerimento poderia causar no cenário estadual. “Isso pode afastar investidores do Estado, pode gerar instabilidade para o setor empresarial. Estamos num momento de dificuldades no País com o Estado buscando ser exemplo”, ressaltou. 

Segundo Dr. Rafael Favatto (Patri) o governador tem responsabilidade com o povo capixaba e provou isso diante das chuvas que afetaram o Estado. Na opinião dele o movimento de Assumção apesar de justo, era extemporâneo. “Não estamos vivendo nenhuma crise para que o governador possa ser investigado ou questionado, não tem nenhum ponto que vai ferir a honra do governador e suas decisões”, frisou. 

Freitas (PSB), líder do Governo na Casa, salientou que Casagrande não tinha nenhum problema em realizar a prestação de contas, que ela não havia sido feita ainda por compromissos em Brasília e que a data seria acordada com o presidente Erick Musso (Republicanos). Os deputados Coronel Quintino (PSL), Dary Pagung (PSB), Marcos Garcia e Luciano Machado (ambos do PV) também defenderam o governador. 

Já Assumção afirmou que Casagrande havia descumprido a legislação ao não comparecer à Casa no prazo previsto (3 de março) e que manteria o requerimento. “Eu não pedi nada demais. É crime de responsabilidade (não prestar contas no prazo). Ele que vá se justificar. O jogo democrático é esse. Temos um grupo de independentes aqui que quer discutir o Estado”, assegurou.

Enivaldo tornou a debater o assunto. Desta vez levantando uma questão de ordem. O parlamentar questionou qual dos prazos seria o mais correto para o chefe do Executivo estadual vir até a Assembleia. “O da Constituição Estadual, da Lei 7.920/2004 ou do Regimento Interno? É um erro que essa Casa cometeu ter várias leis com o mesmo objetivo. O governador não disse que não vem, só pediu para vir em abril”, garantiu.

Leia mais:  Projeto dá opção de pagamento no cartão para evitar corte de energia
publicidade

Política e Governo

Suporte econômico: operações de crédito emergencial atingem mais de R$ 720 milhões liberados pelo Banestes

Publicado

Em pouco mais de um ano e meio do início da pandemia da Covid-19, as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes atingem mais de R$ 720 milhões em operações para empreendedores.

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), que tem mantido a relevante atuação de principal banco credor do Espírito Santo no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, como medidas de suporte econômico em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) divulgou, nesta semana, o balanço atualizado das operações. Já são mais de R$ 720 milhões liberados nas linhas de crédito emergencial, em mais de 21 mil operações.

São beneficiadas pelas medidas de acesso ao crédito facilitado e com condições diferenciadas as empresas capixabas de todos os portes: micro, pequenos e médios empreendedores, além das grandes empresas e também o setor industrial. 

“O Banestes tem desempenhado um importante papel de incentivo à economia e permanece atuando como o principal banco credor do Estado no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, lançadas como medida econômica para enfrentamento da pandemia, em parceria com o Governo do Estado, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), do Programa Nossocrédito e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), para a concessão de microcrédito”, ressaltou do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

As operações de crédito emergencial pelo Banestes tiveram início em março de 2020, a partir do avanço da primeira onda da pandemia da Covid-19 no Estado, que, em decorrência das importantes medidas de isolamento social, impactaram no andamento das atividades econômicas.

“Agimos rápido em busca de soluções que dessem suporte aos negócios, à manutenção dos empregos e à solidez do nosso Estado. Além das linhas especiais para os empreendedores, também lançamos soluções de suporte aos clientes pessoa física e repactuamos mais de R$ 580 milhões em operações de crédito. Atingimos, neste mês, a marca de mais de R$ 720 milhões liberados, em mais de 21 mil operações. Esse volume representa o sólido comprometimento do Banestes com o povo capixaba. Permanecemos atentos aos cuidados com os nossos colaboradores e clientes, com a manutenção dos nossos serviços e com a sustentabilidade do nosso banco”, destacou Amarildo Casagrande.

As informações sobre as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes, assim como sobre as outras soluções financeiras disponíveis como medidas de enfrentamento à pandemia, estão disponíveis para acesso à população pelo site www.banestes.com.br/estamosjuntos. No site, também é possível acessar as informações para contato com o banco.

Números do 1º semestre

No primeiro semestre de 2021, o Banestes registrou lucro líquido total de R$ 114 milhões. O lucro líquido recorrente foi de R$ 109 milhões, o que, ao comparar os resultados recorrentes do primeiro semestre de 2021 com o período equivalente a 2020 (R$ 87 milhões), o crescimento foi de 25,0%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, no primeiro semestre do ano foi destinado ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 33 milhões, valor aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento Estadual.

Crédito Emergencial Banestes:

  • Em 1 ano e 08 meses, mais de R$ 720 milhões liberados em crédito emergencial para empresas de todos os portes e microempreendedores capixabas;
  • Mais de 21 mil operações emergenciais realizadas;
  • Mais de R$ 583 milhões em renegociações de contratos de crédito;
  • Informações detalhadas sobre linhas de crédito e outros auxílios disponíveis em www.banestes.com.br/estamosjuntos.

Leia mais:  Projeto dá opção de pagamento no cartão para evitar corte de energia
Continue lendo

Política e Governo

Governador apresenta Plano de Investimentos a prefeitos e lideranças da região Litoral Sul

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã desta quinta-feira (16), um encontro com prefeitos e lideranças da região Litoral Sul. Durante a reunião de trabalho, realizada no município de Anchieta, foi apresentado o Plano de Investimentos 2020/2021, do Governo do Estado. Desde o início de agosto, o governador vem realizando encontros semanais com vereadores e agora inicia essas agendas com prefeitos e lideranças de todas as microrregiões do Espírito Santo.

Participaram desse primeiro encontro os prefeitos e lideranças dos municípios de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul, Anchieta, Piúma, Marataízes, Presidente Kennedy e Itapemirim.

Para o governador, é importante apresentar os investimentos que estão sendo realizados, assim como entender as principais demandas para investimentos futuros. “Estamos apresentando o que estamos fazendo e também falando sobre o que ainda vamos realizar. Agora, com a pandemia mais controlada, podemos realizar esses encontros, em que expomos de forma clara e transparente onde estamos alocando os recursos públicos e quais são os nossos principais investimentos”, disse.

Casagrande destacou que os encontros servem também para ouvir de prefeitos, vereadores e demais lideranças quais são as principais demandas dos municípios. “É importante receber essas demandas para que a gente possa mudar a vida das pessoas, que é a nossa principal função enquanto gestor público. Essa região, em especial, sofreu muito com as fortes chuvas, principalmente as cidades de Iconha e Alfredo Chaves, que foram alvo de um trabalho de reconstrução no último ano por parte do Governo do Estado”, pontuou.

O governador prosseguiu: “Temos diversas outras obras nessa região, como em Costa Azul, em Iriri, Castelhanos e na chegada de Anchieta. Em breve vamos dar a ordem de serviço da recuperação de Meaípe e da orla de Piúma, além de um contorno para a cidade. Vamos continuar realizando importantes investimentos para mudar a vida do capixaba.”

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Vitor Coelho, que preside a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), parabenizou o Governo do Estado pelos investimentos realizados nos municípios. “Fico feliz em ver os números dos investimentos do Estado, que estão crescendo de forma exponencial ano a ano. Como é bom ser capixaba nesse momento e ver como o Governo do Estado está investindo e desenvolvendo os municípios. Quero que cada município cresça cada vez mais para fortalecer o Espírito Santo e termos ainda mais visibilidade no cenário nacional”, declarou.

O prefeito anfitrião do encontro, Fabricio Petri, agradeceu a reunião e elogiou a iniciativa de apresentar os investimentos aos prefeitos. “Nossa gratidão ao governador por realizar reuniões setorizadas, pois é fundamental sabermos onde estão sendo realizados os investimentos e apresentar nossas principais demandas. Com muito comprometimento, o Governo do Estado vem realizando investimentos em todos os municípios. São investimentos nítidos, em que o morador sente na pele”, afirmou.

A vice-governadora Jacqueline Moraes participou do encontro e citou algumas ações do Governo do Estado, destacando o Programa Agenda Mulher, coordenado no âmbito da Vice-Governadoria. “O programa representa a voz das mulheres no centro do poder do Espírito Santo. Precisamos reduzir a violência, mobilizando também os homens para esse debate”, ponderou.

Também estiveram presentes o secretário de Estado de Governo, Gilson Daniel; os deputados estaduais Janete de Sá, Emilio Mameri, Coronel Alexandre Quintino e Luciano Machado; os prefeitos Tininho Batista (Marataízes), Tiago Peçanha (Itapemirim), Fernando Lafayete (Alfredo Chaves), Paulo Cola (Piúma), Gedson Paulino (Iconha), Nei Castelari (Rio Novo do Sul) e Dorlei Fontão (Presidente Kennedy); além de secretários municipais, vereadores e lideranças.

Leia mais:  Bancada federal capixaba destina R$ 51 milhões para o combate do novo coronavírus no Espírito Santo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana